Quarta, 15 de Maio de 2019 - 13:00

Encontro gratuito irá falar sobre Educação x Equilíbrio Emocional

por Iga Bastianelli

Encontro gratuito irá falar sobre Educação x Equilíbrio Emocional

Realizado sempre no mês de maio, em comemoração ao Dia das Mães e ao Dia da Família, o Day Off Family 2019 tem como tema “A educação através do equilíbrio emocional”. O encontro será no próximo sábado (18 de maio), das 8h às 12h, no auditório da loja Ferreira Costa, na Avenida Paralela, em Salvador. As inscrições são gratuitas!


Na ocasião, será lançado o Instituto Reconexão, que tem como propósito levar cada pessoa a uma jornada de equilíbrio emocional, alcançando a plenitude nas diversas áreas da vida. Participam da ação a educadora, terapeuta sistêmica e fundadora do Instituto Somos Pais, Jéssica Costa, a especialista de vida e carreira, Tammi Lemes, e o terapeuta holístico e educador em práticas orientais energéticas, Jean Francisco.

Programação

Durante o encontro serão abordadas questões que influenciam diretamente a educação dos filhos, como vida profissional, relação com os pais e equilíbrio emocional. O principal objetivo é esclarecer dúvidas relacionadas à maternidade/paternidade, assim como proporcionar a troca de experiências. 

Serviço
O quê: 4º Day Off (Dia de Folga) da Família
Quando: 18.05 (sábado), das 8h às 12h.
Onde: Auditório da loja Ferreira Costa - Av. Luiz Viana Filho, 6180 - Paralela
Inscrições: http://www.institutosomospais.com.br/4-day-off-da-familia/ 
ou bit.ly/dayoff2019 
Contato: Jéssica Costa, fundadora do Instituto Somos Pais: (71) 9 9173.1466

A verdadeira Feira da Gestante, Bebê e Criança com programação hoje no dia das mães
Foto: Divulgação

A tradicional Feira da Gestante, Bebê e Criança que acontece em Salvador de 11 a 19 de maio, no estacionamento do Wall Mart, na região do Iguatemi, já realizou mais de 300 edições, em 28 anos. “Só aqui na capital baiana realizamos a feira há 5 anos e essa é a 12a edição. Estamos bem animados hoje, aqui, em pleno dia das Mães e queremos encontrar todas as futuras mamães ”, enfatizou Iasmyn Kochinski, diretora de Marketing e Apresentadora da Feira.


Segundo Iasmyn a novidade desta Feira fica por conta do estacionamento gratuito, além das diversas novidades com preços baixos. “ Temos várias opções, desde as últimas tendências até itens clássicos, para encantar todas as mamães! Nossos expositores e fabricantes garantem excelentes preços e sempre nos preocupamos com a infraestrutura e com bem estar dos visitantes, um evento para toda família”, disse a diretora Iasmyn. A Feira da Gestante, Bebê e Criança sempre apresenta os últimos lançamentos de puericultura leve e pesada, moda bebê e criança, grifes para gestantes, móveis e decoração.

 


Foto: Reprodução / Instagram

 

Vale ressaltar que as edições que acontecem em todo o país tem sucesso de público e vendas. Além de Salvador esta Feira acontece também em São Paulo Capital e interior, Baixada Santista, no Rio de Janeiro, Brasília, Londrina, Goiânia, Florianópolis e Porto Alegre. “Somos uma Feira completa, com uma média de 100 expositores e mais de 400 fabricantes de artigos e produtos para gestantes, bebês e crianças até os sete anos, onde são apresentados produtos nacionais e importados”, revelou Iasmyn Kochinsky.  

 


Foto: Reprodução / Instagram

 

No local é possível encontrar ainda praça de alimentaçãoa, lactário e a presença de uma ambulância UTI com socorrista, enfermeira e médico de plantão durante todo o funcionamento do evento. A Feira da Gestante, Bebê e Criança que acontece no Estacionamento do Wall Mart é gratuita e aberta ao público, sem a necessidade de credencial. 

 

 

Feira da Gestante, Bebê e Criança

Quando: 11 a 19 de maio 

Onde: Estacionamento do Wall Mart - Próximo ao Shopping da Bahia. Av. Antônio Carlos Magalhães, S/N, - Pituba, Salvador- Ba

Horários:

Sábados, das 10h às 21h

Domingo 12 ( dia das mães) das 14h às 20h.

