Quinta, 22 de Agosto de 2019 - 15:00

Justiça condena Nego do Borel a pagar R$ 20 mil por ter ofendido motorista

por Folhapress

Justiça condena Nego do Borel a pagar R$ 20 mil por ter ofendido motorista
Foto: Reprodução / Instagram

O cantor Nego do Borel, 27, foi condenado a pagar uma indenização de R$ 20 mil, por danos morais, a um motorista da Uber que afirma ter sido zombado pelo músico durante uma corrida realizada em janeiro do ano passado. O cantor recorreu da decisão, que segue em andamento na Justiça de São Paulo. 

A juíza Claudia Akemi Okoda Oshiro Kato, da 4ª Vara Cível de São Paulo, acolheu parcialmente o pedido do motorista, afirmando que "o réu, não só utilizou sem autorização a imagem do autor para fins econômicos, como também lhe ofendeu a moral ao lhe dirigir expressões de gosto duvidoso e de maneira pública e desrespeitosa". 

No processo, o motorista Wellington de Oliveira Gomes afirma que a corrida, realizada em 31 de janeiro de 2018, foi iniciada normalmente. Borel e ele teriam então iniciado uma conversa e que, entre um assunto e outro, o cantor passou a zombar e proferir insultos contra o motorista, fazendo imagens, depois postadas no Instagram. 

O motorista afirmou ainda que algumas pessoas de seu convívio visualizaram tais imagens e as replicaram em grupos de WhatsApp colocando-o em situação vexatória e humilhante. Por conta disso, ele pediu indenização de R$ 30 mil pelos danos morais, R$ 10 mil pelo uso de sua imagem e ainda uma retratação pública. 

Os advogados de Nego do Borel contestaram, mas a juíza concluiu que a ação do cantor teve "inegável e elevado potencial para causado vergonha, indignidade, tristeza e sofrimento ao autor" e determinou indenização de R$ 20 mil. Ela, porém, julgou desnecessária a retratação pública, já que a indenização tem valor de reparação integral. 

A defesa do músico recorreu da decisão. Procurada, sua assessoria disse que o processo ainda está em curso e que Nego do Borel não se pronunciará. 

"Os vídeos que o cantor publica em suas redes sociais sempre buscam descontrair os envolvidos e seus seguidores. As filmagens jamais são publicadas com a intenção de submeter quem quer que seja a qualquer constrangimento", afirmou nota divulgada por sua assessoria. 

Essa não é a primeira polêmica em que Nego do Borel se envolve. Em fevereiro, ele recebeu críticas após responder a um comentário da travesti Luísa Marilac, 41, nas redes sociais chamando-a de "homem gato". Um dia após o ocorrido, ele gravou um vídeo se desculpando.

"Às vezes eu faço umas brincadeiras sem noção e que acabam machucando as pessoas, mas não é o que eu quero. Estou fazendo de tudo pra aprender e melhorar mais todo dia", disse o artista na época, tendo sido vaiado durante uma parceria com Anitta, 26, no Carnaval do Rio.  

Histórico de Conteúdo