Sábado, 08 de Agosto de 2020 - 21:07

Daniel comenta gol e mira competições restantes da temporada: 'Vamos pensar grande'

por Ulisses Gama

Daniel comenta gol e mira competições restantes da temporada: 'Vamos pensar grande'
Foto: Felipe Oliveira / Divulgação / EC Bahia

Mais uma vez saindo do namco de reservas, o meia Daniel foi importante para o Bahia. Dessa vez, o camisa 8 marcou o gol do empate do Tricolor contra o Atlético de Alagoinhas neste sábado (8), em Pituaçu, pelo jogo decisivo do Campeonato Baiano. Após o triunfo nos pênaltis, o jogador comentou o lance.

 

"Ali na hora quando o Ronaldo chutou e eu completei, tinha certeza que a bola não tinha saído. Sempre fica aquela expectativa, mas a gente fica tranquilo. Quando o juiz concluiu, fiquei feliz e acreditando na nossa virada", disse.

 

Escalado como um segundo volante, Daniel comentou a função que lhe foi dada pelo técnico Roger Machado e destacou o fato de ter voltado a ser importante para o time. Ele também falou em "pensar grande" para o Campeonato Brasileiro e Copa Sul-Americana, competições restantes da temporada 2020.

 

"Importante. Hoje em dia, essa posição está ligando a defesa ao ataque, essa posição de segundo volante. É importante ajudar na recomposição e ajudar no ataque. Fico feliz de ter feito um gol importante. Quando cheguei no Bahia, a gente espera ser decisivo, conquistar títulos... Infelizmente a Copa do Nordeste a gente não conseguiu, mas a gente conseguiu o Baiano e vamos pensar grande nas próximas competições", indicou.

 

O Bahia faz a sua estreia no Campeonato Brasileiro na próxima quarta-feira (12), às 20h30, contra o Coritiba no estádio de Pituaçu.

STF decreta luto de três dias após Brasil superar 100 mil mortes por Covid-19
Foto: Jacqueline Lisboa / Especial Metrópoles

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, decretou neste sábado (8) luto oficial de três dias após o Brasil superar a marca de 100 mil mortos em decorrência da Covid-19. A informação é do portal Metrópoles, parceiro do Bahia Notícias.

 

 A resolução publicada determina ainda que a Bandeira Nacional seja hasteada a meio-mastro e que não se realizem quaisquer comemorações, celebrações ou festividades nos espaços do órgão durante o período.

 

“Jamais vivemos uma tragédia dessa dimensão em nosso país. São 100 mil pessoas que tinham um nome, uma profissão, projetos e sonhos. 100 mil vidas que certamente deixaram sua marca no mundo e na vida de outras pessoas. São filhas e filhos que não mais estarão com seus pais no dia especial de amanhã. São pais que não terão o que festejar neste domingo”, diz a nota assinada por Toffoli.

Sábado, 08 de Agosto de 2020 - 20:54

Estreia do Leão: Vitória vence o Sampaio Corrêa pela Série B do Brasileiro

por Milena Lopes

Estreia do Leão: Vitória vence o Sampaio Corrêa pela Série B do Brasileiro
Foto: Enaldo Pinto / Ag. Haack / Bahia Notícias

O Vitória estreou na Série B vencendo o Sampaio Corrêa. O jogo, válido pela primeira rodada da competição, aconteceu no Barradão, neste sábado (8) e terminou com o placar de 1 a 0. O gol foi marcado de pênalti por Carleto no primeiro tempo.

 

A próxima partida do Rubro-negro, também pelo Brasileirão, será na terça-feira (11), às 21h30, contra o Figueirense, no estádio Orlando Scarpelli. O Alvinegro começou a Série B perdendo o primeiro duelo.  

 

O JOGO 

 

A primeira ameaça de finalização ainda foi no terceiro minuto de jogo. Carleto cobrou falta do meio do campo e mandou para a pequena área, mas Vico acabou batendo errado e a bola que subiu por cima do travessão. Alisson também mandou na direção do gol no minuto seguinte, com chute rasteiro da lateral direita, que acabou acertando a rede por fora. 

 

Gol de mão

 

Outra grande chance para Leão veio aos seis minutos, em nova falta cobrado do meio. Numa tentativa de cabeceio na direção da rede, Caicedo espalmou a bola e acabou mandando para dentro do gol, causando anulação do lance. 

 

Pênalti abre placar

 

Aos 20 minutos, Paulo Sérgio tentou roubar a bola de Caicedo enquanto o jogador estava na área e o juiz deu pênalti a favor do Rubro-negro. Batendo com força no canto esquerdo, o Carleto abriu o placar a favor do Vitória. 

 

A primeira boa tentativa do Sampaio Corrêa veio apenas aos 22, com cobrança de escanteio por Roney que passou raspando por cima da trave. Aos 25, em cobrança de falta de Daniel Penha da lateral direita, Ronaldo encaixou o chute e afastou o perigo de ataque do time maranhense. 

 

Ainda com o Vitória ameaçando na direção do ataque, em sobra de bola na entrada da área aos 31, Vico ameaçou com chute direto nas mãos do goleiro Gustavo. 

 

Ronaldo passou susto e fez grande defesa aos 39 minutos, após chute forte de fora da área do Diego Tavares. Aos 42, o goleiro do Leão voltou a trabalhar encaixando a finalização de Gustavo. O primeiro tempo encerrou com maior número de chegadas no ataque pelo time baiano e algumas reações do Bolívia a partir da metade da primeira etapa de jogo. 

 

Segundo tempo

 

A equipe maranhense começou a ameaçar mais na segunda etapa da partida. A primeira tentativa na direção do gol foi com chute desviado na para lateral esquerda da rede com Diego Tavares, aos sete minutos. No minuto seguinte, Gustavo Ramos finalizou, mas Ronaldo encaixou. 

 

O Vitória só conseguiu uma chegar bem no ataque aos 18 minutos, com cabeceio de Caicedo nas mãos do goleiro Gustavo. 

 

Ainda se aproximando mais do gol durante o segundo tempo, o Sampaio arriscou com André Luiz de fora de área aos 26, conseguindo fazer a bola passar rasteira por todos na defesa do Leão, mas o goleiro do Rubro-negro estava mais uma vez atento e tirou. Aos 30, o Sampaio voltou a dar trabalho para Ronaldo com jogada de Gustavo Ramos e chute de Caio Dantas.

 

Mesmo com mais algumas tentativas na direção do ataque, o Sampaio não conseguiu o empate e o Vitória finalizou vencendo o primeiro jogo da temporada no Brasileiro.

 

FICHA TÉCNICA

Vitória 1 x 0 Sampaio Corrêa

Série B – 1ª rodada

Local: Barradão, em Salvador

Data: 08/08/2020 (sábado)

Horário: 19h

Árbitro: Antônio Dib de Moraes (PI)

Assistentes: Rogério de Oliveira Braga (PI) e Alisson Lima Damasceno (PI)

Cartão amarelo: Jordy Caicedo; Marcelinho; Guilherme Rend, Fernando Neto (Vitória). Eloir (Sampaio Corrêa).