Segunda à sexta, das 13h às 21h

Domingo 19, das 10h às 20h

Entrada e Estacionamento gratuitos.

Planejamento e pesquisa para redução de custos no casamento

O casamento é uma das festas mais aguardadas por muitas mulheres, é sonho, desejo e continua sendo muito caro, também. Vestido, cabelo, espaço, decoração, buffet, bebidas, são muito os custos envolvidos.

 

Mas existem muitas formas de economizar quando o assunto é festa. Então qual seria a melhor forma de reduzir custos e manter o sonho vivo?

 

Uma das primeiras economias pode vir da locação do espaço. É preciso levar em consideração que o tamanho da festa pode ser readaptado e a celebração pode ser feita no espaço de eventos da própria igreja ou até mesmo em casa.

 

O vestido também é, sem dúvidas, um dos itens que podem pesar no orçamento da festa. Tanto a compra quanto o aluguel podem ser caros. Mas se a ideia é simplicidade, escolhendo um bom tecido e uma excelente costureira é possível fazer o próprio vestido. Mas vale a pena avaliar bem este item para não comprometer a entrada triunfal, sonho da maioria das noivas.

 

Sobre as bebidas, estas podem ser compradas aos poucos e com planejamento já que as datas de validade são longas. Quanto ao buffet existem diversas opções dos renomados até os menos conhecidos. É interessante pesquisar e tentar conhecer o trabalho do fornecedor antes da festa. Não significa que um buffet menos conhecido vá tirar o glamour da festa, é preciso planejamento e pesquisa para conseguir economizar.

Quarta, 01 de Maio de 2019 - 11:05

A "menina" que foi levada a empreender conquista cada vez mais espaço

por Iga Bastianelli

A

Formada em Jornalismo e Administração, Yve Góes tem 35 anos, experiência, coragem e determinação. Desde muito nova alimentava a  vontade de empreender, porém só resolveu correr atrás desse sonho quando soube que seria demitida da empresa em que trabalhava. "Em novembro de 2014, eu sabia que ia ser demitida, mas não sabia quando e por isso, iniciei as pesquisas sobre franquias” disse Yve.

 

Depois de pesquisar muito encontrou uma franquia que tinha um serviço diferenciado com metodologia americana de limpeza residencial e empresarial. Mas segundo a empresária o mercado de Salvador não aderiu muito bem ao tipo de limpeza que a franquia utilizava e o negócio faliu. “Com isso eu vi outra oportunidade de trabalhar com a higienização, lavagem e impermeabilização de estofados e ambientes, foi então que surgiu a Menina do Sofá, uma empresa que preza pela saúde e bem-estar dos clientes”, explicou a empresária

 

 

Desde que começou até agora, ou seja, há quatro anos Yve já passou pela falência da franquia e conseguiu se reerguer com a Menina do Sofá. Hoje ela afirma se sentir mais feliz e fortalecida por ter conquistado espaço no mercado e reconhecimento. Mas sabe que a jornada está só começando, consciente dos desafios que tem pela frente,  busca se aprimorar cada vez mais para fazer da empresa uma referência nos serviços qu eoferece."Sabemos que não é fácil principalmente por ser mulher, existem ainda muitos paradigmas a serem quebrados, mas nós mulheres, estamos nos fortalecendo cada dia mais e ganhando espaço nesse mundo empreendedor. Os desafios são muitos, a concorrência hoje é muito maior, e agradeço por sua existência, pois ela nos incentiva a inovar sempre e a não me acomodar”, revela Yve.

 

 

Com uma visão prática ela preza pelo valor que agrega as famílias. Orgulhosa mostra os resultados que alcança a cada atendimento. Yve, também, usa bastante as redes sociais para divulgar e captar atenção dos potenciais clientes. E finaliza:  “Quem é nosso cliente sabe do nosso diferencial”. @meninadosofa

Terça, 30 de Abril de 2019 - 11:05

'Mãos de Mulheres Incríveis' vai reunir três chefs em Salvador

por Iga Bastianelli

'Mãos de Mulheres Incríveis' vai reunir três chefs em Salvador
Foto: Reprodução

As chefs Paola Carosella, Mara Salles e Neide Rigo que formam um trio conceituado na gastronomia nacional, com forte atuação em São Paulo, estarão comandando um evento especial em Salvador. A convite de Edinho Engel, restauranter e chef do Restaurante Amado irão realizar o jantar “Mãos de Mulheres Incríveis”, assinado pelas três, no dia 15 de maio (quarta-feira), às 20h.  

