Quarta, 16 de Janeiro de 2019 - 10:30

Confira sete dicas para economizar na compra de material escolar

por Folhapress

Confira sete dicas para economizar na compra de material escolar
Foto: Reprodução / Trovo Academy

Além das tradicionais despesas de início de ano, os pais ainda têm que acomodar no orçamento a compra de material escolar. Para evitar gastos supérfluos, é importante lembrar-se de filtrar os pedidos das crianças e adolescentes e também de checar, com bom senso, a lista apresentada pelas escolas. Nem tudo o que é pedido ali tem uma justificativa razoável.

Pesquisar os preços em diversas lojas e livrarias também é essencial para reduzir as despesas.

Confira sete dicas para comprar o material escolar deste ano:

1. Verifique quais itens você já tem em casa
Lápis, canetas, réguas e mochilas, por exemplo, costumam durar mais de um ano e podem ser reutilizados.

2. Faça trocas com outros alunos
Procure os pais dos estudantes das outras séries e troque livros usados; em geral, as escolas mantêm a mesma lista.

3. Compre por atacado
O contato com os outros pais também vale para combinar compras conjuntas, o que garante maiores descontos.

4. Pague à vista
Os estabelecimentos costumam oferecer preços mais atrativos para quem paga com dinheiro ou no cartão de débito.

5. Avalie o prazo e o valor das parcelas 
Se precisar dividir, opte por pagamentos que caibam no bolso para não comprometer o orçamento do ano.

6. Converse com seus filhos
Para evitar ceder a pedidos, explique que o objetivo é adquirir apenas os itens da lista antes de sair às compras.

7. Atenção a itens proibidos
Produtos de uso coletivo, como material de escritório e de limpeza, não podem ser exigidos pelas escolas.

Quarta, 16 de Janeiro de 2019 - 08:06

Remova as paredes e ganhe espaço

Remova as paredes e ganhe espaço

Casa sem paredes internas pode sim ser organizada e bem decorada. A ideia não é novidade mas permanece e pode ser uma boa forma de potencializar espaços pequenos.

Uma das principais coisas que o Vai Com Tudo ressalta é a questão de segurança, a estrutura de uma casa sem paredes, sem cômodos, deve ser reforçada, por isso quem pensa em algo do tipo deve está munido de profissionais experientes no assunto para não comprometer a segurança.

O bom mesmo é que sobra espaço para inovar na arrumação, guarda-roupas e estantes, por exemplo, podem ser novas divisórias. Uma das principais vantagens de casas sem paredes internas é a união dos espaços, o que proporciona uma decoração integrada entre os ambientes. Nesta união o uso das cores pode ser a chave para deixar os ambientes integrados, como a sala de estar ao lado da cozinha e o escritório ao fundo, mas cada um com detalhes específicos que dão vida ao ambiente dentro da casa, diz o Vai Com Tudo.

Você pode usar painéis de vidro, dá um ar agradável e ainda valoriza a  iluminação. E falando em iluminação, esse é outro ponto chave, ela deve ser bem feita e estrategicamente disposta de acordo os lugares de utilização da casa.

Outra boa vantagem é não se preocupar em planejar móveis, é possível reutilizar os que já tem, sem ter que pensar em como elaborar mágicas para isso.

Mas é bom lembrar se os moradores não forem muito organizados, esse estilo de casa não vai funcionar e a privacidade é quase zero.

 

Terça, 15 de Janeiro de 2019 - 14:00

Marquezine faz tutorial de maquiagem para revista americana com alter ego Paola

por Folhapress

Marquezine faz tutorial de maquiagem para revista americana com alter ego Paola
Foto: Reprodução / YouTube

Paola é blogueira, chique, milionária e vive em, ninguém mais, ninguém menos, que Bruna Marquezine, 23. O alter ego "instagramer" foi revelado pela atriz durante um tutorial de maquiagem que ela fez para a revista Vogue. 

No vídeo, publicado nesta segunda-feira (14), a brasileira conta, em inglês, que não sabe muito sobre maquiagem e o pouco que sabe aprendeu nos bastidores das novelas, já que sua mãe não gosta e não teve uma irmã mais velha para ensiná-la.  

Entre uma ou outra frase que acabava saindo em português, a atriz comemorou a participação no projeto de da Vogue, que já teve nomes como Kylie Jenner, Rihanna e Pabllo Vittar: "Saí de Duque de Caxias pra fazer tutorial pra Vogue", brincou.  

O português também foi usado na hora de Bruna apresentar Paola. "Eu sou muito chique, milionária, estou em London. Ai, que linda. Olha que plena! Pega essa pele", comentou ela em gargalhadas com voz e gestos semelhantes aos usados por influenciadores digitais. 

Bruna, que está em um período sabático desde o final de "Deus Salve o Rei" (Globo), passou a virada do ano em Fernando de Noronha, onde trocou beijos com Gian Luca Ewbank, irmão de Giovanna Ewbank. "Tenho só 23 anos. As pessoas me levam muito a sério. Me leve menos a sério", afirmou ela à revista Quem na ocasião. Assista: 

Terça, 15 de Janeiro de 2019 - 11:00

Mostra em Nova York reúne obras de mulheres sobre papéis femininos

por Danielle Brant | Folhapress

Mostra em Nova York reúne obras de mulheres sobre papéis femininos
Foto: Divulgação

Não que as coisas estejam muito melhores para as mulheres atualmente, mas, comparado a cem anos atrás, o panorama era bem mais sombrio. Nos Estados Unidos, a independência em 1776 deu direito a voto a homens brancos com mais de 21 anos e donos de um pedaço de terra. A elas, só foi permitido votar a partir de 1920 —144 anos depois.

Na Áustria, dá para dizer que demorou menos, considerando que o país só começou a existir com o final da Primeira Guerra Mundial. As mulheres ganharam direito a voto em 1918 — exceto as prostitutas, que tiveram que esperar até 1923. Esses marcos históricos sobre igualdade de direitos levaram o Austrian Cultural Forum de Nova York a montar a mostra “Women Now”, de 17 artistas contemporâneas baseadas na Áustria e nos EUA sobre hierarquia de gênero e estruturas sociais. A exposição vai até 18 de fevereiro.

A curadoria é de Sabine Fellner, que mora e trabalha em Viena. O tema não é novo para ela, que já organizou uma exposição com imagens desde 1900 da maternidade no museu de arte Lentos, em Linz. “Eu estava procurando por artistas que lidassem com a visão predominante do papel da mulher na sociedade. As posições delas são caracterizadas por uma preocupação com questões fundamentais de existência, possibilidade de autodesenvolvimento, posição social, solidariedade feminina ou competição e relações de gênero”, afirma.

Fellner também procurou abordar a ditadura da beleza e as críticas de estruturas exploratórias, assim como hierarquias de gênero e classe.  Todas essas questões são encontradas nas obras presentes. A búlgara Sevda Chkoutova se dedica a explorar o desejo feminino e seu sentido com as atribuições sociais e normas. Na mostra, um mural que ocupa dois andares traz, no canto inferior direito, uma mulher nua, deitada numa cama se masturbando. De sensual, a peça nada tem, porque o olhar da personagem traz temor e não luxúria.

Na parte superior, vários desenhos em vermelho de mulheres em poses sensuais ou tendo performances sexuais. De novo, em vez de despertar desejo, a violência das imagens se sobressai no quadro. O papel da mulher mais velha é o mote dos trabalhos da americana Joan Semmel e da austríaca Claudia Schumann. Essa última recorre a um autorretrato sob a forma de um tríptico. É uma forma de confrontar as expectativas com seu papel na sociedade e as normas de beleza da época: ela se “passa” com um ferro, crítica à necessidade da mulher de se moldar.

Para a curadora, as obras são importantes para tocar na desigualdade de gênero em museus, mostras e no mercado da arte como um todo. “As conquistas da geração de vanguarda feminista formada em 1968 ainda precisam ser reforçadas e cimentadas em uma base diária”, diz. Betty Tompkins, no trabalho “Women’s Words” (2016), quer saber quem são essas mulheres. Que termos as pessoas associam à palavra mulher. Ela levou o questionamento ao público pela primeira vez em 2002, e depois em 2013. As respostas que recebeu foram as mais variadas. Teve “vagabunda”, “amor”, “pétala” e “covarde”, entre outras.

