Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Aplicativo desenvolvido pelo TRT-BA será adotado como modelo pelo CNJ
Foto: Divulgação

O aplicativo Justiça do Trabalho Eletrônico (JTE), desenvolvido pelo Tribunal Regional do Trabalho da Bahia (TRT-BA) será adotado pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) como modelo para o Poder Judiciário. O aplicativo já é utilizado por toda a Justiça do Trabalho. A novidade foi apresentada na quarta-feira (26), durante a reunião do Colégio de Presidentes e Corregedores dos Tribunais Regionais do Trabalho (Coleprecor).

 

O presidente do Tribunal Superior do Trabalho (TST) ministro Brito Pereira afirmou que a adoção do aplicativo como modelo mostra a relevância da Justiça do Trabalho.  “Como ferramenta de comunicação instantânea, o aplicativo permitirá que os diversos ramos da Justiça atuem cada vez mais com celeridade e transparência”, afirmou.

 

O aplicativo JTE foi desenvolvido para smartphones, e o usuário pode verificar a movimentação de processos, acompanhar notícias, pesquisar a jurisprudência, acessar pautas de audiências e de sessões e até emitir boletos bancários, entre outras facilidades. Segundo o ministro do TST Cláudio Brandão, que participou da reunião do Coleprecor, uma das novidades para os magistrados é a assinatura digital no PJE por meio do aplicativo, com a utilização de QR Code e token, sem a necessidade do certificado digital. Os processos do TST que estão disponíveis no PJE também podem ser consultados.

 

De acordo com o juiz auxiliar da presidência do TST Fabiano Pfeilsticker, coordenador nacional do PJE, o JTE é o aplicativo mais baixado nas principais lojas de apps na categoria do Poder Judiciário. Segundo ele, já foram feitos mais de 300 mil downloads na Play Store e mais de 60 mil na Apple Store. Nos últimos 30 dias, estão ativos mais de 130 mil usuários, e a avaliação na Play Store atualmente é de 4,5 estrelas.

Histórico de Conteúdo