Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Valença: MP-BA pede adequação do sistema de sepultamento na cidade
Foto: Divulgação

O Ministério Público da Bahia (MP-BA) quer que o Município de Valença, no baixo sul do estado, adote uma série de medidas para adequar o sepultamento à legislação nacional. Entre as medidas, o MP quer a proibição de realização de sepultamentos sem a apresentação de certidão do oficial de registro do lugar do falecimento ou do domicílio do falecido. Além disso, o Município deve registrar e controlar rigorosamente, em livro ou sistema eletrônico, os sepultamentos realizados na cidade.

 

A promotora de Justiça Cláudia Didier de Morais recomendou também ao cartório de registro civil de pessoas naturais de Valença a instalação de sistema de plantão para registro de óbitos ocorridos aos sábados, domingos e feriados. “O cartório também deve comunicar ao Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS), até o dia 10 de cada mês, o registro dos óbitos ocorridos no mês imediatamente anterior, devendo a relação constar a filiação, a data e o local de nascimento da pessoa falecida”, explicou a promotora de Justiça. 

 

A recomendação também foi encaminhada para a Santa Casa de Misericórdia de Valença para a emissão, se possível no prazo máximo de seis horas, de declaração de óbito, a qual deve ser preenchida em tantas vias quantas forem determinadas e da forma como for estabelecida por regulamentação específica, sendo que, obrigatoriamente, uma das vias será remetida a cartório de registro civil e outra à secretaria estadual ou municipal de saúde do local onde ocorreu o óbito.

Pfizer promete entregar 14 milhões de doses da vacina ao Brasil até junho, diz governo
Foto: Photonews/ Getty Images

A farmacêutica americana Pfizer se comprometeu a antecipar para maio e junho a entrega, ao Brasil, de cinco milhões de doses da vacina contra a Covid-19. Com isso, a empresa deve disponibilizar 14 milhões de doses ao país até o fim do primeiro semestre.

 

A informação foi passada pelo Ministério da Saúde em entrevista coletiva na manhã desta segunda-feira (8), após reunião do presidente Jair Bolsonaro com representantes da Pfizer. 

 


"O que que o presidente da Pfizer garantiu ao presidente Bolsonaro hoje? A antecipação de 5 milhões do segundo semestre para maio e junho. Ou seja, dos 9 milhões que nós tínhamos previstos, se incorporarão mais 5 milhões de doses, passando para 14 milhões explicou Airton Antônio Soligo, assessor especial do ministro Eduardo Pazuello.

 

Segundo o ministro da Economia, Paulo Guedes, o contrato com a Pfizer está "praticamente fechado", e a prioridade do governo federal será a vacinação em massa.

 

"Nós todos sabemos que a solução no Brasil agora é vacinar, para manter justamente a imunidade da população e, ao mesmo tempo, permitir também a preservação dos sinais vitais da economia brasileira. É o que nos interessa porque economia e saúde andam juntos", declarou.

 

Guedes afirmou também que a perspectiva para os próximos meses é de acelerar a imunização no Brasil. Ele leva em conta o aumento na produção diária de doses pela Fiocruz, que fabrica a vacina de Oxford, e as negociações em curso com outros fabricantes, como a Janssen, para compra de mais imunizantes.

 

"Nós estávamos já negociando há bastante tempo com a Pfizer e havia um problema de escala, nós precisamos de uma escala maior e esse foi o pleito do presidente", afirmou Guedes.

 

"E o presidente Bolsonaro também fez um apelo, do ponto de vista do Brasil, exatamente para nós acelerarmos as nossas negociações basicamente visando escala", completou o ministro.

Defensoria pede ao Fecom gratuidade em emissão de certidão para pessoas trans
Foto: Antonio Felix

A Defensoria Pública da Bahia (DP-BA) pediu ao Conselho Gestor do  Fundo Especial de Compensação (Fecom) que os oficiais do registro civil possam emitir certidões sem a cobrança de taxas em casos de alteração de nome e gênero para pessoas trans hipossuficientes. 

 

A Defensoria quer garantir a gratuidade da expedição do documento tanto no início quanto no final do procedimento, com garantia de ressarcimento correspondente ao Oficial de Registro. A instituição tem feito diversos mutirões de adequação de nome e gênero para assegurar o direito das pessoas transgênero em situações de vulnerabilidade social. Nestas situações, é realizada a recepção dos assistidos, orientando, colhendo documentos e os encaminhando às respectivas serventias extrajudiciais que o procedimento possa ser realizado sem a incidência de emolumentos.

 

No documento, a Defensoria destaca que o Provimento n. 73/2018, do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), aponta para a necessidade de apresentação da primeira certidão de nascimento ou casamento atualizada, no momento da protocolização do requerimento, bem como a emissão de uma segunda certidão após a conclusão do procedimento, com as devidas alterações.

 

“O problema que tem ocorrido é que, nas hipóteses de pessoa em situação de pobreza, os Oficiais de Registro têm relatado que estão impossibilitados de emitir a segunda certidão em razão de haver uma norma editada pelo Conselho Gestor do Fecom que impede o ressarcimento de 2ª via de certidão emitida no intervalo inferior a 90 dias, ou seja, entre a emissão da primeira certidão e a segunda certidão haveria a necessidade de aguardar o prazo de três meses”.

 

No entanto, por meio do Ato Normativo n. 002/2020, sinalizado no requerimento ao Fecom, a DP-BA destaca que o intervalo de 90 dias corresponde ao período entre a emissão da 1ª via de certidão de registro e a expedição da 2ª via. “Na hipótese de pessoas transgêneros em situação de hipossuficiência, não resta dúvida que se está diante de um caso plenamente justificável, haja vista que esses indivíduos não podem arcar com os custos da emissão das referidas certidões, bem como não podem ser obrigados a aguardar o extenso prazo de 90 dias para alcançarem a sua dignidade humana, correspondente ao direito de autodeterminação assegurado pelo Supremo Tribunal Federal”, diz o documento.

 

O requerimento frisa ainda que não deve ser colocado qualquer empecilho ao direito de alteração de prenome e gênero às pessoas em situação de pobreza, que devem ter a gratuidade plenamente assegurada conforme o Provimento Conjunto n. CGJ/CCI – 17/2019, da Corregedoria Geral de Justiça do Estado da Bahia e da Corregedoria das Comarcas do Interior.

Carreiras UniFTC: Desafios e oportunidades para mulheres na área da T.I.
Foto: Divulgação

Falar sobre a mulher na área da computação é um desafio. A área é vista como promissora, a revista o Globo, em 2019, anunciou que este “setor de tecnologia é um dos que mais cresce no Brasil”. Porém, a realidade ainda não é assim tão favorável para todos os gêneros – de acordo com o IBGE, apenas 20% dos profissionais da área de Tecnologia da Informação (TI) são mulheres. Clique aqui e leia o texto completo.

Segunda, 08 de Março de 2021 - 11:20

Juazeiro: Mulher de 40 anos morre e cidade chega a 172 perdas por Covid-19

por Francis Juliano

Juazeiro: Mulher de 40 anos morre e cidade chega a 172 perdas por Covid-19
Foto: Reprodução / G1

O boletim epidemiológico da prefeitura de Juazeiro, no Sertão do São Francisco, registrou mais um óbito pela Covid-19. Neste domingo (7) foi informado que uma mulher, de 40 anos, com comorbidade, que estava internada no Hospital Regional (HRJ) não resistiu ao agravamento da doença.

 

Com isso, o município chega a 172 mortes provocadas pela doença. No mesmo boletim, a prefeitura informou o surgimento de mais nove casos de Covid-19, total de 9.746 infectados, sendo que 2.006 são considerados ativos, os que podem transmitir o vírus. Outras 7.568 pessoas são dadas como recuperadas da doença.

 

OCUPAÇÃO DE UTIs

De acordo com a Secretaria da Saúde do Estado [Sesab], a taxa de ocupação de UTI no Hospital Regional de Juazeiro é de 90% na manhã desta segunda-feira (8). A taxa de ocupação total de UTI nos hospitais do estado é de 87%. No boletim deste domingo, a prefeitura informou que 97% dos leitos para Covid-19 estavam ocupados. Na rede Peba [hospitais de Pernambuco e Bahia], a ocupação era de 96%, com seis leitos disponíveis.

 

O boletim também informou que das 9.733 doses de vacina contra o coronavírus recebidas pela prefeitura de Juazeiro, 7.042 já foram aplicadas, 72,35% do total de doses adquiridas.

Após desgaste entre Roma e Neto, Marinho aposta que 'tempo vai sarar as feridas em 2022'
Foto: Paulo Victor Nadal / Bahia Notícias

Presidente do Republicanos na Bahia, o deputado federal Márcio Marinho (Republicanos) garante que o partido estará ao lado do presidente nacional do DEM, ACM Neto (DEM), nas eleições em 2022, quando ele deve concorrer ao governo do estado. Para isto, ele aposta que o “tempo vai sarar as feridas em 2022”, referindo-se ao desentendimento público entre o ex-prefeito de Salvador e o ministro da Cidadania, João Roma.

