Quarta, 17 de Outubro de 2018 - 08:05

Troque a roupa de cama e deixe o ambiente mais leve e fresco!

por Rafaela Souza

Troque a roupa de cama e deixe o ambiente mais leve e fresco!
Foto: Divulgação

Assim como a moda se transforma nas estações mais quentes, com a decoração também não é diferente. Nos quartos, é hora de deixar os edredons mais pesados de lado e investir em roupas de cama mais leves e coloridas, segundo o arquiteto Stefano Diaz. Confira as dicas que o especialista deu em entrevista ao BN Mulher:

 

FLORAL E TONS PASTÉIS

Stefano conta que saem de cena as cores mais escuras e surgem os tons mais pastéis. Para ele, é uma boa pedida investir nas estampas florais e em cores que remetam a natureza e transmitam serenidade ao local, como o verde e rosa.

 

CORES BÁSICAS

O arquiteto ainda aconselha que é essencial investir em lençóis de cores únicas, além dos estampados. "Os tecidos de cores sólidas são coringas que podem ser usados com outras peças e ainda ajudam você a economizar", sugere.

 

TIPOS DE TECIDOS

Dê preferência aos jogos de Piquet, microfibra ou de algodão. "Essas opções são mais confortáveis e sensíveis ao toque", explica. O especialista alerta para o número de fios das peças de cama: "Quanto mais fios melhor. Apesar de ter um valor mais elevado, você vai estar adquirindo uma peça de qualidade e que vai te acompanhar por mais estações", reitera. Para ele, a partir de 200 fios já é suficiente.

 

TAPETES E CORTINAS

Quanto aos tapetes e cortinas, estão em alta os tapetes “mais fofinhos” e de cores mais neutras, como o bege e tons pastéis. Já as cortinas, cores mais claras são as indicadas. “É importante que todo o conjunto da decoração seja harmônico”, pondera.

 

EVITE!

Misturar cores e estampas que não conversem entre si. Assim como, tecidos duros que não oferecem um bom caimento.

Quarta, 10 de Outubro de 2018 - 08:05

Dicas para organizar sapatos

Dicas para organizar sapatos
Foto: Reprodução / Pinterest

 

A decoração sempre quebra padrões e é criativa, traz o novo, o inusitado, mas na verdade de nada adianta decorar se não há organização! Este tema é primordial para qualquer pessoa independente do estilo de vida. E existe coisa mais complicada do que arrumar sapatos? Há muita dificuldade e dúvidas em como dispor os calçados de uma forma legal.

Confira agora algumas dicas, segundo o site de decoração Décor Fácil:

 

Cabides: 

Suportes :

Confira as tendências que estão dominando a decoração dos quartos infantis
Foto: Reprodução / Pinterest

Quando o assunto é decoração infantil, o clássico rosa e azul ficaram no passado, e novas tendências estão dominando os quartos das crianças. Além de elementos lúdicos, é preciso levar em conta o conforto e segurança da criançada. É essencial que o ambiente ofereça condições apropriadas para o crescimento e desenvolvimento delas. 

 

Cinco escritórios – doob arquitetura, da dupla Daniele Okuhara e Beatriz Ottaiano; Manarelli Guimarães Arquitetura, dos profissionais Thiago Manarelli e Ana Paula Guimarães; o arquiteto Bruno Moraes, do escritório Bruno Moraes Arquitetura; Carmem Avila, do Carmem Avila Arquitetura; Karina Korn, à frente de Karina Korn Arquitetura e Triarq Studio de Arquitetura, comandado por Ana Paula Briza e Fernanda Takadachi, compartilham seus projetos, comentando suas propostas para cada um deles.

 

MÉTODO MONTESSORIANO

O quarto montessoriano busca estimular a autonomia das crianças proporcionando a segurança que elas precisam. Móveis mais baixos são a principal característica do estilo.