Se as palavras não são suficientes para definir, a holandesa Margot Pilz decidiu compilar, em um vídeo, a história da humanidade e de seus ídolos sob a vanguarda feminina dos anos 1960 e 1970. O nome do trabalho é “36.000 Anos de Deusas e Ídolos” e estão lá Madonna, Madre Teresa de Calcutá, Marilyn Monroe, ao lado de esculturas antigas de mulheres, de deusas indianas e da famosa Vênus de Milo.

A austríaca Uli Aigner exibe 49 vasilhas de porcelana com nomes de mulheres, vivas ou mortas, gravados com uma data. Cada item recebe uma numeração, num projeto iniciado em 2014 e que se chama “Un Million” —ela quer produzir um milhão desses vasos antes de morrer. A artista vende ou dá de presente os objetos. A numeração permite que eles sejam localizados no Google Maps, criando uma rede global de todos os proprietários dos objetos. A instalação da austríaca Ines Doujak traz estampas de chamas em roupas, além de um vídeo e de uma escultura que atacam a indústria da moda. Sobra crítica tanto para a alta costura como para o “fast fashion”, qualificados de exploratórios e discriminatórios. Em uma das roupas lê-se “não somos máquinas”.

Terça, 15 de Janeiro de 2019 - 09:05

Carreira: nunca é tarde para recomeçar

Carreira: nunca é tarde para recomeçar
Foto: freepik

Para muitas mulheres a carreira profissional é um dos desafios mais importantes e que diversas vezes concorre e perde espaço para a maternidade ou matrimônio. O fato é que nunca é tarde e sempre há novas oportunidades e momentos para trilhar e recomeçar uma carreira profissional. Mas as dúvidas são inúmeras: qual a melhor opção? Faculdade ou curso técnico? Quero empreender: onde estudar?

 

Os caminhos são vários, mas o primeiro passo é saber o que quer, e a partir daí procurar como e de que maneira vai se especializar. De acordo com coachs de carreira é preciso fazer um planejamento do tempo disponível para estudar e do investimento financeiro necessário.  

 

Se você não abre mão do curso superior terá que prestar vestibular direto para alguma instituição ou aplicar para o ENEM, esta é a forma de começar uma graduação. Mas se você não pode arcar com os custos de uma universidade particular, não descarte os cursos técnicos. De enfermagem a contabilidade, existem inúmeras escolas técnicas que oferecem bons cursos e a empregabilidade “teoricamente” seria mais rápida.

 

Se você já tem uma formação e deseja empreender a melhor forma é garimpar cursos, workshops e palestras sobre empreendedorismo e sobre o nicho que quer seguir. Não atire no escuro, estude, pesquise, avalie e desenvolva novas habilidades antes de abrir seu próprio negócio. 

Grupo terrorista Estado Islâmico planejava envenenar Kate Middleton, aponta jornal
Foto: Reprodução / Instagram

A esposa de Willian e duquesa de Cambridge, Kate Midleton, é um alvo para o grupo terrorista Estado Islâmico, de acordo com o jornal britânico MetroUK. O grupo teria um plano de envenenar a mãe de George, Charlote e Louis. Segundo o veículo os terroristas teriam trocado mensagens no aplicativo Telegram para discutir a ação e assassinar Kate Midleton. A intenção seria atacar os supermercados nos quais ela faz compras.

 

“Nós sabemos onde ela come – envenene o local“, teria dito uma das lideranças do grupo, numa mensagem com uma foto da esposa do príncipe William empurrando um carrinho pelo estabelecimento.

 

Ainda de acordo com o jornal, uma segunda mensagem sugeria um ataque ao príncipe George. Eles teriam enviado uma foto do herdeiro do trono britânico segurando a mão de seu pai. Ao lado do registro, estaria a frase: “A Ascensão do incrédulo“.

 

A imprensa britânica divulgou que as mensagens estão sendo levadas “muito a sério” pelos profissionais da inteligência do país. “Os agentes da inteligência acreditam que as ameaças feitas contra Kate estão ligadas a mensagens enviadas por Husnain Rashid. É um enredo repugnante, pois envolve os filhos pequenos de Kate, e critica sua tentativa de viver uma vida normal como qualquer mãe deseja”, revelou o informante.

Segunda, 14 de Janeiro de 2019 - 19:05

Combinação ousada e cheia de personalidade! Vocês usariam?

por Iga Bastianelli

Combinação ousada e cheia de personalidade! Vocês usariam?

O look usado, hoje, pela duquesa de Sussex, Meghan Markle, em sua primeira aparição de 2019 ao lado do marido Príncipe Harry, deu pano para manga! Foi um dos assuntos mais comentados e postados pelas "fashionistas" de plantão. "Para um compromisso oficial a duquesa apostou num look #colorblocking combinando vestido roxo com casaco e scarpins vermelhos, a bolsa em tom neutro dava equilíbrio ao visual!" comentou a blogueira Marcela Vilas Boas no Instagram Dica das Boas.

Segundo o instagram Moda por Elas, Megan mostrou mais uma vez o seu lado fashion. "A combinação vermelho e roxo não é nada óbvia, mas deixa o look moderno e cheio de personalidade".

Já o instagram Royalfamily.news fez uma curiosa montagem de fotos da duquesa com a Princesa Diana mostrando que as cores, também, já tinham sido usadas pela sogra.

E vocês gostaram ? Usariam esta combinação ? 

Segunda, 14 de Janeiro de 2019 - 09:05

Moda praia com looks divertidos

Moda praia com looks divertidos

 

É verão em Salvador e qualquer folga sempre é motivo para ir a praia ou piscina. E qual vai ser seu look? Segundo o site Guia da Semana, nesta estação vale até cintos ou faixas para demarcar a cinturinha. Pode ser um maiô, mais fechado ou um biquíni de cintura alta. Esta é uma opção boa para quem não curte mostrar tanto o corpo ou para quem quer esconder e disfarçar a barriguinha.

A parte de cima no estilo ombro a ombro também está em alta: um look bem moderno e divertido.

E que tal o estilo vintage? Bolinhas brancas em fundo preto, ou amarelo, talvez bolinhas pretas em fundo branco.

Ir à praia não é apenas vestir a roupa de banho, então é bom apostar nas saídas de praias e cangas, como conta o site Pequena Mila, elas incrementam e ajudam a esticar o programa para um barzinho ou um bate papo até o pôr do sol.

Outra tendência bem legal, que já está em alta há alguns anos e continua é combinar estampas com os filhos, as vezes até todo mundo mesmo: pai, mãe e filhos. Mãe com um maiô floral e filha com um biquíni da mesma estampa, o filho de sunga e o pai com a bermuda. O que vale mesmo é se divertir!

Blogando: Os diversos problemas de colocar um corpo negro no espaço de hiperssexualização

 

Gostaria de provocar reflexões sobre o clipe do single “Melhor Que Eu” lançado por Cleo Pires, com participação do cantor e compositor Mano Brown.  A atriz vem investindo na carreira musical há alguns meses e este último clipe ilustra uma faixa que fala sobre sexo. O que causou rebuliço na internet não foi o fato de Mano Brown fazer uma participação sem cantar, mas sim como o personagem dele é incluído na história.

 

São diversos os problemas de colocar um corpo negro no espaço de hiperssexualização, mas é preciso antes esclarecer que achar alguém sexy não é necessariamente hiperssexualizar aquele corpo, ok?

 

Se a gente pensa em como são construídas identidades negras, veremos que o corpo negro sempre esteve no lugar de subalterno e serviçal, servindo apenas para o trabalho ou para o sexo. Temos o corpo da mulher negra que, já na época escravista, era visto não como um corpo a ser amado, mas a ser usado. E quando pensamos em homens negros, não parece ser diferente. É um ser que sempre esteve no papel da não-emoção e da virilidade inquebrável.

 

Muita gente deve pensar que não houve nada demais no clipe da Cleo Pires. Isso porque uma das faces do racismo é a sutileza, pois ele está tão presente nas estruturas que parece imperceptível e só aqueles que estão sendo agredidos vão perceber que se trata de uma agressão. Às vezes, nem mesmo os agredidos percebem a dor, de tão enraizado.

 

O clipe reforça uma série de estereótipos sobre o corpo do homem negro. Aquele que é desejado pelas brancas por causa do corpo, por causa da pegada. É um homem negro colocado sem nenhum enredo, ele está ali apenas em função dela e, inclusive, a única relação dos dois é apresentada no contexto sexual. Ele não tem vida, não pensa e nem sente. Ele só está ali em função da mulher branca, para satisfazê-la.

