Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Justiça acata denúncia do MP-BA e torna réu advogado que matou namorada no Rio Vermelho
Foto: Reprodução / Redes Sociais

O advogado José Luiz de Britto Meira Júnior investigado por matar a namorada, Kézia Stefany da Silva Ribeiro, de 21 anos, em Salvador (relembre), virou réu na Justiça. O crime ocorreu em outubro no apartamento em que ele morava, no Rio Vermelho. Agora, o Tribunal de Justiça do Estado da Bahia (TJ-BA) acatou a denúncia do Ministério Público da Bahia (MP-BA) para que ele se tornasse réu. 

 

José Luiz segue detido no Batalhão de Choque da Polícia Militar, na cidade de Lauro de Freitas. Ele foi indiciado por homicídio duplamente qualificado, agravado pelo fato da vítima ter sido morta por ser mulher, caracterizando assim um feminicídio. 

 

De acordo com a denúncia do MP-BA  atos violentos já haviam sido cometidos anteriormente por José Meira Júnior contra a namorada, o que teria despertado o desejo dela, após conselhos familiares, de romper o relacionamento.

 

Conforme o MP-BA, as investigações apontam que no dia do crime o casal teria brigado por conta de “desentendimento acerca do uso recreativo de entorpecente”, o que teria levado o advogado a disparar a arma, configurando, segundo a denúncia, o motivo fútil.

Histórico de Conteúdo