Projeto das arquitetas Daniele Okuhara e Beatriz Ottaiano | Foto: Divulgação

 

O preceito vale desde o espelho baixo até a cama próxima do chão: ambos ajudam bebês e crianças a serem independentes e descobrirem suas vontades próprias a partir das necessidades mais básicas como dormir e acordar. Daniele Okuhara e Beatriz Ottaiano, da doob arquitetura, ainda dão a dica: a altura da cama ressalta o pé direito do quarto, que às vezes pode intimidar. O móvel, em formato de casinha ou cabana, torna essa escala mais amigável ao pequeno.

 

QUARTOS COMPARTILHADOS

Muitas crianças precisam dividir o quarto e, neste caso, o ideal é pensar a decoração de uma forma que agrade ambos. Ou seja, identifique gosto que sejam comuns para as crianças. Isso inclui cor, tema, acessórios e móveis.

Projeto Bruno Moraes Arquitetura | Foto: Luís Gomes

 

Projeto Manarelli Guimarães Arquitetura| Foto: Ines Antich

O papel de parede neutro entra como coringa nessa jogada. Ele dá a base para o restante da decoração, como acontece no projeto do escritório Manarelli Guimarães Arquitetura, dos arquitetos Thiago Manarelli e Ana Paula Guimarães. Pertencente aos trigêmeos do casal de moradores, o que diferencia o cantinho de cada pequeno é o tom da cama e do baú correspondente, que levam as cores amarelo, rosa e azul.

 

ESTILO ESCANDINAVO

A decoração escandinava é uma das grandes tendências para os quartos infantis. O que caracteriza o estilo é o minimalismo através do uso de cores neutras como o preto, branco e cinza. Além de móveis de madeira para "aquecer" o ambiente.

Projeto Triarq Studio de Arquitetura | Foto:  Carla D’aqui

 

DÉCOR PARA MENINAS E MENINOS

Desvencilhar-se dos padrões sobre decoração de quartos de acordo com o gênero da criança rende decorações criativas. “Prefiro sempre ouvir a criança sobre qual cor prefere, quais elementos e figuras deseja colocar e quais suas prioridades. Criança tem voz!”, comenta a arquiteta Karina Korn, de Karina Korn Arquitetura.

Projeto: Karina Korn Arquitetura | Foto: divulgação

 

EVERGREEN

A atemporalidade é cada vez mais um requisito na criação de um quarto infantil, principalmente em relação à marcenaria. Isso significa que os móveis escolhidos poderão ser aproveitados desde a primeira infância – com exceção da cama – até depois da adolescência. Esse recurso aparece em dois ambientes projetados pela arquiteta Carmem Avila para crianças, onde as cores da madeira se destacam e aquecem o décor. 

Projeto de Carmem Avila | Foto: Rafael Renzo

Quarta, 03 de Outubro de 2018 - 08:05

Renda-se as flores: veja dicas de como decorar a casa na primavera

por Rafaela Souza

Renda-se as flores: veja dicas de como decorar a casa na primavera

 

Com a chegada da primavera, a decoração incorpora o frescor e beleza da estação com muitas flores. Afinal, é a época do ano em que elas ficam mais bonitas, perfumadas e vibrantes. Uma boa pedida é aproveitar as cores e beleza dos arranjos. Segundo o site da revista Westwing, também é importante prestar atenção nas condições climáticas. Vale observar também a decoração predominante, quanto mais neutra maior é a possibilidade de ousar nas escolhas. As flores devem estar em harmonia com o ambiente.

 

As espécies que se dão melhor com o clima quente são alpínias, antúrios, callas, lírios, lisianthus, gérberas, dálias, rosas, tulipas, azaléias, hortênsias, margaridas e begônias. O blog Lolahome sugere um mix entre flores, folhas e outros enfeites para dar volume aos arranjos e deixá-los mais naturais.

Alguns especialistas alertam que, se usadas em excesso, as flores podem deixar a decoração carregada. Ou seja, se o ambiente já tem muitos objetos, é mais apropriado utilizar arranjos e vasos menores e cores mais sutis.

