Arquitetas ensinam como reorganizar a casa durante o isolamento 

 

Preparando a casa para a quarentena: dicas de como adaptar os ambientes 

O mundo encontra-se em um momento difícil de crise pandêmica e, por isso, a população precisa ficar em casa, evitar ao máximo sair, para conter a proliferação do vírus. Nesse cenário, muitos se percebem diante dos espaços de seus próprios lares e da nova rotina, tendo que transformá-los em escritórios, ambientes para receber idosos ou buscando formar de ser aconchegante e versátil para as crianças. Pensando nisso, as arquitetas Gabriela Gontijo e Mariana Hummel tiveram a iniciativa de ensinar, por meio das redes sociais, como adaptar a casa para as novas necessidades. 

Reorganizar a decoração, a iluminação, as cores, a disposição dos móveis, se faz ainda mais importante em tempos de isolamento domiciliar. Muitas casas passaram a comportar mais pessoas do que comportava antes e um dos maiores desafios é como deixar os ambientes atrativos de forma em que as crianças possam gastar toda energia sem danificar móveis e objetos decorativos. 

Os idosos também necessitam de um espaço pensado para eles, que facilite a locomoção e seja confortável.

 

Recebendo Idosos 
 

"É normal que surjam algumas dúvidas no intuito de tornar esse período mais cômodo, sobretudo quando se trata de atender as necessidades de pessoas mais velhas", pontua Gabriela. 

Sendo assim, algumas precauções devem ser adotadas para que os idosos se sintam confortáveis dentro de casa. Uma das principais medidas é ter atenção à iluminação, deixando os ambientes mais claros para auxiliar na visão. 

Além disso, procure deixar os cômodos da casa espaçosos, evitando plantas espalhadas e mantenha as ligações elétricas e fios presos às paredes. Também elimine o máximo possível, a quantidade de tapetes. Os idosos geralmente têm dificuldade para andar e os tapetes em áreas de circulação, como portas e corredores, podem causar acidentes domésticos. Essas pequenas ações deixarão o lar mais seguro para receber os entes queridos. "Se possível, instalar também barras de apoio no banheiro e prever um assento na área de banho que será destinada ao uso do idoso, de forma que garanta sua segurança e autonomia. Além disso, sinalizar desníveis com fitas anti-derrapantes (ou até mesmo coloridas) é uma ótima solução para construções já existentes que contam com esse tipo de arquitetura", indica Mariana Hummel. 

Diversão e segurança para as crianças 

Assim como os idosos, as crianças precisam de espaço para se locomover e divertir. Sendo assim, evite encher os cômodos da casa de móveis, use somente o necessário e deixe a circulação da casa menos estreita, com ambientes mais amplos. 

Materiais como espelhos e vidros devem ser mantidos a uma altura em que os pequenos não alcancem. Além disso, invista em protetores de sofá e lembre-se de manter móveis como armários e estantes presos à parede para que não tombem. 

Para evitar que a casa fique muito bagunçada e tenha brinquedos espalhados por todos os cômodos, defina um ambiente específico para que a criançada possa soltar a imaginação e se divertir. "

Histórico de Conteúdo