 

Neto ficou irritado após Roma aceitar o convite do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e assumir a pasta (leia mais aqui).  “Foi assim que nós fizemos. Não tem como você fazer um casamento sem mostrar a cara da sua namorada ou do seu marido, nós não temos esse perfil. Quando nós estamos, nós estamos no apoiamento, e coube então ao partido fazer uma indicação a um dos ministérios, o da Cidadania. Hoje temos a alegria de termos o deputado João Roma à frente desse ministério. É evidente, como eu disse, que Neto sabe respeitar a postura partidária. Não sei como é a amizade dele com João Roma da porta para dentro, mas sei que eles têm um respeito muito grande um pelo outro. O tempo vai sarar as feridas e em 2022 todos nós estaremos no mesmo palanque para fazer de ACM Neto governador da Bahia”, disse Marinho.

 

O deputado também defendeu a gestão de Bolsonaro frente à pandemia da Covid-19. Na visão do parlamentar, o presidente vem recebendo críticas de quem deseja “tirar proveito político” da crise. “Sempre disse o seguinte: que ele é o técnico da Seleção Brasileira. Quem deve escalar os titulares é o presidente Bolsonaro. Agora, ficam vários governadores querendo tirar proveito político e politizando um ambiente que não deveria ser assim, mas que todos deveriam ter a credibilidade, a coerência e, juntos, trabalharmos União, estados e municípios no combate à Covid-19. Tanto é que boa parte dos recursos para o combate vem do governo federal”, pontuou. Leia a entrevista completa!

Segunda, 08 de Março de 2021 - 11:00

Vacinação: Bahia aplicou 49,7% das doses de reforço distribuídas, diz Sesab

por Ailma Teixeira / Rebeca Menezes

Vacinação: Bahia aplicou 49,7% das doses de reforço distribuídas, diz Sesab
Foto: Max Haack/ Ag Haack/ Bahia Notícias

Com a vacinação a passos lentos em todo o Brasil, a Bahia distribuiu apenas 331.420 mil doses de vacinas contra a Covid-19 para aplicação da segunda dose nos municípios. Desse total, 164.554 mil, ou o equivalente a 49,7%, já foram aplicadas em idosos, profissionais de saúde, indígenas e pessoas com deficiência.

 

Números do sistema de acompanhamento da Secretaria de Saúde do Estado (Sesab) mostram que os profissionais da área foram a categoria mais contemplada até a manhã desta segunda-feira (8): 120.162 mil trabalhadores da saúde receberam a dose de reforço do imunizante. Idosos com idade acima de 80 anos formam o segundo grupo, com o total de 28.293 mil doses recebidas.

 

Todas essas pessoas que já completaram o esquema de vacinação contra a Covid-19 receberam a Coronavac, produzida pela farmacêutica chinesa Sinovac e desenvolvida no Brasil pelo Instituto Butantan. Ela tem sido aplicada com intervalo de cerca de um mês entre as duas doses, enquanto a outra opção disponível no país, a vacina de Oxford, desenvolvida pela Fiocruz, só terá as doses de reforços aplicadas após três meses da primeira.

 

PRIMEIRA DOSE

Quanto à primeira aplicação, o sistema de monitoramento da Sesab aponta o recebimento de 662.360 mil doses, 82,1% delas já aplicadas. Em Salvador, que concentra o maior número de doses, a vacinação abrange atualmente idosos a partir dos 78 anos, além dos profissionais de saúde (confira os postos de vacinação).

STF admite Defensoria baiana como amicus curiae em ação para liberar vacinas
Foto: Divulgação

A Defensoria Pública da Bahia (DP-BA) foi admitida como amicus curiae (amigos da corte) pelo Supremo Tribunal Federal (STF), na Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) sobre a compra de vacinas aprovadas por órgãos regulatórios no exterior.  A ação foi movida pelo Governo da Bahia para aumentar as chances de imunização da população contra a Covid-19.

 

A Defensoria vai reforçar o pedido da Bahia para que as vacinas aprovadas internacionalmente cheguem à população sem a necessidade de aval da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). A DP-BA terá sua avaliação sobre o caso analisada pelo STF.  Além da DP-BA, o Grupo de Atuação Estratégica das Defensorias Públicas Estaduais e Distrital nos Tribunais Superiores também foi aceito como amicus curiae.

 

“Cada cidadão pobre que morre de Covid porque não se vacinou é uma dor no peito de qualquer defensor público”, afirmou o defensor-geral da Bahia, Rafson Saraiva Ximenes. Segundo ele, a Defensoria da Bahia se preocupa com a vacinação porque o coronavírus, como todos os problemas sociais, atinge com muito mais gravidade as pessoas que dispõem de poucos recursos financeiros.

 

“A vacina é uma prioridade. A Procuradoria do Estado da Bahia fez um excelente trabalho para garantir a vacinação o mais rápido o possível, e todas as Defensorias do Brasil, em cada estado, estão afinadas também com essa proposta”, lembrou o defensor-geral. Para Rafson, essa sintonia das Defensorias é um ponto importante porque remove as dúvidas de que seria meramente política (partidária) a disputa em relação à vacinação. “É uma unanimidade esse pleito para quem defende as pessoas em situação de pobreza”, declarou o gestor.

 

O defensor público estadual Hélio Soares Junior, que atua no Escritório de Representação da Defensoria da Bahia nos Tribunais Superiores, em Brasília, também acredita que essa admissão denota a potencialidade da participação representativa da Defensoria Pública. 

 

“Mediante a intervenção no processo, as Defensorias vão defender a liberação dessa imunizante para auxiliar toda a sociedade no enfrentamento à Covid-19, sobretudo, as pessoas que já estavam em situação de vulnerabilidade e que passaram a viver em um cenário ainda mais grave com a pandemia, pela perda de emprego e encerramento do auxílio-emergencial”, considerou Hélio.

 

Recentemente, o governador Rui Costa anunciou à imprensa que, se houver decisão favorável, o contrato com a empresa fornecedora da vacina Sputnik será assinado com urgência. Decisão atual do STF permite que os estados e municípios comprem vacinas, caso a União não cumpra o Plano Nacional de Imunização ou forneça doses insuficientes.

Segunda, 08 de Março de 2021 - 10:39

Perto de ser anunciado pelo Bahia, Guilherme Rend desfalca Vitória na Copa do Brasil

por Glauber Guerra

Perto de ser anunciado pelo Bahia, Guilherme Rend desfalca Vitória na Copa do Brasil
Foto: Divulgação/ Vitória

Próximo de ser anunciado pelo Bahia, o volante Guilherme Rend irá desfalcar o Vitória no duelo contra o Águia Negra, terça-feira (9), às 19h15, em Rio Brilhante, pela estreia na Copa do Brasil. O Bahia Notícias apurou que o atleta não integra a lista de relacionados para o jogo.

 

O jogador ainda se queixa de dores no pé, em razão do pisão que recebeu durante o primeiro  tempo da partida contra o Ceará, disputada no último sábado (6). Por isso, foi preservado pelo departamento médico.

 

Caso entrasse em campo na partida contra o Águia Negra, Rend iria ficar impedido de disputar a competição pelo Bahia, caso a negociação com o Tricolor seja efetivada.

 

Rend pertence ao Jacuipense e está cedido por empréstimo ao Vitória. Caso queira ficar com o atleta em definitivo, a diretoria do Leão tem que igualar a proposta do Bahia, o que não deve ocorrer. Se o martelo for batido, o rubro-negro ficará com 20% da transação.

Bolsonaro deve se filiar ao Partido da Mulher Brasileira para disputar reeleição
Foto: Alan Santos/ PR

Sem êxito na empreitada de criar a própria sigla para disputar as eleições de 2022, o presidente Jair Bolsonaro deve escolher o Partido da Mulher Brasileira (PMB) para concorrer à reeleição. 

 

Bolsonaro está sem partido desde o fim de 2019, quando deixou o PSL e se tornou o primeiro presidente em exercício sem legenda.  Segundo o R7, ele já passou por oito siglas diferentes desde o início da sua trajetória política, há 32 anos.

 

Disputou as eleições de 2018 pelo PSL (Partido Social Liberal). Já eleito presidente, entrou em conflitos com o presidente da sigla, Luciano Bivar. A decisão foi motivada pelo plano de fundar outro partido, o Aliança pelo Brasil. A coleta das 300 mil assinaturas para colocar o plano em prática não evoluiu e fez com que o presidente repensasse a estratégia. Agora, a intenção é filiar-se ao PMB.

Segunda, 08 de Março de 2021 - 10:00

Negócios de Jair Bolsonaro têm semelhanças com os de Flávio Bolsonaro

por Italo Nogueira | Folhapress

Negócios de Jair Bolsonaro têm semelhanças com os de Flávio Bolsonaro
Foto: Divulgação/ PSL

O presidente Jair Bolsonaro fez transações semelhantes às que levantaram suspeitas contra o seu filho Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) na investigação do caso da "rachadinha". Parte delas foram identificadas na quebra dos sigilos bancário e fiscal anulada pela Quinta Turma do STJ (Superior Tribunal de Justiça).

 

Os dados mostram uso de dinheiro vivo pelo presidente para ajudar o filho a adquirir imóveis e dinheiro de funcionária de seu antigo gabinete na Câmara dos Deputados abastecendo as contas de Fabrício Queiroz, suposto operador financeiro do esquema.

