Terça, 17 de Setembro de 2019 - 09:05

De engenheira química a orientadora de carreiras

De engenheira química a orientadora de carreiras

 

Como muitos jovens recém-formados, Alana Sales se sentiu perdida e insegura ao concluir o curso de engenharia química e não conseguir ingressar no mercado de trabalho. Entre um caminho de incertezas e inseguranças, ela descobriu que sua afinidade com os números a levaram até aquele curso, mas suas habilidades de comunicação e relacionamento interpessoal eram muito mais fortes para guiar a sua trajetória profissional. Hoje, Alana se sente extremamente realizada como coach, ajudando jovens a alinharem sua essência com sua atuação profissional, e também como idealizadora da Startup Conexão Carreira, projeto que prepara universitários e recém-formados para o mercado de trabalho, através da simulação de processos seletivos e do desenvolvimento de habilidades técnicas e comportamentais, a partir de treinamentos, vivências de autoconhecimento e cursos online. “Estamos numa era de busca por uma vida com propósito. Não dá mais para tentar se encaixar em padrões que não fazem parte da sua identidade. O meu trabalho é despertar a consciência e dar voz a essência de cada pessoa”, destaca Alana.

 

Uma trajetória de desafios e incertezas

Alana finalizou o ensino médio, e como acontece frequentemente entre os jovens, se sentiu pressionada a escolher um curso universitário. A opção foi a engenharia, não porque tinha real interesse na profissão, mas porque gostava da área de exatas. Após concluir o curso, não ser efetivada no estágio e passar por processos seletivos sem sucesso, o desespero bateu. Com a autoestima abalada, Alana resolveu começar a sua busca pelo autoconhecimento. “Eu fiz terapia e um acompanhamento com uma coach, foi um mergulho dentro de mim e compreendi que precisava resgatar minha essência comunicativa, sociável e de energia contagiante, além de desenvolver habilidades de liderança.”

Com a confiança recuperada, Alana não só passou no programa de trainee como rapidamente foi contratada pelo Carrefour em São Paulo; depois participou de um Programa de Talentos da BRF (Programa Aceleração Brasil), uma das maiores companhias de alimentos do mundo, e ali se tornou supervisora de vendas na Paraíba, até voltar para Salvador e entrar para o setor de RH, cuidando do Treinamento e Desenvolvimento de toda Região Nordeste. Foi aí que começou o despertar para sua verdadeira vocação. A engenheira entendeu que sua maior habilidade era impulsionar o potencial de outras pessoas. Começou então uma trajetória de formação nos mais conceituados cursos de coaching e metodologias de desenvolvimento pessoal, como PNL, Thetahealing e Pathwork. 

“Não foi fácil largar um emprego em ascendência dentro de uma empresa multinacional para trabalhar em um segmento fora do convencional, que inclusive ainda sofre com muito preconceito. Passei por muitos momentos de insegurança, mas entendi que precisava me dedicar ao meu propósito. Hoje me sinto extremamente realizada porque sei que estou ajudando a transformar a vida de muitas pessoas que se sentem perdidas ou angustiadas com a carreira profissional”, vibra Alana.

 

Startup Conexão Carreira

Por compreender e ressignificar os desafios que passou durante seu ingresso no mercado de trabalho, Alana Sales entendeu que precisava orientar de alguma forma os jovens universitários a se prepararem para processos seletivos e foi assim que nasceu a Startup Conexão Carreira. “A universidade te dá uma preparação técnica e teórica, mas não ensina a desenvolver competências necessárias para entrar no mercado de trabalho”, afirma a especialista

 

Quarta, 04 de Setembro de 2019 - 17:05

Uma opção para pequenas empreendedoras

Uma opção para pequenas empreendedoras

Em dez anos de existência o MEI - Microempreendedor Individual, conta com oito milhões de brasileiros cadastrados. Segundo o SEBRAE - Serviço de Apoio as Micro e Pequenas Empresas , a partir do momento em que o empreendedor passa a ser um MEI começa também a ter um CNPJ e proporciona facilidades como conseguir empréstimos e emitir notas fiscais.

