Dia do orgasmo: descubra o que é mais importante para o brasileiro na Hora H 

 

Sabia que para 52% dos brasileiros uma boa música é mais importante do que beber vinho (37%) ou vestir uma lingerie especial (37%) na hora H? Isso foi o que revelou a pesquisa encomendada pela Deezer, plataforma global de streaming, feita em parceria com a especialista internacional em sexo, Tracey Cox*. 
 

Nesta sexta-feira, 31 de julho, comemora-se o dia do orgasmo e um outro dado curioso destacado pela pesquisa é de que 92,3% dos brasileiros consideram que a música durante o sexo pode melhorar sua performance - provando que sexo vai muito além do contato físico, o importante é a experiência completa. 
 

O estudo também revela que o ritmo da música é o fator principal (60%) para melhorar a performance sexual, seguido de melodia (45%) e batidas por minuto (33%). Tracey Cox comenta que "neurocientistas descobriram que a maioria das pessoas responde mais a uma batida quando é tocada por instrumentos mais graves. Fisiologicamente, os corpos das pessoas gostam de sons graves profundos, que, se alto o suficiente, também produz vibração, tornando-o poderosamente excitante". 
 

Outro dado, esse descoberto durante o isolamento em uma pesquisa realizada em abril deste ano com mais de 11 mil pessoas por 8 países do mundo, é que 43% dos brasileiros usam música para criar um clima romântico com seu parceiro durante a quarentena. 
 

Então, pensando em apimentar a relação dos casais, queremos ajudar com a trilha sonora perfeita: se você faz parte do time dos dedicados, corre e monte sua playlist. Se gosta de apenas dar o play, preparamos a playlist "Pra Fazer Amor" que já vem com uma seleção exclusiva de músicas que prometem garantir muito prazer, basta apenas um clique. 
 

*Tracey Jane Cox é autora e colunista inglesa de não ficção, especializada em livros sobre namoro, sexo e relacionamentos. 

Histórico de Conteúdo