Sexta, 01 de Fevereiro de 2019 - 20:40

Justiça barra atividades de mineradora em Brumadinho

Justiça barra atividades de mineradora em Brumadinho
Foto: Divulgação / Corpo de Bombeiros MG

O Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJ-MG) suspendeu as atividades da empresa Mineração Ibirité Ltda. (MIB) no Córrego do Feijão. A região é próxima ao local em que uma barragem da mineradora Vale S.A. se rompeu no dia 25 de janeiro. 

 

A decisão, tomada na última segunda-feira (28) pela juíza Perla Saliba Brito, atende a um pedido do Ministério Público do estado, que alegou que a proximidade com o local da tragédia coloca em risco a atividade da MIB na região. 

 

Além de paralisar as atividades, em sua decisão, a magistrada determinou ainda que fossem adotadas providências para impedir “todo e qualquer carreamento de sedimentos para os Córregos do Feijão e Samambaia”. Além disso, ordenou que fossem contidos “todos os processos erosivos da área dos taludes da cava, nas pilhas de estéreis e nas vias de circulação interna do empreendimento”.

 

Caso a mineradora não cumpra a decisão, terá de pagar uma multa diária de R$1 milhão, além de ser obrigada a "garantir a estabilidade e a segurança de todas as estruturas existentes no empreendimento, assegurando-se a neutralização de todo e qualquer risco à população e ao meio ambiente”.

Histórico de Conteúdo