 

Como não pensar que é problemático colocar um corpo negro novamente neste lugar de objeto? Um corpo que sempre esteve na posição de subalterno sendo colocado mais uma vez neste lugar. É interessante pensar no quanto a "fetichização" perpetua no imaginário social branco a ideia de que os homens negros sempre tem o orgão sexual maior do que o normal, que sempre são viris e másculos e que servem apenas para isso.

 

A questão da hiperssexualização de corpos negros sempre irá me remeter ao filme Vênus Negra, que conta a história de Saartjie Baartman, uma mulher negra que deixou o sul do continente Áfricano e virou atração de circo na Europa por causa do seu corpo e órgãos sexuais considerados inusitados e exóticos. Apesar de falar sobre a sexualização do corpo da mulher negra, é uma história que me lembra o quanto esses corpos negros são marginalizados e nunca colocados no lugar de intelectualidade e sensibilidade, mas sempre no espaço de desumanização.

 

Muito me surpreende o fato de Mano Brown ter aceitado fazer parte disso, porém, apesar de saber que existe um grande problema além disso, faço das palavras do Mitchell Masterson e Caio Cesar as minhas: “a hiperssexualização é um problema de quem o faz, não de quem se mostra”.

@Asheley Malia

Banda ilheense Mulheres em Domínio Público lança primeiro EP
Foto: Divulgação / Ana Lee

A banda Mulheres em Domínio Público lançou nesta quinta-feira (10) o seu primeiro EP Sindô lê lê. No trabalho, o grupo de Ilhéus apresenta releituras de cantigas entoadas por lavadeiras, trabalhadoras e trabalhadores das lavouras sul-baianas. 

 

O vídeoclipe da faixa-título, gravado na Fazenda Yrerê, em Ilhéus também foi lançado junto com o EP, confira:

A banda se dedica a experimentações sonoras mostrando seu olhar sobre as músicas de domínio público. Neste primeiro EP, o grupo faz uma homenagem ao cancioneiro regional com um toque de contemporaneidade. 

 

O nome da banda faz jus tanto à proposta do grupo quanto à presença feminina nos vocais, compostos por Cris Passos, Geisa Pena, Ingrid Luíse e Tacila Mendes. Quatro músicos atuantes na cena musical da região participam do EP: Marcelo Santana (guitarra), Danilo Ornelas (baixo), Lula Soares Lopes (bateria) e Igor Péca (Percussão). O EP também conta com participação do músico Cabeça Isidoro.

 

Este primeiro registro do grupo conta com a participação da atriz, cantadeira e ex-lavadeira Valderez Teixeira, que marca presença desde o início do projeto, relembrando as cantigas que cantava durante a lavagem de roupa, ofício que exerceu no Rio Cachoeira, região do Salobrinho, em Ilhéus.

Especialista destaca quatro motivos para você lançar um livro

O cineasta brasileiro Glauber Rocha, expoente do cinema novo no Brasil, defendia que uma câmera na mão e uma ideia na cabeça, era o inicio para se fazer um filme. Mas nem tudo funciona assim. É fato que todo mundo tem uma história para contar, seja sobre sua família, sua experiência profissional, uma ficção, um sonho ou qualquer assunto que desperte interesse e que possa acrescentar algo na vida de outra pessoa. Mas daí a transformar essa história em um livro, já é outro departamento. No campo das letras, não se pode ajustar a máxima de Glauber - uma ideia na cabeça e um computador nem sempre é o inicio para se ter um livro publicado.

 

"Lançar um livro é uma das melhores formas de eternizarmos aquilo que sentimos e nossa visão de mundo sobre determinado assunto. É também uma oportunidade muito especial de dividirmos nossas vivências, aprendizados e habilidades com os outros", defende o book advisor Eduardo Villela que trabalha com escrita e publicação de livros desde 2004. De acordo com Villela, seguir alguns passos, como planejamento, organização, dedicação e contar com know-how naquilo que se quer escrever são fundamentais para publicar uma obra. Confira as dicas abaixo:

 

Deixar um Legado

Os livros nunca morrem, estão sempre presentes em prateleiras de bibliotecas, livrarias e também no ambiente virtual como e-books. De acordo com Villela, quem possui uma obra publicada deixa uma herança para as próximas gerações.

 

Compartilhar experiências

"O livro é um meio muito eficaz para você transmitir seus conhecimentos e experiências a um grande número de pessoas", a frase de Villela demonstra que escrever também é uma maneira de compartilhar uma expertise de determinado assunto com seu público-alvo.

 

Alavancar os negócios

Publicar um livro para um autor pode ser um impulsionador de carreira. Eduardo Villela conta que já lançou mais de 200 livros de autores que já eram palestrantes, consultores, profissionais liberais e autônomos. Após terem suas obras lançadas, eles viram, depois de um ano, aumentar em, pelo menos, 50%, ou mesmo viram dobrar a procura por suas aulas, workshops e consultorias.

 

Conferir credibilidade e tornar seu autor uma referência

O livro dá força para o profissional que pretende ser referência em uma área. Villela defende que lançar um livro confere credibilidade e contribui muito para o seu autor se consolidar como especialista em determinado assunto, mas para isso a obra deve ser muito bem construída e de fato agregar valor aos seus leitores.

 

Bahia Notícias envia notícias e boletins também pelo WhatsApp

Já pensou usar o WhatsApp para ficar por dentro das principais notícias do dia? Para auxiliar os leitores a se manterem bem informados sobre os assuntos do momento, o Bahia Notícias possui um serviço que passa a utilizar o aplicativo para enviar as notícias mais importantes de Salvador, da Bahia e do Brasil e ainda um resumo diário com os principais assuntos debatidos na imprensa. Para ter acesso aos boletins, o leitor precisa apenas salvar o número do nosso WhatsApp (71 99676-0059) na agenda de contatos e enviar o nome completo, e-mail e cidade. Diariamente a equipe do Bahia Notícias vai encaminhar as notícias mais importantes pelo aplicativo e o leitor vai se manter ainda mais atualizado sobre o que acontece no mundo!

Quarta, 09 de Janeiro de 2019 - 08:05

Criatividade para decoração econômica e alternativa

Criatividade para decoração econômica e alternativa

A decoração da sua casa pode ser muito mais barata e mais sua cara do que o que você pode imaginar. Já ouviu falar no DIY – Do It Yourself (Faça Você Mesmo)? Pois bem, é você quem bota a mão na massa com os materiais que tem ao seu redor deixando tudo do seu jeito.

Confira algumas dicas e ideias que você pode produzir para mudar os ambientes da sua casa:

 

Transformando móveis

Muita gente que tem habilidade para decoração usa o papel contact, que é um papel adesivo para dar uma cara nova a um pequeno móvel. Com alguns utensílios em poucos minutos um pequeno criado mudo marfim, poderá, por exemplo, ser um novo móvel florido.

https://www.youtube.com/watch?v=wXerXU8ecXE (Reforma de móvel com papel de parede)

https://www.youtube.com/watch?v=M7t_JEzHauw (Cobertura de parede com papel de parede)

 

Móveis com pallets

Os pallets, aqueles estrados de madeira, usados para carregar cargas, encontrados em feiras e hipermercados são os queridinhos da decoração alternativa. A partir deles é possível fazer base para sofá, balcões, bancos e o que mais a imaginação mandar.

https://www.youtube.com/watch?v=EG6FbHGrR0s (Banco de pallets que pode ser usado na varanda)

 

Puff de pneu

Do lixo ao luxo, esse pode ser o destino de um pneu velho. Sabe aquele pneu careca, largado na garagem que está te preocupando para não acumular água para o mosquito da dengue? Então, com criatividade e espumas e faça um lindo puff!

https://www.youtube.com/watch?v=RQPxPsDAJM0 (Puf de Pneu)

Terça, 08 de Janeiro de 2019 - 19:20

Nutricionistas dão dicas para manter hidratação no verão e alertam sobre bebida alcóolica

por Beatriz Fialho | Folhapress

Nutricionistas dão dicas para manter hidratação no verão e alertam sobre bebida alcóolica
Foto: Luciana Fiaux

Verão combina com praia, piscina, passeio no parque. Mas é justamente nesses ambientes que nosso corpo mais esquenta e transpira, o que requer uma alimentação diferenciada e ainda mais hidratação.

