OAB-BA promove audiência pública sobre violência obstétrica
Foto: Divulgação

A Ordem dos Advogados do Brasil – Seção Bahia (OAB-BA) promove na terça-feira (14) uma audiência pública para debater a abolição do termo “violência obstétrica” por parte do Ministério da Saúde. O evento "Maternidade: uma questão social" será realizado na sede da entidade, na Rua Portão da Piedade.

 

Citado para definir casos de violência física ou psicológica praticados contra gestantes na hora do parto, o termo "violência obstétrica" foi alvo de críticas pelo Ministério da Saúde, por considerá-lo com "conotação inadequada, que não agrega valor e prejudica a busca do cuidado humanizado no continuum gestação-part-puerpério". Para a presidente da Comissão de Proteção aos Direitos da Mulher da OAB da Bahia, Renata Deiró, "a violência obstétrica é um problema real e precisa ser tratada de frente, uma vez que atinge boa parte das mulheres e bebês em todo país". Além de Deiró, participarão da audiência a advogada Natália Neroneze e a especialista em obstetrícia Visiane Batista.

Histórico de Conteúdo