Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Domingo, 06 de Junho de 2021 - 06:05

"O esporte é o caminho", confira as dicas!

por Iga Bastianelli

 

 

A verdade é que qualquer esporte seja a natação, o tênis, o surf, a vela tem “salvado” muitas crianças durante a pandemia. O confinamento e as mudanças bruscas na rotina como, por exemplo, a escola on line, estão impondo a elas um contato digital muito mais intenso com horas seguidas em frente a uma tela de computador. E o esporte pode ser uma válvula de escape, pois permite o contato com o mundo real, com a natureza, além de fazer bem para a saúde tanto no aspecto físico quanto mental.

 

Conheça as dicas da psicóloga Dra. Daniele Seda, psicóloga da Marinha. Para as crianças que praticam esportes competitivos seguem dicas para os pais:

 

1. Concentre-se fundamentalmente na maneira como seu filho pratica o esporte e não nos resultados. Evite criticar resultados, mas se interesse pelo esforço.

2. Dê responsabilidades a seu filho, que com o tempo, aumentarão sua autoconfiança e independência.

3. Assegure-se de que o esporte competitivo seja uma experiência positiva, enfatize aspectos importantes como esportividade, ética, melhora pessoal, responsabilidade, excelência, respeito, amizade, cuidado com o meio ambiente.

4. Não faça vista grossa, se seu filho se comportar mal. Precisamos menos de pessoas que busquem a ganhar a qualquer custo, e mais daqueles que fazem o certo e justo mesmo quando não tem ninguém olhando.

5. Compreenda que os filhos tem o direito de competir, assim como o tem de não serem campeões. Incentive a experimentar outras atividades físicas.

6. Esteja preparado para apoiar e ajudar emocionalmente, especialmente quando seu filho tiver problemas.

7. Enfatize o fato de que, indo bem ou mal, seu carinho por ele será igual. Evite ficar com raiva ou tratá-lo de modo diferente quando perder. Controle suas emoções

8. Tente motivar seu filho a ser independente, a pensar por si mesmo.

10. Compare o progresso de seu filho com suas próprias habilidades e objetivos. 

11. Tenha no treinador um aliado. Colabore com ele, auxiliando-o a compreender melhor seu filho e confiando que ele poderá contribuir em muitos aspectos.

12. Mantenha-se no papel de pai/mãe. Evite ser o técnico de seu filho.

 

A Psicóloga Daniele Seda com experiência em preparar atletas olímpicos como as campeãs Martine Grael e Kahena Kunze, atualmente está trabalhando com a equipe do Mundial 2021 da classe Optimist, classe considerada a “divisão de base” da vela brasileira.

Conheça mais sobre a Classe Optimist e a Optibra

A Classe Optimist é a classe/barco de iniciação da vela mundial, e está presente no Brasil há 49 anos, completando 50 anos em 2023. O Optimist é também a porta de entrada para a vela Olímpica, tendo sido o caminho inicial dos maiores campeões do esporte mundial. O Optimist é destinado para velejadores iniciantes e experientes de 6 a 15 anos.

A OptiBRA é a Associação Brasileira dos Velejadores da Classe Optimist, e tem por finalidade principal o desenvolvimento da vela, pela prática segura da vela infanto-juvenil na Classe Optimist em todo o território nacional, além de incentivar, orientar, dirigir, promover, fiscalizar e divulgar a prática da vela de competição entre os jovens de 6 a 15 anos, em barcos da Classe Optimist.

Equipe brasileira que disputou o Norte Americano da Classe Optimist 2021

     

Obesidade infantil: manter uma rotina saudável na pandemia é importante

3 de junho é lembrado como o Dia da Conscientização Contra a Obesidade Mórbida Infantil. A data foi criada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) para trazer luz a um assunto muito importante e que está sempre no radar de pais, mães e cuidadores: a obesidade na infância e na adolescência. De cada três crianças e adolescentes no Brasil, uma está acima do peso; 11% das crianças e adolescentes entre 5 e 19 anos têm obesidade e 17,2%, sobrepeso, segundo o Ministério da Saúde e a OECD.

