Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Sexta, 04 de Dezembro de 2020 - 10:00

Após decreto estadual, show de Lincoln Senna em Vilas do Atlântico é cancelado

por Ailma Teixeira

Após decreto estadual, show de Lincoln Senna em Vilas do Atlântico é cancelado
Imagem: Divulgação

O show que o cantor Lincoln Senna faria em Vilas do Atlântico neste sábado (5) foi cancelado. A informação foi confirmada ao Bahia Notícias pela assessoria de imprensa do cantor, que disse que outros dois shows já previstos também foram cancelados.

 

Lincoln se apresentaria na boate Blitz Music Bar, mas um decreto publicado pelo governo do Estado nesta sexta (4) proíbe a realização de festas e shows, "independente do número de participantes" (veja aqui).

 

O show que vinha sendo divulgado seria para 200 pessoas, limite também definido em decreto para a realização de eventos sociais. Mas diante do aumento de casos ativos do novo coronavírus na Bahia, o governador Rui Costa (PT) decidiu proibir a realização de qualquer festa, inclusive esclarecendo que o decreto anterior se referia à liberação de eventos comerciais ou religiosos, e não festivos (saiba mais aqui).

 

A medida foi anunciada ainda na manhã de ontem. Porém, à noite, o cantor postou um vídeo de sua pipoca no Carnaval passado, lembrando aos seguidores do show. Posteriormente, a mensagem foi editada, deixando apenas a referência ao "gatilho" despertado pela saudade de uma aglomeração.

 

 

O show  "Lincoln Senna Para Poucos" prometia "distanciamento físico entre o público presente" por meio de um mapa elaborado para dividir o espaço em "lounges espaçosos para seis pessoas cada". O setor do entretenimento está entre os mais afetados pela pandemia por ter sido um dos primeiros a ser paralisado, em março, e seguir sem expectativa de retorno. Como ainda não há vacina contra a Covid-19 aprovada no Brasil nem plano de vacinação para garantir imunidade em massa à população brasileira, o Carnaval não será realizado em fevereiro. No entanto, a Prefeitura de Salvador não descarta a possibilidade de fazer uma edição da folia momesca em uma data alternativa, como o mês de julho (saiba mais aqui).

Histórico de Conteúdo