Ansioso?Especialista ensina exercícios simples de yoga para fazer todos os dias

"Estudos científicos comprovam que o Yoga é uma ótima opção para este momento, pois ativa o sistema parassimpático do sistema nervoso - que age quando estamos relaxados - aliviando a pressão arterial, reduzindo o nível de açúcar no sangue, diminuindo a frequência cardíaca e restaurando a energia", conta a yogini Marcella Bauer, instrutora do programa Minha Yoga, da plataforma online Queima Diária. 

Especializada nacionalmente e internacionalmente na prática, Marcella explica também que "através do yoga realizamos posturas físicas e mentais que atuam como uma limpeza do corpo e da mente, removendo o acúmulo de tensão que gera estresse e ansiedade". Confira abaixo algumas posições do Yoga para praticar diariamente: 

Postura do Triângulo Estendido (Utthita Trikonasana) 

Afaste as pernas de forma que o peso do corpo esteja bem distribuído. O pé esquerdo deve estar virado para fora, formando um ângulo de 45º. Levante os braços na altura dos ombros e faça uma flexão lateral para a esquerda, segurando a postura com o tronco. Já o braço direito deve ficar elevado, no sentido do teto. Olhe para a mão que está acima e mantenha a posição durante cinco respirações, depois alterne. 

 

Postura da Meia Roda (Ardha Chakrasana) 

Deixe os pés juntos e as mãos devem estar ao lado da cintura com os polegares apontados em direção à coluna. Gire os ombros para trás e alinhe os seus cotovelos, como se quisesse fechá-los. Inspire profundamente e levante os quadris, o máximo que você conseguir. Permaneça nessa posição por cinco respirações profundas e lentas. Para descer para a posição inicial, expire profundamente e inale. 

 

Postura da Criança (Balasana) 

Sente-se sobre os calcanhares como se fosse ajoelhar no chão. Incline-se para frente, mantendo os pés juntos e abaixe todo tronco ou o máximo que conseguir. Os braços podem ser esticados para frente ou para trás, do jeito que você preferir. 

 

Postura do Cachorro Olhando Para Baixo (Adhomukha Svanasana) 

Nessa posição, o ideal é fazer um V invertido com o corpo, como se fosse um triângulo. Portanto, fique em pé e inspire profundamente, levando as suas mãos ao chão e caminhando com elas à frente até o momento que você sinta que o seu corpo está em formato de triângulo invertido. Mantenha a coluna ereta, não dobre os cotovelos e, se sentir necessidade, flexione um pouco os joelhos. Deixe o pescoço no mesmo alinhamento da coluna. É importante também inalar profundamente, manter o abdômen contraído e os olhos devem estar fixados no chão. Durante 10 respirações profundas, mantenha essa posição. 

Observação: Essa posição pode ser feita também partindo da Postura da Criança, apoiando os joelhos no chão e formando a postura de quatro apoios, alongue as pernas - levantando o quadril em direção ao teto e distribuindo o peso nas mãos e nas pernas. 

 

Postura Fácil (Sukhasana) 

Sente-se sobre uma toalha dobrada. Cruze as pernas, coloque as mãos nos joelhos e alongue bem a coluna. Foque em sua respiração durante 5 ou 10 minutos. 

Quarta, 01 de Julho de 2020 - 11:05

Drive Thru Solidário na Alameda das Espatódeas

Drive Thru Solidário na Alameda das Espatódeas

 

A principal associação de lojistas do segmento de arquitetura do estado, o Núcleo de Decoração da Bahia, vai realizar uma campanha para arrecadar donativos que serão destinados a instituições de caridade da Bahia, que passam por um momento ainda mais delicado por conta da pandemia do Coronavírus. A ação vai acontecer entre os dias 02 e 03 de julho, das 10h às 16h, em forma de drive thru, que estará instalado na Alameda das Espatódeas, 341, ao lado da loja ProHome Colchões.

