Após fala de Senra, diretor da Globo diz que jornalistas locais 'têm autorização para opinar'
Foto: Reprodução / TV Globo

O diretor de jornalismo da Globo, Ali Kamel, afirmou que os apresentadores de telejornais locais “têm autorização para opinar” durante os noticiários. O posicionamento do integrante da alta cúpula da platinada surgiu através dos questionamentos do colunista Maurício Stycer, do UOL, após a fala da jornalista baiana Jéssica Senra no “Bahia Meio Dia” sobre o goleiro Bruno (relembre aqui). 

 

Ao colunista, Kamel também explicou que as emissoras afiliadas da Rede Globo gozam de certa liberdade no âmbito jornalístico, respeitando os princípios editoriais, e esclareceu que ele, como diretor, não é responsável pela área nas emissoras locais. Mesmo assim, Ali chegou a entrar em contato com o diretor de jornalismo da TV Bahia, Eurico Meira, assim que o vídeo crítico de Jéssica atingiu uma repercussão nacional. 

 

"O comentário não fere os nossos princípios. É vedado a todos se posicionar político-eleitoralmente. Ou partidariamente. Mas, especialmente no jornalismo local, comunitário, criticar serviços administrativos mal feitos, criticar falta de segurança, coisas assim, é plenamente aceitável, desde que com contraponto, como houve", declarou o diretor. 

 

Kamel deu como exemplos as performances de César Tralli e Rodrigo Bocardi, jornalistas que apresentam os noticiários locais de São Paulo. Para ele, assim como foi feito no “Bahia Meio Dia”, com Jéssica Senra, a opinião é válida “desde que com opiniões contrárias", argumento este que fez o diretor classificar o posicionamento da jornalista baiana como “legítimo”. 

Histórico de Conteúdo