Juiz obriga advogado a usar gravata para realizar audiência; caso não aconteceu na Bahia
Foto: Reprodução/ Whatsapp
Um vídeo de um advogado sendo obrigado por um juiz a usar uma gravata, durante uma audiência, viralizou nas redes sociais nesta quinta-feira (22). Nas redes sociais, é dito que o caso ocorreu na Justiça Federal na Bahia. Nas imagens, o magistrado suspende a audiência por 5 minutos para que o advogado, não identificado, arrume uma gravata para que a sessão ocorra. Questionado onde arrumaria o acessório, o juiz responde que ele pode pedir emprestado a algum advogado nos corredores da unidade judicial. “Lamento, eu tenho que aplicar a lei. Eu sou escravo da lei”, disse o juiz para o advogado, após ele retornar para a sala de audiência colocando a gravata. “Não adianta ficar zangado comigo, não é assim, eu não fiz a lei. Está lá na OAB. Faz uma consulta a OAB para ver o que eles falam. Porque, se não fossem necessários o terno e a gravata, no verão não haveria aquele negócio de dispensar”, completa o juiz. A Justiça Federal na Bahia, procurada pelo Bahia Notícias, negou que o fato tenha ocorrido no estado, especificamente em alguma vara do Juizado Especial. A advogada Vanessa Santos Lopes, da comissão de prerrogativas da Ordem dos Advogados do Brasil – Seção Bahia (OAB-BA), afirmou que a comissão não recebeu nenhuma denúncia referente ao caso, e que, o fato parece ter ocorrido no Distrito Federal. Ela ainda lembrou que o uso de paletó e gravata na Bahia é facultativo, diante do calor do estado, e que a OAB recomenda o uso da beca em sustentações orais, e impede o uso de trajes como bermuda (clique aqui e saiba mais). 

Histórico de Conteúdo