Carpegiani vê arbitragem no Brasil como ‘um pouco sofrível’ e defende profissionalização 
Foto: Emídio Pinto / Transamérica FM

O técnico Paulo Cézar Carpegiani, do Vitória, expressou sua indignação com o árbitro Sávio Pereira Sampaio (veja aqui), que marcou um pênalti inexistente no jogo entre o Rubro-Negro e o Internacional, no último domingo (30), no Beira-Rio. A partida terminou com revés do Leão por 2 a 1. O treinador criticou a arbitragem brasileira de um modo geral.

 

“Vai gerar mais confusão até o final do ano. Temos algumas exceções na arbitragem, mas de uma maneira geral, tecnicamente, deixa a desejar. Não tenho nenhum receio de frisar isso. Minha opinião. Tecnicamente está um pouco sofrível isso”, afirmou.

 

O treinador ainda defendeu a profissionalização da arbitragem no Brasil.

 

“O que vier em benefício, eu sou a favor. A favor da profissionalização, desses ensinamentos, de ter um nível de arbitragem numa melhor qualidade”, destacou.

 

Com 29 pontos, o Vitória ocupa a 16ª posição no Campeonato Brasileiro.  O próximo duelo é contra o Santos, sexta-feira (5), às 21h30, no Barradão, válido pela 28ª rodada.    

Histórico de Conteúdo