A campanha vai receber doações de cestas básicas, alimentos não perecíveis, materiais de limpeza, produtos de higiene pessoal, lençol e toalhas de banho. Todo o material recolhido será doado às instituições: Abrigo São Gabriel, Grupo Mulheres do Brasil, Lar da Criança, Lar Vida e Paróquia São Jorge. O NDB é uma instituição sem fins lucrativos criada com o objetivo de promover ações promocionais e atividades voltadas para os profissionais de decoração, lojistas e seus colaboradores.

Trombose: doença silenciosa que exige atenção para evitar complicações maiores 

 

A trombose, também conhecida como Trombose Venosa Profunda (TVP), é a formação de um coágulo sanguíneo no interior de uma ou mais veias do corpo. Em 90% dos casos, a condição atinge os membros inferiores e causa grande desconforto, mas há o risco de um fragmento do coágulo se desprender e entrar na corrente sanguínea, em direção aos pulmões, provocando um quadro de embolia pulmonar. 
 

Segundo especialistas, fatores genéticos são responsáveis por cerca de 75% dos casos de trombose. Para pessoas que possuem casos na família, a prevenção é fundamental. A doença pode atingir pessoas de qualquer idade, por isso é necessário balancear a alimentação, se hidratar, praticar atividades físicas e evitar o cigarro. Além disso, é ideal atenção redobrada quando a pessoa fica por muitas horas na mesma posição, com as pernas paradas. 
 

Dra. Juliana Puggina, especialista em Cirurgia Geral e Cirurgia Vascular, alerta para que pacientes com trombose tomem cuidados ainda maiores para evitarem a contaminação pelo Covid-19, em razão dos riscos de graves complicações. "É importante, também, que o tratamento da trombose não pare. Os pacientes precisam seguir as recomendações médicas, inclusive no que diz respeito à terapia de compressão graduada, que estimula o fluxo sanguíneo e evita a formação desses coágulos", diz. 
 

Síndrome do Viajante ou Síndrome da Classe Econômica também preocupa quem viaja por longos períodos, seja de carro, trem, avião ou ônibus 
 

De acordo com o doutor Jamil Victor de Oliveira Mariúba, especialista em angiologia e cirurgia vascular e parceiro da SIGVARIS GROUP, empresa líder mundial em produtos de compressão graduada, há também a síndrome da classe econômica, ocasionada quando a pessoa fica por muitas horas na mesma posição, com as pernas paradas. "Uma viagem de mais de três horas, de avião, trem, ônibus ou carro, é motivo para atenção redobrada. Nesses casos, não há idade para a ocorrência da TVP e é recomendado o uso de meias de compressão graduada para manter a circulação ativa", diz. 
 

Como as meias de compressão podem auxiliar a prevenir o problema? 
 

"As meias de compressão atuam como forte fator preventivo para a TVP, pelo fato de a doença se desenvolver principalmente nos membros inferiores. As meias estimulam o direcionamento correto do fluxo venoso e linfático. É como se a circulação fosse conduzida por um caminho planejado, o que permite uma nítida melhora na circulação", completa doutor Jamil. 

Quinta, 25 de Junho de 2020 - 11:05

Você sabia que dor de cabeça pode estar relacionada a saúde bucal? 

por Iga Bastianelli

Você sabia que dor de cabeça pode estar relacionada a saúde bucal? 

 

A cefaleia, popularmente conhecida como dor de cabeça, é um desconforto que atinge milhões de pessoas em todo o Brasil. Apesar de comum, existem várias causas para o problema, entre elas estão doenças bucais como bruxismo, infecções e problemas com a articulação responsável pelo movimento de abrir e fechar a boca, ou seja, quando há uma disfunção da articulação temporomandibular (DTM). 

Segundo a implantodontista Sued Queiroz, dentista da clínica Live Odontologia até o stress pelo qual todos estão passando pode provocar, sem que as pessoas percebam enquanto dormem, o ranger de dentes e a disfunção (DTM). É preciso investigar a dor de cabeça persistente, pois pode indicar alguma doença bucal.

A especialista Brunna Bastos, cirurgiã-dentista da GUM, marca americana de cuidado bucal, responde abaixo as principais dúvidas sobre o assunto: 

Quais doenças bucais podem acarretar na dor de cabeça? 