Para ser registrado como Microempreendedor Individual, a área de atuação do profissional precisa estar na lista oficial da categoria, já que o MEI foi criado com o objetivo de regularizar a situação de profissionais informais.

Para participar desse programa é necessário:

  • faturar até 81 mil reais por ano;
  • não possuir nenhuma sociedade;
  • e pode ter no máximo um empregado que receba um salário-mínimo.

Ao se tornar um microempreendedor individual será necessário pagar algumas taxas referente ao Simples Nacional. Os valores mensais variam entre R$49,90 e R$55,90. A variação é de acordo com o tipo de atividade exercida: comércio, indústria, prestação de serviço ou misto entre comércio e serviço.

Essa despesa é paga, segundo o SEBRAE, através de débito automático, online ou por emissão do DAS - Documento de Arrecadação do Simples Nacional. Assim como os trabalhadores, os microempreendedores individuais tem benefícios e direitos assegurados:

  • auxílio-maternidade;
  • afastamento por problemas de saúde;
  • aposentadoria;
  • isenção de taxas federais como Imposto de Renda
Terça, 20 de Agosto de 2019 - 09:05

Empreendedora investe em Centro de Visagismo

por Iga Bastianelli

Empreendedora investe em Centro de Visagismo

 

O termo Visagismo vem do francês e remete a “rosto”, é uma técnica que foi criada na década de 30, em Paris, e que personaliza o cabelo a maquiagem, a roupa e outros detalhes da imagem por meio do  equilíbrio dos pontos que valorizam a beleza. O propósito é transmitir o interior de cada pessoa revelando o estilo de vida e mostrando, assim, sua essência. Um visagista é o profissional que auxilia o cliente a encontrar e harmonizar sua imagem pessoal. Em 1936 Fernand Aubry, o famoso cabeleireiro parisiense criou a técnica “le visagisme” direcionando cortes e maquiagens de acordo com as característícas de cada cliente.

 

Por uma feliz coincidência, é desta forma tratanto as mulheres como únicas que Dani Ataíde já atende as clientes dela, de Vilas do Atlântico e Lauro de Freitas, no Centro de Visagismo. “Nunca padronizei atendimentos, sempre procurei entender a necessidade de cada uma, para personalizar o serviço” explica Daniela. 

 

Cabeleireira há 22 anos, hoje, é também estudante de psicologia com ênfase em reabilitação de autoimagem feminina. Possui certificação como técnica da L’oreal em mechas e colorimetria avançada, visagista pela Academy Phillip Hallawel e pela Academy Pivot Point. A verdade é que desde cedo Dani aprendeu o que é empreendedorismo. “Cresci vendo minha irmã trabalhar em casa, atendendo as vizinhas, com 14 anos eu já até tinha uma clientela e aos 22 anos abri o meu primeiro salão, de lá pra cá fui aperfeiçoando”. Nesta trilha Dani Ataíde investiu mesmo com muitas dificuldades em diversos cursos de especialização, até que em 2014 conheceu o visagismo e “isso mudou a minha vida e tem mudado a vida de muitas pessoas por meio do meu trabalho”, disse ela.

 

Segundo a profissional, principalmente na região Nordeste, muita gente ainda não conhece sobre os benefícios do visagismo. Pesquisas afirmam que 95% da comunicação é não verbal, ou seja, a primeira impressão se dá logo nos primeiros minutos. Por isso, cada vez mais este tipo de consultoria vem ganhando espaço, as pessoas procuram orientação para criar uma imagem pessoal assertiva, personalizada e segura.

