Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

PGR assegura que saída de procuradores da Lava Jato não prejudica investigações
Foto: Divulgação

Uma nota divulgada pela Procuradoria Geral da República (PGR) neste domingo (28) informa que a saída de procuradores do grupo que atua na Lava Jato estava programada e não prejudicará as investigações.

 

Neste mês quatro procuradores deixaram o grupo da Lava Jato. Na semana passada, três procuradores deixaram o grupo em reação ao pedido da coordenadora da Lava Jato na PGR, Lindora Maria Araújo, de acesso a dados das forças-tarefas da operação nos estados, lembra reportagem do G1. A quarta procuradora deixou a Lava Jato na PGR no início do mês, após divergências.

 

Após a saída dos quatro integrantes, o presidente da Associação Nacional dos Procuradores da República (ANPR), Fábio George Cruz da Nóbrega, levantou a possibilidade de que as investigações poderiam ser afetadas.

 

Em resposta, a PGR afirmou que "Há cerca de um mês, uma das integrantes retornou à unidade onde está lotada e, na sexta-feira (26), outros três se desligaram, antecipando o retorno para as Procuradorias da República nos municípios de origem, o que já estava previsto para ocorrer no próximo dia 30. Os profissionais continuarão prestando valorosos serviços às comunidades para onde retornarão".

 

"Com a redução natural dos trabalhos no grupo da Lava Jato, decorrente de fatores como a restrição do foro por prerrogativa de função determinada pelo STF, a demanda existente continuará a ser atendida por assessores e membros auxiliares remanescentes, sem qualquer prejuízo para as investigações", acrescentou o órgão.

Histórico de Conteúdo