 

Até mesmo os repasses identificados da família Queiroz para a conta da primeira-dama Michelle Bolsonaro são maiores do que os comprovados para a dentista Fernanda Bolsonaro, mulher de Flávio.

 

Informações públicas também indicam semelhanças entre a compra da casa na Barra de Jair Bolsonaro às transações imobiliárias que levaram ao aprofundamento de investigações contra Flávio.

 

Embora seja mencionado no material recolhido pelo Ministério Público do Rio de Janeiro, o presidente não foi alvo das apurações. Em razão do cargo, ele só pode ser investigado por atos cometidos durante o mandato.

 

O filho mais velho do presidente é acusado pelo MP-RJ de liderar um esquema para se apropriar de parte do salário de 12 funcionários fantasmas em seu gabinete na Assembleia entre 2007 e 2018, período em que Queiroz esteve subordinado ao senador.

 

De acordo com o MP-RJ, foram desviados R$ 6,1 milhões dos cofres públicos, dos quais R$ 2,08 milhões comprovadamente repassados para Queiroz. Investigadores afirmam que outros R$ 2,15 milhões sacados das contas dos supostos funcionários fantasmas também podem ter sido disponibilizados à organização criminosa.

 

A defesa do senador nega as acusações e afirma que a denúncia do MP-RJ tem "erros bizarros". O Planalto não respondeu até a publicação desta reportagem.

 

A denúncia afirma que os recursos da "rachadinha" circularam prioritariamente por meio de dinheiro vivo. Segundo a acusação, um meio de lavagem de dinheiro foi a aquisição de imóveis. Em janeiro, Flávio fez a 20ª transação imobiliária ao adquirir uma mansão em Brasília.

 

O presidente se envolveu diretamente com dinheiro vivo numa das transações imobiliárias de seu filho. A declaração para Imposto de Renda do senador informa que, em 2008, Jair Bolsonaro lhe emprestou R$ 55 mil em espécie.

 

Esse empréstimo, bem como os realizados da mesma forma por Carlos Bolsonaro (Republicanos-RJ) e ex-assessores do presidente, deram lastro financeiro para a compra de 12 salas comerciais por Flávio em 2008. Foram no total R$ 230 mil de empréstimos com recursos em espécie.

 

O uso de dinheiro vivo pelo presidente também foi declarado em suas campanhas.

 

Transações em espécie não configuram crime, mas podem ter como objetivo dificultar o rastreamento da origem de valores obtidos ilegalmente. É o caso da "rachadinha" descrita pelo MP-RJ.

 

A prática também contraria declaração do próprio presidente ao jornal Folha de S.Paulo em janeiro de 2018, quando negou manter dinheiro vivo em casa.

 

"Eu não guardo dinheiro no colchão em casa. Tem muita gente que declara. Até a Dilma [Rousseff, ex-presidente] declarou uns cento e poucos mil. Eu nunca declarei isso daí", disse ele na ocasião.

 

Bolsonaro também realizou transação imobiliária com características suspeitas de acordo com critérios do Coaf, assim como Flávio.

 

Em 2009, o presidente adquiriu sua casa na Barra da Tijuca por R$ 400 mil. Quatro meses antes, a antiga proprietária havia comprado o imóvel por R$ 580 mil. Bolsonaro teve um "desconto" de 30% em comparação ao valor pago antes.

 

Desvalorização semelhante foi constatada na aquisição por Flávio de dois imóveis em Copacabana. Ele declarou em escritura ter pago R$ 310 mil pelos apartamentos, quando ambos custaram aos antigos proprietários, um ano antes, R$ 440 mil somados.

 

O senador é acusado de ter pago "por fora" R$ 638,4 mil em dinheiro vivo pela compra desses imóveis. O MP-RJ identificou, após a quebra de sigilo bancário, que a conta da pessoa responsável pela venda dos dois imóveis a Flávio teve depósito deste valor em espécie no mesmo dia da transação.

 

Flávio revendeu os apartamentos pouco mais de um ano depois por R$ 1,1 milhão, obtendo um lucro de R$ 813 mil na "transação relâmpago". O MP-RJ afirma que a operação permitiu que o dinheiro ilegal da "rachadinha" passasse a integrar o patrimônio oficial do senador, a partir de revenda dos apartamentos e a declaração à Receita Federal.

 

Para investigadores, a desvalorização repentina pode indicar possível pagamento não declarado, a fim de ocultar o patrimônio do comprador de origem ilegal. O presidente, cuja casa permanece em seu nome, já negou ter adotado tal prática.

 

A relação financeira comprovada com Queiroz também é mais intensa com a família do presidente do que com a de Flávio, segundo os dados bancários da investigação.

 

A primeira-dama Michelle Bolsonaro recebeu o depósito de 27 cheques entre 2011 e 2016 que somam R$ 89 mil, de acordo com a quebra de sigilo bancário de Queiroz e sua mulher, Márcia Aguiar.

 

Já a conta da mulher do senador, a dentista Fernanda Bolsonaro, registra apenas o depósito de R$ 25 mil em espécie uma única vez. O aporte antecedeu o pagamento da entrada de um imóvel.

 

O MP-RJ identificou que Queiroz pagou em dinheiro ao menos uma vez a mensalidade escolar das filhas do senador, que custavam R$ 6.942,55 somados. Há outros 114 boletos de mensalidade escolar e plano de saúde da família de Flávio quitados com dinheiro vivo cuja origem não é identificada.

 

As quebras de sigilo não identificaram prática semelhante com o presidente. Mas ele mesmo declarou em entrevista que Queiroz também pagava algumas de suas contas.

 

"O Queiroz pagava conta minha também. Ele era de confiança", disse o presidente, em entrevista à TV Bandeirantes em dezembro de 2020.

 

Apontado como operador financeiro do esquema, Queiroz foi nomeado no gabinete de Flávio por indicação do presidente. Eles são amigos desde 1984, quando se conheceram na Brigada Paraquedista do Exército.

 

A filha de Queiroz, Nathalia, foi lotada tanto no gabinete de Flávio na Assembleia como no do presidente, na Câmara. Dados da quebra de sigilo da personal trainer mostram que a rotina de repasses para o pai, que segundo o MP-RJ é a origem de boa parte da "rachadinha", foi constante também quando ela era subordinada de Jair Bolsonaro.

 

A denúncia contra Flávio deve ser arquivada caso a anulação da quebra dos sigilos seja mantida. O MP-RJ afirma que ainda estuda se recorrerá da decisão do STJ. A corte ainda tem outros dois julgamentos pendentes que podem afetar as provas do caso.

 

A Promotoria também tem investigação aberta contra o vereador Carlos Bolsonaro, sob suspeita de empregar, assim como o irmão, funcionários fantasmas em seu gabinete na Câmara Municipal do Rio de Janeiro.

Segunda, 08 de Março de 2021 - 09:40

Carlos Joel diz que UNIRB não será figurante e vai brigar pelo título do Baianão

por Leandro Aragão

Carlos Joel diz que UNIRB não será figurante e vai brigar pelo título do Baianão
Foto: Reprodução / Band Bahia

Na sua primeira participação na elite do futebol baiano, o UNIRB aparece entre os quatro primeiros colocados na tabela de classificação do Campeonato Baiano. O time é o quarto colocado com seis pontos, dois a mais do que os gigantes Vitória e Bahia, respectivamente, no quinto e sexto lugares. Segundo o reitor e presidente, Carlos Joel, o clube de Alagoinhas não será um mero figurante na disputa e vai brigar pelo título, começando pela luta por uma vaga na semifinal.

 

"O objetivo central nosso, como time, é fazer um trabalho profissional, um trabalho que se apresente para o mercado do futebol como um projeto com consistência, com equilíbrios emocional, financeiro e em campo. Nós não desejamos estar figurando no processo, vamos disputar o campeonato. Aquilo que for necessário fazer para que o time se qualifique ainda mais para disputar o campeonato. Queremos ser campeões, vamos trabalhar para ser campeão. Quem quer trabalhar para ser campeão não mede esforços e busca tudo o que está ao seu alcance para fazer. É o primeiro campeonato na primeira divisão que estamos disputando. Sabemos que temos que aprender muito ainda com tudo o que já se conhece de futebol, mas queremos aprender de forma diferente, mostrando que é possível um time sair da segunda divisão em dois anos, vamos completar três anos em outubro, passar para a primeira sendo campeão da segunda e disputar invicto até agora em quatro partidas, o que demonstra que o time está no caminho certo", afirmou em entrevista à rádio Digital FM, de Alagoinhas. "Nosso projeto é entrar sempre pela porta da frente, sem subterfúgios, estar sempre buscando a transparência e disposto a contribuir com tudo aquilo que seja educação e esporte", completou.

 

Na tarde deste domingo (7), o UNIRB ficou no 0 a 0 com o Doce Mel, no Carneirão, pela quarta rodada do estadual. Carlos Joel avaliou o desempenho da equipe comandada pelo técnico Laelson Lopes. 