Com a pandemia que nos atinge desde o ano passado, com crianças em isolamento social e por isso longe das escolas, dos parquinhos e das atividades esportivas, ansiosas e muitas vezes ingerindo alimentos não tão saudáveis, a expectativa é que esses números possam aumentar.

"A obesidade é uma doença crônica multifatorial, com implicações genéticas (quando os pais têm obesidade) e ambientais, caso a criança esteja inserida em uma família com hábitos alimentares não saudáveis e está sedentária. Isso pode gerar a obesidade infantil", diz a endocrinologista pediátrica Ruth Rocha Franco, do Instituto da Criança da Universidade de São Paulo-USP e consultora médica da Novo Nordisk.

De acordo com a médica, se a obesidade não for tratada de forma adequada, pode evoluir e causar problemas graves mesmo na infância, como diabetes tipo 2, colesterol, hipertensão, entre outras condições.

No passado, existia a percepção equivocada de que ‘criança gordinha’ era criança saudável e bem alimentada - mas, essa impressão tem mudado. "É comum a criança estar acima do peso e ter falta de ferro e vitaminas. Muitas vezes, a dieta é tão limitada, que ela só ingere doces e carboidratos ultra processados, ou seja, não come frutas, não come legumes. Apesar de estarem acima do peso, estão desnutridas nutricionalmente", informa a endocrinologista.

Ao buscar o tratamento adequado, é preciso que o núcleo familiar colabore com o tratamento da obesidade. Segundo a médica, quando a família (incluindo os avós) se envolve, a criança se sente motivada e começa a perder peso. "Dessa forma, toda a família pode começar a reduzir o peso. Os pais começam a perder peso e a brincar mais tempo com os filhos. É saúde para toda a família", completa a especialista.

 

Alimentação saudável em tempos de pandemia

Atualmente, as famílias se veem em um desafio ainda maior em tempos de distanciamento social devido à pandemia da Covid-19: conseguir mudar hábitos, tanto alimentares quanto de atividade física, em um período em que todos estão mais reclusos, ansiosos e também mais estressados. Para enfrentar essa fase, a endocrinologista aconselha usar a criatividade, fazendo com que a criança se movimente dentro de casa, seja brincando com o cachorro, arrumando seu próprio quarto, movimentar-se mais dentro de casa ou subir escadas caso more em prédio, ou mesmo preparar uma salada diferente".
 

Tratamento Capilar Anti-Idade: entenda como evitar o envelhecimento dos fios


 

O autocuidado está cada vez mais presente na rotina das mulheres, uma vez que o universo da beleza abriu um importante caminho para o entendimento sobre uma infinidade de questões relacionadas ao corpo. Entre tantas descobertas, a constatação do envelhecimento capilar chama atenção. "Diferentemente do que as pessoas associam, o envelhecimento capilar não está relacionado somente com o surgimento dos primeiros fios brancos", explica Renata Lima, Coordenadora de Educação da Aneethun.
 

De acordo com ela, além da diminuição natural do ritmo da renovação celular, existem alguns fatores externos e internos que podem acelerar o processo de envelhecimento dos fios, drenando sua vitalidade e ocasionando o aspecto envelhecido. "Fatores externos como a radiação solar, poluição, utilização de ferramentas térmicas sem proteção, uso excessivo de químicas sem tratamentos posteriores, além da genética e mudanças hormonais como a menopausa, anemia, estresse, insônia, tabagismo, uso excessivo de medicamentos, alimentação inadequada, pobre em proteínas e vitaminas essenciais, também afetam o desenvolvimento dos cabelos e implica na formação de fios mais finos, curtos, frágeis, opacos, ásperos e sem elasticidade", exemplifica Renata.
 

Para proteger e retardar o afinamento dos fios, a Aneethun, marca especialista em produtos de alto padrão direcionados para o segmento profissional de beleza e home care, sugere um passo a passo para realizar o tratamento anti-idade, que tem a função de prevenir a perda de densidade, o desbotamento, e resgatar a nutrição e elasticidade dos fios.
 