 

Dani revela que antes de conhecer o visagismo tentava seguir padrões inalcançáveis, padrões de revistas e de televisão, e isso muitas vezes a frustrava.  Até que ela entendeu que há um estilo de roupa, cabelo e maquiagem para cada formato de rosto, biotipo corporal, estilo de vida e personalidade. E foi essa descoberta que trouxe liberdade e felicidade para ela. Com esta realização pessoal, Daniela alimenta o sonho de conseguir estender esta conquista para mais pessoas “quero ter um Centro de Visagismo com muitos funcionários, com ambientes específicos e ajudar meus clientes a encontrarem sua melhor versão”, concluiu Daniela.

Centro de Visagismo Dani Ataíde

@visagismopordaniataide

Artista norte americana ensina técnica de aquarela em Itaparica

 

“Meu trabalho se concentra em preocupações ambientais e na resposta da comunidade às suas paisagens”. Foi com essa proposta que a artista visual norte-americana Deborah Ross incentivou alunos da rede pública de Itaparica a produzirem pinturas em aquarela que fazem parte da exposição A Natureza das Crianças. A mostra fica em cartaz no Shopping Barra de 1 a 20 de agosto, e é parte do resultado de uma série de o­ficinas realizadas pela Fundação Instituto Sacatar. Nas o­ficinas, as crianças foram convidadas a produzir uma série de pinturas das paisagens da ilha, mesclando sua flora e fauna a elementos da cultura local.

 

 Fundação já concedeu mais de 400 residências para pessoas de 67 países.

A Fundação Instituto Sacatar foi criada em 2000 como uma organização sem fi­ns lucrativos que tem a fi­nalidade de prover a artistas do mundo todo tempo e espaço físico necessários para criar novos trabalhos dentro de uma comunidade internacional de artistas e sob a influência da cultura da Bahia. 

 

Os artistas premiados passam dois meses na sede do Instituto, à beira-mar na Ilha de Itaparica. Desde 2001, a Fundação já concedeu mais de 400 residências para pessoas de 67 países.

 

Deborah Ross está entre os dezessete artistas selecionados dentre mais de 300 candidatos para as 4 sessões de residência do Sacatar em 2019. “Trabalhar com crianças tem sido o meu caminho para entrar em uma comunidade. Suas visões inspiram as minhas”, declara a artista. 

 

Serviço:

O quê – Exposição A Natureza das Crianças

Quando – 1 a 20 de agosto, de segunda a sábado das 9h às 22h e aos domingos, das 12h às 21h.

Onde – Shopping Barra, piso L1 Norte (Av. Centenário, 2992, Chame-Chame)

Quanto - Gratuito

Quarta, 17 de Julho de 2019 - 09:05

"Case de Sucesso: Samantha Hair Stylist"

por Iga Bastianelli

 

A decoração do espaço tem uma pegada moderna e colaborativa, demonstra o bom gosto da proprietária, uma jovem de 25 anos. O Salão de Samantha “Samantha Hair Stylist” que funciona, a menos de um ano, no térreo do Edifício Capemy, está ficando pequeno para a quantidade de clientes mas o sonho desta empreendedora é gigante! E é sobre esta vontade dela de fazer acontecer que vamos contar aqui: 

 

Samantha nasceu em Conceição do Coité, começou como aprendiz de cabeleireiro, com apenas 14 anos.  Enquanto as amigas curtiam o final de semana, ela ia sempre às sextas e sabádos para o salão do marido da prima onde fazia de tudo um pouco. Samantha varria o salão, servia cafezinho e segurava os potinhos das tinturas, a parte que ela mais gostava. De tanto prestar atenção no que o cabeleireiro fazia descobriu que estava gostando muito de aprender sobre aquilo que hoje é chamado de colorimetria. Resultado, passou 7 anos neste salão onde aprendeu na prática sobre tintura e também sobre luzes, toda parte de alisamento, e tantos outros serviços que um cabeleireiro desenvolve.

