Filha de Silvio Santos surpreende funcionários do SBT ao reduzir salário sem aviso prévio
Foto: Reprodução / SBT

Baseada na Medida Provisória 936, que autoriza o patrão reduzir o salários de seus subordinados durante a pandemia do novo coronavírus, a presidente do grupo Silvio Santos, Renata Abravanel, decidiu cortar 25% dos vencimentos de todos os funcionários do SBT. De acordo com o colunista Léo Dias, do UOL, a medida pegou os trabalhadores de surpresa. 

 

A filha de Silvio Santos não comunicou previamente até mesmo os gerentes e diretores, que foram convocados de uma hora para a outra a assinarem um acordo trabalhista na noite da quarta-feira (13). Para completar a situação, os cortes para estes funcionários já entrarão em vigor no mês de maio. Os colaboradores, que descobriram na quinta-feira (14) que também foram afetados, terão seus ordenados reduzidos a partir do mês de junho. Nos bastidores, há um clima de impotência e revolta. 

 

De acordo com Dias, entre as grandes emissoras de televisão brasileira, o SBT foi o canal menos afetado pela pandemia, mas foi o que mais cortou custos. A emissora de Silvio Santos, inclusive, celebrou, já no período de pandemia, um contrato milionário com a Friboi, para a exibição do programa “Duelo de Mães”, aos domingos. 

 

Alguns veículos, segundo Léo Dias, chegaram a anunciar, nesta sexta-feira (15), que Renata ainda não seria a presidente do Grupo Silvio Santos. O colunista, no entanto, confirmou por meio de fontes do alto escalão que a caçula do comunicador está no cargo e que a novidade na estrutura da empresa não repercutiu por conta da pandemia do novo coronavírus. 

 

Procurado pelo colunista para comentar sobre as recentes medidas adotadas, o SBT não quis entrar em detalhes, afirmando que não comentaria sobre assuntos internos. 

Histórico de Conteúdo