Danilo Gentili é condenado a pagar indenização de R$ 200 mil por ofender doadora de leite
O apresentador de TV Danilo Gentili foi condenado a pagar indenização de R$ 200 mil a Michele Rafael Maximino, recordista mundial de doação leite materno. A condenação foi proferida pelo Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE) sobre o processo, iniciado há três anos, foi divulgada nesta quarta-feira (13). Além do apresentador, foram condenados Marcelo Mansfield, e a Rede Bandeirantes, em função de comentários considerados ofensivos contra a mulher, veiculados em programa da emissora em rede nacional. O caso ocorreu em outubro de 2013, no programa “Agora é Tarde”. Gentili chamou a mulher de “vaca” e a comparou com o ator pornográfico Kid Bengala. De acordo com Michele, após as piadas, ela passou a ser motivo de 'chacota' nas ruas da cidade onde morava, no município de Quipapá, na Zona da Mata de Pernambuco, o que fez com que ela e sua família precisassem se mudar para Recife. À época, Michele afirmou que passou dias sem conseguir dormir, devido à maneira com que estava sendo tratada na rua, o que prejudicou a sua saúde e o volume das doações de leite. Apesar do Brasil ser referencia mundial em bancos de leite materno, com doações anuais que chegam a 186 mil litros, mas que não são suficientes para demanda. Seriam necessários mais de um milhão de litros de leito para suprir a necessidade de leite materno no país. Michele, que decidiu ajudar bancos de leite do estado após o nascimento da filha, já chegou a doar mais de 400 litros de leite materno.

Histórico de Conteúdo