Após penhorar R$ 4,7 milhões, Justiça bloqueia cachê de Belo para quitar dívida com Denilson
Foto: Reprodução / Instagram

O cantor Belo terá bloqueado R$ 74,3 mil do cachê para quitar integralmente uma ordem de execução - determinada pelo Tribunal de Justiça de São Paulo - envolvendo a disputa com o ex-jogador Denilson.

 

A sentença é decorrência de uma ação em que o artista moveu contra o ex-jogador alegando ter sido ofendido nas redes sociais. Ele disse que sua imagem foi manchada após o comentarista expor a dívida financeira de outra ação existente entre ambos. Mas Belo perdeu o processo e teve de arcar com os custos processuais fixados em 10% do valor da ação.

 

De acordo com o UOL, Belo pedia R$ 500 mil. Desta forma, ele teria de pagar R$ 50 mil de custos processuais (honorários de sucumbência, destinados ao advogado de Denilson). Com multas e correções, a quantia subiu para o valor divulgado.

 

Vale lembrar que, em um julho, o mesmo tribunal ordenou a penhora de R$ 4,7 milhões dos direitos autorais de Belo. A ação desta vez foi movida por Denilson por conta de um caso em 2000. Na época, ele era o empresário da banda Soweto e alegou que o cantor saiu para seguir carreira solo sem pagar indenização (relembre aqui).

Histórico de Conteúdo