 

"Nós tivemos um jogo hoje que vai ser a cara do campeonato. Não tem jogo fácil, vamos ter todos os times disputando palmo a palmo seu espaço no campeonato. Temos expectativa nesse sentido. Compete ao nosso time melhorar sua distribuição de bola, ter mais energia nesse processo para chegar ao gol, mas faz parte do processo. Então, vamos ver onde erramos, fazer uma avaliação. Continuamos invictos ainda no campeonato, esperamos concluir o campeonato invicto, são 15 partidas invicto. Vamos buscar meios para chegar ao próximo jogo com um resultado melhor", analisou.

 

O UNIRB foi campeão sem perder nenhuma partida da Série B do Baiano 2020 e a invencibilidade segue mantida neste início de Baianão. Em quatro jogos na elite, o time de Alagoinhas acumula três empates e a vitória sobre o Bahia na última quarta-feira (3). A equipe volta ao gramado no próximo sábado (13), às 16h, contra o Fluminense de Feira, novamente no Carneirão, pela quinta rodada. O Touro do Sertão vem de derrota para o rival Bahia de Feira por 6 a 3, na Arena Cajueiro, e ocupa a oitava posição na tabela com três pontos conquistados.

Praia do Forte: 'Panelaço' critica extensão de fechamento do comércio não essencial
Foto: Reprodução / Mais Região

Comerciantes de Praia do Forte, em Mata de São João, Litoral Norte baiano, fizeram um “panelaço” na tarde deste domingo (7). Eles criticaram o fechamento do comércio não essencial, medida tomada pelo governador Rui Costa com os prefeitos da Região Metropolitana de Salvador (RMS).

 

Até o inicio da manhã do dia 15 de março só poderão funcionar na RMS estabelecimentos como mercados, supermercados e farmácias, por exemplo. Segundo o site Mais Região, pelo menos 50 pessoas participaram da manifestação em Praia do Forte, iniciada por volta das 15h. Os comerciantes defendem a reabertura dos locais de venda com protocolo.

 

O prefeito de Mata de São João, João Gualberto (PSDB), se reuniu com alguns empresários de Praia do Forte, via videoconferência. Gualberto disse que entende o posicionamento dos comerciantes, mas explicou sobre a decisão conjunta de manter o “lockdown”. O prefeito espera que na próxima semana as atividades não essenciais voltem à atividade. 

Conselho Baiano de Turismo critica prorrogação de 'lockdown' na Bahia: 'Não é justo'
Entidade é contra decisão do governador Rui Costa | Foto: Paula Fróes / GOVBA

O Conselho Baiano de Turismo (CBTur), formado por entidades que representam o setor no estado, manifestou-se contra a decisão do governo baiano de estender a suspensão das atividades econômicas não essenciais até o dia 15 de março. 

 

Em nota, o CBTur disse ser a favor de “medidas enérgicas para conter a disseminação do vírus Covid-19 e suas variantes”, mas pediu que o fechamento das atividades fosse substituído por outras medidas menos gravosas para a economia. 

 

“Ao invés do fechamento das atividades empresariais, reivindicamos que seja intensificada a fiscalização dos locais em funcionamento irregular que geram aglomerações e potenciais riscos à toda a sociedade, disponibilidade de testes para pessoas com sintomas no início da doença, abertura de novos leitos de UTI e aceleração na vacinação”, afirma o conselho na nota. 

 

“Não é justo punir os estabelecimentos que cumprem com os protocolos estabelecidos pelas autoridades de saúde, seus colaboradores e prestadores de serviços que estão lutando diariamente pela sobrevivência das empresas e de suas famílias”, defende a entidade.

 

PRORROGAÇÃO DO LOCKDOWN
O governo da Bahia decidiu prorrogar por mais uma semana o decreto que restringe atividades não essenciais na Região Metropolitana de Salvador. A decisão foi tomada pelo prefeito Bruno Reis, pelo governador Rui Costa e demais gestores da RMS, em reunião virtual feita neste sábado (6), mesmo dia em que o estado bateu mais um recorde de internações por Covid-19 em Unidades de Terapia Intensiva públicas. 

 

Os gestores chegaram à conclusão após avaliação dos números do novo coronavírus na cidade. Mesmo com a abertura de novos leitos no Hospital Salvador, na tenda da Arena Fonte Nova, do novo gripário em São Cristóvão e na segunda unidade de suporte ventilatório nos Barris, a taxa de ocupação de leitos em Salvador é de 85% e, na Bahia, é de 87%. Para evitar o colapso no sistema de saúde, a saída foi, mais uma vez, prorrogar a medida de restrição do comércio por mais uma semana e, assim, garantir o isolamento social e diminuir a taxa de transmissão.

Segunda, 08 de Março de 2021 - 08:40

Malhada de Pedras: Supremo desobriga prefeitura de arcar com custo de remédio

por Cláudia Cardozo / Francis Juliano

Malhada de Pedras: Supremo desobriga prefeitura de arcar com custo de remédio
Foto: Lay Amorim / Achei Sudoeste

Uma decisão do presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Luiz Fux, desobrigou a prefeitura de Malhada de Pedras, no Sertão Produtivo, Sudoeste baiano, de custear um medicamento considerado de alto custo. A liminar deferida por Fux atende recurso da prefeitura local. A gestão alega falta de condição de arcar com o fornecimento do remédio Saxenda (Liraglutida). São 16 caixas, por mês, do medicamento indicado para tratamento de obesidade grau 3.

 

Segundo a administração municipal, mesmo que o custo total de R$ 53,7 mil seja dividido com o Estado da Bahia, o montante de R$ 26,8 mil a ser pago pela prefeitura causaria grave risco de lesão à ordem pública e à economia municipal, o que prejudicaria o funcionamento de serviços público essenciais à população.

 

Na decisão, Fux considerou que o imediato pagamento da prefeitura na parte que lhe cabia causaria desorganização financeira e orçamentária. O presidente do Supremo declarou que mesmo sem a participação do Município nos custos do remédio, o paciente não será prejudicado, uma vez que o Estado segue com a obrigação de manter o fornecimento. A liminar aceita por Fux foi publicada nesta segunda-feira (8).

Polícia Civil cumpre mandados na Bahia em operação de combate a crimes contra a mulher
Foto: Divulgação/ SSP-BA

Mais de 100 mandados de prisão são cumpridos pela Polícia Civil em Salvador e no interior do estado nesta segunda-feira (8), Dia Internacional da Mulher, contra suspeitos de ameaça, tentativa de feminicídio, lesão corporal, descumprimento de medida protetiva, estupro, importunação, entre outros crimes.

 

As ações acontecem no âmbito da Operação Resguardo, coordenada pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP), deflagrada nacionalmente, com apoio da polícia baiana.  De acordo com a Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP-BA), participam da operação 270 policiais dos Departamentos de Polícia Metropolitana (Depom), de Polícia do Interior (Depin), de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), de Inteligência Policial (DIP) e da Coordenação de Polícia Interestadual (Polinter), em bairros de Salvador, Região Metropolitana e no interior baiano. 

 

A Operação Resguardo é considerada a maior ação de combate a crimes de violência contra a mulher do Brasil.

Rui Costa anuncia retorno do auxílio-alimentação para estudantes da rede estadual
Foto: Claudionor Jr/ SEC

Com o retorno das aulas da rede estadual na próxima segunda-feira (15), o governador Rui Costa (PT) disse que o auxílio-alimentação para os alunos também será retomado. "Nós vamos voltar esse mês com aquele auxílio-alimentação que nós damos aos 800 estudantes da rede estadual. Hoje vamos definir a data", anunciou o governador.

 

A declaração foi dada em entrevista ao Jornal da Manhã, da TV Bahia, nesta segunda-feira (8). Na ocasião, Rui disse que ia ajustar os detalhes com o secretário da Fazenda, Manoel Vitório.

 

O pagamento será efetuado no mesmo cartão que os alunos utilizaram para receber o benefício ano passado, de forma a garantir "pelo menos uma cesta básica" para esses jovens. Em 2020, o benefício ficou vigente por quatro parcelas, com o pagamento de R$ 55 por mês.

Serrinha e outras 14 cidades da região sisaleira seguem fechamento de comércio até quarta
Foto: Reprodução / Google Maps

Os municípios da região sisaleira devem seguir com o comércio não essencial fechado até a próxima quarta-feira (10). A limitação – anunciada em decreto do governo do estado deste sábado (6) – visa conter o aumento dos indicadores provocados pela Covid-19, como número de óbitos, taxa de ocupação de leitos de UTI e número de casos ativos divulgados em boletins epidemiológicos. Há também o risco de colapso das redes públicas e privadas de saúde locais, que já ocorre em Serrinha (ver aqui).

 

Entram na lista as cidades de Araci, Barrocas, Biritinga, Conceição do Coité, Euclides da Cunha, Lamarão, Quijingue, Retirolândia, Santaluz, São Domingos, Serrinha, Teofilândia e Valente. Até esta quarta só será permitido comércio de alimentos, feiras livres, deslocamento para serviços de saúde e urgência e emergência, além de atividades relacionadas à segurança pública, proteção e defesa civil, fiscalização, arrecadação, limpeza pública, manutenção urbana, transporte público, energia, saneamento básico e comunicações.