 

Para manter as flores bonitas e bem cuidadas, é importante tomar alguns cuidados. É essencial escolher um lugar adequado e que as deixe protegidas de ventos e do ar-condicionado. Além de higienizar os vasos e a quantidade de água utilizada durante a semana. De acordo com o Westwing, dá para reaproveitar garrafas, potes, canecas e regadores para expor os arranjos.

 

Se ter flores natural não é uma opção, você pode desfrutar de um ambiente florido através de acessórios, louças, toalhas, mantas, papéis de parede e até flores artificiais. Os objetos são versáteis, podem ser usados em quase todos os cômodos da residência. Nas salas de estar e jantar são fundamentais, e combinam no hall, na cozinha, na varanda e nos banheiros. Quanto aos quartos, vale apostar em espécies de flores que remetem ao romantismo.

Confira dicas de como utilizar espelhos para ampliar o espaço dos ambientes
Foto: Reprodução / Pinterest

Na Arquitetura, um dos poucos itens que é unanimidade entre os profissionais é o espelho como parte da decoração. Este objeto é capaz de mudar totalmente a visão de um ambiente. O espelho é capaz de gerar sensação de amplitude quando utilizado da forma correta para compor o décor, além de deixar o cômodo mais elegante e bonito.

 

O item pode ser utilizado em qualquer tipo de decoração e ambiente seja grande ou pequeno, basta adequar o melhor tipo de espelho com a moldura ideal – se necessária – com o local da instalação. Além disso, espelhos com cores e texturas diferentes podem ser usados também em qualquer ambiente, já que eles se adaptam muito bem à decoração. A opção varia de acordo com o gosto do morador e o estilo de decoração seguido.

 

 

Há várias opções de modelos de espelhos no mercado: quadrado, redondo, retangular, com ou sem moldura e até com texturas. E as formas de instalá-los também são variadas desde utilizar uma parede inteira, apenas uma parte, encostado entre o chão e a parede ou até combinando com outros espelhos ou itens decorativos, basta encontrar a melhor forma para cada ambiente.


 

ESPELHOS PARA AMPLIAR O AMBIENTE

 

Os espelhos podem ajudar a dar a sensação de ampliação de um ambiente e isso pode ser feito em qualquer local, seja na sala, quarto, banheiro, lavabo ou até na cozinha. Uma técnica muito utilizada é preencher uma parede inteira do ambiente com o objeto, conseguindo assim a sensação de amplitude. Esse recurso é muito utilizado na sala de estar e de jantar. Mas é necessário tomar cuidado ao fazer isso, pois espelhos demais podem carregar o ambiente e, sem contar que ele duplica aquilo que reflete, por isso a área pode ficar poluída também.

 

Se preencher uma parede inteira com um único espelho não for a escolha do morador, outra dica é pendurar vários espelhos pequenos, tanto horizontais quanto verticais, formando assim um conjunto de espelhos que cumprem com o seu papel e ainda deixam um clima mais descontraído à decoração. Aqui as molduras são mais do que bem-vindas, pois elas vão dar um charme especial. Por isso aposte em molduras bonitas e que vão chamar a atenção, pode-se usar cores neutras ou mais chamativas.

 

 

Esse tipo de técnica é mais usada na sala de estar, sala de jantar e quartos, já que possuem um espaço mais amplo para essa finalidade. Mas peças grandes também podem ser utilizadas na cozinha ou em banheiros e lavabos. Além de deixar o ambiente visualmente maior, os espelhos geram profundidade o que acaba valorizando a área como um todo.  


 

DECORAÇÃO COM ESPELHOS

Um ponto importante a ser observado antes da instalação de espelhos é saber se bate sol em algum cômodo, porque a luz natural será refletida e com isso, novos pontos de luz acabam sendo criados aumentando a iluminação geral do ambiente.

 

A luz artificial também é refletida, por isso é necessário prestar atenção à posição das luminárias para que elas não fiquem muito expostas, pois essa reflexão pode ser incômoda aos olhos.