ADERIR AO USO DO FILTRO SOLAR CAPILAR

Assim como na pele, a exposição exagerada ao sol pode acelerar o envelhecimento dos fios. É ideal criar uma camada protetora contra as radiações UVs.

 

PRODUTOS ESPECÍFICOS PARA O TRATAMENTO
Para cuidar e preservar o envelhecimento dos fios é ideal aderir ao uso de produtos anti-idade que contenham em sua formulação aminoácidos, vitamina B5 e óleos. 

 

HIDRATAÇÃO CAPILAR POTENTE

A hidratação é uma importante aliada à vitalidade dos fios. As máscaras hidratantes têm a função de melhorar a saúde e o aspecto dos fios, evitando o ressecamento capilar. "Um dos primeiros sinais de envelhecimento é quando o cabelo começa a ficar ressacado e sem brilho. Com isso, a melhor opção é hidratar os fios para repor a água e os nutrientes perdidos", explica a coordenadora.
 

EVITAR PROCEDIMENTOS QUÍMICOS E O USO DE FERRAMENTAS TÉRMICAS

Os processos químicos como alisamentos, colorações e descolorações sem tratamentos posteriores e o uso de ferramentas térmicas muito quentes como secador, chapinha ou baby liss sem proteção térmica, deixam os fios mais sensíveis. 

Sexta, 21 de Maio de 2021 - 09:05

Vamos começar a meditar?

Um levantamento realizado pelo Gympass, plataforma completa de bem-estar, mostrou que o uso médio de aplicativos de saúde mental e emocional no primeiro trimestre de 2021 cresceu 130% em relação à média de utilização do ano passado inteiro. Só nos quatro primeiros meses do ano, o uso médio foi 54% superior ao do último trimestre de 2020. Esse aumento demonstra que as pessoas têm olhado mais para o bem-estar integral e usado as soluções digitais como complemento às atividades presenciais.

 

Durante a pandemia, a saúde e o bem-estar tornaram-se pautas de extrema importância, principalmente pelos efeitos gerados pelo coronavírus. O isolamento social e os desafios do equilíbrio entre as vidas profissional e pessoal contribuíram para o aumento dos níveis de estresse, ansiedade e depressão, por exemplo. Isso provocou uma mudança no comportamento das pessoas, que passaram a priorizar outras formas de atividades para se sentirem bem.

 

Dentre as atividades mais buscadas como uma opção de manter o autocuidado neste período está a meditação. Para celebrar o Dia Mundial da Meditação, nesta sexta-feira, 21 de maio, o Gympass traz cinco práticas que vão ajudar a ter uma melhor experiência na meditação, principalmente para as pessoas que ainda não adotaram a prática de meditar:

 

1. Data, hora e lugar marcado para meditar
Um ambiente fixo, limpo, organizado e aconchegante ajudará a treinar seu corpo e mente para que se sinta mais confortável e à vontade para iniciar a meditação com mais facilidade. Criar um ambiente que alimente um estado mais relaxado da mente por meio de aromas, cores e sons também deve ser considerado.

 

2. Autoconhecimento: escute a si e seus pensamentos
Entenda quais seus objetivos no momento de reflexão. Questionar-se sobre seus verdadeiros desejos e objetivos e saber reconhecer seus pensamentos e sentimentos é muito importante e te trará um autocontrole e autoconhecimento que podem até mesmo despertar uma série de ideias, crenças, soluções e inspiração.

 

3. Comece do simples
Comece com pequenos intervalos sozinho com seus pensamentos. Um bom começo é começar. Por isso, a meditação é um ato humilde, que leva tempo e esforço para construir uma rotina estável. Algumas posições, técnicas de respiração ou duração de cada sessão podem parecer muito desafiadoras no início, mas se lembre sempre de que a jornada é mais importante do que o destino.

