Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Bebê paquistanês acusado de tentativa de homicídio é considerado fugitivo pela polícia
O bebê paquistanês de nove meses, acusado de tentativa de homicídio, ameaçar a polícia e de interferir em assuntos do Estado, agora é considerado foragido pela Justiça do Paquistão. Mohammad Musa Khan estava em liberdade por ter pagado uma fiança. Ele aguardava julgamento para o próximo dia 12 de abril, mas os parentes afirmam que não sabem se o bebê comparecerá a audiência. Isso porque, o avô do menino, por medidas de proteção, mandou que levassem o bebê para a cidade Faisalabad. "A polícia é vingativa. Agora eles estão tentando resolver o caso na base pessoal” disse o avô do bebê, Muhammad Yasin, à Reuters nesta terça-feira (8). Mohammad foi acusado de tentativa de homicídio por estar em grupo que teria apedrejado policiais no país. Os policiais foram a uma casa na região em que o menino vive para cobrar o pagamento de uma conta de gás. Após um desentendimento, algumas pessoas jogaram tijolos nos oficias e deixaram alguns deles feridos. Um inspetor assistente, em um boletim de ocorrência, afirmou que “toda a família de Musa participou de uma agressão que o atingiu na cabeça”. A polícia alega que houve engano, pois não sabiam que um dos membros da família tinha apenas nove meses. O inspetor será suspenso.

Histórico de Conteúdo