Evelyn Teixeira, nutricionista do Hospital Dom Alvarenga, explica que as altas temperaturas interferem no metabolismo, que fica mais lento, e torna a digestão mais lenta. O calor também eleva a transpiração, um mecanismo do corpo para manter a temperatura corporal estável (entre 35,5ºC e 37ºC).

Assim, é importante repor a água eliminada na transpiração - e não é novidade que a melhor forma de se hidratar é bebendo água. Um corpo adulto precisa, em média, de 2 litros de água por dia para realizar apenas as funções biológicas, como respiração e digestão, por exemplo. 

Segundo a nutricionista Rosana Perim, gerente de nutrição clínica do HCor, esse montante inclui também a quantidade de água obtida na alimentação e varia de acordo com o tamanho da pessoa e com o clima. "Nos dias quentes, esse volume de água deve aumentar por conta da transpiração excessiva", aponta.

Além disso, a água é essencial no processo de filtragem do sangue que acontece nos rins e tem como resultado o xixi, um líquido com impurezas e excessos retirados do corpo. A consistência das fezes também varia de acordo com a quantidade de água ingerida.

Mas e quem não gosta de beber água? Existem opções. As especialistas reforçam que as nossas fontes de hidratação são variadas: há água em legumes, frutas e verduras. 

"Nessa época, é bom usar e abusar das saladas, porque você tem um consumo maior de vitaminas e minerais com pouquíssimas calorias. As frutas frescas, como maçã, pêra, abacaxi, melancia e melão, hidratam também por terem uma quantidade maior de água", explica Perim. 

Ainda assim, é de extrema importância consumir líquidos, com a exceção de bebidas industrializadas como refrigerantes e sucos de latinha. "Eles têm muita quantidade de sódio, conservantes e corantes, são muito processados. Não acrescentam à nossa saúde e podem até atrapalhar na nossa hidratação", afirma Teixeira.

"Pode tomar um chá gelado, de ervas ou frutas. Também tem a água de coco, que tem sódio e potássio, que supre bem as necessidades de hidratação e reposição de eletrólitos", acrescenta Perim. 

A nutricionista do HCor dá uma outra dica para quem não é fã de água pura: "Colocar fatias de frutas como laranja e limão, folhas de hortelã, canela em pau, gengibre... Assim você aromatiza a água e não ingere tanta caloria como num suco." 


SEM GORDURA
Com o metabolismo mais lento, todos os alimentos que exigem mais da nossa digestão devem ser evitados. Esse é o caso das carnes vermelhas ou muito gordurosas, como o bacon e outras carnes de porco. 

"Como a digestão é mais difícil, podem surgir aqueles sintomas de má digestão, como azia, gases e indisposição. Isso sem contar a queda de pressão depois de ingerir muita comida", comenta Perim. 

Para que o churrasco com os amigos seja um sucesso, vale substituir as carnes mais gordas por carne branca e peixes. Legumes como brócolis, couve-flor e berinjela também são ótimos na grelha e bem menos indigestos para essa época do ano.

CILADA
Cerveja e caipirinha são refrescantes e hidratantes? Nem um pouco. Qualquer bebida alcoólica interfere na diurese, que é, simplificando, o processo de produção de xixi. Quanto mais álcool você ingere, mais urina você produz.

"Não pense que as bebidas alcoólicas vão te hidratar. Pelo contrário: elas desidratam", alerta Rosana Perim. "Justamente por produzir mais urina, você tem um risco maior de desidratar", completa Teixeira.

Outro problema é ingerir bebidas de estômago vazio. Além de serem metabolizadas mais rápido e surtir efeito em menor quantidade, consumir álcool de estômago vazio pode irritar o trato gástrico, provocar náuseas e levar a um quadro de desidratação ainda pior.

"Então, quando consumir bebidas alcoólicas, associe sempre com água e alimentação. Latinha numa mão, garrafa de água na outra", afirma Perim.

Terça, 08 de Janeiro de 2019 - 11:09

Romance conta a história da criação do Chanel nº 5 com base em fatos reais

por Teté Ribeiro

Romance conta a história da criação do Chanel nº 5 com base em fatos reais
Foto: Divulgação

O nascimento do Chanel nº 5 é intimamente ligado à vida amorosa de sua idealizadora, Gabrielle "Coco" Chanel (1883-1971). Em 1919, a estilista já era um nome de sucesso entre a elite parisiense, que vestia suas criações modernas e livres de espartilhos e outros excessos da época.

Aos 36 anos, era uma mulher rica e há 10 vivia com seu grande amor, o diplomata britânico Arthur "Boy" Chapel, apesar de ele ter se casado com uma nobre inglesa pouco mais de um ano antes e com esta ter tido um bebê de nove meses. Tudo ia bem na vida de Coco, até que Boy sofre um acidente de carro fatal na estrada que o levaria a Cannes, onde procuraria uma casa para alugar para passar o Natal com sua amante.

A notícia da morte de Boy leva a costureira a uma depressão profunda, que preocupa os amigos, em especial Misia Sert (1872-1950), sua amiga mais próxima, e seu marido, José Sert (1876-1945). O casal resolve levar Coco Chanel quase à força para uma viagem ao sul da França, na qual ela decide por em prática o último projeto que tinha junto de seu amante: a criação de uma água de toalete para dar de presente às suas melhores clientes. A ideia era mandar fazer não mais que 100 frascos do perfume, mas o aroma tinha que refletir a filosofia da estilista, ser tão moderno e sensual quanto ela.

Até o começo do século 20, os perfumes quase sempre tinham apenas uma nota, ou seja, um cheiro, e nem sempre tinham muita aderência à pele portanto se dissipavam rapidamente. O novo plano profissional funciona como um antidepressivo para Chanel, que aos poucos vai retomando sua vida profissional, social e, por fim, amorosa. Ela se envolve com o compositor Igor Stravinsky (1882-1971), também casado e pai de quatro crianças com uma ex-bailarina de saúde frágil, e acaba por hospedar toda a família dele na casa que dividia com Boy, ao norte de Paris. Enquanto isso, ela mesma passa a se hospedar em uma suíte no hotel Ritz, hábito que manteve até o fim de sua vida, em 1971.

Depois da paixão de Stravinsky, que ameaça deixar a mulher e seguir Chanel o resto da vida, ela conhece um outro russo, desta vez o príncipe Dimitri Pavlovitch Romanov (1891-1942), com quem também se envolve. E é Dimitri quem a ajuda na busca de um perfumista, Ernest Beaux, que teria criado um aroma para a imperatriz Catarina 2ª, conhecida como a Grande (1729-1796), que inspiraria Chanel em sua criação mais famosa.

Eram os anos 20, e Paris era o centro do universo para os iluministas. Chanel convivia com artistas e intelectuais como Pablo Picasso (1881-1973) e Jean Cocteau (1889-1963), mas não era aceita pela elite, por seu passado pobre. Eis o pano de fundo para o romance "Mademoiselle Chanel e o Cheiro do Amor", escrito pela alemã Michelle Marly, recém-lançado no Brasil pela editora Tordesilhas. Na Alemanha, a obra vendeu 100 mil exemplares.

O livro tem uma curiosidade: sua capa exala algumas notas do perfume que outra diva, a atriz Marilyn Monroe, famosamente disse ser a única coisa que usava para dormir. A técnica usada para que isso aconteça se chama microencapsulamento e é um charme a mais de um livro que tem seus altos e baixos. Entre os altos, a trama, o cenário e os personagens, imbatíveis. Entre os baixos, o estilo da narrativa, algo irritante, afetado e, por que não?, antigo — o oposto do que Coco Chanel foi em vida e representa para a moda e os costumes até hoje.

Vadão anuncia convocação do Brasil para treinos visando Mundial Feminino
Marta (10) está entre as convocadas | Foto: Lucas Figueiredo / CBF

O técnico da seleção brasileira feminina Vadão anunciou a primeira lista de convocação das atletas visando a disputa da Copa do Mundo da França. O torneio será realizado entre os dias 7 de junho e 7 de julho deste ano. O comandante chamou 34 jogadoras que vão se apresentar na Granja Comary, em Teresópolis, na próxima segunda-feira (14), para um período de testes físicos e treinamentos.