 

4. Seja paciente consigo mesmo
Concentre-se nos pequenos passos que você está dando para estar um pouco atento todos os dias. Meditar é aprender a se tratar com gentileza, não importa o que você esteja experimentando em dado momento da vida. Muitos fatores podem influenciar a percepção dos resultados que você terá, como a qualidade do sono, sua dieta atual, a quantidade de estresse a que você está submetido.

 

5. Use a tecnologia a seu favor
Uma demanda constante por mais foco e desempenho levou a vivenciar a era da ansiedade, o que explica as razões pelas quais a meditação se tornou popular atualmente. E uma ótima solução para os tempos de hoje é realizar aulas online para obter orientação. Existem diversas opções para vários níveis diferentes. Sessões longas ou curtas, sons da natureza ou espirituais, meditação guiada.

Teleorientação gratuita sobre glaucoma para a população

 

Pessoas interessadas em participar de sessão gratuita e individual de teleorientacão sobre glaucoma, conduzidas por médicos ligados ao Conselho Brasileiro de Oftalmologia (CBO) e à Sociedade Brasileira de Glaucoma (SBG), têm até a próxima terça-feira (18) para se inscreverem na plataforma montada para oferecer esse serviço. Os encontros, que serão individuais e com duração estimada de 15 minutos, acontecerão no dia 22 (sábado), entre 9h e 17h.
 

Por meio de sessões de aconselhamento, realizadas à distância com o auxílio das tecnologias digitais, os pacientes poderão esclarecer dúvidas com especialistas no tratamento do glaucoma, doença que é a principal causa de cegueira evitável no Brasil e no mundo. A atividade acontece em paralelo à programação do 24 horas pelo glaucoma, uma maratona organizada pelo CBO e pela SBG que oferecerá pelas redes sociais das entidades parceiras inúmeros conteúdos sobre o tema.
 

Conversa com especialista - O agendamento da teleorientação pode ser feito pelo site do evento: www.24hpeloglaucoma.com.br

Para participar, basta entrar no endereço, escolher um horário - entre 9h e 17h - e preencher o formulário. A pessoa receberá um link que vai levá-la, na hora agendada, a uma sala para conversar com o especialista.
 

"A ideia não é prescrever receitas, mas sim orientar e tirar dúvidas. A pessoa poderá, durante 15 minutos, saber o que quiser sobre a doença, com o médico. É o paciente quem define o tema", informa o oftalmologista Cristiano Caixeta Umbelino, vice-presidente do CBO e coordenador do 24 horas pelo glaucoma.
 

Conforme também salienta, a opção por levar aconselhamento qualificado por meio da internet é fruto direto da pandemia. "Devido à crise gerada pela covid-19, o CBO e a SBG decidiram por garantir a segurança dos pacientes e investir numa estrutura que permite a troca de informações, sem a necessidade de aglomerar", pontua Caixeta.

Sexta, 14 de Maio de 2021 - 09:05

Por que alimentos orgânicos?

Por que alimentos orgânicos?


No Brasil, o uso de agrotóxicos na produção agrícola se tornou comum para eliminar insetos ou pragas nas plantações. Em 2019, um projeto de Lei atualizou a legislação dos agrotóxicos ao propor uma série de mudanças para afrouxar as regras sobre o uso, controle, registro e fiscalização dessas substâncias químicas. Ao mesmo tempo, esse movimento parece ter chamado a atenção das pessoas à preocupação sobre a origem dos alimentos que colocam no prato e ter fomentado um crescimento na busca por alimentos orgânicos e naturais. Considerando os malefícios que os agrotóxicos trazem para a saúde e meio ambiente, a Liv Up, foodtech de alimentação saudável, lembra que é importante também saber que certas frutas e legumes sofrem maior contaminação por esses pesticidas e por isso tem ampliado a sua oferta de soluções saudáveis, práticas e que geraram impacto em toda a cadeia, por meio da ampliação de alimentos orgânicos oferecidos em seu Mercado Online e quitanda com foco em levar opções naturais e livres de pesticidas para quem busca comer e viver melhor.
 