 

Vitória: Ronaldo; Jonathan Bocão, João Victor, Gabriel Furtado e Thiago Carleto; Guilherme Rend (Romisson), Fernando Neto (Jean) e Marcelinho; Vico (Matheusinho), Alisson Farias e Jordy Caicedo (Léo Ceará). Técnico: Bruno Pivetti.

 

Sampaio Corrêa: Gustavo; Joazi (Luis Gustavo), Paulo Sérgio, Daniel Felipe e João Victor; André Luís, Eloir e Daniel Penha (Gustavo Ramos); Diego Tavares (Marcinho), Roney e Jackson (Caio Dantas). Técnico: Léo Condé.

Sábado, 08 de Agosto de 2020 - 20:40

Bolsonaro condiciona recriar pasta da Segurança Pública à autonomia do BC

por Gustavo Uribe e Danielle Brant | Folhapress

Bolsonaro condiciona recriar pasta da Segurança Pública à autonomia do BC
Foto: Lula Marques/Fotos Públicas

O presidente Jair Bolsonaro condicionou a recriação do Ministério da Segurança Pública à aprovação, pelo Congresso Nacional, do projeto de lei que prevê autonomia do Banco Central. 

Em conversa no fim de semana passado com dois aliados, o presidente afirmou que não vale a pena reativar a estrutura se não tiver à sua disposição mais cargos de livre nomeação. Além disso, não quer ser novamente criticado por elevar o atual número de ministérios, hoje em 23, mais do que havia prometido durante a campanha eleitoral. A aprovação da autonomia da instituição financeira resolveria, na opinião de Bolsonaro, as duas questões.

Segundo o texto do projeto de lei complementar em tramitação na Câmara, de autoria do Executivo, o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, perderia o status de ministro e ganharia o cargo de natureza especial de presidente do BC. A esse projeto ainda será anexada uma proposta que deve ser votada pelo plenário do Senado. A mudança deixaria o número total de ministros inalterado, mesmo com a nomeação de um novo auxiliar do governo.

Além disso, de acordo com assessores presidenciais, funções comissionadas poderiam ficar à disposição para remanejamento para a estrutura recriada sem a geração de novos gastos. Isso porque caberia à diretoria colegiada do BC determinar os critérios para preencher as funções comissionadas da autoridade monetária --seriam exercidas por funcionários de carreira do próprio Banco Central. Bolsonaro poderia remanejar ao novo ministério cargos de confiança hoje alocados na instituição.

Em conversa recente, o presidente disse que cargos de livre nomeação hoje à disposição do Poder Executivo devem ser quase todos remanejados ao Ministério das Comunicações, recriado em junho. Sem nova margem de manobra, avalia o presidente, fica difícil viabilizar a pasta de Segurança Pública, que serviria de vitrine eleitoral para ajudar em sua reeleição ao cargo. A expectativa do Planalto é que o texto final prevendo a autonomia do BC seja aprovado até o final do ano.

Ao recriar Segurança Pública, a ideia do presidente é reforçar bandeira eleitoral, explorada na disputa passada, de que o atual governo prioriza o combate à criminalidade. Além de a violência ser um dos temas que mais preocupam o eleitor, a redução dos índices de criminalidade nos últimos anos deve ser explorada em uma eventual candidatura do ex-juiz federal Sergio Moro --ele também contaria com a vantagem de ser um dos nomes associados à principal operação recente de combate à corrupção no país.

O possível lançamento do ex-ministro da Justiça é considerado no Planalto o principal empecilho à reeleição de Bolsonaro, já que ambos disputam apoio em um mesmo perfil do eleitorado: classes média e alta conservadoras. Para o comando da Segurança Pública, o presidente avalia dois nomes: o do líder do governo na Câmara dos Deputados, Major Vitor Hugo (PSL-GO), e o do ex-deputado Alberto Fraga (DEM-DF).

A nomeação do primeiro seria uma saída honrosa. O presidente já decidiu trocá-lo do posto pelo deputado federal Ricardo Barros (PP-PR), que faz parte do bloco do centrão. A atuação de Vitor Hugo na articulação política é criticada tanto no Planalto como no Poder Legislativo, mas o presidente não pretende deixar o aliado de primeira hora sem um posto no governo.

A aliados Vitor Hugo deixou claro que não pretende deixar o posto de líder na Câmara para ocupar um cargo de segunda linha, como presidente de uma autarquia. O deputado afirma que só abriria mão do cargo para chefiar um ministério. Já Fraga, coronel da reserva da Polícia Militar, é amigo de Bolsonaro desde a década de 1980 e, ainda no período de transição, ganhou do presidente a promessa de um cargo ministerial. Ele conta com o apoio da bancada da bala para assumir a nova estrutura.

Em um novo redesenho da Esplanada dos Ministérios, o presidente avalia incluir entre as atribuições da Segurança Pública as estruturas relacionadas às políticas contra drogas e à Defesa Civil. A formatação prevê que o novo ministério absorva órgãos federais que hoje estão na alçada da Cidadania e do Desenvolvimento Regional. Em conversas reservadas, Bolsonaro já disse que a Polícia Federal e a Polícia Rodoviária Federal serão mantidas na Justiça.

A pasta recriada receberia o Conselho Nacional de Políticas sobre Drogas e teria entre suas competências políticas a difusão de conhecimento sobre infrações relacionados às drogas lícitas e ilícitas e ao combate ao tráfico de drogas. Também passariam para o guarda-chuva da nova estrutura a elaboração de diretrizes com vistas à redução do uso indevido de drogas lícitas e ilícitas e à realização de campanhas de prevenção.

Na prática, isso significaria uma desidratação do Ministério da Cidadania, uma vez que algumas dessas atribuições hoje estão na pasta comandada por Onyx Lorenzoni (DEM). O novo ministério deve ficar ainda com a política nacional de proteção e defesa civil, hoje com o Desenvolvimento Regional. A justificativa é que a nova pasta coordenaria ações dos corpos de bombeiros militares do Brasil, órgãos que atuam em ações de defesa civil.

Fabio Braga, sócio do Demarest Advogados, lembra que o status de ministro do presidente do Banco Central é recente. Foi estabelecido em 2004 como um aceno do então presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) ao presidente do BC da época, Henrique Meirelles, que havia indicado intenção de pedir demissão por causa de denúncias de sonegação de patrimônio.

Para Braga, o status de ministro é irrelevante para o cargo. "Não é isso que faz com que o BC tenha autonomia do ponto de vista técnico, financeiro, em linha com o que a OCDE [Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico] recomenda que o Brasil faça, que é passar uma lei para dar flexibilidade à autoridade monetária para definir os marcos de política junto com o Executivo."