 

"Vamos reunir atletas com potencial para ir ao Mundial para fazer exames médicos e testes físicos. O objetivo é fazer um diagnóstico e um programa de treinamentos para que elas cheguem à competição com uma preparação física uniforme, já que temos atletas em estágios distintos e jogando em calendários diferentes como na Ásia, Europa e América do Norte", afirmou o treinador.

 

O primeiro treinamento será dividido em duas etapas. Atletas que atuam no exterior e estão disputando competições em seus clubes ficarão na Granja durante a data FIFA (14 a 22 de janeiro). Já as atletas que jogam no Brasil ou estão em período de férias participarão dos treinamentos até o dia 22 de fevereiro.

 

O Brasil foi sorteado no Grupo C da Copa do Mundo da França e terá Austrália, Itália e Jamaica como adversários na primeira fase. A estreia das brasileiras será contra as jamaicanas no dia 9 de junho, em Grenoble. Depois, as adversárias serão as australianas no dia 13, em Montepellier. Por fim, o compromisso será diante das italianas, no dia 18, em Valenciennes.

 

Confira a lista de convocadas:

Goleiras: Aline (Tenerife-ESP), Bárbara (Kindermann-BRA), Letícia (Corinthians-BRA), Tainá (Corinthians-BRA)

Defensoras: Érika (Corinthians-BRA), Daiane (PS-FRA), Fabiana (Wuhuan Chedu Jiangda Womens Football Club-CHN), Joyce (Tenerife-ESP), Jucinara (Valência-ESP), Kathellen (Bordeaux-FRA), Letícia (Sportclub Sand-ALE), Poliana (Orlando Pride-EUA), Mônica (Orlando Pride-EUA), Rilany (Benfica-POR), Tamires (Fortuna Hjorring-DIN), Tayla (Benfica-POR)

Meio-campistas: Andressa Alves (Barcelona-ESP), Andressinha (Iranduba-BRA), Camila (Iranduba-BRA), Formiga (PSG-FRA), Juliana (Flamengo-BRA), Luana - KSPO Women Football Team-COR), Thaísa (Milan-ITA), Marta (Orlando Pride-EUA)

Atacantes: Adriana (Corinthians-BRA), Beatriz Zaneratto (Incheon Hyundai Steel Red Angels-COR), Cristiane, Darlene (Benfica-POR), Debinha (North Carolina Courage-EUA), Geyse (Benfica-POR), Kerolin Nicoli (Ponte Preta-BRA), Ludmila (Atlético de Madrid-ESP), Raquel (Sporting Club Huelva-ESP), Thaís Guedes (Incheon Hyundai Steel Red Angels-COR)

Terça, 08 de Janeiro de 2019 - 08:05

Empreendora transformou amor pelo veganismo em negócio

por Rafaela Souza

Empreendora transformou amor pelo veganismo em negócio

 

Mais que um estilo de vida - que é contra qualquer tipo de exploração e consumo animal -, o veganismo se tornou o carro chefe de vários negócios criados por mulheres na capital baiana. As áreas variam de moda e beleza ao segmento gastronômico.

 

A publicitária Mariana Martins, de 28 anos, adepta do estilo há 13 anos resolveu transformar o amor pelo veganismo na “Amiga da Vaca”, marca criada em 2015, que oferece salgados e doces veganos sob encomenda. De segunda à sexta-feira, a empreendedora marca presença no campus de Ondina, próximo à Biblioteca Central da Universidade Federal da Bahia. Segundo ela, o espaço não se trata apenas do consumo de alimentos, mas da interação e troca de experiências. “Nossa principal mensagem é a da alimentação como um ato de afeto, e buscamos difundi-la na maneira como nos relacionamos com nossos clientes e no cuidado para que nosso espaço seja também um ponto de encontro e amizades”, reitera.

A empreendedora destaca que o objetivo da Amiga da Vaca é a valorização da vida, assim como o do veganismo. “Difundir uma cultura do cuidado com o outro e com seu ser”.  Ainda de acordo com ela, a alimentação vegana estimula a descoberta de novos temperos e aromas que diferem da culinária comum, além de alertar para questões sociais e ambientais.

 

MULHERES INVESTINDO

Quanto ao aumento de negócios veganos em Salvador, é importante ressaltar a importância da liderança feminina presente nessa área. “Fico feliz de ver que a maioria dos empreendimentos veganos são liderados por mulheres”, revela Mariana. Segundo ela, a felicidade é ainda maior por saber que muitos deles foram criados pelo amor a esse estilo de vida.

Para Mariana, os negócios veganos ampliaram o mercado de alimentação. “Podemos atender pessoas alérgicas e intolerantes, que há muito tempo foram impedidas de consumir algum tipo de produto”, explica. Os produtos da marca são livres de qualquer ingrediente de origem animal, como mel, ovos, manteiga, entre outros.

 

Sandra Oh se torna a primeira mulher asiática a bater recorde no Globo de Ouro
Foto: Divulgação

A atriz Sandra Oh foi um dos destaques da cerimônia do Globo de Ouro que aconteceu neste domingo (6), em Los Angeles.

 

A atriz, que ficou conhecida pela personagem Cristina Yang de Grey's Anatomy, atualmente trabalha na série Killing Eve. Na trama, Sandra interpreta Eve Polastri, uma agente de segurança britânica que se torna obcecada pela história de uma assassina chama Villanelle.

 

Foi por sua atuação neste seriado que a atriz ganhou seu segundo Globo de Ouro, na categoria "Melhor Atriz de Série Dramática". Com o prêmio, a atriz bateu o recorde na cerimônia e se tornou a primeira mulher asiática a ganhar duas estatuetas do Globo de Ouro.

 

O primeiro prêmio de Oh foi em 2017, quando venceu na categoria  “Melhor Atriz Coadjuvante" pelo papel de Cristina Yang em Grey's Anatomy.

 

Durante o seu discurso de vitória, Sandra Oh fez um agradecimento aos seus pais que estavam presentes na cerimônia: "tem duas pessoas aqui que eu sou muito grata por tê-las comigo. Eu gostaria de agradecer minha mãe e meu pai", disse a atriz. Depois, Sandra ainda falou em coreano: "pai e mãe, eu amo vocês".

 

 

Segunda, 07 de Janeiro de 2019 - 11:05

Multiplicação de looks

Multiplicação de looks

 

Com a busca por sustentabilidade uma das tendências é produzir o próprio look com roupas que já existem no guarda-roupas. Saber como fazer isso, além de ser uma atitude de cuidado com o mundo proporciona a mulher autonomia.

Diversos profissionais de moda e blogueiras vivem dando dicas e produzindo vídeos com dicas sobre como montar diferentes looks repetindo a mesma peça de roupa! A autoprodução ajuda na multiplicação dos looks. outra tendência que continua em alta é a customização das peças. O que era apenas um vestido longo pode se tornar um cropped e uma saia ou ainda uma calça pode virar casaco, ou uma legging virar um cropped  justinho. As possibilidades são infinitas.

Segunda, 07 de Janeiro de 2019 - 08:05

Férias com looks mais descolados e despojados

por Iga Bastianelli

Férias com looks mais descolados e despojados

 

Hora de relaxar, colocar os pés para o alto e dar aquela pausa para refletir sobre o sentido da vida. É assim que 2019 começará para muita gente. Aquele sentimento de felicidade em despedir-se de um novo ciclo e comemorar a chegada de um novo ano, fazem convite para looks incríveis e refrescantes. O Paraíso Feminino, buscador de moda feminina, destaca moods urbanos e praianos.

Que tal apostar no estilo vintage através das estampas de poá? Em 2019 a versão chega repaginada, com fundo colorido, principalmente no rosa, vermelho, verde, marrom e azul. "Clássico e democrático, o poá pode ser usado por qualquer idade. Recortes estratégicos, babados e amarrações em tecidos fluídos são algumas características que estão em alta e devem ser colocadas no radar", destaca Rachel Toyama, personal stylist e fundadora do portal.

Cores quentes e vibrantes também terão vez nessa estação, com destaque para as nuances do amarelo e laranja, fazendo vez no street style. As listras também terão vez, trazendo um mix de cores, estampa hype em saias com fendas e babados frontais, croppeds de tricô, vestidos e camisas.

Cortar calorias das bebidas pode tornar dietas mais eficientes, aponta estudo
Foto: Reprodução/ Pixabay

Um estudo elaborado pela Johns Hopkins School of Medicine concluiu, após avaliação de 810 pacientes entre 25 e 79 anos, que as dietas podem ser mais eficientes quando são cortadas as calorias das bebidas. 

