Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Árbitro relata xingamentos e ameaças de Paulo Carneiro em súmula após revés para Jacuipense
Foto: Max Haack/ Ag. Haack/ Bahia Notícias

O presidente do Vitória, Paulo Carneiro, não poupou o árbitro Diogo Pombo Lopez de xingamentos depois do revés do time rubro-negro por 2 a 1 para o Jacuipense, no último domingo (2), no Barradão, pelo Campeonato Baiano.

 

"Após o término do primeiro tempo da partida, o sr. Paulo Roberto de Sousa Carneiro, presidente do E.C. Vitória, xingou a arbitragem no momento em que nos dirigimos até o vestiário, com as seguintes palavras, "vagabundo, moleque, filho da p*, ladrão". Após o retorno da equipe de arbitragem para o 2º tempo da partida, o mesmo ainda gritou as seguintes palavras: "seu vagabundo de merda". O mesmo se encontrava nas cabines destinadas aos dirigentes. Após o término da partida, aos nos encaminharmos para o vestiário do E.C. Vitória e continuou nos agredindo verbalmente com as seguintes palavras: "seu moleque, vagabundo, juizinho de merda..." Ameaçando com a seguintes palavras: “em outros tempos, você apanharia aqui dentro, de mim", relatou o árbitro.

 

O motivo da ira de Paulo Carneiro foi em razão da expulsão do atacante Samuel no fim do primeiro tempo da partida.

 

O registro da súmula é agora encaminhado para o Tribunal de Justiça Desportiva do Futebol da Bahia (TJDF-BA) e analisado pela procuradoria, que define por abrir um procedimento contra Paulo Carneiro ou não.

Histórico de Conteúdo