Roger indica continuidade no Bahia e fala sobre título: 'Veio para atenuar o insucesso'
Foto: Max Haack / Ag. Haack / Bahia Notícias

O técnico Roger Machado deve seguir no Bahia para o Campeonato Brasileiro. Foi o que indicou o comandante em entrevista coletiva realizada na noite deste sábado (8), em Pituaçu, após a conquista do título baiano sobre o Atlético de Alagoinhas.

 

Durante entrevista coletiva, o treinador admitiu que sua situação seria complicada em caso de mais um vice, mas ressaltou que a diretoria tem lhe dado confiança para permanecer no cargo.

 

"É uma conquista importante. Todos nós sabiamos da responsabilidade desse título e tínhamos a consequência de que se houvesse um revés, seria difícil a permanência. A diretoria sempre me passou confiança sobre a continuidade do trabalho. Pressionado, muitas vezes a diretoria precisa tomar uma decisão contrária do que imaginava, mas essa conquista veio para atenuar o insucesso da Copa do Nordeste. Não é toda hora que se conquista um tricampeonato. Foi um jogo sofrido, onde o adversário valorizou a nossa conquista", disse.

 

Roger citou a maratona intensa de partidas em poucos dias e analisou que o time "perdeu energia" com o decorrer das partidas. Ele disse que ajustes serão feitos para a competição nacional.

 

"Foram 17 dias e 11 jogos. Estamos acabando a maratona estenuados. Iniciamos a retomada da pandemia com um bom jogo, mas a sequência foi tirando energia, quanto descanso. Não é dando injustificativa dos insucessos, mas jogamos contra equipes que negam espaço. A gente vai ajustar para render mais como o torcedor espera", projetou.

 

Questionado sobre o fato de jogar com os titulares, o que não vinha acontecendo no estadual, Roger explicou que a intenção era colocar os jogadores mais descansados.

 

"A gente reuniu a estratégia de ter os jogadores mais descansados, pegar os jogadores no seu melhor momento. Se a gente pensar pelo descanso, eles tiveram um dia a menos. É o melhor momento de cada atleta e os jogadores mais descansados para terminar essa maratona que foi complicado", relatou Roger, que fez menção ao técnico Dado Cavalcanti e ao time de transição.

 

"A medida que o projeto foi desfeito, a gente absorveu nove jogadores. Gostaria de agradecer ao Dado e a sua comissão que fizeram parte. Vocês também são campeões e os meninos também... É um processo que faz parte da maturidade do potencial que vão desenvolver. Eles se sentem parte importante dessa conquista", completou.

Presidente da Câmara de Itabuna testa positivo para Covid-19
Foto: Pedro Augusto / Divulgação

Presidente da Câmara Municipal de Itabuna, no Litoral Sul, Ricardo Xavier (Cidadania) foi um dos 17 casos de coronavírus registrados na última sexta-feira (7) na Casa, de acordos com dados disponibilizados neste sábado (8) pelo Legislativo municipal.

 

Segundo o comunicado, os demais diagnosticados são outro vereador, cujo nome não foi identificado, e servidores da Casa.

 

Ele apresentou sintomas leves e vai trabalhar de forma remota pelos próximos 15 dias.

Após título, Bahia faz menção a Dado Cavalcanti e time de transição: 'É de vocês'
Foto: Felipe Oliveira / Divulgação / EC Bahia

Depois de superar o Atlético de Alagoinhas nos pênaltis e ficar com o título do Baianão 2020, o Bahia fez uma menção ao projeto do time de transição, encerrado por conta da pandemia do novo coronavírus. Na postagem, o clube lembrou da campanha do grupo e dividiu os louros da conquista com eles.

 

"Também precisamos falar sobre o Time de Transição, infelizmente interrompido devido aos efeitos da pandemia. Dado e garotada, esse título é de vocês. #49", escreveu o clube.

 

O time de transição do Bahia era o líder da primeira fase antes da paralisação e conseguiu bons resultados contra o Bahia de Feira e Vitória nesse período.

Secom rebate crítica de Moro: 'Melhor forma de mostrar que se importa é trabalhando'
Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Após Sérgio Moro publicar em suas redes sociais uma mensagem na qual lamenta as 100 mil mortes no Brasil pela Covid-19 e alfineta o presidente Jair Bolsonaro (clique aqui e saiba mais), a Secretaria Especial de Comunicação Social da Presidência da República (Secom) rebateu o ex-ministro.

 

“Para um Governo, muito mais do que palavras bonitas, a melhor forma de mostrar que se importa é trabalhando. Estamos todos do mesmo lado da trincheira na guerra que foi imposta ao mundo todo. E o Governo do Brasil tem trabalhado sem descanso desde o começo”, postou a Secom, que em seguida disse lamentar "cada uma das vítimas da Covid-19, e de todas as outras doenças" e afirmou que o governo federal "reagiu à pandemia desde o início, e de modo incomparável em diversos aspectos".

 

Sábado, 08 de Agosto de 2020 - 19:41

Saldanha celebra primeiro título no Bahia como profissional: 'Muito feliz'

por Ulisses Gama

Saldanha celebra primeiro título no Bahia como profissional: 'Muito feliz'
Foto: Max Haack / Ag. Haack / Bahia Notícias

O jovem atacante Saldanha, do Bahia, comemorou muito o título baiano conquistado no início da noite deste sábado (8), em Pituaçu. Nos vestiários do estádio, o atleta não escondeu a felicidade e a busca pela conquista diante do Atlético de Alagoinhas.

 

"Com certeza. Queria sair daqui com esse caneco, meu primeiro título como profissional. Estou muito feliz", indicou.

 

Saldanha foi o quinto cobrador do Bahia na disputa de pênaltis e ele converteu após boa batida. Ele relatou o que passou na sua cabeça durante o lance.

 

Fui bem tranquilo e vinha treinando. Pedi para ser o primeiro ou o quinto. Fui tranquilo porque vinha treinando, sabia onde colocar a bola", resumiu.

 

O camisa 99, que começou a temporada no time de transição, lembrou do técnico Dado Cavalcanti e agradeceu ao técnico Roger Machado pelo apoio. A equipe B, que vinha atuando no estadual, foi extinta por conta dos impactos econômicos causados pela pandemia.

 

"Agradecer ao Dado, como agradeci ao Roger pela oportunidade. Estou tendo a oportunidade e quero agradecer pelo trabalho que vem sendo desde dezembro", finalizou.

Notificações de casos de arboviroses tiveram queda de 55% em Salvador, aponta prefeitura
Foto: Bruno Concha/Secom

O Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) da prefeitura de Salvador apresentou neste sábado (8) dados sobre o combate ao mosquito Aedes aegypti, vetor de doenças como dengue, zika e chikungunya.

