Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Sexta, 03 de Dezembro de 2021 - 12:55

Vitória espera atingir pelo menos 15 mil sócios na temporada 2022

por Glauber Guerra

Vitória espera atingir pelo menos 15 mil sócios na temporada 2022
Foto: Glauber Guerra/ Bahia Notícias

O presidente interino do Vitória, Fábio Mota, espera ter pelo menos 15 mil sócios na temporada 2022. Atualmente, o clube conta com cerca de 5 mil associados.

 

“Dentro dessa linha, contamos com o apoio da torcida. A torcida, no fim da Série B, abraçou o Vitória, mostrou que quando é bem tratada, quando é valorizada, ela é nosso maior patrimônio. Precisamos e fica aqui o desafio de ter 15 mil sócios no clube. Hoje os sócios que temos nos dá uma receita pequena. Para ter uma ideia, para a gente ter uma folha de R$ 600 mil, a gente precisa ter R$ 15 mil sócios. Evidente que tem outras ações com patrocinadores para nos ajudar. Mas nesse momento é o ativo que o Vitória tem, que é sua própria torcida. Precisa resgatar o Vitória desse local de onde não deveria estar, mas que infelizmente está nesse momento”, afirmou o cartola.

 

Com o rebaixamento para a Série C, o Vitória passa por redução de despesas. Vários funcionários já foram desligados. 

 

“Precisamos cortar 50% da despesa do clube, é o que estamos fazendo. Na área pessoa tanto em outras áreas. No ano passado (na verdade em 2021) tivemos um orçamento de R$ 40 milhões, com a suplementação aprovada ontem, no próximo ano estimamos um orçamento de R$ 27 milhões. De acordo com a redução do orçamento, vamos ter que fazer uma redução de custo. Temos prioridades que são claras. A questão da base é prioridade nossa. Sabemos que é o elemento que vai nos ajudar a sair dessa crise. Para que você possa continuar investindo na base, tem que fazer outros tipos de ajustes na estrutura do clube. A estrutura do clube hoje é muito cara, custa cerca de R$ 3,5 milhões. A partir do próximo ano não temos frente para montar a estrutura desse jeito. Daí o que nós fizemos dentro desse plano foi uma série de ações, inclusive demissão, o que nos deixa muito tristes, de pessoas que estão aqui há muito tempo prestando serviço ao clube, agradecemos, mas as circunstâncias fazem com que a gente faça um corte em nossa folha, de um clube como o todo, de 50%. O Vitória está nesse momento fazendo seu planejamento. Mesmo estando como presidente interino, não posso deixar que aconteça a eleição em fim de janeiro, em fevereiro, e o Campeonato Baiano já começou. Definimos entre todo o grupo um planejamento”, destacou.

Histórico de Conteúdo