Bruxismo, ato de ranger os dentes e Disfunção Temporomandibular (DTM), como explicado acima, podem ser causas para uma dor de cabeça constante . "Para identificar se a dor de cabeça pode estar relacionada a esses problemas bucais, é importante observar alguns incômodos, como, por exemplo, acordar com dor na mandíbula ou na área das orelhas, dificuldade durante a mastigação, dor e/ou zumbidos no ouvido, entre outros sintomas. Sendo assim, vale relatar estes pontos ao dentista durante a consulta, para que ele possa fechar o diagnóstico", explica. Uma vez realizado o correto diagnóstico, ambas as doenças têm tratamento que minimizam muito a dor. 

Problemas comuns como cárie e doenças gengivais podem causar dor de cabeça? 

Importante lembrar que apesar da cárie e problemas gengivais serem doenças comuns, podem ser prevenidas com escovação e limpeza interdental diária, sendo esta última muito negligenciada e que pode ser realizada com o fio dental comum, ou de forma mais prática, com os flossers (fio dental com haste) e palitos interdentais siliconados, como os Soft-Picks, evitando-se assim o desenvolvimento e progressão destas doenças. 

A prevenção sempre é o melhor caminho

De acordo com a dentista Sued Queiroz por causa da pandemia as pessoas deixaram as consultas odontológicas de lado, e os problemas se acumularam. Ela ressalta a importância das pessoas aos poucos realizarem avaliações periódicas no dentista. “O caminho mais indicado para investigar essas dores é passar por uma consulta. A dor pode estar relacionada a um problema bucal ou não, caso não seja caso odontológico o paciente é orientado sobre qual profissional de saúde deve procurar”, esclareceu a dentista.

Dia Mundial da Doença Falciforme, especialistas alertam para a importância do diagnóstico 

Dezenove de junho é lembrado como o Dia Mundial da Doença Falciforme, enfermidade hematológica de origem genética e hereditária prevalente no Brasil e no mundo. Ela se caracteriza por uma alteração nos glóbulos vermelhos, que perdem a forma arredondada e elástica e adquirem o aspecto de uma foice - daí o nome falciforme. 

Depois disso, os glóbulos endurecem, dificultando a passagem do sangue pelos vasos de pequeno calibre e, redução da oxigenação dos tecidos. Esse processo resulta em crises intensas de dor em qualquer parte do corpo - muitas vezes, associadas ao tempo frio, infecções, período pré-menstrual, problemas emocionais, gravidez ou desidratação . 

Segundo dados do Ministério da Saúde do Brasil, estima-se que existam cerca de 7 milhões de portadores do traço falciforme. Os números significativos levaram à soma de esforços entre organizações sociais competentes, pesquisadores, gestores e formuladores de políticas públicas para incluir a doença no calendário da saúde, chamando a atenção da OMS. No Brasil, uma das organizações legalmente constituídas para trabalhar pela melhor qualidade de vida dos pacientes é a AAFESP (Associação de Anemia Falciforme do Estado de Sâo Paulo), que atua em parceria com a Associação Afro-Brasileira Ogban . 

"A anemia falciforme é causada por uma mutação dos genes", afirma Dr. Rodrigo Santucci, diretor clínico do Hemomed (Instituto de Oncologia e Hematologia). Predominante em afrodescendentes, a doença pode estar presente em pessoas de todas as etnias por causa da miscigenação. O médico explica que, há duas condições genéticas: a primeira é assintomática, na qual a pessoa recebeu apenas um gene mutante do pai ou da mãe - estas pessoas são identificadas com traço falciforme, porém não desenvolvem a doença. Já na segunda, a pessoa recebe um gene da mãe e outro do pai e, assim, são geneticamente identificados com doença falciforme. 

Ainda segundo o Ministério da Saúde, a freqüência anual de nascimento é de 200 mil recém-nascidos com traço falciforme. Já o número de casos novos, por ano, é próximo de 3.500, ou seja, um bebê doente para cada mil - daí a importância de realizar triagem neonatal e proceder com os cuidados necessários. 