O uso de agrotóxicos é tão desvantajoso para o produtor, que fica em contato direto com a plantação, quanto para os consumidores, colocando a saúde de todos em risco, submetidos ao desenvolvimento de doenças graves como problemas nos rins, no fígado, ou até mesmo câncer, assim como afirma o Instituto Nacional do Câncer (Inca). Por isso, para além do cuidado na seleção dos alimentos e a higienização de produtos frescos, a melhor alternativa, e que tem crescido e ganhado atenção dos consumidores nos últimos tempos, é a substituição dos alimentos convencionais pelos naturais e orgânicos.
 

Conhecidos por não utilizar venenos e adubos químicos em sua produção, para serem considerados alimentos orgânicos e darem uma garantia na origem, outras condições são exigidas por lei. De forma simplificada, além de serem produzidos para diminuir os impactos ao meio ambiente, aos recursos naturais e as espécies de animais e plantas locais; também são preocupados em não degradar o solo e fontes de água; respeitam os direitos dos trabalhadores envolvidos em sua produção e não contam com o cultivo de transgênicos e nem com a utilização de agrotóxicos ou outras substâncias sintéticas, como hormônios, drogas veterinárias, adubos ou antibióticos, sendo avaliados e certificados por órgãos reguladores do governo.

Terça, 13 de Abril de 2021 - 12:05

Dia do Beijo: receitas de batons veganos!

 Dia do Beijo: receitas de batons veganos!

 

 

Nessa terça-feira (13), comemora-se o Dia do Beijo. E, pensando em opções sustentáveis, a Bio Mundo franquia de alimentos saudáveis, traz receitas caseiras de batons veganos para ajudar a preservar a saúde dos lábios e ainda dar cor, escolhendo a ideal para cada mood.

Além da praticidade em fazer um batom novinho, as opções veganas são livres de toxinas ou conservantes. Dentre os ingredientes estão presentes óleo de coco, manteiga de cacau e frutas, como amora, framboesa e romã, além de óleos essenciais.

Confira as receitas abaixo:

Batom Vermelho
Ingredientes
1 colher (sopa) de manteiga de cacau
2 colheres (sopa) de óleo de coco
1 amora
2 gotas de óleo essencial de amora

Modo de preparo: primeiro amasse a amora e misture as gotas do óleo essencial. Reserve. Enquanto isso, ferva em banho-maria a manteiga de cacau e acrescente o óleo de coco. Depois, misture tudo e espere esfriar. Mantenha refrigerado.

Batom Rosa
Ingredientes:
1 colher (sopa) de manteiga de cacau
2 colheres (sopa) de óleo de coco
½ limão
1 folha de repolho roxo pequeno
½ xícara (chá) de água
2 gotas de óleo essencial de limão

Modo de preparo: em um pilão ou triturador, bata o repolho com o limão, ferva e misture com a água. Reserve. Em banho-maria, derreta a manteiga de cacau e misture ao óleo de coco. Depois, em um recipiente coloque uma colher de chá da água tonalizada com repolho e limão, acrescente as gotas do óleo essencial e o restante dos ingredientes. Espere esfriar. Mantenha refrigerado.

Batom Alaranjado
Ingredientes:
1 colher (sopa) de manteiga de cacau
2 colheres (sopa) de óleo de coco
1 colher (chá) de colorau
2 gotas de óleo essencial de sua preferência

Modo de preparo: ferva em banho-maria a manteiga de cacau e acrescente o óleo de coco. Depois, misture a colher de colorau e as gotas do óleo essencial e esperar esfriar. Mantenha refrigerado.

Lip Tint Natural
½ colher (chá) de óleo de coco
3 amoras
1 framboesa
3 sementes de romã

Modo de preparo: amasse as amoras e framboesas e reserve. Esprema as sementes de romã e misture tudo com o óleo de coco. Depois é só usar o liquido para dar um tonzinho à boca enquanto a hidrata.