 

De acordo com o Viva Bem, do UOL, a perda de peso pode ser mais eficaz quando são retiradas calorias de sucos, refrigerantes e achocolatados, por exemplo. Fazer esse corte, de acordo com o estudo, é mais vantajoso que retirar as calorias de alimentos sólidos. 

Sexta, 04 de Janeiro de 2019 - 08:05

A importância de manter um bom relacionamento no ambiente corporativo!

por Patricia Lopes

A importância de manter um bom relacionamento no ambiente corporativo!

Uma boa imagem profissional é um dos principais itens buscados pelas empresas em seus processos seletivos.

 

Afinal, a partir dela é possível identificar se o candidato possui elementos importantes para construir relações produtivas e duradouras, como confiança, ética e respeito.

 

Realizar uma gestão de reputação é fundamental para uma carreira bem-sucedida. Uma boa reputação pode ser definida com a formação e manutenção de uma imagem positiva sobre o profissional frente as suas ações, comportamento e caráter.

 

No entanto, não se trata apenas de um momento, mas sim de toda sua trajetória profissional. Esse cuidado é muito valorizado pelas empresas, pois existe uma transferência da imagem da organização para os profissionais contratados. Porém, a reputação não está relacionada apenas a imagem profissional, mas também ao comportamento com o outro.

 

Atitudes éticas dentro das organizações fazem toda a diferença quando o assunto é reputação profissional. São elas que farão com que as pessoas respeitem você, queiram trabalhar com você e mantenha uma relação de confiança.  

 

Um mercado competitivo e dinâmico exige que os profissionais invistam em relacionamentos corporativos.

Afinal de contas, quem cuida de sua imagem costuma investir em si mesmo fazendo um bom networking, frequentando eventos do setor, ministrando palestras ou escrevendo artigos sobre tendências, por exemplo. Todas essas práticas contribuem para que os laços profissionais sejam fortalecidos.

 

Por isso, se você deseja crescer e investir na sua carreira, foque na sua imagem, comunicação e comportamento, pois eles terão papéis decisivos no seu ambiente de trabalho. 

Patrícia Lopes

Consultora de Etiqueta e Imagem 

Instagram @etiqueta_patricialopes

Quinta, 03 de Janeiro de 2019 - 17:20

No Acre, mulher freteira enfrenta lama, chuva e preconceito

por Estelita Hass Carazzai | Folhapress

No Acre, mulher freteira enfrenta lama, chuva e preconceito
Foto: Reprodução / Facebook

Ser freteiro é uma profissão de utilidade pública em Xapuri, no interior do Acre, terra de Chico Mendes. Boa parte dos moradores vive em área rural e de florestas, onde só se chega por meio de estradas de terra. No inverno amazônico, que vai de outubro a março, os “ramais”, como são chamadas as estradas, ficam enlameados –e ai de quem não tiver carro com tração para se locomover.

A freteira Samara Melo, 27, é uma das que percorrem o trecho. Dona de uma caminhonete com tração nas quatro rodas, ela transporta gente, mudança, mercadoria, remédio e até bicho. “O que for pra levar, eu levo ‘mermo’”. Atualmente, ela é a única freteira mulher na cidade. E diz ter o respeito de todos, à exceção dos ex-namorados que queriam que ela parasse com o serviço.

“Tem cara que não aceita, acha que eu tinha que ficar o dia dentro de casa”, disse Samara. “Eu não gosto de depender de homem.” Ela herdou a profissão do pai. Aos 22 anos, começou a dirigir uma caminhonete velha da família. Em seu primeiro ano, “se atolava à toa, por nervoso besta”. “Achava que nunca ia dar conta de passar num canto ruim, que não era vida pra mulher… Tudo isso aí me passava na cabeça. Aí fui indo, aprendi”.

Hoje, ela se diz acostumada. Troca pneu, conhece todo mundo e diz ser “é doida”, por pegar ramal na chuva. “Tem frescura, não.” Num universo majoritariamente masculino, Samara é desbocada, fala rápido e responde para todos que a perguntam que é casada, mesmo quando não era. “Não dou confiança. Se a mulher que não é tão feia der moral para todo homem, dá arruaça”. Na boleia, ela recomenda a quem dirige por estrada enlameada que procure sempre ir pelo meio, e não pelos cantos (porque, se houver uma vala na beirada, o carro corre o risco de escorregar e atolar); acelere “na manha”, engrenado na primeira, para passar por trechos críticos. E jamais freie na subida.

Quais os cuidados necessários antes de aderir ao alongamento capilar?

Os cortes curtos têm feito à cabeça de muitas famosas nos últimos tempos, porém, os cabelos compridos continuam no coração de muitas mulheres. Por isso, pessoas que gostam dos fios longos, mas por algum motivo não conseguem atingir o tamanho ou simplesmente querer aderir a uma mudança de look, recorrem ao alongamento capilar.

Porém, antes da aplicação das extensões é necessário ter conhecimento de alguns pontos para que a escolha seja bem feita, a fim de evitar problemas futuros. Confira agora quatro dicas para você saber o que levar em consideração antes do procedimento:

Escolha fios parecidos aos naturais: 

 

Essa parece ser uma dica banal, mas que merece atenção. Muitas mulheres cometem o erro de escolher extensões que não sejam compatíveis com o cabelo natural, ficando com um resultado longe do esperado. Ana Paula Silva, coordenadora do centro especializado em alongamento capilar Capelli Divine afirma “Esse primeiro passo é muito importante, pois a escolha correta do alongamento levará a um efeito mais harmonioso”;

Avaliação dos fios naturais:

 

É necessário também que o profissional avalie a condição dos fios naturais. Segundo Ana Paula é necessário levar em consideração a técnica que será empregada e também o peso dos fios. “Não adianta forçarmos o procedimento num cabelo fragilizado. O resultado imediato pode ser bom, mas não será duradouro e a pessoa pode ter complicações no futuro”,ressalta;
 

Manutenção:
 

Todos os tipos de alongamento precisam de manutenção, que podem ter um intervalo de 2 a 3 meses. Entre cada manutenção é importante manter certos cuidados diários, como: pentear sempre antes de dormir, para evitar a formação de nós, usar produtos adequados, de preferência com fórmulas sem sal e fazer hidratações semanais;
 

Lavar corretamente:
Com o alongamento é preciso ter ainda mais atenção e cuidado no momento da higienização dos cabelos. Desembaraçar os fios com as pontas dos dedos antes de lavar é uma boa dica para evitar problemas no momento de condicionar.

 

 

Quarta, 02 de Janeiro de 2019 - 16:05

Shoemaker e estilista trazem pitada tropical em coleção de calçados com muito luxo

por Iga Bastianelli

Shoemaker e estilista trazem pitada tropical em coleção de calçados com muito luxo

 

Em parceria com a estilista Patricia Bonaldi, a shoemaker Paula Torres desenvolveu calçados exclusivos para a coleção verão 2019 Tropical Samba da PatBo. As peças tem a brasilidade como ponto de partida. Os modelos carregam cor, bossa e alegria, como pede a rica pluralidade cultural do país. Outro diferencial é o trabalho minucioso e handmade da Paula Torres e Patricia Bonaldi, que dá toque singular à coleção.

 

A diversidade da fauna e da flora é representada pela sandália-destaque da linha. Trabalhada em trama natural, o modelo traz a arara como protagonista. O desenho surge bordado (no salto), estrategicamente posicionado e com aplicações de pedrarias no arremate.

As despretensiosas anabelas aparecem em azul e caramelo, com penduricalhos em linhas, que formam o contorno de folhagem exuberante. O mesmo acabamento também surge na sandália de salto fino médio.

 

Coloridas como pede nossa natureza, as sandálias altas, em salto fino chegam nos tons de pink e verde bandeira.

Quarta, 02 de Janeiro de 2019 - 08:05

Michelle Bolsonaro rouba a cena com discurso inédito e look elegante

por Iga Bastianelli

Michelle Bolsonaro rouba a cena com discurso inédito e look elegante

 

A Primeira Dama do Brasil Michelle Bolsonaro, 38 anos, foi bastante elogiada e agradou tanto na escolha do vestido quanto no discurso que fez antes do marido, durante a Cerimônia de Posse Presidencial. Em um momento inédito da história das posses presidenciais, Michelle discursou. Ela falou em libras, a língua de sinais para os surdos – público para o qual já desenvolve há algum tempo trabalho voluntário. A discreta primeira dama roubou a cena e reforçou a importância do trabalho social.