 

Espelhos são ótimos para serem utilizados no hall de entrada ou corredores. Esse recurso não ocupa muito espaço, pode ser útil no dia a dia para retoques finais antes de sair de casa e ainda dá vida ao local. A dica aqui é utilizar espelhos de qualquer formato com uma moldura bem bonita e charmosa.

 

É importante lembrar que ambientes com o pé-direito alto acabam sendo valorizados com espelhos verticais, enquanto os que tenham o pé-direito mais baixo, a melhor opção são os espelhos horizontais.

 

Espelhos podem trazer um toque de modernidade ao mesmo tempo em que valorizam as peças ao redor. Para conseguir um clima mais vintage, aposte nos modelos mais redondos e que tenham uma moldura mais retrô. Para decorações mais clássicas, uma boa dica é utilizar molduras douradas ou talhadas em madeira. Já para os estilos mais contemporâneos, há várias opções de formatos de espelhos com as mais variadas molduras também.

 

Vale ressaltar que os modelos de espelhos que dispensam molduras, geralmente, deixam o ambiente mais moderno e despojado e é ideal para quem quer uma decoração mais contemporânea.

 

Os espelhos também podem sair das paredes e fazer parte dos móveis. Pode-se utilizar nas portas de armários em banheiros abaixo da pia e logo acima da bancada também para conseguir o efeito de amplitude no espaço que, geralmente, é pequeno.

 

Nos quartos, uma boa opção é instalá-los nas laterais da cabeceira ou na cabeceira completa conseguindo assim a sensação de amplitude também, mas, além disso, para refletir a luz que vem da janela aumentando a luminosidade do ambiente.

 

Na cozinha, espelhos podem ser utilizados de forma mais decorativa, mas também podem ser instalados nas portas dos armários. Assim como na sala de jantar, caso tenha um aparador.

 

Já o lavabo aceita recursos mais ousados, porque, geralmente, não é tão utilizado no dia a dia. Aqui se pode soltar a criatividade e imaginação e compor um décor que foge do tradicional, como colocar o espelho em outra parede e não deixar alinhado com a pia, que é o mais comum.

 

 

Além de refletir luminosidade como citado anteriormente, os espelhos também acabam refletindo outros móveis e isso deve ser avaliado na hora da instalação dos objetos. É importante tentar direcionar o espelho para as peças que merecem destaque em cada cômodo.

 

Uma dica é utilizar o espelho para alongar o ambiente, por exemplo, posicioná-lo de forma que pareça que a mesa na sala de jantar ganhe continuidade no espelho é uma ótima forma de dar a impressão de profundidade ao ambiente.

 

Sem contar que uma mesa com belas cadeiras deixam o ambiente mais elegante e com a sensação de amplitude. Uma boa dica é apostar nas cadeiras eames que ficam ótimas para a estética do ambiente e ainda são muito confortáveis. Os espelhos podem ser grandes aliados na hora de decorar a casa e podem fazer diferença no ambiente, por isso é importante prestar atenção aos detalhes e usar os espelhos a favor da decoração.

Terça, 25 de Setembro de 2018 - 08:05

Prepare sua casa para a nova estação!

por Iga Bastianelli

Prepare sua casa para a nova estação!
Foto: Divulgação

Saem de cena as mantas, os edredons, tudo o que era pesado do inverno e entra em cena a leveza da primavera! Mas antes de sair fazendo uma nova ambientação na casa, importante cuidar da limpeza do ambiente e guardar o que não será mais usado. Veja algumas dicas:

 

Lavar e guardar tudo o que não será utilizado durante a temporada de calor! "O ideal é lavar essas peças antes de guardá-las no armário, garantindo que elas estejam limpas caso seja necessário utilizá-las antes do próximo Inverno", afirma o coordenador técnico da Maria Brasileira, rede de franquias de serviço de limpeza e cuidados, João Pedro Lucio.