No Brasil, o movimento social representativo das pessoas com doença falciforme fomentou importantes ações de equidade no Sistema Único de Saúde (SUS), sendo a principal delas a inclusão do exame que a detecta (eletroforese da hemoglobina) no Programa Nacional de Triagem Neonatal (popularmente conhecido como Teste do Pezinho). Nele, coleta de sangue é feita em papel filtro nas primeiras 48 horas de vida, na maternidade ou nas unidades básicas de saúde. Às crianças que não tiveram acesso ao procedimento nos primeiros dias de vida, é indicado o exame eletroforese da hemoglobina, colhido na unidade básica de saúde. 

Além disso, embora a enfermidade não tenha cura, a inclusão do medicamento Hidroxiureia como política publica no SUS resultou em redução das internações, crises de dor e hospitalização, propiciando melhorias na qualidade de vida e longevidade dos pacientes, - apesar de ainda no Brasil não haver disponível a apresentação ideal para uso em crianças. 

Outro ganho das organizações representativas das pessoas com anemia falciforme foi a inclusão do transplantealogênico de medula. "Apesar das limitações para elegibilidade, em decorrência de doador compatível, esta já é uma realidade que garantiu a cura de mais de40 pessoas, só no Brasil", conclui o especialista. 

Petiscar entre refeições pode ajudar a manter a saúde e a controlar do peso

As visitas à cozinha estão mais frequentes pelo fato de ficarmos mais em casa, mas também acontecem por outros motivos: comemos mais por uma maior liberdade, pela necessidade de uma distração ou ainda por conta de algo mais profundo, como ansiedade. De qualquer forma, as tentações são maiores para todos e, com elas,podem haver consequências se furgirmos demais de nossas dietas habituais. 
 

Uma das razões que torna os petiscos ou pequenos lanches entre as refeições ruins é o fato de muitos deles serem ricos em gordura, açúcar, sal e calorias. Antes mesmo desse momento difícil que estamos enfrentando, os consumidores focados em ter hábitos saudáveis já evitavam estes produtos, no entanto, agora muitos os consomem e os estocam por estarem disponíveis nos supermercado, mudando a maneira como comemos. Mesmo com essas limitações, é importante lembrar que escolher os alimentos certos nos permite manter a saúde durante esses períodos de mudança de rotina . "Mas nem todos petiscos são ruins e trazem apenas calorias vazias. Um lanche nutritivo e equilibrado pode ajudar a manter a energia entre as refeições e a controlaro apetite no momento do almoço e no jantar", fala Susan Bowerman nutricionista e Diretora da Herbalife Nutrition. 
 

Confira a seguir cinco dicas da nutricionista que vão ajudar você a fazer um lanche inteligente: 
 

Fique atento à sua hidratação 

Muitos vão até o armário sem pensar e pegam algo para mastigar acreditando que precisam suprir algum desejo alimentar. Mas, na verdade, este pode ser um sinal de que seu corpo está levemente desidratado, precisando apenas de líquidos. "Por isso, antes de pegar um petisco, beba um copo de água ou coma um pedaço de fruta rica em água e avalie se isso vai sustentar você por mais tempo", sugere Susan. 


Os lanches ??podem ajudar você a incluir alimentos mais nutritivos no seu dia 

Aproveite estas oportunidades para adquirir uma prática saudável com petiscos equilibrados que contenham um mix de proteínas com baixo teor de gordura, - como castanhas, produtos com proteína de soja e laticínios com baixo teor de gordura - e carboidratos saudáveis - frutas, vegetais e grãos integrais. Os carboidratos serão digeridos primeiro e irão satisfazer sua fome rapidamente, já a proteína vai oferecer um pouco mais de energia e saciedade ao seu lanche. 

Os petiscos ajudam a garantir energia física e mental. 

É normal sentir fome a cada três ou quatro horas. Quando se faz as refeições principais e os lanches, você mantém o açúcar no sangue mais estável durante o dia. Essa é uma boa maneira de evitar quedas nas taxas de açúcar entre as refeições que poderiam minar sua energia física e mental. 

