Diretor de 'Sangue Bom' agride assistente e amante e pede afastamento do folhetim, diz colunista
O diretor-geral da nova novela das sete da Globo “Sangue Bom”, Carlos Araújo, pediu afastamento do folhetim após ser acusado de agredir fisicamente sua amante e assistente de direção, Joana Antonaccio. Segundo o colunista Léo Dias, do jornal O Dia, o processo corre em sigilo na delegacia do Rio de Janeiro e a acusação é de agressão e injúria. Joana afirma ter recebido um murro na boca do diretor e foi chamada de “piranha” após discussão.  O exame de corpo de delito realizado pelo Instituto Médico Legal confirmou a agressão. A Central Globo de Comunicação informou que “o diretor solicitou um período de licença para cuidar de problemas pessoais”.

Histórico de Conteúdo