 

Bares e restaurantes e congêneres só poderão funcionar de portas fechadas, na forma de entrega em domicílio (delivery) até às 24h. Vale lembrar que assim como as demais cidades do estado, os municípios da região sisaleira devem seguir o toque de recolher, entre as 20 e 5h até o dia 1° de abril. 

Segunda, 08 de Março de 2021 - 07:20

Rui Costa e Bruno Reis talvez sejam obrigados a abrir mão de receitas

por Fernando Duarte

Rui Costa e Bruno Reis talvez sejam obrigados a abrir mão de receitas
Foto: Cláudia Cardozo/ Bahia Notícias

A União concentra a maior fatia de impostos e tributos do Brasil. Estados e municípios têm limitações para arrecadação e a solução para o problema não acontecerá em um passe de mágica, já que o Congresso Nacional não tende a votar uma reforma tributária que inverta essa lógica. Em meio à pandemia, quando as despesas crescem de maneira acelerada e as receitas caem ainda mais, é caro pedir que qualquer ente abra mão de dinheiro. No entanto, esse é um dos poucos caminhos possíveis para evitar uma crise muito maior. Clique aqui e leia a coluna completa!

Salvador continua a vacinar idosos a partir dos 78 anos nesta segunda; confira horários
Foto: Secom PMS

A vacinação contra Covid-19 para idosos a partir dos 78 anos continua a ser feita nesta segunda-feira (8) em Salvador. Mais uma vez, o esquema será dividido em turnos: das 8h às 12h serão vacinados os idosos nascidos entre janeiro e julho de 1942 e das 12h às 17h, aqueles nascidos entre agosto de 1942 e 08 de março de 1943.

 

Antes de se dirigir a um dos postos para receber a primeira dose, é necessário verificar se o idoso está habilitado na lista que está disponível no site da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) (clique aqui). Caso o nome não esteja na listagem, o idoso deve fazer seu recadastramento online (clique aqui) ou se deslocar ao 5º Centro de Saúde, onde poderá fazer o procedimento e se vacinar.

 

Para esse grupo, a primeira dose será aplicada nos pontos drive-thru:

- Ufba - Campus Ondina (PAF 1)

- Arena Fonte Nova

- Atacadão Atakarejo - Fazenda Coutos

- 5º Centro de Saúde

- Parque de Exposições

- FBDC - Cabula

- Vila Militar - Escola Militar (Dendezeiros)

 

E nos pontos fixos:

- USF Vista Alegre;

- UBS Nelson Piauhy Dourado (Águas Claras);

- USF Resgate;

- USF Federação;

- USF Santa Luzia (Engenho Velho de Brotas);

- USF Plataforma;

- USF Cajazeiras;

- 5º Centro (Barris);

- Vila Militar (Escola Dendezeiros)

 

Os idosos a partir dessa idade também podem fazer o agendamento da vacinação domiciliar através do portal Vacina Express (clique aqui). Serão ofertadas 150 vagas por dia, preferencialmente para idosos acamados ou com dificuldade de locomoção.

 

SEGUNDA DOSE PARA IDOSOS

A vacinação em segunda dose para idosos está mantida. É necessário checar a data de retorno indicada no site da SMS e no cartão de vacinação. Para receber a segunda dose, eles deverão apresentar esse cartão e um documento de identificação com foto.

 

A dose de reforço será aplicada das 8h às 17h, nos seguintes pontos:

Drive-thru

- Ufba - Campus Ondina (PAF 1)

- Arena Fonte Nova

- Atacadão Atakarejo - Fazenda Coutos

- 5º Centro de Saúde

- Parque de Exposições

- FBDC - Cabula

- Vila Militar - Escola Militar (Dendezeiros)

 

Pontos fixos:

- USF Vista Alegre;

- UBS Nelson Piauhy Dourado (Águas Claras);

- USF Resgate;

- USF Federação;

- USF Santa Luzia (Engenho Velho de Brotas);

- USF Plataforma;

- USF Cajazeiras;

- 5º Centro (Barris);

- Vila Militar (Escola Dendezeiros)

 

Os idosos que foram imunizados através do Vacina Express não precisam fazer um novo cadastro. A equipe retornará ao seu domicílio na data programada pelo sistema.

 

PRIMEIRA DOSE PARA TRABALHADORES DE SAÚDE

Os profissionais de saúde voltam a receber a primeira dose da vacina nesta segunda-feira, também das 8h às 17h. Para receber o imunizante, eles precisam estar cadastrados no site da SMS, portanto, é imprescindível consultar a lista antes de se dirigir a um dos postos. 

 

No momento da vacinação serão exigidos cópia do último contracheque, nota fiscal ou contrato social PJ e documento oficial com foto.

 

Tanto o drive-thru como os pontos fixos de vacinação para esse grupo funcionam nos mesmos locais: Fundação Bahiana para Desenvolvimento das Ciências - Brotas e Universidade Católica de Salvador - Campus Pituaçu.

 

SEGUNDA DOSE PARA TRABALHADORES DE SAÚDE

Quanto à segunda dose para profissionais da saúde, a aplicação continua a ser feita das 8h às 17h, em diversos pontos de vacinação. Como nos demais casos, o trabalhador deve consultar se seu nome se encontra na lista disponível no site da secretaria - a imunização está suspensa para os profissionais não cadastrados - e qual a data indicada para o retorno. No ato da vacinação serão exigidos cartão de vacina e documento oficial com foto.

 

Pontos drive-thru:

- Unijorge - Campus Paralela

- USF San Martim III

- Centro de Convenções

 

Pontos fixos:

- USF Eduardo Mamede (Mussurunga)

- UBS Castelo Branco

- USF Colinas de Periperi

- CSU Pernambués

- Unijorge - Campus Paralela (Atualizada às 7h31)

Segunda, 08 de Março de 2021 - 06:40

Governadores articulam anunciar medidas restritivas em conjunto contra avanço da Covid

por Camila Mattoso | Folhapress

Governadores articulam anunciar medidas restritivas em conjunto contra avanço da Covid
Foto: Fernando Vivas/ GOVBA

Governadores articulam anunciar conjuntamente medidas restritivas a fim de reduzir o avanço da Covid-19 no Brasil. Eles concordaram em divulgar ações até o dia 14 de março, pelo menos. O país atravessa o pior momento da pandemia, com recordes diários de mortes.

 

O pedido de uma ação nacional chegou a ser feito para o Ministério da Saúde, mas a resposta foi a de que o presidente Jair Bolsonaro não deixa.

 

A ideia é a de que entre no pacto algumas iniciativas básicas, que sirva para todos, e que, a partir disso, cada um tome outras decisões de acordo com a necessidade local.

 

O principal objetivo é o de comunicar a população de que o momento é crítico e pedir que a circulação seja reduzida imediatamente, sendo a forma de diminuir a ocupação nos hospitais.

 

Segundo o governador Wellington Dias (PT-PI), porta-voz do grupo, alguns pontos que podem entrar nesse acordo nacional são o de proibição de venda de bebidas alcoólicas a partir de um determinado horário e o de impedimento de eventos com aglomeração.

 

O plano ainda está em discussão neste domingo (7). Vinte e um estados já concordaram em apoiar o pacto. A consulta ainda está aberta para os que ainda não aderiram.

 

Os estados que já estão juntos são Piauí, Paraíba, Bahia, Rio Grande do Norte, Pernambuco, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Mato Grosso, São Paulo, Pará, Distrito Federal, Alagoas, Minas Gerais, Ceará, Sergipe, Goiás, Maranhão, Amazonas, Paraná, Espírito Santo e Rio de Janeiro.

Domingo, 07 de Março de 2021 - 20:01

Palmeiras vence o Grêmio e conquista o tetra da Copa do Brasil

por Bruno Rodrigues | Folhapress

Palmeiras vence o Grêmio e conquista o tetra da Copa do Brasil
Foto: Anderson Lira/FramePhoto/Folhapress

Uma grande felicidade, mas acompanhada de uma sensação de alívio. O palmeirense, porém, sabe ser melhor o alívio que acompanha a glória do que um último suspiro que apenas tem como finalidade encerrar o sofrimento.

Após 77 jogos de uma temporada extremamente desgastante, o Palmeiras venceu o Grêmio neste domingo (7) por 2 a 0, no Allianz Parque, e comemorou mais um título de 2020 com a conquista da Copa do Brasil.

O triunfo na capital paulista se somou à vantagem de 1 a 0 construída em Porto Alegre, há uma semana, resultado que deixou bem encaminhada a taça da competição nacional. É o quarto título do torneio para o clube, vencido pela última vez em 2015 -também foi campeão em 1998 e 2012.

Ao comemorarem em suas casas por conta da pandemia, os torcedores alviverdes só lamentam não poderem ter acompanhado de perto uma temporada tão vitoriosa, que além da Copa do Brasil, teve também o Campeonato Paulista (conquistado sobre o rival Corinthians) e o troféu mais aguardado e especial de todos, a Copa Libertadores, diante do Santos, no Maracanã.