 

Segundo a gestão municipal, foi constatada em julho uma queda de 55% no número de notificações das arboviroses na capital, em relação aos meses anteriores. 

 

“Estamos intensificando os mutirões e os bloqueiros, fazendo primeiro o bloqueio focal, com ação educativa, já que não se pode entrar nas casas nesse momento inicial. Também estamos fazendo aplicação espacial do inseticida sempre que é necessário”, disse subgerente de Arboviroses do CCZ, Isolina Miguez.

 

Às quintas e sextas-feiras, a prefeitura realiza medidas de combate ao mosquito, como aplicação de inseticida, borrifação ultra baixo volume (UBV Costal), além de ações educativas com a população. 

 

Nos últimos meses, em plena pandemia do novo coronavírus, Salvador registrou o aumento no número de notificações de arborivoses. De acordo com a Secretaria da Saúde do Estado (Sesab), num levantamento divulgado pelo jornal Correio, a capital identificou um aumento de quase 100% no número de casos de zika; de 471% chikungunya; e 92,2% de dengue. 

Sábado, 08 de Agosto de 2020 - 19:20

Bolsonaro foi preponderante para termos 100 mil mortes por Covid, diz Mandetta

por Natália Cancian | Folhapress

Bolsonaro foi preponderante para termos 100 mil mortes por Covid, diz Mandetta
Foto: Valter Campanato/Agência Brasil

A postura do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), contrária a medidas inicialmente indicadas pelo Ministério da Saúde, e as interferências feitas por ele na pasta foram fatores que levaram o país a tirar de foco o distanciamento social e chegar a cerca de 100 mil mortes pela Covid-19. A avaliação é do ex-ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta, que deixou o cargo em abril.

"Houve uma série de fatores, mas o fator presidente foi preponderante. Ele deu argumento para as pessoas não ficarem em casa. Ele deu esse exemplo e serviu de passaporte para as pessoas aderirem politicamente a essa ideia", afirma.

Para Mandetta, o alto número de pessoas na economia informal e a pressão causada pelas eleições municipais também pesaram para uma adesão menor ao isolamento. "[Prefeitos] veem a popularidade diminuir, e como tem um contraponto político feito pelo presidente, ficam pressionados."

Na visão do ex-ministro, o governo também "abriu mão da ciência" e das ações para controle e "ficou em um debate menor, que é a cloroquina". "Foi uma somatória de fatores, mas principalmente liderados pela posição do governo, que trocou dois ministros e botou um terceiro que fez uma ocupação militar sem técnicos na Saúde."

Mandetta, que estava à frente do ministério no início da estruturação de medidas contra a Covid-19, afirma ter alertado o Planalto sobre projeções que superavam inclusive o número atual de óbitos.

"O [ex-secretário-executivo João] Gabbardo falava em 30 a 40 mil [mortes], o Wanderson [Oliveira, ex-secretário de Vigilância] de 70 a 80 mil e eu falava que era acima de 100 mil mortos, porque eu contava as por coronavírus e as por colapso caso não se organizasse um sistema de saúde mais robusto. Apresentei todos esses cenários", afirma ele. "Mas a impressão que tenho é que literalmente não quiseram ouvir a gravidade do problema."

À Folha de S.Paulo, no início de julho, Wanderson Oliveira afirmou que a pasta já tinha alertado o governo após um estudo feito com a Opas (Organização Pan-americana de Saúde) sobre a possibilidade de o país chegar a 100 mil mortes.

Questionado sobre medidas para evitar esse cenário, Mandetta diz que a estratégia inicial da pasta previa investir no monitoramento de pacientes por meio da atenção básica e de telemedicina, além de ampliar a oferta de testes e respiradores em UTIs. Em relação à atual gestão da pasta, o ex-ministro diz não ter visto gestão.

"Vi uma ocupação militar e uma tentativa de não mais fornecer números, o que foi o cartão de visitas deles. Vi fazerem um protocolo de medicamento absurdo. E vi essa sequência de contaminação [pela Covid], até do próprio presidente", afirma, sobre o diagnóstico recebido por Bolsonaro em julho.

"Às vezes [com a doença] a pessoa reflete, muda a visão, mas ele continuou com a visão de que o problema é da economia, e caindo de quatro a cinco Boeings todo dia no Brasil", diz, se referindo à média de mais de mil mortes diárias por Covid-19 no país.

Para Mandetta, o país tem seguido previsões iniciais feitas pela pasta, que apontavam "semanas duras" até o fim de agosto, com chance de queda nos meses seguintes. Ele atribui o cenário, no entanto, à falta de uma adesão maior a medidas como o distanciamento social.

O cenário poderia ser pior, afirma, caso o país tivesse seguido recomendações do presidente, que previa que estados não adeririam a políticas de distanciamento social.

Atualmente, Mandetta finaliza livro que narra sua jornada no Ministério da Saúde desde o dia em que a China reconheceu o novo coronavírus até sua saída do cargo.

Covid-19: Brasil ultrapassa 100 mil mortos, 3 milhões de casos e 2 milhões de recuperados
Foto: Paulo Desana/Dabakuri/Amazônia Real

Confirmando os dados divulgados nesta tarde pelo consórcio formado por diversos veículos de comunicação (clique aqui), o Ministério da Saúde informou que o Brasil registrou, neste sábado (8), 905 novos óbitos, somando um total de 100.477 mortes em decorrência da Covid-19.

 

Com o registro de mais 49.970 pessoas infectadas, o país acumula 3.012.412 casos confirmados da doença. O total de recuperados é de 2.094.293.

 

Na Bahia, o mais recente boletim divulgado pela Secretaria de Saúde mostra que nas últimas 24 horas o número de pacientes curados superam o de novos casos. Segundo a Sesab, o estado registrou 3.509 novos casos e teve 3.621 curados, no período. As mortes totalizam 3.899, desde o início da pandemia (saiba mais). 

Quatro bairros tem início de medidas restritivas regionalizadas neste sábado em Salvador
Foto: Bruno Concha/Secom

As medidas restritivas estabelecidas pela prefeitura de Salvador tiveram início na manhã deste sábado (8) nos bairros de Mata Escura, Pirajá, Santa Cruz e Pernambués.

 

As ações, além da restrição de funcionamento do comércio, estabelecem a realização de testes rápidos para o novo coronavírus, medição de temperatura, higienização das ruas, distribuição de cestas básicas a ambulantes e feirantes, entrega de máscaras, combate ao mosquito Aedes Aegypti e o projeto Cras Itinerante.

 

Além destes três bairros, o Nordeste de Amaralina também continua incluso no decreto de restrições. As medidas são válidas por sete dias. 

 

Nestes locais, os comércios formal e informal devem permanecer fechados, exceto supermercados, farmácias, agências bancárias, lotéricas, estabelecimentos que fazem delivery, cartórios, repartições públicas, clínicas veterinárias, serviços de imagem e radiologia, atendimento de tratamento contínuo (oncologia, hemoterapia, hemodiálise) e laboratórios de análise clínica.

