Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Bebê de nove meses é acusado de assassinato no Paquistão
Policial pega digitais do bebê | Foto: AFP
Um bebê de nove meses está sendo acusado por um tribunal da cidade de Lahore, no Paquistão, por tentativa de assassinato, de ameaçar a polícia e interferir em assuntos do Estado. O bebê, Muhammad Mosa Khan, compareceu a uma audiência com seu avô e foi liberado sob fiança. O incidente que originou a acusação sobre a criança, de acordo com o advogado da família, Irfan Tarar, foi um dia que a polícia fez uma operação próximo onde a família do menino mora para investigar roubo de gás. Muhammad estava em um grupo com mais de 30 pessoas, que teriam lançado pedras contra os policiais. A maior idade penal no país é de 12 anos. O caso contra o menino contraria a própria legislação local. Há um movimento de críticos paquistaneses para que a acusação imposta ao bebê seja retirada pela Justiça.

Histórico de Conteúdo