Paola Carosella

Nascida na Argentina, Paola Carosella cresceu na horta e no pomar da sua família. Depois do colegial, começou a trabalhar em cozinhas de restaurantes até se mudar para o Brasil em 2001, quando veio dirigir a cozinha do Figueira Rubayat, em São Paulo. Em 2008 abriu na cidade o Arturito, um restaurante com foco na cozinha clássica mediterrânea e em 2014 abriu também o La Guapa Empanadas Artesanais e Café. Além disso, se tornou muito conhecida por ser jurada da versão brasileira do programa Master Chef.

Mara Salles

Mara Salles foi homenageada pelo guia “Comer & Beber 2018/2019”, como Personalidade Gastronômica do ano, por ser reconhecida como uma das principais divulgadoras da cozinha brasileira no país, desde 1986, quando abriu o Roça Nova, em São Paulo. Na década de 90, ela inaugurou a primeira versão do Tordesilhas, que faz sucesso até hoje e desde então tornou-se uma pesquisadora devotada e mestra em cursos de gastronomia nacional. 

Neide Rigo

Militante incansável da alimentação saudável, a chef Neide Rigo é nutricionista formada pela Universidade de São Paulo (USP) e trabalha com pesquisa, experimentação e divulgação de alimentos com ingredientes brasileiros desconhecidos ou poucos utilizados na cozinha, como as PANCS - plantas alimentícias não convencionais. Ela é colunista de gastronomia  e por muitos anos escreveu para a Revista Caras. 

 

Quarta, 24 de Abril de 2019 - 09:05

No trabalho cuide também da sua postura corporal

No trabalho cuide também da sua postura corporal

A má postura física pode acarretar problemas na coluna que levam desde a dores no pescoço até as pernas. Existe a maneira certa de ficar de pé e de se sentar em frente ao computador.

Na parte de Utilidade Pública, do site da Associação Brasileira de Quiropraxia, existe um guia sobre como se sentar de forma correta. Primeiro saiba que é essencial mudar de posição periodicamente: O homem não foi “projetado” para ficar parado muito tempo. Não importa que tenhamos a postura mais correta do mundo, se permanecermos mais de 20-40 minutos nesta postura, vamos começar a sentir desconforto. Portanto, procure variar a sua postura periodicamente.

Sabendo que a cada meia hora é importante mudar de posição, ou simplesmente dar uma volta, tomar um café ou uma água, sempre que for sentar diante de uma mesa, com ou sem computador, procure ter seus pés fixos ao chão, de maneira que suas pernas fiquem esticadas, de modo que os joelhos fiquem num nível a baixo da bacia. Mudar a posição das pernas é importante, mas o modo básico de regular a cadeira também é descrito pela Associação Brasileira de Quiropraxia.

Mantendo o tronco ereto, sente-se com a as nádegas tocando no encosto, ou no vão do encosto. De uma maneira geral, a boa postura é feita com o mínimo de esforço muscular, se causar incômodos é por que não está correta, insistir pode levar a dores musculares por tensionar algumas regiões.

Conhecendo estas dicas procure sempre cuidar da sua postura e caso sinta dores, uma boa dica é consultar um fisioterapeuta para pedir orientações específicas.

Terça, 09 de Abril de 2019 - 10:05

Empreendedorismo Feminino

Empreendedorismo Feminino

Nos últimos dois anos, a proporção de mulheres empreendedoras que são “chefes de domicílio” passou de 38% para 45%. Com o avanço, a atividade empreendedora passou a conferir às donas de negócio a principal posição em casa. O estudo constatou ainda que as representantes do sexo feminino empreendem movidas principalmente pela necessidade de ter uma outra fonte de renda ou para adquirir a independência financeira. Hoje, as 9,3 milhões de mulheres que estão à frente de um negócio representam 34% de todos os donos de negócios formais ou informais no Brasil.

 

As análises feitas pelo Sebrae mostram que as mulheres empreendedoras são mais jovens e têm um nível de escolaridade 16% superior ao dos homens. Entretanto, elas continuam ganhando 22% menos que os empresários, uma situação que vem se repetindo desde 2015, segundo dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNADC), do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Em 2018, os donos de negócio do sexo masculino tiveram um rendimento mensal médio de R$ 2.344, enquanto que o rendimento das mulheres ficou em R$ 1.831.