A partir desta segunda-feira, ainda na ressaca de todos os sucessos do Palmeiras no último ano, o técnico Abel Ferreira poderá, enfim, pensar em 2021. O português, seus jogadores e a torcida palmeirense têm motivos para, um pouco mais descansados, pensarem na temporada seguinte como a continuação de um presente muito vitorioso.

Neste domingo, com a escalação de Thaciano no lugar de Jean Pyerre, Renato buscou dar mais dinamismo ao Grêmio, que precisava descontar a vantagem construída pelo Palmeiras em Porto Alegre.

Logo aos 2 minutos, os gaúchos tiveram ótima oportunidade de abrir o placar, com Pepê, mas o atacante não conseguiu desviar o cruzamento rasteiro que veio da direita. Alisson, de fora da área, e Diego Souza, de cabeça, criaram chances para os visitantes, mas que não levaram muito perigo ao gol de Weverton.

Passado o ímpeto inicial dos gremistas, o Palmeiras conseguiu controlar a partida ao tomar posse da bola.

A circulação de passes alviverdes abriu espaços na defesa do Grêmio, especialmente entre os volantes e zagueiros tricolores. Em contra-ataque, Rony teve boa oportunidade de abrir o placar, mas demorou para chutar e permitiu a chegada de Paulo Miranda, que travou a batida do atacante palmeirense.

O time de Abel Ferreira chegou a abrir o placar, com Raphael Veiga, mas o bandeira viu posição de impedimento de Rony, que estava à frente quando recebeu lançamento de Felipe Melo. Gol bem anulado e marcação confirmada pelo VAR.

No início da etapa final, o Grêmio buscou novamente pressionar o Palmeiras. Em um desses ataques, contudo, voltou a oferecer espaços, e os alviverdes não perdoaram.

Aos 7 minutos, Raphael Veiga iniciou contra-ataque ainda no campo de defesa e partiu em direção ao gol. O meia-atacante serviu Wesley, que dominou e, de perna esquerda, finalizou na saída de Paulo Victor para marcar. O goleiro gremista chegou a tocar na bola, mas não impediu o gol.

Renato Gaúcho, aliás, optou por escalar Paulo Victor na meta gremista para as finais da Copa do Brasil. Na partida de ida, no gol de Gustavo Gómez, o camisa 1 também encostou na bola antes de ver o cabeceio do paraguaio morrer no fundo da rede.

Autor do gol que colocou o Palmeiras com uma mão e meia na taça, Wesley havia perdido a final da Libertadores em razão de uma lesão no menisco do joelho esquerdo. Ficou três meses parado e voltou a entrar em campo na penúltima rodada do Campeonato Brasileiro, no empate em 1 a 1 com o Atlético-GO.

Neste domingo, o camisa 47 pôde coroar a recuperação com o gol que encaminhou mais uma conquista palmeirense.

Título confirmado com a entrada de Gabriel Menino, um dos protagonistas do 2020 vitorioso para o clube, que trouxe intensidade do banco para manter a equipe inteira até o final do jogo. Em novo contra-ataque, Rony lançou Willian, outro que veio a campo na etapa final, que tocou para Menino bater de esquerda e fechar a vitória, aos 39 minutos.

Era o frescor, a juventude e o fôlego que um Palmeiras forte, mas cansado, precisava para encerrar a temporada em grande estilo. Encerra campeão, mais uma vez.





PALMEIRAS

Weverton; Marcos Rocha, Gustavo Gómez, Alan Empereur e Viña; Felipe Melo, Zé Rafael (Patrick de Paula) e Raphael Veiga (Mayke); Wesley (Gabriel Menino), Rony e Luiz Adriano (Willian). Técnico: Abel Ferreira.



GRÊMIO

Paulo Victor; Vanderson (Victor Ferraz), Paulo Miranda, Kannemann (Churín) e Diogo Barbosa; Maicon, Matheus Henrique, Thaciano (Jean Pyerre), Alisson (Guilherme Azevedo) e Pepê (Ferreira); Diego Souza. Técnico: Renato Gaúcho



FICHA TÉCNICA

PALMEIRAS 2 x 0 GRÊMIO

Local: Allianz Parque, em São Paulo (SP)

Data: 7 de março de 2021, domingo

Horário: 18h (de Brasília)

Árbitro: Bruno Arleu de Araújo (Fifa-RJ)

Assistentes: Kleber Lúcio Gil (Fifa-SC) e Bruno Raphael Pires (Fifa-GO)

Quarto Árbitro: Bráulio da Silva Machado (Fifa-SC)

VAR: Igor Junio Benevenuto de Oliveira (MG)

Cartões amarelos: Zé Rafael, Marcos Rocha (PAL); Paulo Miranda, Kannemann (GRE)

GOL: Wesley, aos oito minutos do segundo tempo, e Gabriel Menino, aos 38 minutos do segundo tempo.

Domingo, 07 de Março de 2021 - 19:00

Pouco mais de 1% dos baianos recebeu a segunda dose da vacina contra a Covid-19

por Lula Bonfim

Pouco mais de 1% dos baianos recebeu a segunda dose da vacina contra a Covid-19
Foto: Bruno Concha / Secom PMS

Um total de 164.554 pessoas recebeu a segunda dose da vacina contra a Covid-19, conforme dados da Secretaria Estadual da Saúde (Sesab). O número corresponde a pouco mais de 1% da população baiana, estimada em 14,93 milhões pelo IBGE em 2020.

 

Entre os que já receberam as duas doses, 120.162 são trabalhadores da área da saúde, enquanto 22.577 são idosos com mais de 90 anos; 10.956 são indígenas aldeados; 4.855 são idosos de instituições de longa permanência; 3.291 são idosos entre 85 a 89 anos; 2.425 são idosos entre 80 e 84 anos; e 288 são pessoas com deficiência.

 

Entre os municípios, se destaca Salvador, com 44.627 pessoas que tomaram as duas doses da vacina. A capital é seguida por Feira de Santana (7.310), Ilhéus (5.480), Vitória da Conquista (4.119) e Juazeiro (2.563).

 

Por enquanto, 378.991 baianos receberam apenas a primeira dose do imunizante contra a Covid-19. Todas as vacinas que chegaram ao estado até o momento necessitam de duas doses para a imunização completa.

Domingo, 07 de Março de 2021 - 18:40

Alagoinhas, Bonfim, Feira e Serrinha têm 100% de ocupação das UTIs para Covid-19

por Lula Bonfim

Alagoinhas, Bonfim, Feira e Serrinha têm 100% de ocupação das UTIs para Covid-19
Foto: Divulgação / Prefeitura de Feira de Santana

Os municípios de Alagoinhas, Senhor do Bonfim, Feira de Santana e Serrinha não possuem mais leitos disponíveis para o atendimento a casos graves da Covid-19. Todas UTIs reservadas para o tratamento da doença nessas cidades estão ocupadas, conforme dados da Secretaria Estadual da Saúde (Sesab) neste domingo (7).

 

Alagoinhas é o único município da região nordeste do estado com leitos de terapia intensiva disponibilizados para pacientes com Covid-19. Como todos estão ocupados, caso um morador da cidade evolua para uma gravidade maior da infecção, ele terá que ser deslocado para outra região com UTIs disponíveis.

 

Apesar de Senhor do Bonfim, no norte da Bahia, também ter 100% de ocupação das suas UTIs reservadas para adultos com o novo coronavírus, ainda há leitos disponíveis em outros municípios da região, como Juazeiro, Remanso e Paulo Afonso, sendo possível um deslocamento mais próximo para os pacientes.

 

No centro-leste da Bahia, Feira de Santana e Serrinha também não têm mais leitos desocupados. Na região, apenas Itaberaba e Seabra ainda possuem vagas disponíveis para o tratamento de casos graves da Covid-19.

 

Feira de Santana é a única dessas cidades com mais de uma unidade hospitalar com UTIs disponibilizadas para o atendimento de pacientes com a doença. Todos os 63 leitos no Hospital de Feira de Santana, no Hospital Geral Clériston Andrade e no Hospital da Criança estão preenchidos.

 

DIVISÃO REGIONAL

 

Na divisão regional utilizada pela Sesab, o nordeste do estado é o que tem a situação mais delicada, com 100% de ocupação nas UTIs. O centro-leste e o sul da Bahia vêm logo em seguida, com 94% e 93% de vagas ocupadas, respectivamente. Há ainda o norte (87%), oeste (86%), sudoeste (86%), leste (85%), extremo-sul (78%) e centro-norte (70%).

 

O estado, de forma geral, registra 86% de ocupação no fim da tarde deste domingo (7).

Domingo, 07 de Março de 2021 - 18:21

Bahia de Feira goleia e assume a liderança do Baianão; confira demais resultados

por Leandro Aragão

Bahia de Feira goleia e assume a liderança do Baianão; confira demais resultados
Foto: Reprodução / TV Touro Oficial

O Bahia de Feira é o novo líder do Campeonato Baiano. O Tremendão goleou o rival Fluminense de Feira, no clássico feirense, neste domingo (7) por 6 a 3, na Arena Cajueiro, pela quarta rodada do estadual. Deon, duas vezes, Wesley, Marcos Pelé, Dionísio e Bruninho marcaram os gols dos donos da casa, enquanto os visitantes balançaram as redes três vezes todas com Emerson Catarino.