Quinta, 08 de Abril de 2021 - 13:05

Plantando em Casa

Plantando em Casa

 

Muita gente passou a cultivar horta em casa durante a quarentena, seja para ter mais contato com natureza ou até mesmo para aproveitar o tempo e ter uma atividade de bem-estar, mas acabou pegando gosto de colher o alimento para cozinhar e preparar refeições (seja vegetal ou tempero). Ao mesmo tempo, o tema sustentabilidade nunca esteve tão em voga, e muitas pessoas também começaram a repensar hábitos e buscar formas de ajudar sem sair de casa, e foi aí que a compostagem apareceu como ótima oportunidade para ajudar com o descarte correto do resíduo orgânico, cuja produção aumentou na pandemia e ainda não tem o devido descarte pelos serviços de coleta de lixo da maioria das cidades brasileiras. Como muitas mudanças desse período, essas são duas que vieram para ficar.

Para começar uma horta em casa, basta analisar se há um espaço, podendo ser grande ou pequeno, que bata sol e providenciar materiais como vaso, jardineira, terra, ferramenta e regador. "O sol é muito relevante, porque é energia para a planta. O ideal é ter no mínimo quatro horas de luz, mas mesmo que não tenha tanto tempo de iluminação, a planta acaba se adaptando. Na dúvida, escolha o local com maior luminosidade disponível e experimente", aponta Diego Diel, coordenador de vendas da ISLA Sementes. Para ajudar os iniciantes na empreitada, a empresa disponibiliza 600 variedades de sementes e kits para começar uma horta em casa no e-commerce.

Com relação à estrutura, há diversas formas. "Pode-se fazer uma estrutura suspensa, em cima de um cavalete, uma escada, parapeito ou janela. No chão ou em floreiras. É essencial pensar numa drenagem para escoar a água dada às plantas. As hortaliças gostam de solo úmido, mas não encharcado. Exemplos são os furos na base dos vasos ou ainda evitar terrenos que alaguem para uma horta em canteiros", explica Diego. Para escolher o que plantar, é interessante saber as características das plantas que se deseja cultivar. Manjericão, alecrim, pimenta, orégano, salsa, rúcula, coentro e microverdes são opções para começar a cultivar uma horta em casa. "Mas vale lembrar de conferir se a época condiz com o período recomendado para a sua região", ressalta Diel.

 

Compostando os resíduos orgânicos
 

Muita gente acha que, separando resíduos secos (recicláveis) e molhados (orgânicos) já está colaborando para o meio ambiente. Mas a verdade é que apenas o que é reciclável tem um descarte correto pela coleta de lixo. Na maior parte das cidades brasileiras, os rejeitos (parte do lixo que não temos capacidade e/ou tecnologia para reciclar) e os orgânicos acabam em aterros sanitários ou lixões a céu aberto.

"A compostagem é um processo biológico de transformação de resíduos orgânicos em adubo pela ação de microorganismos, principalmente bactérias", explica Rafael Zarvos, especialista em Gestão de Resíduos Sólidos e fundador da Oceano Resíduos. Para quem está começando, ele deixa duas dicas: comprar uma composteira doméstica ou fazer o próprio vaso compostor. O primeiro método utiliza minhocas, e o segundo método utiliza matéria seca, mas Rafael garante que nenhuma das duas opções libera odor.

As duas técnicas transformam lixo em alimento ao invés de ter o mesmo resíduo liberando toxinas que prejudicam o meio ambiente em aterros sanitários.

 

 
Terça, 30 de Março de 2021 - 10:05

Você consome alimentos que melhoram a disposição ?

Você consome alimentos que melhoram a disposição ?

 

Cada vez mais os dias parecem curtos diante do aumento de tarefas. Isso intensificou ainda mais para as pessoas que estão fazendo home office. Muitas vezes, falta energia para deixar tudo em ordem e manter a alta performance no trabalho, nos estudos, e inclusive, na rotina de treino e de autocuidado importantes para o bem-estar da mente e do corpo.
 

A boa notícia é que uma alimentação estratégica é capaz de melhorar a disposição, acabar com o cansaço e até mesmo com o desânimo. A nutricionista Sthe Venturi da Fit Food, conta que existem alimentos que fornecem mais energia para o corpo, ao contrário de outros que geram fadiga e até mesmo bastante sono. "O alto consumo de açúcar e farinha branca com frequência, pode acarretar não só no aumento de peso, mas como também no rendimento", conta.
 