 

A desvantagem para as empresárias também é significativa quando se trata de acesso a crédito e linhas de financiamento. As mulheres empresárias acessam um valor médio de empréstimos de aproximadamente R$ 13 mil a menos que a média liberada aos homens. Apesar disso, elas pagam taxas de juros 3,5 pontos percentuais acima do sexo masculino.  Nesse aspecto, nem os índices de inadimplência mais baixos, verificados entre as pagadoras do sexo feminino, foram suficientes para gerar uma redução dos juros. Enquanto 3,7% das mulheres são inadimplentes, os homens apresentam um indicador de 4,2%.

 

“O empreendedorismo representa uma importante alavanca para o empoderamento feminino, abrindo oportunidade para mulheres que viviam em situação de vulnerabilidade ou até de violência doméstica. Nosso trabalho agora é fortalecer ainda mais as habilidades comportamentais das empreendedoras para garantir confiança e reduzir as desigualdades”, analisa o presidente do Sebrae, João Henrique de Almeida Sousa.

Principais dados das mulheres empreendedoras:

  • Entre 49 países do mundo, o Brasil tem a 7ª maior proporção de mulheres entre os “Empreendedores Iniciais”
  • As mulheres Donas de Negócio (formais e informais) são mais jovens, do que os homens. São 43,8 anos contra 45,3 anos no caso do sexo masculino
  • As Donas de Negócio têm maior escolaridade (16% maior), mas ganham – em média – 22% a menos que os homens na mesma posição
  • Quase metade dos MEI existentes no país são mulheres (48%).
  • As mulheres MEI se destacam em atividade de beleza, moda e alimentação
  • As mulheres MEI trabalham mais em casa (55%)
Terça, 26 de Março de 2019 - 10:05

A representatividade feminina na literatura

A representatividade feminina na literatura

A literatura é um espaço majoritariamente masculino e, obviamente, isso não acontece por que os homens tenham mais capacidade, repertório e melhores histórias para escrever do que as mulheres. Por muito tempo, o impacto de pressões socioculturais decretava que as mulheres se dedicassem exclusivamente ao lar. Portanto, uma mulher que ousasse ter uma atividade intelectual estava cometendo uma séria transgressão. Até o começo do século XX, por exemplo, as que se atrevessem a publicar livros usando seus próprios nomes eram severamente criticadas, pois estavam extrapolando o papel a elas designado.

 

Esta desvantagem social fez com que a produção literária feminina fosse numericamente inferior à dos homens até os dias atuais. Em uma triste comparação, podemos falar de Emily Brontë, que lançou o clássico O Morro dos Ventos Uivantes em 1847, e de J.K. Rowling, que lançou o primeiro livro da série Harry Potter em 1997. Com 150 anos que separam a publicação dos dois livros, as duas escritoras inglesas usaram pseudônimos masculinos para suas obras. Brontë assinava como Ellis Bell, pois na época mulheres não podiam ser escritoras e Joanne Rowling?(o K é uma homenagem a sua avó, Kathleen?), um século e meio depois, foi aconselhada por seus editores a adotar a abreviação "J. K." por acreditarem que o público não leria o livro se soubesse que havia sido escrito por uma mulher.

 

É fácil constatar esta realidade também através da análise de algumas das principais premiações e eventos literários do mundo: o prêmio Nobel de Literatura, por exemplo, existe desde 1901, mas só foi concedido a 14 mulheres em sua história; a Flip, Festa Literária de Paraty, já teve 16 edições e entre os escritores convidados, o número de homens é muito maior ao de mulheres; a Academia Brasileira de Letras tem 40 membros, mas apenas cinco mulheres.

 

No entanto, escritoras como Mary Shelley, Virginia Woolf, Agatha Christie, Simone de Beauvoir e Florbela Espanca abriram passagem para que, no mundo, outras também pudessem disseminar seus anseios e vivências através dos livros. No Brasil, o caminho foi trilhado por nomes como Raquel de Queiroz, Cecília Meireles, Carolina de Jesus, Ruth Guimarães, Clarice Lispector, Zélia Gattai, Cora Coralina, Lygia Fagundes Telles, Ana Maria Machado entre outros tantos.

