Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Quarta, 07 de Maio de 2014 - 17:20

Suspeito de jogar vaso no Arruda tem duas ordens de prisão preventiva decretadas

por Angela Lacerda l Estadão Conteúdo

Suspeito de jogar vaso no Arruda tem duas ordens de prisão preventiva decretadas
Foto: Reprodução
Suspeito de ter arrancado e atirado uma bacia sanitária que matou um torcedor do Sport, na sexta-feira, o auxiliar de serviços gerais Everton Felipe Santiago de Santana, 23 anos, tem agora duas ordens de prisão preventiva decretadas: uma pela agressão ocorrida após o jogo Santa Cruz x Paraná, no Estádio do Arruda, pelo juiz da 2.ª Vara da Capital, Jorge Luiz dos Santos Henrique, e outra por porte ilegal de arma, assinada pelo juiz José Saraiva da primeira vara de Olinda. A informação foi dada no início desta quarta-feira (7) pelo advogado de Everton, Adélson José da Silva. Ele oficializou o pedido de relaxamento da prisão do rapaz, nesta quarta-feira, na 2.ª Vara do Júri da Capital, questionando a ilegalidade da prisão em flagrante realizada pela polícia na segunda-feira. Segundo o advogado, o flagrante só pode ser feito em 24 horas e o rapaz foi preso três dias depois do crime. "Ele só poderia ser preso caso um juiz decretasse sua prisão preventiva ou temporária". De acordo com Adélson, o juiz reconheceu seu argumento, mas ponderou se tratar de um caso de ordem pública, com o agravante de o preso responder a processo por porte ilegal de arma. O processo do porte de arma é de dezembro de 2012, mas estava parado há um ano.

Histórico de Conteúdo