 

Faça o segundo lanche 

Muitas pessoas controlam bem a alimentação durante o dia, mas acabam comendo muito à noite, perto da hora de relaxar. "Para essas pessoas, indico um lanche reforçado à tarde a fim de ajudar a reduzir os alimentos do jantar. Pode ser um shake de proteína, uma xícara de frutas com queijo cottage ou até uma refeição congelada de baixa caloria", sugere Susan. Então, vai ser mais fácil diminuir as porções do jantar e transformá-lo em um lanche. Se mesmo assim sentir vontade de comer, a nutricionista orienta escovar os dentes depois da refeição. "Funciona como um ótimo sinal para parar de comer." 

 

Reavalie seus hábitos na hora do lanche 

Se você está consumindo alimentos pouco saudáveis e cheios de calorias, como doces, salgadinhos e refrigerantes, tenha em mente que esses alimentos vão contribuir para o ganho de peso, além de oferecer poucos nutrientes. Também pare para pensar nos motivos que o levam a comer e identifique se seria por outro motivo e não por fome. Talvez você esteja entediado, estressado, irritado ou cansado. Se for esse o caso, será preciso buscar outras maneiras de lidar com emoções: faça exercícios, ligue para um amigo, escreva um diário ou medite por alguns minutos. Uma pausa por alguns minutos dará tempo para você avaliar se realmente está com fome ou não. 

Como lidar com suas próprias emoções e com as crianças na quarentena

 

Com boa parte das escolas fechadas, os pequenos estão em casa com a família e também precisam enfrentar os desafios desse período. Enquanto alguns pais ainda precisam trabalhar fora e não têm com quem deixar os filhos, outros precisam conciliar a rotina de home office com as necessidades das crianças.

Neste cenário de caos e incerteza, cabe aos pais ou responsáveis adaptar o dia a dia das crianças de acordo com a nova realidade. Dependendo da idade é importante também conversar sobre o que está acontecendo no Brasil e no mundo.

Confira as orientações de Tatiana Pimenta, CEO e fundadora da Vittude plataforma que conecta psicólogos e pacientes.

 

Como lidar com as crianças na quarentena? 

Medo, angústia e ansiedade são as palavras da vez. Todo mundo está preocupado com um parente no grupo de risco ou com a situação econômica do país. Muitos pais estão confusos e não sabem como lidar com as crianças na quarentena. É claro que cada ambiente familiar tem as suas peculiaridades, mas existem algumas recomendações gerais, principalmente no que diz respeito à abordagem do assunto e à rotina dos pequenos. 

 

Prepare-se emocionalmente 

Muitas pessoas estão passando por picos de ansiedade e estresse por conta de todo o contexto de pandemia do coronavírus. Para que a abordagem do assunto não seja traumática para a criança, certifique-se de que você está apto para falar sobre o tema sem chorar ou demonstrar muito desespero. 

A criança deve sentir confiança em suas palavras e não ficar mais apavorada.

 

Estruture o roteiro da conversa 

Outra dica importante é não começar a conversa sem saber o que falar, pois dessa forma você pode acabar repassando informações desconexas e transmitir muita ansiedade. Se possível, antes de começar o papo organize as ideias na cabeça para falar apenas o necessário para a criança. 

 

Tenha uma conversa aberta e franca . 

É importante ser honesto, ou seja, falar a verdade, mas de uma maneira que a criança entenda. Se necessário, utilize histórias ou desenhos para ajudar na explicação e torná-la mais didática. 

Considere que se a criança ficar doente você deverá explicar que ela precisará ficar em isolamento em casa ou no hospital, pois é mais seguro para a saúde de todos. Tranquilize suas angústias, reforçando que é o momento de cuidarmos uns dos outros e que juntos todos sairemos com saúde da situação. 

 

Filtre as informações 

Tenha em mente um ponto super importante: poupe as crianças do excesso de informações fornecidas pela mídia, sobretudo televisiva, com expressões dramáticas, polêmicas desnecessárias e com um conteúdo muito aquém da compreensão delas. 

 

Como entreter as crianças durante a quarentena? 

Quando o assunto é como lidar com as crianças na quarentena, muitos pais estão se descabelando por conta da suspensão das aulas como uma medida para ajudar a conter a disseminação do coronavírus.