Samantha só percebeu que estava preparada quando o dono do salão viajou e deixou ela por 15 dias sozinha cuidando de todos os clientes.  “No início elas tinham receio, mas depois todas se sentiam seguras. Produzi tanto que quando o dono do salão voltou, ele ficou impressionado”, lembrou ela. A verdade é que Samantha já era cabeleireira e não sabia ou melhor não pensava em seguir esta carreira. Com muita coragem saiu do interior para fazer faculdade em Salvador, “minha mãe não podia pagar minha faculdade, então consegui entrar numa privada como bolsista de educação física, passei um ano estudando”, mas não era o que ela queria.  “Sai da faculdade e comecei a atender algumas amigas em domicílio e também por indicação boca a boca. Andava de ônibus com minha mochila nas costas e dentro tudo o que iria usar: secador, escovas e tinturas. Acho que este foi o meu maior desfio andar por toda Salvador sem conhecer quase nada na cidade”, disse Samantha.

 

Nesta altura já tinha tantas clientes que não conseguia mais ir até elas, daí começou a atender no apartamento que dividia com outras 4 amigas estudantes. Nesta época, incentivada pelo namorado Samantha resolveu cursar Estética em outra faculdade, aréa que ela já estava atuando e sentia necessidade de mais conhecimento teórico.

 

Com muito trabalho Samantha conseguiu alugar um apartamento na região do Iguatemi onde passou a atender, mas o espaço começou ,de novo, a ficar pequeno quando ela resolveu alugar uma loja no Edifício Capemy. “O movimento só melhora a cada dia e estou feliz por ter inaugurado há 8 meses meu salão” . A agenda dela é lotada! Crise? Que crise? Samantha confessa que nunca percebeu a tal crise, logicamente ela revelaque alguns meses são mais fracos mas o segredo dela é associar bom preço com qualidade e atenção aos clientes. “Eu cobro um valor justo, prefiro ganhar por quantidade do que colocar preços exorbitantes, minha clientela é fiel e sempre volta”, constatou ela.

 

Mas se este "Case de Sucesso" chegou ao fim,  o sonho de Samantha não termina aqui não... cheia de planos, ela revela que ainda tem muito a conquistar! Disposição é o que não falta para esta jovem empreendedora.

Samantha Hair Stylist 

@samanthaahairstylist

contato: (75) 99203 5530

Segunda, 15 de Julho de 2019 - 09:05

Curso Baseado no livro O Poder da Ação

por Iga Bastianelli

Curso Baseado no livro O Poder da Ação
Foto: Nara Dantas

 

O curso "O Poder da Ação" ministrado pela Coach Fernanda Groba ensina o passo a passo comprovado para alcançar resultados, desenvolver a alta performance e atingir metas. As ferramentas e técnicas utilizadas são voltadas exclusivamente para organizar e acelerar os resultados, agindo de maneira focada, conhecendo a si mesmo como pessoa e profissional e rompendo com os insucessos.

O curso “O Poder da Ação” que irá acontecer no próximo sábado das 8h às 18h no Salvador Business Flat é, também, uma grande oportunidade de revolucionar e elevar o nível das empresas, com a preparação desde a alta gerência até os estagiários.

O treinamento é inteiramente baseado no best-seller campeão de vendas, O Poder da Ação, segundo livro mais vendido de 2017 e terceiro mais vendido em 2018 na sua categoria de acordo com o ranking da Revista Veja e Publishnews.   

“O participante irá alcançar alta performance usando ação, foco, autoconhecimento, ferramentas e conceitos que realmente transformam atitudes e quebram ciclos de insatisfação” explicou a Coach Fernanda Groba.

Durante o curso, os alunos vão aprender a: tomar as decisões certas,vencer o medo do desconhecido e a procrastinação, aprender a estabelecer o foco, obter respostas de sucesso, reprogramar sua mente para o sucesso, desenvolver sua inteligência emocional, criar uma visão de futuro extraordinária, desenvolver capacidades, aumentar competências financeiras e profissionais, uma nova fisiologia de alta performance, autorresponsabilidade - o que é e como obtê-la na prática.

Inscrições: 71 99310-2965 ou através do link do sympla:

 https://www.sympla.com.br/curso-o-poder-da-acao--em-salvador__514035

Dia: 20 /07

Horário: 8h às 18h

Local: Salvador Business Flat ( próximo ao Salvador shopping)

Quarta, 10 de Julho de 2019 - 09:05

Investimentos Financeiros: como fazer render!

