Coluna BBBN: Produção apela e programa é superado por disputa de cama box; entenda
Foto: Reprodução / TV Globo

Antes de tudo um esclarecimento. Semana passada não tivemos a coluna BBBN por alguns motivos e um deles foi o Carnaval. E por falar em folia, o repórter que aqui escreve esta coluna esteve cobrindo um conhecido camarote em Salvador e se surpreendeu com a acessibilidade de Gustavo, o oftalmologista que foi o segundo eliminado do “BBB 19”. 

 

O outro motivo foi o fato de não termos um eliminado, de verdade, na terça-feira de Carnaval, uma atitude até bondosa da produção já que seria uma sacanagem o brother ou sister ser eliminado quando a festa popular já está chegando ao fim, o azar das edições anteriores. 

 

Pois bem, voltando à rotina de acompanhar esta edição marcada pelo marasmo, a equipe responsável pelo programa vem fazendo de tudo para colocar fogo no parquinho. Com um inédito formato de paredão, o reality obrigará os próprios confinados a eliminar de forma definitiva um participante. 

 

Já Elana está disposta para confusão nessa altura do programa e começou a ter atritos com o seus próprios colegas de time, Gabriela e Alan. A primeira se ofendeu com a piauiense após o “cu” ser colocado no meio de uma conversa, o outro ficou surpreso com o voto recebido da sister para ser colocado no paredão desta semana. O santo dedo duro após votação no confessionário fez o catarinense abrir os olhos sobre quem ele menos esperava.

 

 

Outra figura que prometeu ser o líquido inflamável da edição e não está sendo é Paula. A criadora de uma porca vem caindo no conceito treta com outros participantes e quando abre a boca para dizer algo, a mineira decepciona e revolta mais o povo daqui de fora com a sua percepção da vida. Desta vez, foram os gays o alvo da loira. 

 

 

A edição está tão “flopada” que o “BBB 19” foi superado ontem por uma versão estadual do reality. O “BBB de Rondônia” chegou a ser o trending topics do Twitter quando uma loja de móveis de Porto Velho decidiu fazer uma prova de resistência. Várias pessoas foram colocadas em cima de uma cama box dentro do estabelecimento, e quem resistisse por mais tempo às mais variadas provocações ganharia a própria cama box. 

 

 

Fica a dica para Boninho, responsável pelas escolhas dos participantes do reality: os três finalistas eram pessoas de perfis totalmente diferentes: uma pastora evangélica, um seguidor do movimento Rastafari e uma vegana tirada a estrategista. A torcida entre os três movimentou os internautas na noite de ontem, a live que chegou a ter mais de cinco mil telespectadores atraiu as pessoas de uma forma que o “BBB 19” dificilmente tem conseguido fazer nos últimos tempos. Quem diria, hein?

 

 

Mas voltando ao “BBB 19”, hoje teremos definição do paredão quádruplo. Por minha vontade eu gostaria que as duas menos votadas fossem Hariany e Carol Peixinho, com Peixinho sendo escolhida pela casa como a eliminada. Acho difícil, diante da quietude de Hariany, ela ser colocada para fora neste momento do jogo. E sendo realista, penso que Tereza seja a vítima dessa nova tática de eliminação. Mas fica o questionamento: do que adianta fazer os próprios brothers eliminarem um parceiro se ele vai estar aqui fora sem poder brigar cara a cara com quem te eliminou? Vamos ver as cenas dos próximos capítulos. 

Histórico de Conteúdo