Os contextos são muito diversos. Algumas famílias vivem em residências muito pequenas, de apenas dois cômodos, o que acaba afetando bastante a convivência. Em outros casos, as mães precisam trabalhar remotamente e não conseguem conciliar as tarefas pessoais e profissionais. Por fim, há também os pais que ainda precisam sair para trabalhar e não têm com quem deixar os pequenos. 

E nem pense em deixar as crianças com os avós, pois como os mais velhos estão no grupo de risco não é recomendado que tenham muito contato com outras pessoas, principalmente as crianças, que às vezes podem acabar se descuidando um pouco. 

 

Crie uma rotina 

Um dos pontos mais importantes quando o assunto é como lidar com as crianças na quarentena é, além de estabelecer a sua rotina, criar uma para as crianças também. Dessa forma você irá introduzir na cabeça delas que cada atividade deverá acontecer em uma sequência de horários. Isso ajudará a organizar o seu dia e manterá a criança ocupada nos momentos em que você precisar focar no trabalho ou alguma outra atividade. 

Faça as crianças entenderem que a quarentena não é férias e que além das atividades escolares que deverão ser feitas dentro do prazo, também existirão algumas regras e horários a serem cumpridos. 

 

Cuide da sua saúde mental 

Mas para cuidar bem dos outros primeiro é preciso estar em dia com a sua saúde mental.

A quarentena tem sido um desafio para muitas famílias e adaptação não é tão simples como parece, portanto, para lidar com todas as mudanças sem surtar é preciso tirar um tempinho para cuidar de si. 

Caso sinta que seus níveis de ansiedade e estresse estão muito altos, prejudicando seu bem-estar e a convivência com a família, procure um psicólogo para ajudar nesse momento. Com o isolamento social, muitos profissionais estão atendendo virtualmente que tornam as sessões até mais acessíveis. 

Opções de atividades com as crianças durante o isolamento social

A quarentena tem aumentado o tempo de convivência dos pais com os filhos, já que boa parte da população está passando quase 100% do tempo em casa. Como entreter as crianças em um momento como esse? A Leiturinha, maior clube de assinatura de livros infantil do Brasil, registrou aumento de 73% em acessos no blog da marca, em especial nas postagens relacionadas a atividades para crianças, como brincadeiras com massinha ou sugestões de filmes. Confira: 
 
Sobre a Leiturinha: 
A Leiturinha é o maior clube de assinatura de livros infantis do Brasil. Criada em 2014, ela promove o hábito da leitura compartilhada para 170 mil famílias, distribuídas em mais de 5.100 cidades brasileiras. A atuação da Leiturinha se baseia no incentivo à leitura e na curadoria dos livros, para proporcionar experiências de aprendizado e diversão em família. 
Treine com objetos que você tem em casa e garanta resultados

Conhecida como o "Netflix" fitness, a Queima Diária é uma plataforma online com programas de exercícios físicos para fazer sem sair de casa. Entre eles está o Circuito em Casa, um treino de apenas 19 minutos que combina exercícios de cardio, funcional e musculação através de um método exclusivo chamado Estímulo 360, criado por Caio Franco - mais conhecido como "O Personal dos Famosos". Franco já foi personal trainer de celebridades como Isis Valverde, Ana Hickmann, Ticiane Pinheiro, Henrique Fogaça, Maisa, Whindersson Nunes, Mari Gonzalez e muitos outros. 

Quem possui uma vida física ativa pode realizar esta série todos os dias. Para os iniciantes, a indicação é efetuá-la em dias alternados (dia sim, dia não). Confira abaixo! 

Sequência 1 
Orientações: Realizar cada exercício abaixo durante 25 segundos. Após realizar todos os exercícios, descansar por 30 segundos. Repetir três vezes a sequência. 

- Agachamento com bastão 
Afaste os pés na largura dos ombros e segure o bastão acima da cabeça. Fixe os pés no chão e flexione o quadril e o joelho até onde o ombro permitir ou até as pernas formarem um ângulo de 90 graus. 
Atenção: Você pode usar qualquer objeto que sirva como bastão. Por exemplo: cabo de vassoura. 