Bahia sofre, mas vence o Atlético de Alagoinhas nos pênaltis e conquista o Baianão 2020
Foto: Max Haack / Ag. Haack / Bahia Notícias

O Bahia é o campeão baiano de 2020. No início da noite deste sábado (8), a equipe tricolor sofreu, empatou no tempo normal em 1 a 1 com o Atlético de Alagoinhas e venceu nos pênaltis. Durante os 90 minutos, Daniel marcou a favor do Tricolor e Magno Alves vez o gol do Carcará.

 

Com 49 estaduais na conta, o Bahia agora foca no Campeonato Brasileiro. Na próxima quarta-feira (12), a equipe faz a estreia contra o Coritiba, em Pituaçu.

 

O Atlético, por sua vez, se prepara para a disputa da Série D do Campeonato Brasileiro. A estreia será contra o Gama, com data a ser oficializada.
 

 

O JOGO

 

Com os seus titulares em campo, o Bahia viu o Atlético de Alagoinhas ser o primeiro a criar uma ocasião de gol. Aos 5 minutos, Filipinho bateu falta de longe e obrigou o goleiro Douglas a espalmar. Aos nove, Tobinha recebeu na direita, cruzou rasteiro, Russo chutou forte de esquerda e a bola parou na rede do lado de fora.

 

Sem conseguir ser efetivo no ataque, o Esquadrão de Aço via o Carcará dominar as ações do jogo. A atuação do time deixou o técnico Roger irritado. Ele deu uma bronca no time aos 22 minutos. Com 29, Filipinho tabelou com Magno Alves, mas chutou para longe.

 

Sem uma chance mais perigosa após 30 minutos, o Bahia continuou vendo o Atlético tentar. Após cobrança de escanteio, a bola sobrou com Edilson, que chutou em cima do zagueiro Juninho. Aos 42, foi a vez de Magno Alves chutar de fora da área e a bola passou por cima.

 

Antes do fim da primeira etapa, o Bahia teve um lance perigoso que foi invalidado. Juninho Capixaba recebeu passe de Flávio, invadiu a área e tocou por cima de Fábio Lima, mas o zagueiro Mailson evitou.

 

Segundo tempo

 

O segundo tempo começou do jeito que o primeiro terminou: com o Carcará em cima. Aos sete, depois de cobrança de escanteio, a bola sobrou com Dedeco, que dominou e chutou ao lado. Um minuto depois, o mesmo Dedeco recebeu na entrada da área, bateu firme e a bola passou muito próxima.

 

Aos dez, tentativa do Bahia. Nino cruzou na área, a defesa rebateu, Daniel ficou com a sobra, bateu firme e a bola passou muito próxima.

 

Magno Alves abre o placar

 

O Carcará abriu o placar. Aos 14 minutos, Magno Alves recebeu na entrada da área, ajeitou para a perna esquerda e bateu firme, sem dar chance para o goleiro Douglas.

 

Após tomar o gol, o Tricolor partiu para cima. Com 18 minutos, Nino Paraíba cruzou na área, Élber cabeceou e o goleiro Fábio Lima ficou com a bola. Quatro minutos depois, Élber tabelou com Rodriguinho e bateu rasteiro. A bola parou na rede externa.

 

Daniel empata o jogo

 

O Esquadrão de Aço conseguiu a igualdade aos 25 minutos de jogo. No lance, Ronaldo aproveitou a sobra de bola e cruzou rasteiro antes dela sair pela linha de fundo. Daniel aproveitou.

 

O Tricolor quase virou aos 32. Em jogada individual, Élber avançou em velocidade dentro da área, chutou e a bola atingiu a trave depois de desvio em Fábio Lima.

 

O Carcará quase marcou com Vitinho aos 40. Ele aproveitou sobra e chutou de primeira, mas Douglas se esticou todo e evitou o que seria o gol do título do time do interior.

 


Aos 44, um lance estranho aconteceu em Pituaçu. Nino Paraíba se livrou do marcador e chutou cruzado. A bola ficou limpa para o zagueiro Juninho, mas ele hesitou na hora de chutar e a bola passou.

 

Pênaltis

 

A primeira cobrança foi do Bahia e Élber converteu ao bater no canto direito. Magno Alves tentou o mesmo canto, mas desperdiçou.

 

Marco Antônio foi o segundo cobrador do Bahia. O jovem bateu mal e o goleiro Fábio Lima evitou o gol. Na sua vez, Filipinho bateu firme no canto esquerdo e igualou.

 

Clayson bateu no meio com tranquilidade e balançou a rede. Edson bateu firme no lado direito e voltou a empatar a série.

 

O zagueiro Juninho bateu com categoria, no alto, sem dar chances para Fábio Lima. Lucas chutou no canto direito, Douglas ainda tocou na bola, mas ela morreu na rede.

 

Saldanha correu com paradinha, bateu alto e a bola entrou. Aex bateu rasteiro, com categoria, e levou a disputa para a morte súbita.

 

Juninho Capixaba bateu rasteiro no canto direito e colocou o Bahia na frente. Já o zagueiro Eduardo, do Carcará, bateu alto, no canto, sem dar chance para Douglas.

 

Nino Paraíba deslocou o goleiro e converteu. Já Reninha, com direito a paradinha, bateu no cantinho.

 

Gregore bateu rasteiro, no canto, e marcou. Em sua vez, Dedeco bateu e Douglas defendeu. O Bahia é campeão baiano de 2020.

 

FICHA TÉCNICA
Bahia 1 (7) x (6) 1 Atlético-BA
Campeonato Baiano - Final (2º jogo)

Local: Pituaçu, em Salvador
Data: 08/08/2020 (sábado)
Horário: 16h30
Árbitro: Marielson Alves Silva (CBF-Vitória da Conquista)
Auxiliares: Elicarlos Franco de Oliveira e Jucimar dos Santos Dias (ambos da CBF-Salvador)
VAR: Marcelo de Lima Henrique (RJ), auxiliado por Paulo de Tarso Bregalda Gussen (CBF-Salvador)

Cartões amarelos: Flávio, Daniel (Bahia) / Mailson (Atlético-BA)

Gols: Magno Alves (Atlético-BA) / Daniel (Bahia)

 

 

Bahia: Douglas; Nino Paraíba, Lucas Fonseca, Juninho e Juninho Capixaba; Ronaldo (Gregore), Flávio (Daniel) e Rodriguinho (Marco Antônio); Rossi (Clayson), Élber e Fernandão (Saldanha). Técnico: Roger Machado.

 


Atlético de Alagoinhas: Fábio Lima; Paulinho (Edson), Mailson, Eduardo e Filipinho; Lucas Alisson, Dedeco e Edilson (Alex); Tobinha, Russo (Vitinho) e Magno Alves. Técnico: Agnaldo Liz.

