Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Genoino recorre ao plenário do STF para voltar à prisão domiciliar
Foto: Reprodução
A defesa do ex-deputado José Genoino (PT-SP) entrou nesta segunda-feira (5) com recurso no plenário do Supremo Tribunal Federal (STF), para que seja analisado o pedido de prisão domiciliar. O documento de 31 páginas defende que manter o ex-parlamentar no presídio seria o mesmo que impor “pena de morte”. A defesa argumenta ainda que a ordem de Joaquim Barbosa, presidente do STF, para que Genoino retornasse à Papuda "afastou-se da cautela e prudência que devem presidir situações de risco à saúde dos apenados". Para os advogados, o fato de o condenado não ter cardiopatia grave – como atestou um novo laudo médico assinado por cardiologistas da Universidade de Brasília (UnB) – "não afasta" a necessidade de prisão domiciliar. "Isto porque o encarcerado não tem as mesmas possibilidades de tratamento médico, exames e controle da alimentação do que alguém em liberdade”, explicam. De acordo com o documento, na Papuda há "ausência de regularidade de alguns cuidados médicos tidos por indispensáveis ao paciente". Genoino voltou ao complexo penitenciário nesta quinta-feira (1°), após Barbosa decidir pela suspensão da prisão domiciliar que o petista cumpria desde que foi condenado no processo do mensalão. Informações do G1.


Histórico de Conteúdo