Terça, 16 de Julho de 2019 - 15:05

Dívida com Cleiton Xavier ainda rende problemas para o Vitória

por Glauber Guerra

Dívida com Cleiton Xavier ainda rende problemas para o Vitória
Foto: Glauber Guerra/ Bahia Notícias

De “novela” para “seriado”. Foi o que se tornou o caso Cleiton Xavier. Contratado em 2017 na gestão de Ivã de Almeida sob muita badalação, o atleta não conseguiu se firmar no Rubro-Negro e acabou deixando o clube no ano passado, quando o Leão era presidido por Ricardo David. Na ocasião, a agremiação divulgou um acordo para rescindir o seu contrato (veja aqui). Nesta terça-feira (16), a “trama” ganhou um novo capítulo. Paulo Carneiro, que assumiu à presidência do Rubro-Negro em maio deste ano, revelou o recebimento de uma notificação extrajudicial enviada pelo advogado de Cleiton por conta do não cumprimento por parte do seu antecessor no compromisso firmado.

 

“Para aqueles que ainda ouvem de vez em quando alguns argumentos de alguns ex-dirigentes do clube, nós temos evitado falar do passado, a não ser na última reunião no Conselho, mas quando as coisas chegam e me chamam atenção e me assuntam, eu preciso fazer uma divulgação. Dessa vez vou tratar do atleta Cleiton Ribeiro Xavier. Vocês devem lembrar dele. Ele foi contratado na gestão de 2017 [de Ivã de Almeida] e o contrato dele quando juntava tudo dava R$ 10 milhões em números redondos. E ele fracassou redondamente no clube, como todos sabem. Foi feito um acordo com ele em julho de 2018, já em uma nova gestão [de Ricardo David] e o Vitória assinou o distrato do atleta, que foi amplamente divulgado. O Vitória se comprometeu a pagar os valores em 20 parcelas, mas isso não aconteceu. Com a falta de pagamento, as partes resolveram aditar os termos do parcelamento anteriormente ajustados. E foi pactuado que o Vitória pagaria ao atleta 2 milhões e 450 mil reais em quarenta parcelas. Uma parte mensal de 23 mil e 300 reais e outra parte anual de 403 mil e 800 reais. Um total de 2 milhões e 400 reais. Hoje fomos procurados pelo advogado do atleta, ainda amigavelmente, para conversarmos, pois o Vitória não cumpriu o acordo e não pagou... Aí incorre multa de 2%, juros de 1% e etc. Como tenho relação próxima com seus empresários, vou tentar dentro do possível mais um acordo. O grande problema que temos hoje, é como não temos caixa, as dificuldades por um acordo são enormes, porque a gente não consegue honrar. Já em 2018 deveria acontecer isso, por isso encontramos aqui R$ 18 milhões de acordo e metade vencidos e não pago e outra metade por vencer. E com certeza não vamos conseguir honrar esses acordos com atletas empresários... Só com empresários são 5 milhões de reais, 3 milhões em 2017 e 2 milhões em 2018. A comissão de Cleiton Xavier chegou a mais R$ 700 mil. Então fica aqui o registro dessa notícia ruim que recebi hoje através de uma notificação formal dos advogados do atleta”, disse Paulo Carneiro por meio das redes sociais.

 

Cleiton Xavier tem 36 anos e está sem clube desde o começo desta temporada após passagem pelo CRB. No Vitória, ele atuou em 43 partidas e marcou sete gols.

 


Paulo Carneiro tenta negociar dívida deixada por antecessor | Foto: Paulo Victor Nadal/ Bahia Notícias

Histórico de Conteúdo