Investimentos Financeiros: como fazer render!

A mulher precisa tomar as rédeas cada vez mais do seu planejamento financeiro. Mas a verdade é que este assunto ainda não é o preferido da maioria das mulheres. Investimento financeiro pode ser a resposta para muitas perguntas sobre o futuro, como por exemplo: reserva financeira, aposentadoria tranquila e fundo de emergência. Existem algumas novidades no mercado que substituem com muito mais vantagens à poupança, por exemplo.

 

A jornalista e youtuber, Nathalia Arcuri, dona do canal Me Poupe, um dos maiores maior na categoria economia e finanças, listou em um de seus vídeos bons investimentos financeiros para fazer. Mas antes de se pensar em qual investimento escolher é importante que você saiba quanto dinheiro tem, qual a finalidade e para quando você quer ele.

 

O primeiro investimento citado é o Tesouro Selic. O Tesouro Direto tem diversos nomes, que variam de acordo ao crescimento sobre os juros. Ele é o substituto oficial da poupança. O Tesouro Selic rende mais que a poupança e é o ideal para quem quer fazer um fundo de emergência.

 

Renda Fixa é outro tipo de investimento que a jornalista indica. Esse é uma forma de empréstimo, só que com ordens diferentes, nesse caso você empresta seu dinheiro ao banco e em um determinado prazo ele te devolve em maior quantidade porque ele cresceu com juros. Se optar pela Renda Fixa busque bancos onde você possa emprestar seu dinheiro por mais tempo, e se possível invista mais dinheiro, porque isso gera maior rentabilidade.

 

Nathalia Arcuri indica também o investimento em ações, as chamadas Rendas Variáveis. Segundo ela para quem tem esse desejo o ideal é ter regularidade nos investimentos e ser assidua, assim é possível comprar ações sempre em baixo custo, a partir de R$200,00, por exemplo.

 

Investimentos financeiros podem ser feitos tanto em bancos quanto em corretoras monetárias. A especialista geralmente indica corretoras porque elas têm condições mais especiais para o consumidor. Se informe mais sobre o tema e controle suas finanças!

Shopping Cajazeiras promove ‘Feira de Saúde e Bem Estar’     

 

O Shopping Cajazeiras promove a Feira de Saúde e Bem Estar, através de uma ação integrada com parceiros que fazem parte do mix de lojas do empreendimento. O evento é gratuito e acontece nesse sábado, 13 de julho, das 9h às 15h, no Piso L1 do centro de compra, com diversas ações específicas, em prol da qualidade de vida, saúde e bem estar da população do bairro de Cajazeiras. A feira vai contar ainda com um aulão fitness com muita Zumba e Fitdance, a partir das 15h, no estacionamento, pilotado pela equipe da Arena Fitness Club.

 

A programação começa cedo, às 9h, com sessões de massoterapia e uma orientação sobre escovação e saúde bucal, aplicação de flúor para crianças, oferecida pelo Projeta Cursos, que encerra às 16h. Logo depois, às 10h, vai rolar um bate-papo descontraído com a nutricionista Jéssica Couto, da Clínica Amigo Doutor, sobre alimentação saudável, emagrecimento, ganho de massa muscular e muito mais. Já o Laboratório Sabin, às 10h, oferecerá serviços de aferição de pressão e glicemia. 

Veja como marcas incentivam ações sociais sem aumentar custos do cliente

O desempenho do Brasil no Ranking Mundial da Solidariedade (World Giving Index, no original), de 2018, despencou para a mais baixa posição de todas as edições da pesquisa: 122º lugar, dentre 146 países pesquisados – em 2017 o País ficou em 75º lugar. A pesquisa realizada pela instituto britânico CAF – Charities Aid Foundation mede três índices: ajuda a estranhos, doação a ONGs e trabalho voluntário. Pensando em como melhorar e auxiliar de forma proprietária ONGs ou grupos de pessoas, muitas empresas têm criado maneiras inovadoras que aumentam o engajamento e permitem que as pessoas façam mais boas ações.