Fábio Wajngarten prende suspeito de roubo em SP; Frota insinua que ação é 'fake'
Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

O secretário-executivo do Ministério das Comunicações, Fábio Wajngarten, reagiu a um assalto na última quinta-feira (6), em São Paulo, e prendeu o suspeito. De acordo com o G1, o boletim de ocorrência registrou que a tentativa de roubo ocorreu nos Jardins, Zona Central da capital paulista, por volta das 12h30.

 

Segundo a publicação, o secretário do governo Bolsonaro disse à polícia que o homem chegou em uma motocicleta, insinuando que tinha uma arma escondida embaixo da camisa,  e o abordou, pedindo o relógio.

 


Foto: Reprodução / Band

 

Com uma arma em punho, Wajngarten reagiu e deu voz de prisão ao suspeito, tendo chegado a correr alguns metros para alcançá-lo. Quando a polícia chegou ao local, o homem já estava imobilizado. Os especialistas em segurança pública não recomendam que a população em geral reaja em situações como essa.

 

A história contada Fábio Wajngarten, entretanto, não convenceu o ex-bolsonarista Alexandre Frota. “Rsrs a arma era de brinquedo? O ladrão foi contratado? E a polícia já estava na rua esperando? Não acredito que foi teatrinho”, escreveu o deputado, em uma publicação no Twitter.

Entregador vítima de racismo ganha moto nova e mais de R$ 125 mil em vaquinha
Foto: Reprodução

Apesar do episódio traumático vivido recentemente, após ter sido vítima de racismo durante uma entrega no interior de São Paulo (relembre o caso), o motoboy Matheus Pires tem alguns motivos para sorrir. 

 

Após a viralização do vídeo do incidente na internet, o entregador ganhou a simpatia e o apoio de anônimos e famosos, a exemplo do humorista Matheus Ceará, que resolveu presentear o xará com uma moto nova. “Aí Galera! Achamos o Matheus e já entregamos a Moto pra ele. A História está nos Stories só seguir lá e ver. Como disse anteriormente, não quero saber o que houve mas o vídeo me sensibilizou e me identifiquei”, escreveu o artista, junto com a foto do recebimento do presente.

 

A história sensibilizou tanta gente, que o grupo Razões para Acreditar resolveu ainda criar uma vaquinha virtual com o objetivo de arrecadar R$ 150 mil para o entregador (clique aqui). “Vaquinha para motoboy humilhado em Valinhos (SP) dar a volta por cima e se manter nessa pandemia”, diz a campanha, que até então arrecadou R$ 125.358, com a ajuda de 2427 apoiadores.

Prefeita de Lauro de Freitas, Moema Gramacho anuncia que testou positivo para Covid-19
Foto: Divulgação

A prefeita de Lauro de Freitas, Moema Gramacho (PT), informou que testou positivo para o novo coronavírus. O anúncio foi feito no início da noite deste sábado (8), por meio de suas redes sociais. 

 

“Quem está na linha de frente como eu, cuidando do povo de Lauro de Freitas, infelizmente corre esse risco. Apesar de todos os meus cuidados, seguindo todos os protocolos de segurança e higiene, usando sempre máscara e respeitando o distanciamento, contraí o vírus”, revelou Moema, destacando que mesmo sem ter apresentado sintomas, está fazendo “isolamento total” em sua casa.

 

A prefeita pediu desculpas prévias por não poder comparecer em compromissos durante o período de quarentena, mas informou que estará disponível online para dialogar. “Encarar essa doença é mais um desafio. Vou me cuidar durante estes próximos 14 dias, e logo estarei de volta à batalha diária contra o coronavírus. Já estou na contagem regressiva para voltar à linha de frente. Faz parte do meu trabalho, mais do que isso, é o meu grande propósito de vida”, declarou Moema, que aproveitou o momento para reforçar o pedido para que a população evite aglomerações, use máscaras e siga os demais protocolos necessários para conter a pandemia do novo coronavírus.

Formosa: Idoso é primeira vítima da Covid-19; enterro teve confusão que envolveu vereador
Foto: Darlan Lustosa

Um idoso, de 77 anos, veio a óbito por novo coronavírus e é a primeira vítima da doença em Formosa do Rio Preto, no Extremo Oeste baiano. O caso foi informado neste sábado (8) pela prefeitura. O idoso era paciente cardíaco, tinha sofrido há três anos e meio um Acidente Vascular Cerebral (AVC, popularmente conhecido como derrame), além de ser portador da doença de Chagas. O óbito ocorreu na última quinta-feira (6) no hospital municipal Dr. Altino Lemos Santiago, no sexto dia de internamento. Conforme informações, no dia do óbito, ainda sem o resultado do teste para Covid-19, familiares e um vereador [Joilson do Sucuriu] tentaram retirar o corpo da vítima fazer o sepultamento sem obedecer às regras de protocolo determinadas para os casos de Covid-19. No entanto, a prefeitura informou que o enterro ocorreu dentro das normas sanitárias previstas. Até este sábado, Formosa do Rio Preto registra 36 casos confirmados de novo coronavírus, nove curados e 42 em monitoramento.

Sábado, 08 de Agosto de 2020 - 17:44

Covid-19 na Bahia: Pacientes curados superam número de novos casos neste sábado

por Jamile Amine

Covid-19 na Bahia: Pacientes curados superam número de novos casos neste sábado
Foto: Paula Fróes/GOVBA

De acordo com o boletim divulgado pela Secretaria de Saúde da Bahia (Sesab), neste sábado (8), o número de pacientes curados superam o de novos casos da Covid-19 no estado, nas últimas 24 horas.

 

Segundo os dados da Sesab, a Bahia registrou 3.509 novos casos de infecção pela Covid-19 e teve 3.621 curados, no período. O número de mortos computados neste sábado foram 56, totalizando 3.899 desde o início da pandemia. O total de casos confirmados no estado é de 191.401 e o de pacientes curados de 172.943. 

Sábado, 08 de Agosto de 2020 - 17:40

ONG Rio de Paz faz protesto em homenagem às 100 mil vítimas da Covid-19

por Nicola Pamplona | Folhapress

ONG Rio de Paz faz protesto em homenagem às 100 mil vítimas da Covid-19
Foto: Reprodução / Instagram

Com cruzes e balões vermelhos, a ONG Rio de Paz realizou na manhã deste sábado (8) um protesto contra a atuação do poder público no enfrentamento da pandemia do novo coronavírus. O ato foi também uma homenagem aos quase 100 mil mortos pela Covid-19 no Brasil.

"Municípios, estados e União erraram. a disputa política se sobrepôs aos interesses da sociedade", disse o presidente da ONG, Antônio Carlos Costa. "Não há o que justifique as brigas entre prefeitos, governadores e o presidente da República, a incapacidade de trabalharem juntos em um gabinete de crise visando apresentar ao país uma política comum."