Então, o que comer para ter mais disposição? A nutricionista conta que o caminho é rever hábitos e escolhas alimentares, pois tudo o que é consumido impacta diretamente na performance do dia a dia. "As pessoas demonstram querer mais energia e disposição para fazer as atividades do dia, para praticar esportes ou para brincar com seus filhos", comenta Sthe.
 

Confira a lista de 7 alimentos recomendados pela nutricionista que vão fazer do corpo uma usina de energia:
 

1 - Folhas verdes: além de serem pouco calóricas, folhas verdes são ricas em ferro, cálcio, fibras, magnésio e vitaminas, como A e C. "Ajudam a prevenir a anemia, que é uma das principais causas de fadiga", diz Sthe. As folhas podem ser consumidas saladas, refogado quentinho ou até mesmo ser adicionadas em sucos. "Um exemplo é o suco verde normalmente feito com folhas de couve e frutas da preferência", sugere.
 

2 - Guaraná: é um poderoso estimulante natural, por ser fonte de cafeína. Ajuda a manter o estado de alerta, reduzir o esgotamento físico e melhorar a disposição. "É possível comprar a polpa ou até mesmo comprar o guaraná em pó e adicionar em sucos e vitaminas. Uma ótima pedida de ser incluído no café da manhã para começar o dia com tudo", recomenda.
 

3 - Açaí - A fruta açaí, o açaí puro é rico em carboidratos (que dão energia), antioxidantes (que retardam o envelhecimento) e gorduras insaturadas (benéficas para o coração), também se destaca por ser fonte de vitaminas C, B1 e B2. "Mas não vale o açaí que encontramos facilmente por aí - cheio de açúcar, xarope de glicose ou xarope de guaraná e por aí vai", alerta Sthe. Ela orienta comprar a polpa de açaí, ver se não contém açúcar no rótulo e bater com iogurte ou como um suco mesmo. É uma boa opção pela manhã, no meio da tarde ou até mesmo como um pré-treino.
 

4 - Oleaginosas - Nozes, amêndoas e castanhas são excelentes fontes de gorduras insaturadas, que fazem bem ao sistema cardiovascular, e minerais, como o selênio. "Auxiliam na redução do estresse, melhoram a memória e aumentam a sensação de energia e foco", conta a nutricionista. A recomendação é comer como lanchinhos intermediários ou até mesmo triturá-las e consumir como uma "farinha" por cima de frutas.
 

5 - Peixes - São ricos em ômega 3, como a sardinha, o arenque, o salmão e o atum. "O ômega 3 recebe este sufixo por ser formado por três ácidos graxos, as siglas são: EPA, DHA, e ALA. As substâncias que exercem as funções mais conhecidas do ômega-3 são o EPA e o DHA. O EPA apresenta ação anti-inflamatória, seus principais benefícios estão relacionados à saúde cardiovascular e problemas circulatórios. E o DHA é um ótimo combustível para o cérebro, então está associado mais a capacidades cognitiva e neuronal", explica. "Um preparo simples para o dia a dia é forrar uma fôrma com papel alumínio ou papel manteiga, colocar as postas de peixes com alguns legumes picados, adicionar ervas e azeite e prontinho! Fácil, fácil", ensina Sthe.
 

6 - Chá verde - Fonte de cafeína, a bebida é considerada termogênica, ou seja, ajuda a acelerar o metabolismo, contribuindo para a maior queima calórica, e aumentar a energia. "Esse chá é bastante indicado no processo de emagrecimento", revela. Pode tomar quente ou gelado e misturar com outras ervas para inovar no sabor.
 

7 - Gengibre - tem ação anti-inflamatória e antioxidantes. "A raiz melhora a digestão e auxilia no emagrecimento, pois ajuda a manter o metabolismo acelerado e fornece mais disposição", conta a nutricionista. O gengibre pode ser adicionado no preparo de sucos, chás e receitas.