 

Usar e abusar de fragrâncias cítricas! Durante a temporada de calor, o uso de produtos de limpeza que possuem fragrâncias cítricas, como limão siciliano, laranja, folhas verdes e tangerina. "São fragrâncias que se adaptam a quase todos os ambientes da casa e oferecem frescor, leveza e sensação de limpeza ao local", explica João. O único cômodo que o profissional não indica utilizar esse tipo de fragrância é o quarto, que pede cheiros mais suaves e tranquilizantes, como a lavanda, camomila, manjerona e mandarina.

 

Feito isso a casa está preparada para uma decoração mais leve. A nova ambientação pode combinar mobiliário e adornos decorativos em tons de folhagens e cores como o azul e amarelo, homenageando a chegada da primavera. Se inspire nestes espaços assinados por Amelinha Amaro proprietária de uma loja de decoração referência em São Paulo.

Segundo Amelinha, a ideia da coleção é que a casa e a natureza convivam juntas. "Trouxe mais da natureza para dentro de casa por meio dos seus materiais naturais, as madeiras, as fibras, as plantas e as flores, dando um ar de aconchego e de uma vida gostosa", conceitua a empresária e decoradora.

Quarta, 19 de Setembro de 2018 - 08:05

Dicas para um home office

Dicas para um home office

 

Home Office é um nome em inglês para algo que muita gente já faz há muito tempo: trabalhar em casa. Um passo que as vezes é muito ousado e exige disciplina! 

 

O site Casa, da Abril, fez uma lista sobre o assunto e já começa com um item básico e super simples, que talvez seja o que mais dê cara ao espaço e seu trabalho que é um mural de inspiração. O bom é que esse mural esteja na sua frente, para que quando você olhe, instantaneamente se inspire.

 

Outra dica legal do Casa é organizar sua mesa perto da janela. Deu preguiça? Bateu o cansaço? Olha pra janela, vê o tempo passar por uns minutinhos e pronto, mente distraída e mais solta para se prender ao trabalho novamente.

 

Procure também deixar sempre seus materiais a vista, a postos e organizados, isso otimiza o tempo. Seja na mesa, pendurado na parede. Canetas e papéis, agulhas, linhas e tesouras, não importa.

 

O site Casa Vogue, sugere usar plantinhas no ambiente de trabalho. Esse toque de verde vivo dá leveza ao lugar, além de todo charme, tanto um pequeno pote com suculentas e cactus quanto um caqueiro grande do lado da mesa de trabalho.

 

Cores é algo que importa muito também, o Casa Vogue dá dois caminhos: ou o básico preto no branco, que sempre da certo ou investir em cores fortes que despertem a atenção!

Quarta, 12 de Setembro de 2018 - 08:05

‘Varanda Flamboyant’: afeto, natureza e modernidade no mesmo espaço

por Rafaela Souza

‘Varanda Flamboyant’: afeto, natureza e modernidade no mesmo espaço
Foto: Divulgação

Resgatando as lembranças da infância de quando vivia no sítio dos pais, a designer de interiores, Simone Selem se inspirou no conforto para idealizar o  projeto dela, na mostra Casas Conceito. Intitulado de Flamboyant, o ambiente consiste em uma varanda que estimula os vínculos afetivos e possibilita a contemplação da natureza ao mesmo tempo que é atual e traz diversos aparelhos eletrônicos como ipads e fones de ouvido.

Segundo ela, o espaço é ideal para aqueles que acreditam que o relaxamento é necessário para o corpo e mente. “A minha inspiração foi a varanda com características muito similares a que frequentei na minha infância, ao lado da minha família, no sítio do meu pai, onde passávamos horas conversando e reunidos”, relembra a profissional.Simone escolheu texturas marcantes no piso cimentício, nos tijolinhos tipo inglês da parede, na madeira lavada dos armários em mdf e no uso do couro soleta.

