Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Blogueira é acusada de racismo após dizer que fantasia era ‘homenagem aos escravos’
Foto: Reprodução / Twitter

O Baile da Vogue, que aconteceu na última quinta-feira (1°) em São Paulo, contou com vários looks elaborados especialmente para o evento, que teve como tema o “Divino, Maravilhoso". Entre eles, o da digital influencer Tata Estaniecki está dando o que falar nas redes sociais. Ela foi com uma máscara de ‘pedras’ que, alguns internautas, apontaram como uma analogia da mordaça que era utilizada no período da escravidão para torturar os negros. A polêmica tomou maiores proporções após ela responder, através de um comentário no Instagram, que o acessório se tratava de uma "homenagem aos escravos". Nesta sexta-feira (2), ela postou uma série de Stories se desculpando pela situação: “Eu fiz um comentário feliz. [...] Eu apaguei a foto em respeito às pessoas que pudessem se sentir ofendidas”.  Segundo o site E+, Samuel Cirnanck, responsável pela produção, afirmou que o item fazia referência “as melindrosas da década de 1920”.

 

 

 

Histórico de Conteúdo