Nesta sexta (7), o país registrou 1.058 novas mortes, chegando a 99.702. A marca das 100 mil deve ser atingida ainda neste sábado. "Por que somos o segundo país em número de mortos?", questionava a ONG em uma faixa fincada na areia da praia de Copacabana.

Mil balões vermelhos biodegradáveis foram espalhados pela praia. Cem deles foram presos a cruzes fincadas na areia. O presidente da Rio de Paz voltou a fazer críticas ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido), para ele o maior responsável pela situação.

"Enquanto o país agonizava em estado de perplexidade nós o víamos pilotar jet ski, cavalgar, organizar churrasco, forçar demissão de dois ministros da saúde e prescrever remédio como se médico fosse", afirmou. "E o mais assustador, não ter demonstrado empatia pelos parentes das vítimas enquanto estimulava a quebra do distanciamento social."

Como no ato anterior da ONG, um apoiador de Bolsonaro que caminhava pelo calçadão bateu boca com manifestantes. Ele chamou de fake news o número de mortos e foi interpelado pelo taxista Marco Antonio do Nascimento, que perdeu um filho para a doença. "Não fala que é fake news", disse ele, mostrando uma foto do rapaz.

Nascimento ficou conhecido no último ato do Rio de Paz, em junho, quando recolocou no lugar cruzes que haviam sido derrubadas por um apoiador de Bolsonaro, que questionava as críticas à condução da crise pelo presidente da República.

Moro alfineta Bolsonaro: 'Não podemos nos conformar, nem apenas dizer cem mil e daí'
Foto: Antonio Cruz/ Agência Brasil

Ex-ministro da Justiça, que deixou o governo em abril deste ano acusando o presidente Jair Bolsonaro de interferir na Polícia Federal (relembre), Sérgio Moro usou as redes sociais para lamentar as 100 mil mortes pelo novo coronavírus no Brasil e aproveitou para alfinetar o antigo aliado.

 

“Não podemos nos conformar, nem apenas dizer #CemMilEdaí. São mais de 100 mil mortos; 100 mil famílias que perderam entes para a Covid. Que a ciência nos aponte caminhos e que a fé nos dê esperança”, escreveu Moro, referindo-se a falas emblemáticas de Bolsonaro, durante a crise da pandemia.

 

O presidente, que chegou a classificar o novo coronavírus como “gripezinha”, teve uma resposta inusitada ao ser interpelado por jornalistas quando o Brasil ultrapassou 2500 mortes. “Eu não sou coveiro, tá certo?", disse. 

 

Pouco tempo depois, quando o país registrava 5 mil óbitos, ele mais uma vez fez declarações questionáveis: “E daí? Lamento. Quer que eu faça o quê?’”, retrucou. “Sou Messias, mas não faço milagre”, completou o chefe do executivo, que defende o uso da cloroquina como tratamento para a Covid-19, mesmo contrário à comunidade científica, que atestou a ineficácia da droga para este fim.

Sábado, 08 de Agosto de 2020 - 17:00

Após Brasil ultrapassar 100 mil mortes pela Covid, Congresso decreta luto de 4 dias

por Matheus Caldas

Após Brasil ultrapassar 100 mil mortes pela Covid, Congresso decreta luto de 4 dias
Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado

Presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP) decretou neste sábado (8) luto de quatro dias no Congresso após o Brasil superar a marca de 100 mil mortes em decorrência da Covid-19 (leia mais aqui).

 

“Hoje (8/08/2020) é um dos dias mais tristes da nossa história recente. O Brasil registra 100 mil vidas perdidas para a covid-19. O Congresso Nacional decreta luto oficial de 4 dias em solidariedade a todos os brasileiros afetados pela pandemia e às vítimas desta tragédia”, escreveu o senador no Twitter.

 

O Ministério da Saúde ainda não divulgou o boletim deste sábado. Contudo, o consórcio de imprensa formado por Folha de S. Paulo, UOL, O Estado de S. Paulo, Extra, o Globo e G1 indica, a partir de dados disponibilizados pelas secretarias estaduais, que o país chegou à triste marca de 100.240 óbitos por conta do vírus. Os números foram atualizados às 13h30.

 

O número de casos registrados, por sua vez, é de 2.988.796.

Rui lamenta 100 mil mortes por Covid-19 no Brasil: 'Milhares de famílias despedaçadas'
Foto: Reprodução / Facebook

O governador Rui Costa (PT) veio a público nesta tarde para lamentar a marca de 100 mil mortes pela Covid-19, ultrapassada neste sábado (8), no Brasil (saiba mais). “Atingimos a marca de 100 mil brasileiros e brasileiras vítimas fatais do coronavírus. São milhares de famílias despedaçadas. Meus sentimentos a todas estas pessoas que perderam seus parentes e amigos nesta guerra contra a pandemia”, declarou.

 

Além da nota de pesar, Rui, que tem sido duramente crítico à gestão do governo Bolsonaro no combate à pandemia, reiterou ainda o “compromisso de continuar trabalhando e lutando até vencer este inimigo invisível”.

Sábado, 08 de Agosto de 2020 - 16:20

Venezuela condena americanos por suposta ação para derrubar Maduro

por Folhapress

Venezuela condena americanos por suposta ação para derrubar Maduro
Foto: PR Venezuela

Dois americanos foram condenados a 20 anos de prisão na Venezuela, acusados de terrorismo, conspiração e tráfico ilegal de armas, anunciou na sexta (7) o procurador-geral venezuelano, Tarek William Saab, em uma rede social.

Os americanos estavam envolvidos na Operação Gideon, uma incursão armada --fracassada-- cujo objetivo seria derrubar o ditador Nicolás Maduro. Luke Alexander Denman, 34, e Airan Berry, 41, admitiram ter cometido os crimes, de acordo com Saab. O procurador também divulgou fotos de veículos, armas e documentos de identidade.

Alfonso Medina, advogado dos americanos, disse que sua equipe jurídica não foi autorizada a entrar no tribunal. Os réus não estavam disponíveis para comentar.

Denman e Berry estão entre as dezenas de pessoas detidas por uma incursão armada ao longo da costa norte da Venezuela, com apoio dos EUA e da vizinha Colômbia, que o regime de Maduro disse ter desmantelado em 4 de maio, com saldo de oito mortos.

O plano, segundo o regime, era a "captura, detenção e remoção" do ditador e a instalação no poder de Juan Guaidó, líder parlamentar da oposição reconhecido como presidente da Venezuela por aproximadamente 50 países, incluindo os EUA.

Washington e Bogotá negaram qualquer participação direta no evento. O gabinete de Guaidó informou que ele sabia da operação desde outubro de 2019, mas não a financiou nem a encomendou.

O secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, afirmou que o governo Trump usará "todas as ferramentas" para garantir o retorno dos cidadãos americanos.