 

TROC

Segundo pesquisa realizada em 2018 pelo Ecommerce ThredUp, as mulheres utilizam em média entre 20 e 30% dos itens do seu closet. Com o objetivo de auxiliar no descarte ou acúmulo de itens, Luanna Toniolo fundou a TROC, plataforma que conecta pessoas que querem vender e comprar roupas, bolsas, sapatos e acessórios usados das melhores e mais conhecidas marcas e em perfeito estado. O grande diferencial do brechó 100% online é a curadoria feita sobre os produtos. Caso haja qualquer avaria nas peças, elas não são aceitas para a venda. Quando isso acontece as usuárias têm duas opções: pagar o frete para receber de volta os itens ou autorizar a doação dos mesmos. Com isso, a TROC doa em média 480 itens para instituições parceiras.

 

Reserva

Segundo o Pesquisa Nacional por Amostras de Domicílio (PNAD), no Brasil cerca de 52 milhões de pessoas se encontram em situação de insegurança alimentar, ou seja, falta de acesso à alimentos seguros e suficientes para suprir as necessidades nutricionais. Por conta desses números, em 2016, o Grupo Reserva criou o seu maior projeto social chamado 1p5p, onde a cada peça vendida em uma das 91 lojas da marca, cinco pratos de comida são doados para quem tem fome no Brasil. Como grande propósito da empresa, a ação, em parceria com o Banco de Alimentos, já doou mais de 28 milhões de pratos desde sua criação. Há cada 15 minutos, no site oficial do projeto, é atualizado o número de refeições doadas.

 

Oktoplus

Mas você já imaginou que pode realizar uma boa ação utilizando os seus pontos acumulados em programas de fidelidade e sem ter custos a mais no orçamento? A Oktoplus, única plataforma disponível no Brasil para gerenciar programas de fidelidade, permite que você reverta seu resgate, por meio dos programas parceiros, em 44 tipos diferentes de doações. Entre elas estão: realização de um sonho de uma criança com doença grave da ONG Make a Wish; visita de uma dupla de palhaços do Doutores da Alegria para pessoas hospitalizadas; atendimento médico, odontológico e oftalmológico do Amigos do Bem e uma sessão de fisioterapia na AACD.

 

Terça, 25 de Junho de 2019 - 08:05

Empreendedorismo e maternidade

Empreendedorismo e maternidade

Estudos hoje comprovam que na verdade mulheres mães estão mais estimuladas a empreender. Essa resposta foi encontrada pela rede Mulher Empreendedora no Brasil. Cerca de 1,4 milhões de mulheres que controlam um empreendimento foram ouvidas, dentro do Brasil, e a maioria começou a investir no próprio negócio após o casamento e a maternidade.

 

Essa informação foi divulgada pelo site da Jovem Pan, que também ouviu um psicóloga, a Marilene Kehdi. A profissional explica que a maternidade inclui muitas renúncias e uma grande mudança na vida de uma mulher. Várias mães podem chegar no estágio de não se sentirem completas.

 

A psicóloga complementa que quando o empreendedorismo surge nessa fase da vida, ele funciona como um escape para realização profissional sem que se distancie da maternidade, já que ao ser dona do próprio negócio se torna possível combinar com mais liberdade o tempo, o trabalho e a família.

 

A questão do tempo menos corrido se faz real quando é possível trabalhar em casa. A maioria das empreendedoras brasileiras se enquadram nas seguintes funções (relatos da pesquisa da rede Mulher Empreendedora no Brasil): e-commerce, redatora, tradutora, trabalhos artesanais de vários tipos, doces, bolos, salgados, fraldas, segmento de beleza, costureira, designers, diversos serviços online, festas de aniversário, ovos de páscoa e influenciadoras digitais.

Histórico de Conteúdo