 

Antes no topo da tabela, a Juazeirense conheceu sua primeira derrota no Baianão. Jogando no Estádio Adauto Moraes, o Cancão de Fogo perdeu para o Atlético de Alagoinhas por 3 a 1. Gilmar, Miler e Reninha anotaram para o Carcará e Jô fez o de honra dos anfitriões. Já UNIRB e Doce Mel ficaram no 0 a 0, no Carneirão, assim como Vitória da Conquista e Bahia, no Lomantão (leia aqui).

 

Confira a tabela de classificação:

Foto: Reprodução / FBF

Domingo, 07 de Março de 2021 - 18:20

Número diário de mortes por Covid-19 cai pelo quinto dia seguido na Bahia

por Lula Bonfim

Número diário de mortes por Covid-19 cai pelo quinto dia seguido na Bahia
Foto: Bahia Notícias

O número diário de óbitos por Covid-19 na Bahia caiu, neste domingo (7), pelo quinto dia consecutivo. Nas últimas 24 horas, foram notificadas 82 novas mortes em decorrência da doença, conforme boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria Estadual da Saúde (Sesab).

 

No dia 2 de março, foram 114 mortes. No dia seguinte, 112. Depois, 111; 102; 95; e, agora, 82. Com esses números, o estado soma, até este momento, 12.530 óbitos por Covid-19 desde o início da pandemia, segundo a Sesab.

 

Houve ainda o registro de 3.105 novas contaminações pelo novo coronavírus neste domingo. Agora, a Bahia acumula um total de 714.005 casos confirmados da doença desde o dia 6 de março de 2020, quando houve a primeira notificação no estado.

 

Os casos ativos da Covid-19 também diminuíram nas últimas 24 horas, de 21.916 para 20.943. Os 10 municípios com mais contaminados, conforme dados da Sesab, são Salvador (5.246), Camaçari (959), Itabuna (806), Feira de Santana (589), Vitória da Conquista (481), Jequié (430), Santo Antônio de Jesus (397), Lauro de Freitas (390), Guanambi (338) e Ilhéus (335).

 

No momento, a Bahia tem 1.040 pessoas internadas com casos graves da doença, sendo 1.015 adultos e 25 crianças.

Domingo, 07 de Março de 2021 - 18:00

White Martins pediu transporte de oxigênio ao governo federal e não foi atendida

por Vinicius Sassine | Folhapress

White Martins pediu transporte de oxigênio ao governo federal e não foi atendida
Foto: Divulgalção / SSP-AM

Um email enviado pela White Martins ao Ministério da Saúde, obtido pela Folha de S.Paulo, mostra que a empresa pediu "apoio logístico imediato" para transportar 350 cilindros de oxigênio gasoso, 28 tanques de oxigênio líquido, 7 isotanques e 11 carretas com o insumo a Manaus. O pedido foi direcionado a dois coronéis do ministério e acabou não sendo atendido a tempo.

Três dias depois, o oxigênio se esgotou nos hospitais e pacientes morreram asfixiados. O colapso deu início a uma crise que resultou, até agora, na transferência de 645 pacientes a outros estados. Dentre os transferidos, 92 (14,2%) morreram longe de casa.

A omissão do ministro da Saúde, o general da ativa Eduardo Pazuello, diante de alertas sobre o que estava em curso e sobre o que viria a ocorrer levou à abertura de um inquérito pelo STF (Supremo Tribunal Federal) para investigar o militar. Ele é suspeito de ter cometido crimes. Diligências foram autorizadas pelo STF e estão em curso.

Pazuello vem tentando apagar rastros dessa omissão. No último dia 27, seu número dois no ministério, coronel Élcio Franco, produziu um documento, enviado ao STF, para mudar a versão sobre um outro email da White Martins, por meio do qual a empresa alertava sobre a escalada da escassez de oxigênio.

O próprio ministro havia escrito, também em documento oficial encaminhado ao STF, que sua pasta recebeu em 8 de janeiro o email com o alerta da empresa, fornecedora da rede hospitalar local. Franco, secretário-executivo do ministério, mudou a versão: o email só teria aparecido no dia 17 daquele mês. O colapso ocorreu no dia 14.

Já o pedido por "apoio logístico imediato" ficou registrado em email escrito por Lourival Nunes, diretor de Desenvolvimento de Negócios Medicinais da White Martins. Foi enviado às 14h35 de 11 de janeiro ao comitê de crise montado pelo governo do Amazonas e ao coronel do Exército Nivaldo Alves de Moura Filho, diretor de Programa da Secretaria-Executiva do Ministério da Saúde.

Moura Filho foi nomeado ao cargo por Pazuello, em 4 de junho. Quando o email foi escrito, uma reunião presencial já havia ocorrido na manhã do mesmo dia 11. Pazuello, que estava em Manaus, participou do encontro.

"No dia 10, o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, convidou os representantes da White Martins, por meio do comitê estadual, para uma reunião em Manaus, na manhã do dia 11, para tratar do tema [aumento da disponibilidade de oxigênio diante da calamidade pública no estado]", afirmou a empresa à Folha, por meio de nota.

O envio do email, logo após a reunião, foi um pedido do coronel Moura Filho, "para formalizar a demanda por apoio logístico relatada pela empresa no encontro, decorrente do crescimento abrupto e exponencial do consumo de oxigênio naquele momento", disse a White Martins.

"Estou enviando as nossas necessidades de apoio logístico imediato para transporte de oxigênio medicinal e equipamentos aplicados à operação", escreveu o gestor da empresa.

Ele listou quatro itens com necessidade imediata de apoio logístico. Dois deles já estavam sendo tratados com outro militar do Ministério da Saúde conforme a mensagem eletrônica, o tenente-coronel Alex Lial Marinho, nomeado por Pazuello desde 9 de junho e coordenador-geral de Logística de Insumos Estratégicos para Saúde. Ele está subordinado ao coronel Franco, secretário-executivo.

O item 1 do email eram 350 cilindros de oxigênio gasoso, oriundos de Campinas (SP) e Belo Horizonte. A carga tinha um peso de 24,5 toneladas e deveria ser transportada por via aérea.

O item 2 eram 28 tanques de oxigênio líquido, que deveriam percorrer a rota Guarulhos(SP)-Manaus, em cinco voos distintos. O peso total da carga era de 53,5 toneladas. Duas remessas já estavam de prontidão naquele momento. Outras três remessas estavam prontas para serem transportadas nos dias 12 e 13.

O email ainda registra o pedido por ajuda para levar sete isotanques a Belém (PA) e para deslocar 11 carretas da capital do Pará a Manaus.

Documentos entregues pelo Ministério da Saúde ao STF mostram que apenas o item 1 teria sido transportado antes do colapso do dia 14. Esses documentos registram o transporte de 350 cilindros de oxigênio gasoso nos dias 12 e 13, oriundos de Guarulhos. Isto equivaleria a 3,5 mil metros cúbicos, de acordo com a White Martins.

Segundo os mesmos documentos, tanques com oxigênio líquido só começaram a chegar a partir do dia 15, o dia seguinte ao colapso dos hospitais. A carga prevista no item 2 do email poderia superar 30 mil metros cúbicos, também segundo parâmetros usados pela empresa.

Naquele dia 11, quando o email foi enviado ao Ministério da Saúde, o consumo de oxigênio nos hospitais chegou a 50 mil m3. No dia 14, ultrapassou 70 mil m3. Antes da pandemia, a demanda era por 15 mil m3.

A conversão do oxigênio líquido em gasoso é imediato, a partir de um vaporizador atmosférico que coloca a temperatura do líquido (-186º C) em contato com a temperatura ambiente, o que resulta na formação do gás.

Em comunicados à imprensa antes do colapso no dia 14, o Ministério da Defesa e a Aeronáutica informaram ter transportado 24 toneladas de cilindros de oxigênio nos dias 8 e 10 de janeiro. As cargas saíram de Belém, segundo os comunicados, e equivaliam a 350 cilindros.

Mais seis cilindros foram transportados na madrugada do dia 13, "em caráter de urgência", conforme comunicado divulgado naquele dia.

Com o colapso no dia 14 e as mortes por asfixia, os transportes se aceleraram. Um comunicado do dia 17 informou o transporte de 36 tanques de oxigênio líquido e 1.510 cilindros de insumo gasoso.

A White Martins disse, em nota, ter iniciado uma operação para envio de cilindros de oxigênio antes da reunião com o ministro no dia 11, por intermédio da Secretaria de Saúde do Amazonas e com apoio da FAB.

"A empresa segue mobilizando todos os esforços, com recursos próprios e de terceiros, para atender a necessidade de produto da região", afirmou.

Assim que detectou o "aumento abrupto e exponencial" do consumo de oxigênio, na primeira semana de janeiro, a empresa informou a situação ao governo estadual, responsável pelo contrato, conforme a nota.

A empresa não respondeu às perguntas sobre a quantidade efetivamente transportada, com suporte do governo federal, antes do colapso dos hospitais no dia 14.