 

Além disso, para a produção das estantes, nichos e piso, a designer inseriu objetos artesanais. “Garimpei elementos que traduzem a beleza e o valor do handmade como as cestarias africanas coloridas, vasos em barro e cerâmicas, esculturas em barro e madeira”, revela.

 

Conforto sustentável

Segundo a designer, a poltrona escolhida foi fundamental. "Priorizo o conforto, por isso a escolha pela poltrona senhor de Bernardo Figueiredo (in memorian), em madeira maciça, cintas em couro soleta 35 e detalhes em latão", destaca. Além de priorizar o conforto, Simone trouxe a sustentabilidade para o seu espaço com iluminação em led, madeira certificada dos armários modulados e na preservação da iluminação natural, através do fechamento da varanda com folhas de vidros transparentes.

Até as persianas foram pensadas para aproveitar ao máximo a luz natural, confeccionadas com suaves lâminas de tecidos transparente, elas controlam o nível desejado de luz trazendo a luminosidade do ambiente externo para dentro da varanda.

 

Acessibilidade nos detalhes

Criar uma varanda acessível foi uma das preocupações da designer de interiores. Pensando nisso, ela usou um cubo em braile de metal, que possibilita que um deficiente visual sinta as diferentes sensações por meio das cenas de luz propostas no ambiente. 

Quarta, 05 de Setembro de 2018 - 08:05

Conheça o studio Pitangueira na mostra Casas Conceito

Conheça o studio Pitangueira na mostra Casas Conceito
Foto: Divulgação

Nathalia Velame se destaca com o Studio Pitangueira na mostra Casas Conceito. O ambiente tanto é revestido por painéis de madeira sustentáveis e ecologicamente corretos, que dialogam com o conceito de sustentabilidade da mostra, quanto composto pelas memórias afetivas e interesses artísticos da profissional.

 

Nathalia Velame apresenta uma imersão onde a elegância dá o tom desde a concepção: “Para fazer um projeto é preciso saber quem viverá naquele lugar. Aqui, um casal apaixonado por arte, que aprecia o design nacional e internacional, associado a antiguidades. Que ama viajar e colecionar recortes da vida”, conta ela. A ideia aconteceu na primeira ida de Nathalia ao terreno, quando se deparou com uma pitangueira em meio as ruínas de uma construção: “Foi paixão à primeira vista”. A simultânea delicadeza e a força poética da imagem ensejaram o nome e o estilo do Studio Pitangueira. Tudo foi cuidadosamente planejado.

A personalização de projetos é um dos diferenciais de Nathalia, que, junto à loja Móveis Prime, procura sempre desenvolver uma marcenaria sob medida para cada cliente. O lavabo do Studio Pitangueira também impressiona. Nathalia Velame envelopou as paredes, utilizando espelho em bronze e madeira ecologicamente sustentável, em duas, e dando vida a uma terceira pela utilização de samambaias.

 

Filha de Andrea Velame, a designer traz a decoração e arte no seu DNA. Um arco de referências compõe sua formação e cotidiano. Para o Studio Pitangueira, Nathalia fez questão de tirar da sua casa uma obra do artista plástico Luiz Varanda, participante na história da família. Para vestir as paredes, Nathalia utiliza obras do acervo da família e da Galeria Rita Camara. O grande destaque é um quadro da fotógrafa colombiana Adriana Duque, que se aproxima da pintura na evocação de um cenário austero. Além desse, fotografias de Mario Cravo Neto e Miguel Rio Branco e esculturas deBruno Giorgio compõem e denotam o apurado gosto da designer, que também concebeu uma estante onde novos nomes da fotografia baiana, como Bruno Ribeiro e Ricardo Sena, marcam presença.

O evento mostra Casas Conceito de arquitetura e decoração está acontecendo no bairro do Horto Florestal (Rua Estácio Gonzaga, 640) e fica aberto à visitação de terça à domingo, das 16h às 20h.