- Recuo com bastão 
Em pé e com as mãos para cima segurando o bastão, dê um passo para trás com uma das pernas, flexione o joelho e desça lentamente até que o joelho da perna de trás quase toque no chão - de forma que a perna da frente forme um ângulo de 90 graus. 
Atenção: Coloque o peso do corpo no calcanhar da perna na frente. 


- Posição de agachamento 
Com os pés firmes no chão, afaste as pernas um pouco além da largura do quadril. Coloque a ponta dos pés levemente para fora, seguindo a linha dos joelhos e deixe os joelhos paralelos, sem entortar para dentro. Flexione os joelhos e projete o quadril e os glúteos para trás, como se fosse sentar em um banco. Mantenha essa posição. 
Atenção: Mantenha o tronco firme projetado para frente, assim como a direção do olhar. O abdome deve estar sempre contraído, para proteger a lombar de lesões. 

- Prancha 
Deite-se de barriga pra baixo e apoie os antebraços no chão - eles devem ficar paralelos e afastados em uma largura igual a entre os ombros. Mantenha a palma das mãos voltadas para baixo e os cotovelos abaixo da linha do ombro. 
Levante o quadril e deixe o corpo alinhado, mantendo o peso apenas nas pontas dos pés e antebraços. 
Atenção: Mantenha o abdômen sempre contraído. 

Sequência 2 
Orientações: Realizar cada exercício durante 25 segundos. Após realizar todos os exercícios, descansar por 30 segundos. Repetir três vezes a sequência. 

- Avanço com bastão 
Em pé e com as mãos para cima segurando o bastão, dê um passo para frente com uma das pernas, flexione o joelho e desça lentamente até que o joelho da perna de trás quase toque no chão - de forma que a perna da frente forme um ângulo de 90 graus. 
Atenção: Coloque o peso do corpo no calcanhar da perna na frente. 

- Agachamento com salto 
Com os pés firmes no chão, afaste as pernas um pouco além da largura do quadril. Coloque a ponta dos pés levemente para fora, seguindo a linha dos joelhos e deixe os joelhos paralelos, sem entortar para dentro. Flexione os joelhos e projete o quadril e os glúteos para trás, como se fosse sentar em um banco. Depois, volte a posição inicial com um salto. Repita. 

- Abdominal curtinho com bastão 
Deite-se ao solo e flexione os joelhos, com os pés firmes ao chão. Segure o bastão e estique seus braços para cima, sobre a cabeça. Flexione o tronco para frente, em um movimento curto. Volte lentamente à posição inicial. Repita. 

- Agachamento sumô com garrafa pet 
Com os pés bem afastados - mais do que a largura dos ombros - e apontados para fora, segure a garrafa pet (de preferência cheia) em sua frente com as duas mãos e braços esticados para baixo. Dobre lentamente os joelhos, descendo até que as coxas fiquem paralelas ao chão. Suba para posição inicial. Repita. 

 

 
Aulas on line gratuitas para grávidas e aberta ao publico em geral

As gestantes fazem parte de um grupo que naturalmente merece cuidado e atenção. Neste momento, as "gravidinhas" estão ainda mais cuidadosas, pois além de viver de forma saudável devem evitar o contágio pela Covid-19.

Pensando em aliviar as tensões de quem está grávida e dar a oportunidade das gestantes realizarem um trabalho de corpo apropriado, a Fluir, Rede de Atividades Aquáticas e Pilates, está oferecendo aulas online gratuitas de seu Programa de Gestantes, abertas à participação do público em geral e também voltadas para as que já são suas alunas.

As aulas acontecem ao vivo, mas depois ficam gravadas, disponibilizadas nas plataformas da Rede Fluir. Para participar basta se inscrever através do whatsapp 71 99214-9946 e fazer o cadastro. O Fluir Online também irá disponibilizar aulas virtuais  de Pilates, Yoga, Treinamento Funcional, Ginástica Funcional e Funcional Kids. 
 

Histórico de Conteúdo