Veterano das forças especiais dos EUA, Jordan Goudreau, que dirigia a Silvercorp USA, uma empresa de segurança privada com sede na Flórida, assumiu a responsabilidade pela operação. Em um vídeo, Denman disse que ele e outros foram contratados pela Silvercorp USA.

Vice-presidente do Banco do Brasil, Walter Malieni morre aos 50 anos após mal estar
Foto: Divulgação

O vice-presidente do Banco do Brasil, Walter Malieni, morreu aos 50 anos, nesta sexta-feira (7). De acordo com informações da Agência Brasil, ele estava em uma reunião de trabalho, em São Paulo, quando passou mal, foi encaminhado ao hospital, mas não resistiu.

 

"Sua partida repentina é motivo de tristeza para a família Banco do Brasil, onde Walter era reconhecido pela sua enorme competência técnica e pela maneira sempre educada e atenciosa com que se dirigia a todos", diz nota oficial divulgada pelo banco.

 

Malieni, que entrou no Banco do Brasil aos 15 anos como menor aprendiz, passou por diversas funções até ocupar a vice-presidência de Negócios de Atacado.

Brasil supera 100 mil mortes pela Covid-19, aponta consórcio de imprensa
Foto: Paula Fróes / GOVBA

O Brasil registrou uma triste marca neste sábado (8). O país ultrapassou os 100 mil mortos em decorrência do novo coronavírus, de acordo com dados coletados com as secretarias estaduais da saúde pelo consórcio formado por Folha de S. Paulo, UOL, O Estado de S. Paulo, Extra, o Globo e G1.

 

Segundo o levantamento, até às 13h30 eram 100.240 óbitos pela Covid-19. O Ministério da Saúde vai fazer a atualização a qualquer momento para divulgar os dados oficiais. 

 

O número de casos registrados, por sua vez, é de 2.988.796.

Uma pessoa fica ferida após colisão entre carros de passeio na Pituba
Foto: Reprodução / G1

Um acidente envolvendo dois carros de passeio deixou ao menos uma pessoa ferida no início da tarde deste sábado (8), no bairro da Pituba, em Salvador.

 

Segundo o portal G1, a Superintendência de Trânsito de Salvador (Transalvador) informou que foi acionada para atender um chamado na Rua Colmar Americano da Costa, por volta das 13h.

 

Os detalhes ainda são desconhecidos, mas informações preliminares apontam que ao menos dois carros de passeio colidiram no local.

 

Testemunhas ainda relataram que um veículo capotou e atingiu outro carro.

 

A Transalvador informou que o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), o Corpo de Bombeiros e a Polícia Militar foram acionados. Agentes do órgão de trânsito também foram ao local para registro da ocorrência e monitoramento da circulação de veículos.

Sábado, 08 de Agosto de 2020 - 15:39

Com Nino e Ronaldo, Bahia está definido para enfrentar o Atlético de Alagoinhas

por Ulisses Gama

Com Nino e Ronaldo, Bahia está definido para enfrentar o Atlético de Alagoinhas
Foto: Divulgação

O Bahia irá com o seu time principal para enfrentar o Atlético de Alagoinhas na tarde deste sábado (8), em Pituaçu, pela final do Campeonato Baiano. A escalação, que tem a presença de Nino Paraíba na lateral direita e Ronaldo no meio de campo, foi divulgada pelo clube há poucos minutos.

 

A formação do time comandada por Roger Machado é a seguinte: Douglas; Nino Paraíba, Lucas Fonseca, Juninho e Juninho Capixaba; Ronaldo, Flávio e Rodriguinho; Rossi, Élber e Fernandão.

 

De acordo com o clube, o goleiro Anderson foi liberado por questões de saúde em sua família.

 

Já o Atlético de Alagoinhas está formado com Fábio Lima; Paulinho, Mailson, Eduardo e Filipinho; Lucas Alisson, Dedeco e Edilson; Tobinha, Russo e Magno Alves.

 

O vencedor da partida fica com o título. Em caso de empate, a decisão vai para a disputa de pênaltis.

Prefeitura de Salvador entrega obras de requalificação no Corredor da Vitória
Foto: Divulgação

A prefeitura de Salvador entregou na manhã deste sábado (8) as obras de requalificação do Corredor da Vitória, com as presenças do vice-prefeito Bruno Reis (DEM) e do secretário de Infraestrutura (Seinfra), Luciano Sandes.

 

As intervenções englobam ampliação de calçadas, serviço de paisagismo e nova iluminação em LED.

 

Segundo Bruno, as intervenções, que somaram R$ 3,31 milhões, foram custeadas pela iniciativa privada. “Assim como no Jardim Brasil, a requalificação do Corredor da Vitória foi toda custeada pelos moradores da Mansão Wildberger. Para construir um píer, o condomínio precisaria passar por uma área da Prefeitura, que autorizou a intervenção após conseguir R$ 5 milhões em contrapartidas para a cidade, financiando esses dois projetos, que foram escolhidos pelos próprios condôminos. Portanto, nessas obras não há um real sequer de recursos públicos”, comentou.

'Deram a visibilidade que a gente merece', diz Thammy Miranda sobre críticas a campanha
Foto: Estúdio Lidi Lopez/Divulgação

Thammy Miranda, 37, falou sobre a repercussão da campanha de Dia dos Pais da empresa de cosméticos Natura, estrelada por ele e atacada com comentários preconceituosos devido à transexualidade do ator.

Em entrevista a Bruno Gagliasso especial para a data, publicada no canal de Giovanna Ewbank no YouTube neste sábado (8), Thammy lamentou as críticas que a ação recebeu, mas disse que seus agressores conseguiram o oposto do que queriam: dar espaço para que a transexualidade seja discutida.

"Claro que teve a parte ruim, pelos comentários que existiram. Confesso que não li", disse no bate-papo. "Acredito que, ao tentarem boicotar, o tiro saiu pela culatra, porque eles deram toda a visibilidade que a gente merece e precisa. Tomou uma proporção gigantesca, quando nem era para ser tudo isso."

Em meio à enxurrada de comentários transfóbicos que seguiram a campanha da Natura, estavam críticas de nomes conhecidos, como Eduardo Bolsonaro, filho do presidente Jair Bolsonaro, e Silas Malafaia, que pediu boicote à marca.

Como resposta a essas e outras figuras que teceram comentários preconceituosos, Thammy disse que não gostaria de representar esse tipo de pai por meio da campanha publicitária. "Essas pessoas que falaram tudo isso não deviam se sentir representadas por mim. Eu não gostaria de representá-las", afirmou.

Thammy é pai de Bento, de apenas sete meses, fruto de seu relacionamento com Andressa Ferreira. Além de sua mãe, Gretchen, outros famosos que saíram em defesa do ator após o ocorrido incluem o próprio Bruno Gagliasso, o ex-BBB Babu Santana e a jornalista Gabriela Prioli, colunista da Folha.

Histórico de Conteúdo