Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

TJ-BA instalará energia solar nos prédios da Justiça baiana
Foto: TJ-BA

O Núcleo Socioambiental do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) assinou um termo de compromisso com duas empresas para a instalação de energia fotovoltaica, também conhecida como energia solar, nos prédios da Corte. 

 

Além de ser renovável, a energia é considerada limpa e sustentável, pois é obtida por meio da conversão direta da luz do sol em eletricidade, através do efeito fotovoltaico, que é a criação de tensão elétrica ou de uma corrente elétrica em um material, após sua exposição à luz. 

 

A assinatura do termo de compromisso aconteceu na última terça-feira (12) na sala da presidência do TJ-BA e foi assinado pelo presidente, desembargador Lourival Trindade. As empresas contempladas por meio de chamamento público da Coelba foram: Ledax Serviços de Engenharia LTDA e Heos Solar Eireli.

 

Para a desembargadora Maria de Fátima Silva Carvalho, responsável pelo Núcleo Socioambiental, essa instalação simboliza um avanço. “A princípio são 10 comarcas escolhidas pela própria Coelba, sem custos para o Tribunal, porque já é um projeto da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel)”, explica a magistrada. Uma campanha de coleta seletiva já está sendo realizada pelo Núcleo Socioambiental neste início de ano. 

Histórico de Conteúdo