Mostra Casas Conceito valoriza a arte nos seus 35 ambientes
Foto: Divulgação

Além dos móveis e objetos cuidadosamente selecionados pelos profissionais que participam da Casas Conceito, as artes visuais, em suas diversas linguagens, vêm chamando atenção na composição do décor dos ambientes. Com mais de três décadas dedicadas ao mercado de arte local, a marchand Rita Câmara  curadora artística da mostra  comemora essa valorização. “O que me deixou bastante satisfeita foi constatar que tanto os profissionais quanto as galerias envolvidas tiveram o cuidado de selecionar o que há de mais interessante e representativo na produção artística local”, ressalta a marchand.

 

Telas, esculturas, arte popular, arte sustentável e, principalmente, a fotografia estão presentes na maioria dos ambientes. Para Rita, a fotografia na era digital deu à decoração uma possibilidade a mais de utilização de imagens em várias dimensões e formatos, aquecendo o mercado de "fotografias decorativas". Mas, para quem está pretendendo começar uma coleção de arte, é preciso saber diferenciar a fotografia decorativa da foto-arte, que são as fotos assinadas e editadas. “A foto-arte faz parte de um portfólio de fotógrafos-artistas que têm suas obras reconhecidas e inseridas no mercado de arte e cultural”, ensina Rita. “Um belo exemplo de foto-arte é o trabalho da fotógrafa colombiana Adriana Duque, no Studio Pitangueira, de Nathalia Velame”, aponta.

 

 

Sobre a inserção da arte popular na mostra, Rita lembra que sempre esteve presente no contexto dos projetos. “Pernambuco, Rio de Janeiro e Minas Gerais sempre souberam utilizá-la com maestria; de um tempo para cá é visível sua utilização em maior escala por profissionais brasileiros”.

Conheça um pouco dos ambientes que privilegiaram a arte, na Casas Conceito:

 

POCKET GALERIA CARNAÚBA

A Pocket Galeria Carnaúba proposta pelo escritório Abrisa Universo Criativo, da arquiteta Sâmia Moura, foi pensada como um espaço para relaxamento e contemplação do acervo de obras de arte do morador. “Pontuei meu ambiente com peças de significado afetivo para mim, com a minha origem do Cariri, no Ceará, mas de forma sutil para não intervir com as obras de arte”, contou. A arquiteta destaca uma peça especial, a luminária Carnaúba, nome do espaço e árvore típica do Ceará, criação do designer Igor Sabá, que também é do Cariri. 

 

LAVABO ANGICO

O destaque do Lavabo Angico de Celeste Leão é uma pintura em progresso, de autoria do artista plástico Luiz Mário Freire, que remete às raízes italianas da arquiteta. O trabalho - arabescos sobre um fundo reproduzindo os veios do mármore Carrara  - a cada semana ganhará uma nova etapa e até o final da mostra será concluído. “A escolha do tema foi ao encontro dos materiais nobres utilizados no revestimento das paredes: a cobertura vítrea que simula o mármore Carrara, metais de inspiração no design italiano e resina nos acessórios e lavatório, além das luminárias, recém-lançadas na mostra Euroluce, em Milão”, explica Celeste. 

 

 

ESPAÇO CONTEMPORÂNEO PAU D'ARCO

Na hora de produzir o Espaço Contemporâneo Pau D’Arco, Marcus e Ivane Barbosa optaram por mesclar o mobiliário com peças contemporâneas e antigas. O casal também priorizou a arte em forma de esculturas em relevo criadas pelo próprio arquiteto que apresenta mais uma de suas habilidades: as artes visuais. “Todas as obras são de minha autoria. São relevos que venho criando e que até então estavam ‘escondidos’ e que agora se tornam públicos e revelam a abertura de um novo caminho na minha carreira”, diz o agora também artista plástico. O espaço reúne ícones considerados “paixões”, para a maioria dos homens: som, cinema, gastronomia, esportes e carros, tudo isso concentrado numa área de 300 m², a maior da mostra, onde funciona também o restaurante comandado pelo chef Vinicius Figueira.

 

Histórico de Conteúdo