Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Vitória aguarda dinheiro de Diego Rosa para quitar dívidas e voltar ao 'mercado da bola'
Dilson é diretor jurídico do Vitória. Foto: Reprodução/ TV Bahia

O Vitória espera receber a grana da transferência de Diego Rosa, para poder voltar a registrar jogadores na CBF. O clube foi punido em razão de uma dívida com o Cianorte. A revelação foi feita por Dilson Pereira Júnior, diretor jurídico do clube, em entrevista ao programa BN na Bola, da Rádio Salvador FM 92,3.

 

“Estamos esperando recurso, vindo provavelmente da venda do Grêmio do Diego Rosa. Com esse dinheiro colocaremos em dia essa questão que gerou a suspensão da possibilidade do Vitória fazer registro de novos atletas contratados”, afirmou Dilson.

 

Um dos credores do Vitória é o Cianorte. O clube não pagou a compra do goleiro João Gabriel. A operação foi feita na gestão do presidente Ricardo David, no começo de 2019. Além disso, a agremiação deve também ao Santa Cruz, referente a aquisição do zagueiro João Victor, realizada pelo atual mandatário Paulo Carneiro (saiba mais aqui).

 

 “O Vitória tem três ou quatro demandas que conjuntamente geraram essa suspensão. Vitória tem pré-acordo com essas partes para assim que tiver receitas fazer amortização das dívidas e, com isso, finalizar essa questão da suspensão de registro de novos atletas”, emendou Dilson.

 

O Vitória irá receber inicialmente cerca de R$ 9 milhões, divididos em três vezes, por ter um percentual na transferência do atleta, que deixou o Grêmio e foi adquirido pelo Manchester City (relembre aqui). A primeira parcela deverá ser paga ainda neste mês. O valor total poderá chegar a R$ 46 milhões, mas Diego terá que cumprir algumas metas.

 

Diego Rosa tem 18 anos e deixou o Vitória em 2017. Ele fez parte da negociação que envolveu a transferência de Wallace para o Leão na ocasião. Na época, o defensor pertencia ao Grêmio. 

Histórico de Conteúdo