O Ministério da Defesa também não forneceu essa informação. "Desde o início da crise em Manaus, as Forças Armadas vêm atuando de forma a assegurar o apoio às necessidades da população local. Até 4 de março foram contabilizados 270 voos, sendo 70 para remoção de pacientes e 200 para apoio logístico de insumos médicos, um esforço aéreo que já chega a 2.255 horas", disse, em nota.

Segundo a Defesa, foram transportados até agora 889 tanques de oxigênio líquido, 41 usinas de oxigênio, 5.655 cilindros de oxigênio gasoso e 193 respiradores. "As questões relativas à troca de mensagens entre o Ministério da Saúde e a empresa White Martins devem ser encaminhadas àquele ministério", afirmou.

A reportagem questionou o Ministério da Saúde na manhã de quinta-feira (4) e voltou a pedir uma resposta na sexta (5). Não houve resposta até a publicação desta reportagem.

Domingo, 07 de Março de 2021 - 17:55

Vitória da Conquista e Bahia empatam no Lomantão pelo Campeonato Baiano

por Leandro Aragão

Vitória da Conquista e Bahia empatam no Lomantão pelo Campeonato Baiano
Foto: Bruno Queiroz / EC Bahia

Vitória da Conquista e Bahia ficaram no empate sem gols na tarde deste domingo (7), no Lomantão. O jogo foi válido pela quarta rodada do Campeonato Baiano.

 

Com o resultado, o Tricolor é o sexto colocado na tabela de classificação com quatro pontos. Com a mesma pontuação, o Bode vem logo atrás no sétimo lugar.

 

O próximo compromisso do Bahia no Baianão será o clássico contra o Vitória marcado para o dia 17 de março, às 19h30, no estádio de Pituaçu, pela quinta rodada. Porém, antes disso, o time principal do Tricolor entra em campo na terça (9), às 21h30, para encarar o Campinense, no Amigão, pela primeira fase da Copa do Brasil. Enquanto o Vitória da Conquista visita o Jacuipense no dia 14 deste mês, um domingo, às 16h, em Pituaçu, pela quinta jornada do estadual.

 

O JOGO

A partida começou no Lomantão com o Vitória da Conquista tentando chegar mais no campo adversário. E o Bode foi primeiro também a arriscar. Em cobrança de falta, Rodrigo soltou a bomba da intermediária e a bola subiu e passou perto da meta defendida por Leandro aos cinco. Três minutos depois, o Tricolor finalizou pela primeira vez. Jogada ensaiada no escanteio e Caio Mello chutou por cima do gol conquistense. Aos 10, Felipinho costurou pelo meio e tocou para Marcelo, que se livrou do marcado, mas bateu fraco para defesa tranquila de Ronaldo.

 

O Bahia passou a tomar mais conta do jogo, ter mais posse e trocar mais passes. Porém, o Tricolor não conseguia criar boas jogadas que furassem a defesa do Bode e chegasse em condições de levar perigo ao gol de Ronaldo.

 

Aos 34, Caio Mello cobrou a falta e o goleiro Ronaldo acabou batendo roupa e a bola escapou, mas a defesa conquistense afastou o perigo.

 

A jogada mais perigosa até então no primeiro tempo foi aos 40 minutos. O Bode construiu a jogada pelo lado esquerdo e Léo recebeu já dentro da área. O atacante dominou e bateu para a boa defesa de Leandro, que evitou o gol dos donos da casa.

 

O Bahia criou boa chance aos 46. Daniel Penha deu bola açucarada para Marcelo. O atacante dominou nas costas da defesa do Bode ficando de cara para gol e chutou para a boa defesa de Ronaldo impedindo os visitantes de abrirem o placar.

 

Segundo tempo

O Bahia voltou modificado com Luiz Felipe no lugar de Caio Mello e Gustavo na vaga de Dodô. Mas a primeira iniciativa foi do Vitória da Conquista com Fagner. Vinícius Fleck armou a jogada e tocou para o volante do Bode, que bateu de fora da área, mandando a bola por cima do gol de Leandro com três minutos de reinício da partida. O Bahia respondeu aos 11 em chute colocado de Gustavo, mas Ronaldo encaixou bem a bola.

 

Contra-ataque rápido do Bode, Vinícius Fleck disparou e tocou para Léo que bateu forte, mas Leandro fez a defesa aos 19 minutos. Cinco minutos depois, Daniel Penha levantou a bola na área e Everson subiu, mas quem tocou de cabeça na bola foi Tiago, defensor do Bode. No entanto, a arbitragem assinalou o tiro de meta.

 

FICHA TÉCNICA
Vitória da Conquista 0x0 Bahia
Campeonato Baiano - 4ª rodada

Local: Lomantão, em Vitória da Conquista
Data: 07/03/2021 (domingo)
Horário: 16h
Árbitro: Reinaldo Silva de Santana
Assistentes: Marcos Welb Rocha de Amorim e Paulo de Tarso Bregalda Gussen

Cartões amarelos: Breno, Tiago (Vitória da Conquista) / Luiz Felipe, Gustavo (Bahia)

 


Vitória da Conquista: Ronaldo; Raul Cardoso, Breno, Tiago e Lagamar; Fagner, Matheus Valença (Andrei) e Rodrigo; João Grilo, Vinícius Fleck e Léo. Técnico: Garbado Júnior.

 


Bahia: Leandro; Renan Guedes, Ignácio, Everson e Felipinho; Caio Mello (Luiz Felipe), Bruno Camillo e Jeremias (Fabrício); Daniel Penha, Dodô (Gustavo) e Marcelo (Chrystian). Técnico: Claudio Prates.

Vacina brasileira em estudo pela Farmacore aposta em proteção de longo prazo
Foto: Divulgação

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) recebeu informações de três estudos de vacina contra a Covid-19 brasileiras. Um destes imunizantes ainda em fase pré-clínica é da Farmacore Biotecnologia, em parceria com a americana PDS Biotechnology e a Faculdade de Medicina da USP de Ribeirão Preto. A CEO da Farmacore, Helena Faccioli, explica que a grande diferença deste imunizante, em fase de testes em animais, é a longa duração da ação protetiva. As informações são da CNN Brasil.

 

“A gente tem testes de longo prazo em animais que mostram que depois de alguns meses, se você expõe de novo os animais ao coronavírus, o corpo ainda produz uma resposta imunológica. Então, ele tem uma duração maior no organismo das pessoas do que outras vacinas. Ela vai proteger por mais tempo”, disse Helena.

 

Ela explica ainda que já foram submetidos para a Anvisa todos os dados pré-clínicos. Assim que aprovados, a previsão é que neste semestre se iniciem os testes em humanos. “Nós já estamos em negociação com os centros clínicos e já tem uma seleção de quem vai executar o ensaio clínico para a gente", diz a CEO. "Agora, depende da nossa interação com a Anvisa para conseguirmos começar. Mas vai começar neste semestre, certeza”, afirma.

 

De acordo com Helena Faccioli, os resultados finais de alguns testes em camundongos serão finalizados no mês de março. "Para, então, submeter o pacote oficial e final com estes dados e obter a anuência para executar o ensaio clínico nos voluntários”, complementa.

 

Até agora, a Anvisa já teve acesso à documentação das etapas pré-clínicas e, segundo a CEO, a Farmacore vem realizando algumas reuniões de acompanhamento com a equipe técnica da agência.

 

Diferentemente dos imunizantes já em uso no Brasil, a vacina brasileira da Farmacore aposta no uso de uma proteína recombinante derivada do coronavírus. 

 

"Ela é formada por uma partícula nano lipídica e uma proteína recombinante que é a S1. A S1 é derivada do coronavírus. Uma proteína segura, de fácil manuseio e de fácil produção. Não contém pedaço de vírus ou vírus atenuado ou RNA ou DNA. Então, é simplesmente uma proteína recombinante com uma partícula nano lipídica", explica.

 

Faccioli detalha que, desde o projeto inicial, a premissa era a de se produzir um imunizante que o Brasil fosse autosuficiente tecnologicamente, justamente para evitar problemas no abastecimento de insumos.

 

“Nós pensamos em tecnologias que fossem de fácil produção, seguras e que pudessem ser produzidas integralmente no Brasil na fase de vacinação em massa. Algumas etapas, hoje, ainda são executadas pelo nosso parceiro americano, mas nós já estamos em conversa e negociação com uma indústria farmacêutica brasileira para que este processo esteja aqui durante a fase 3, que é a mais longa”.

Domingo, 07 de Março de 2021 - 17:20

Homem é encontrado morto em apartamento no bairro de São Caetano

por Lula Bonfim

Homem é encontrado morto em apartamento no bairro de São Caetano
Foto: Reprodução / Google Maps

Um homem, identificado como Ricardo Albino Costa Roseira, foi encontrado morto em um apartamento no Conjunto Tertuliano Soares de Góes, rua Aristóteles Góes, no bairro de São Caetano, na manhã deste sábado (6), em Salvador.

 

Uma guarnição da 9ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM) foi acionada para averiguar o caso e já encontrou o homem sem vida no apartamento. A área foi isolada, para os trabalhos do Serviço de Investigação de Local de Crime (Silc DHPP), que realizou perícia e remoção do corpo.

 

A Polícia Civil, que investiga o caso, afirmou que não encontrou sinais de violência.

Histórico de Conteúdo