Ediene Lousado recebe carta de proposição de estudantes da Bahia
Foto: MP-BA

A procuradora-geral de Justiça Ediene Lousado recebeu uma carta de proposições elaborada por estudantes das redes públicas e privada de Salvador. O documento, entregue na última sexta-feira (14), foi elaborado durante o 1º Fórum Estudantil pela Cultura da Paz, realizado em outubro de 2019 na sede do Ministério Público da Bahia (MP-BA).

 

As proposições apresentadas por eles foram aprovadas por maioria em sessão plenária do Fórum e visam oferecer elementos para a formatação de políticas públicas e institucionais de enfrentamento às violências, como o bullying, e construção da paz nas escolas. A participação ativa dos estudantes no processo de discussão e construção de propostas foi elogiada por Ediene Lousado, que lembrou que a educação é um importante indutor de transformação social. “Não podemos chegar à educação sem eliminar os problemas capazes de minar toda força que ela tem para exercer esse poder transformador”, ressaltou Lousado, destacando o seu contentamento com o engajamento dos estudantes no projeto.

 

O bullying foi dos principais temas destacados pelos estudantes na carta, que apresenta entre as proposições a criação de um observatório de violência com divulgação anual das estatísticas de bullying em Salvador e no estado da Bahia. Idealizadora do Fórum, a promotora de Justiça Cíntia Guanaes salientou a relevância da participação dos estudantes nos debates e afirmou que o evento foi pensando a partir da intenção do MP em querer sair do gabinete e agir de forma diferente na defesa da educação, indo até as escolas e construindo conjuntamente oportunidades de melhoria. Coordenador do Centro de Apoio Operacional de Defesa da Educação (Ceduc), o promotor de Justiça Valmiro Macedo também participou da reunião desta sexta-feira.

Histórico de Conteúdo