 

“Agradeço a Deus pela grande oportunidade de ajudar as pessoas que mais precisam. Quero fazer um trabalho de ajuda ao próximo, o que sempre fez parte da minha vida. A partir de agora como primeira-dama posso ampliar de maneira mais significativa. É grande a satisfação e o privilégio de poder contribuir e trabalhar para toda a sociedade brasileira”, disse ela.

 

Se o discurso emocionou até a tradutora de libras que estava ao lado de Michelle, o look escolhido pela primeira dama também chamou atenção dos especialistas que não pouparam elogios nas redes sociais.

 

                 

O vestido de tamanho midi e com decote de ombro a ombro tinha cintura marcada no tom rosa claro e foi assinado pela estilista Marie Lafayette, que teve como inspiração os anos 1950, estilo "lady like". Não é a primeira vez que Marie veste Michelle em uma ocasião importante; a estilista também assinou vestido de noiva da primeira dama.

 

Já o vestido azul da mulher do vice-presidente, destoou e foi criticado pelos internautas que acharam o vestido exagerado para ocasião realizada durante o dia.

 

A ex primeiar dama Marcela Temer repetiu o vestido branco que tinha usado em 2016, esta atitude dela agradou e fez com que ela fosse comparada a Kate Middleton, duquesa de Cambridge da realeza britânica.

 

 

Amanda faz história ao conquistar o segundo cinturão do UFC: 'Me ajudem a acreditar!'
Foto: Reprodução / Facebook

A baiana Amanda Nunes precisou de apenas 51 segundos para conquistar o título dos pesos-penas do UFC na madrugada deste domingo (30), no UFC 232, realizado em Los Angeles, nos Estados Unidos. A Leoa nocauteou a brasileira Cris Cyborg, no primeiro round, e se tornou a primeira mulher a ter dois cinturões da organização. Ela já era campeã dos pesos-galos.

 

"É incrível. Me ajudem a acreditar! Eu esperava que a luta fosse assim. Eu sou a primeira campeã dupla do UFC. Eu disse que sentia assim. Dana, eu quero meu lugar no Hall da Fama. Eu sou uma leoa, e leoas fazem assim. Eu sinto o cheiro de sangue. Meu técnico sempre me diz para ficar calma para conseguir ver tudo. Meu técnico, Anderson Franca, disse para que eu esperasse ela ficar desesperada para jogar meu overhand. Sabia que tinha que ficar calma, que quando jogasse minha mão em cima dela, ela iria sentir. Também sabia que quando acertasse aquele chute eu abriria caminho para a vitória", discursou após a vitória.

 

Amanda foi a primeira brasileira a assinar contrato, vencer e se tornar campeã do UFC. Ela defendeu o título do peso-galo por quatro vezes e o triunfo sobre Cris Cyborg é o oitavo consecutivo da carreira. Além disso, o feito a coloca como a terceira atleta no geral a ter dois títulos simultaneamente, ao lado do irlandês Conor McGregor e do americano Daniel Cormier.

 

Amanda Nunes subiu no octógono como zebra nas casas de apostas. Cyborg, campeã da categoria de peso acima da baiana, não perdia há 13 anos e um mês. Ela havia derrotado nada menos do que 21 lutadoras. O combate entre a Leoa e a curitibana começou em ritmo acelerado com as duas buscando a trocação. Apesar de Cyborg ter tomado a iniciativa, foi Amanda que mostrou mais precisão. Após receber um soco de raspão, a baiana acertou dois golpes que derrubaram a adversária pela primeira vez. Ela se levantou, mas recebeu uma sequência de golpes que a levaram ao nocaute, que caiu com o rosto no chão.

Sexta, 28 de Dezembro de 2018 - 08:05

8 vitaminas essenciais para saúde de nossos cabelos

por Rafaela Santos

8 vitaminas essenciais para saúde de nossos cabelos

Além do estresse e da poluição, uma das principais causas da queda de cabelo é a deficiência de vitaminas. Normalmente, as pessoas que sofrem com a queda de cabelo também sofrem de deficiência de vitamina em suas dietas.

 

Claro que existem outros fatores que provocam a queda capilar como problemas hormonais, efeitos colaterais de medicamentos e o corte químico. Tirando essas situações em que o organismo está “doente”, neste caso recomendo que  procure um médico ou tricologista para te orientar. Mas se seus cabelos estão quebradiços, opacos, sem movimento, brilho e crescimento você pode estar sofrendo da deficiência de vitaminas em seu organismo. 

 

Quais são as vitaminas eu preciso? Bem, quando uma pessoa está  internada, sofre uma cirurgia, a equipe de nutrição costuma fornecer determinados tipos de alimentos que irão ajudar na cicatrização, etc...

 

É bem assim com os cabelos também... temos que fornecer as vitaminas que irão agir a favor da saúde capilar. Na tabela de vitaminas temos 8 que são essências para a saúde dos cabelos:

 

1. Ferro 

2. Vitamina B 

3. Zinco 

4. Anti-Oxidantes 

5. Vitamina A 

6. Proteínas. 

7. Ácido Pantotênico ou Vitamina B5. 

8.Biotina 

 

1.Ferro: 

A falta de ferro no organismo não provoca apenas a anemia, mas também contribui para a queda dos cabelo. Aumentar a ingestão de ferro promove  uma mudança significativa no crescimento do cabelo. 

 

2. Vitamina B:

É comum encontrarmos esta vitamina como ingredientes de shampoos. Comer alimentos com alto teor de vitamina B vai aumentar o crescimento do cabelo e reduzir a sua queda.

 

3. Zinco: 

Abundante em carnes vermelhas, pode reverter qualquer problemas no couro cabeludo. Outro benefício do consumo de zinco  (para aqueles que sofrem de deficiência de zinco), é que estimula a vida sexual.

 

4. Anti oxidantes:

Anti-oxidantes, mais popularmente conhecido como vitaminas A, C e E, tais vitaminas são geralmente tomadas para ter uma pele mais bonita.

 

5. Vitamina A:

Embora seja  parte do grupo de anti-oxidantes, a vitamina A quando tomado em excesso leva à queda de cabelo. Portanto, é aconselhável fazer o check up com o acompanhamento de um médico.

 

6. Proteínas:

Comumente encontrada em carnes e aves, a proteína é mais um componente vital do cabelo. Na verdade, ela compõe 90% da estrutura do cabelo. Junto com vitaminas do complexo B.

 

7- Ácido pantotênico ou vitamina B5:

É  mineral essencial para a saúde do couro cabeludo.

 

8- Biotina (Vitamina H)

É a vitamina mais popular na ajuda contra queda de cabelo.

Rafaela santos 

@rafafranciscablog

Quinta, 27 de Dezembro de 2018 - 18:50

Com 'X-Women' e Capitã Marvel, mulheres devem dominar o cinema-gibi em 2019

por Thales de Menezes | Folhapress

Com 'X-Women' e Capitã Marvel, mulheres devem dominar o cinema-gibi em 2019
Foto: Divulgação

A convenção de fãs de quadrinhos e cinema de super-heróis CCXP encerrou o ano dando ao público uma prévia animadora do que será exibido no gênero nas telas em 2019, mostrando trechos inéditos de filmes aguardados com fervor e mantidos em forte segredo. E as mulheres devem dominar o ano.

 

O novo exemplar da franquia X-Men, "Fênix Negra", com 15 minutos de cenas inéditas apresentadas, é o marco da invasão das superpoderosas. Em uma das cenas, a mutante Mística (Jennifer Lawrence) discute com o Professor Xavier (James McAvoy).

 

Furiosa, ela diz: "Quem sempre resolve as coisas por aqui nos piores momentos são mesmo as mulheres. Está na hora dessa equipe se chamar X-Women!". Bastou para ser a piada-sensação da CCXP.

 

"X-Men: Fênix Negra" tem três personagens fundamentais na trama: as mutantes "mocinhas" Mística e Jean Grey (Sophie Turner) e Smith, a vilã alienígena interpretada por Jessica Chastain. As duas últimas estiveram em São Paulo e conversaram com a reportagem.

 

Duas vezes indicada ao Oscar por dramas, Chastain ainda se surpreende com a reação barulhenta dos seguidores do cinema-gibi. "Parece que estou jogando futebol num estádio lotado. É mesmo muito diferente do comportamento dos fãs num festival de cinema."

