MP investiga empresa por suspeita de monitoramento de celular dos brasileiros
Foto: Reprodução / In Loco Media

O Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) instaurou um inquérito civil na última terça-feira (11) para verificar se a empresa de publicidade online, In Loco Media, está monitoramento os celulares de milhões de brasileiros de forma ilegal. Segundo o MPDFT, a suspeita é que a empresa obtenha a localização de 20% dos smartphones no Brasil, coletada através de 500 aplicativos como Buscapé, PSafe e Turma da Galinha Pintadinha.


De acordo com o Estadão, o documento assinado pelo promotor de Justiça e chefe da Comissão de Proteção de Dados Pessoais do MP, Frederico Meinberg Ceroy, diz que existe a possibilidade da In Loco coletar e usar ilegalmente as informações pessoais. A suspeita é que a empresa esteja rastreando aproximadamente 60 milhões de smartphones no Brasil.


Ceroy pede que a empresa preste explicações, em até dez dias utéis, sobre o modo como coleta os dados, quem são os aplicativos parceiros, como as informações são comercializadas e quem são seus clientes. 

Histórico de Conteúdo