Quinta, 18 de Março de 2021 - 18:05

O Brasil é líder mundial em procedimentos íntimos

O Brasil é líder mundial em procedimentos íntimos
 


Segundo dados divulgados em dezembro de 2020 pela Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica (ISAPS), o Brasil foi o país que mais realizou cirurgias estéticas no ano de 2019, o que corresponde a 13,1% do total realizado em todo o mundo. De acordo com a cirurgiã plástica Maiéve Corralo, diretora do Instituto Maiéve Corralo, o país é líder mundial em procedimentos íntimos realiza cerca de 21 mil cirurgias por ano. 

"O aumento da procura pela cirurgia íntima pode estar relacionado com o uso da depilação completa ou mais cavada, assim como a diminuição dos tabus e ao empoderamento feminino. Além do fato das pessoas estarem mais em casa, num ritmo menor e com isso passaram a dar mais atenção e a tentar resolver os problemas que na correria do dia a dia acabam deixando para depois", declara a médica. 

Para ajudar a entender sobre o procedimento que vem fazendo a cabeça da mulherada, a dra. Maiéve explica o que é, como funciona, e em quais casos é indicado a realização da cirurgia. 

O que é a ninfoplastia? 
É a cirurgia plástica da genitália feminina, que pode diminuir os pequenos lábios, o prepúcio do clitóris ou o próprio clitóris, pode diminuir os grandes lábios vaginais e o monte pubiano com lipoaspiração ou pode preencher os grandes lábios com gordura, ácido hialurônico ou hidroxiapatita para trazer um aspecto mais jovem e com turgor. 

Quem pode fazer, quando há indicação? 
Mulheres a partir dos 18 anos. A indicação existe quando a estética genital incomoda a mulher ou quando os pequenos lábios hipertrofiamos passam a machucar na atividade física, ao contato com a calcinha ou durante o ato sexual. 

Como é o procedimento? Precisa de internação? Qual tipo de anestesia? 
O procedimento pode ser realizado em ambiente ambulatorial, sem internação, sob anestesia local (tópica + injetável). Podemos fazer a cirurgia clássica com uso de pontos absorvíveis ou com uso de laser de co2, sem pontos, com recuperação mais rápida, esta última é a minha preferência. 

Existe alguma contraindicação? 
Doenças clínicas graves que contraindiquem procedimentos cirúrgicos, mas como é um procedimento de pequeno porte quase não existe contraindicação. 

Como se dá o processo de recuperação? 
Nos primeiros dois dias pós-operatórios a paciente sente queimação no local e por isto aconselha-se o uso de compressas geladas que além de melhorarem a ardência, diminuem o edema (inchaço) e diminuem o sangramento. É comum a queixa de queimação ao urinar que se resolve com o uso de pomada hidratante imediatamente antes de urinar. Usualmente com 15-20 dias a ferida já está cicatrizada, mas o inchaço pode levar cerca 3-4 meses para regredir completamente. 

Em quanto tempo após a cirurgia é possível voltar a vida sexual? 
Usualmente após 15-20 dias, dependendo da completa cicatrização da ferida. 

Há perda da sensibilidade após o procedimento? 
Perda de sensibilidade não é uma queixa frequente, tendo em vista o fato de que a cirurgia não atinge a inervação clitoriana, mas alterações transitórias de sensibilidade no corte cirúrgico podem acontecer e costumam se resolver em cerca de 3-4 meses quando ocorrem. 

Há uma faixa etária mais comum entre essas mulheres que buscam o procedimento e quais as principais causas?
Na minha clínica a procura maior é nas mulheres na faixa entre os 30 e 50 anos, mas notamos um aumento da procura por mulheres mais jovens. As principais causas são principalmente o aumento dos pequenos lábios, seguida por plástica do prepúcio do clitóris e lipoaspiração do púbis com enxertia nos grandes lábios. Pacientes atletas ou que perderam muito peso procuram preenchimento dos grandes lábios com ácido hialurônico. 
 

Histórico de Conteúdo