 

Ela tenta defender que "Fênix Negra" também tem personagens masculinos interessantes, mas acaba cedendo ao protagonismo das heroínas. "Sei que filme de ação já foi um ambiente mais masculino, mas a gente não pode estar fazendo todo esse movimento fora das telas sem isso se reflita num cinema de intenso posicionamento das mulheres."

 

Mais acostumada à entusiasmada adoração dos nerds, porque interpreta Sansa Stark na série-culto "Game of Thrones" e já participou do filme anterior dos X-Men, "Apocalipse" (2016), Sophie Turner era só tranquilidade no meio do turbilhão da convenção.

 

Do alto da fleuma britânica, tinha uma opinião pragmática sobre a invasão feminina. "Acho natural, vejo uma questão social e, acredito, também um aspecto comercial. O número de meninas nas convenções é cada vez maior, deixou de ser um reduto dos garotos. Então elas precisam se sentir representadas na tela, é bom para os negócios."

 

As X-Women podem ser um grupo de peso, mas quem balançou a CCXP foi mesmo Brie Larson. Vencedora do Oscar por "O Quarto de Jack" (2015), ela ganhou o papel feminino mais cobiçado nessa banca de gibis em que Hollywood se transformou.

 

"Capitã Marvel" estreia em março e teve cenas espetaculares exibidas em primeira mão. Embora não fosse até pouco tempo um personagem de primeira linha nos gibis da Marvel, ofuscada por machos-alfa como Thor, Capitão América e Homem-Aranha, a Capitã Marvel ganhou papel dominante no universo cinematográfico da editora.

 

Após seu filme individual, que contará como a garota humana ganha poder cósmico para combater o mal interplanetário, a Capitã Marvel será estrela no quarto filme dos Vingadores, que estreia em abril. O megavilão Thanos desintegrou metade da população do universo no final do filme anterior, incluindo boa parte dos heróis reunidos para enfrentá-lo, e a Capitã surgirá como a maior esperança contra ele.

 

"Entrar no time da Marvel já seria incrível, mas fazer o papel da criatura mais poderosa entre todos os heróis é uma loucura. Na hora mais difícil, uma garota pode fazer a diferença nesse mundo de homens", diz, quase eufórica. Mas em seguida ela segura o entusiasmo. "Claro que adoro a ideia, mas não gosto muito de ficar defendendo que as mulheres estejam vivendo um momento particularmente especial."

 

Larson diz que boas personagens e grandes atrizes estão por aí há décadas. "Apenas estamos usando uniforme apertado e quebrando a cara dos malvados, é isso." Sobre a sensação que teve quando vestiu pela primeira vez o uniforme vermelho, azul e dourado da Capitã Marvel, disparou: "Não foi uma reação tão incrível. Na verdade, a primeira coisa que me veio à cabeça foi descobrir como ir ao banheiro vestindo aquele traje".

 

Outra atriz que passou por São Paulo já interpretou a mutante Kitty Pride em dois "X-Men", mas em 2019 dispensa uniforme em seu novo personagem. A diminuta Ellen Page, que despontou no filme independente "Juno" e nos últimos anos divide a carreira na tela com a militância gay, faz parte do grupo de jovens super-heróis "The Umbrella Academy", nova série da Netflix, que estreia em fevereiro.

 

"Eu adoro super-herói! Tenho os bonequinhos, tenho um da Kitty Pride com a minha cara. Queria ter superpoderes contra a estupidez humana, contra cada coisa que faz a luta das mulheres retroceder etapas que já pareciam conquistadas", disse a atriz. "Girl power!", berrou.

 

Para aumentar a onda, 2019 começa e termina com meninas raivosas. Peter Jackson lança em janeiro o primeiro filme da provável franquia "Máquinas Mortais", mistura futurista de "Monty Python" com "Mad Max" com Hera Hilmar, islandesa importada por Hollywood.

 

Em dezembro, vem o nono (último?) episódio de "Star Wars", quando será possível avaliar os resultados do treinamento Jedi da heroína Rey, papel da inglesa Daisy Ridley.

 

O mais curioso: se a Capitã Marvel cumprir as expectativas e se tornar o item mais quente do universo cinematográfico de seu estúdio, está preparado um duelo com a rival DC Comics em 2020, com o segundo longa da já quentíssima Mulher-Maravilha. Definitivamente, mulheres com superpoderes estão no poder.

Quinta, 27 de Dezembro de 2018 - 14:46

"Fevereiros", documentário que acompanhou Maria Bethânia, estreia dia 7 de fevereiro

por Iga Bastianelli

 TRAILER / FOTOS

 

"Fevereiros", documentário dirigido por Marcio Debellian, estreia dia 7 de fevereiro nos cinemas. O longa, que acompanhou Maria Bethânia do Rio de Janeiro, com o vitorioso desfile da Mangueira em sua homenagem, até Santo Amaro, sua cidade natal, já rodou 29 festivais de cinema pelo mundo, passando por países como Canadá, França, Rússia, Suíça, Espanha, Itália, Chile, Uruguai, Congo e Senegal. O longa recebeu o prêmio de Melhor Filme no 10º IN-Edit Brasil e a Menção Honrosa do Júri na competitiva Ibero-americana do 36º Festival Internacional do Uruguai. Com produção da Debê Produções, em coprodução com Globo Filmes, GloboNews e Canal Brasil, o filme tem distribuição da ArtHouse.

 

O longa acompanhou a construção do carnaval da Mangueira em 2016 – desde os desenhos das primeiras alegorias aos desfiles na avenida. "O que me interessou desde o início, independente do resultado que o carnaval viria a ter, foi o recorte que a Mangueira escolheu para o enredo. Entre as inúmeras possibilidades de se homenagear Maria Bethânia, a escola escolheu tratar da sua devoção religiosa, do seu sincretismo pessoal que junta o candomblé, devoção católica e sabedorias herdadas dos índios", lembra o diretor Marcio Debellian.

 

O filme viajou com Maria Bethânia para o Recôncavo baiano, participando de seu ambiente familiar, religioso e das festas da sua cidade natal, Santo Amaro da Purificação, conhecendo o universo que inspirou o enredo. Neste trânsito entre o Rio de Janeiro e a Bahia, "Fevereiros" depara-se com questões históricas como o surgimento do samba, tolerância religiosa e racismo.

 

"O Recôncavo baiano, região onde Bethânia nasceu, tem a particularidade de ter sido o lugar no Brasil que mais recebeu negros escravizados trazidos da África. A Bahia soube misturar as tradições africanas, indígenas e portuguesas e transformá-las em expressões originais brasileiras em relação à música, religião e festas populares. Esses aspectos vão sendo apresentados no filme conforme nos aproximamos de Santo Amaro e acompanhamos a construção do carnaval da Mangueira", explica Debellian.

 

O filme conta com depoimentos de Maria Bethânia, Caetano Veloso, Chico Buarque, do carnavalesco da Mangueira Leandro Vieira, do historiador Luiz Antonio Simas, da poeta Mabel Velloso, irmã de Bethânia, e do porta-bandeira da Mangueira Squel Jorgea.

 

SINOPSE:

A partir do vitorioso carnaval da Mangueira em homenagem a Maria Bethânia, o filme percorre uma viagem entre Rio e Bahia, acompanhando a cantora no universo familiar, festivo e religioso que inspirou o enredo.

 

FICHA TÉCNICA:

Direção: Marcio Debellian

Montagem: Diana Vasconcellos, ABC

Produção: Daniel Nogueira e Marcio Debellian

Direção de Fotografia: Miguel Vassy e Pedro von Krüger

Roteiro: Diana Vasconcellos e Marcio Debellian

Colaboração de Direção e Roteiro: Clara Cavour e Daniel Nogueira

Pesquisa de imagens: Antonio Venancio

Com as participações de: Maria Bethânia, Caetano Veloso, Mabel Velloso, Leandro Vieira, Pai Pote, Squel Jorgea, Luiz Antonio Simas, Chico Buarque, Pai Gilson, Julia Basbaum, Nina Basbaum

Patrocínio: Icatu Seguros, Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro, Secretaria Municipal de Cultura, Globo Filmes e GloboNews

Coprodução: Globo Filmes, GloboNews e Canal Brasil

Realização: Debê Produções

Distribuição: ArtHouse

 

Histórico de Conteúdo