 

Hoje em dia existe um grande número de escritoras que conquistaram sucesso arrebatador com livros das mais diferentes temáticas e para variados públicos. Bons exemplos são Alice Munro, vencedora do Nobel de Literatura em 2013, a própria J. K. Rowling, que mesmo após ter sua real identidade descoberta, encantou crianças, adolescentes e jovens com seu mundo de seres mágicos, Stephenie Meyer, autora de Crepúsculo, que fez adolescentes e jovens suspirarem por vampiros e E. L. James, escritora de Cinquenta Tons de Cinza, que tirou o fôlego do público adulto com seus protagonistas intensamente apaixonados.

 

Falando ainda de uma remessa de novíssimas escritoras destacamos, a nigeriana Chimamanda Ngozi Adichie, do premiado romance Americanah, e as brasileiras Paula Pimenta (Minha Vida Fora de Série), Thalita Rebouças (Tudo Por Um Pop Star) e Babi Dewet (Sábado à Noite). É claro que ainda estamos longe do ideal, mas é notório que novas escritoras a cada dia conquistam mais espaço no mercado editorial.

* Por Eduardo Villela - book advisor e, por meio de assessoria especializada, ajuda pessoas, famílias e empresas na escrita e publicação de suas obras.

Terça, 12 de Março de 2019 - 08:05

Conheça os principais erros das empreendedoras

Conheça os principais erros das empreendedoras

No empreendedorismo ninguém acerta tudo de primeira, mas é sempre bom saber como se desviar dos principais erros ... Confira aqui algumas dicas baseadas em artigos do site das revistas Pequenas Empresas Grandes Negócios e Exame.

Não ache que seu empreendimento trará dinheiro na hora que você quer. O retorno pode demorar. O caminho é longo, pense a longo prazo, disse Aleksandar Mandic, à Revista Exame, ele é sócio fundador do aplicativo Wifi Magic.

Nunca deixe o planejamento para depois. A empolgação deixe a empreendedora no modo "vamos ver no que vai dar ". Mas é muito importante se planejar e ir alterando, replanejando conforme seja preciso.

Não superestime o seu negócio. Para uma empresa ganhar aprovação e status é preciso tempo e trabalho, ninguém nasce no topo. Grandes expectativas podem levar a grandes decepções que podem tirar todo ânimo para o trabalho.

Procrastinar? Nunca! Deixar as obrigações ou simples ações para depois. Isso pode acumular e piorar a situação. Saiba lidar com cada compromisso estipulado, para que as coisas não compliquem.

Prospectar clientes é o ideal, não espere que os clientes batam na porta da sua empresa. Converse com os clientes e os possíveis clientes, nunca se sabe de onde podem nascer as melhores oportunidades.

Não feche contratos por qualquer valor ... Avalie as diferentes situações e conte com sócios, parceiros ou consultores para escolher as melhores propostas.

Já cometeu algum desses erros? Se já, não tem problema, fique atenta e tente não repetir.

Quarta, 20 de Fevereiro de 2019 - 09:05

Invista tempo, se dedique ao trabalho e avance na carreira

Invista tempo, se dedique ao trabalho e avance na carreira

As hierarquias profissionais existem principalmente dentro de grandes empresas, que possuem tanto pessoas recém-formadas, como aquelas que trabalham na área há mais de 20 ou 30 anos. Mesmo com o boom do empreendedorismo, há quem queira investir no crescimento profissional dentro de uma empresa.

 

Como ninguém dorme estagiária e acorda presidente é importante saber se portar e conquistar o seu espaço. O site Brasão Sistemas explica que quem quer crescer em uma empresa tem que saber trabalhar em equipe e fazer com que as qualidades de liderança marquem positivamente, afinal dificilmente quem não sabe liderar chegará ao nível de um gerente ou coordenador. Para quem quer o topo, saber gerir pessoas é primordial.

 

Especialistas, consultores e coachs de carreira sempre destacam a importância de fazer redes de contatos e sobre se manter informada. Conhecer pessoas é tão valioso quanto ser competente no trabalho. De igual maneira, não se pode crescer estando desatualizada, não se dirige uma equipe hoje como há 10 ou 5 anos atrás, algumas coisas podem até permanecer, mas as mudanças são constantes.

 

Por último não menos importante, trace metas. As promoções podem chegar quando menos se espera. Em 10 anos quero me tornar sênior. E assim avance para conquistar a confiança e se destacar na sua área.

Histórico de Conteúdo