Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Após resultado inconclusivo, Militão testa negativo para Covid e vai se juntar ao Brasil
Foto: Antonio Villalba / Real Madrid

Após primeiro exame inconclusivo, o zagueiro Éder Militão testou negativo para a Covid-19 e vai se apresentar à Seleção Brasileira nesta quarta-feira (1º). Ele deveria chegar em Seul nesta terça (31) junto com os demais finalistas da Liga dos Campeões da Europa para os dois amistosos na Ásia, contra a Coreia do Sul e Japão.

 

Sem Éder Militão, os campeões europeus pelo Real Madrid, o volante Casemiro e os atacantes Vinícius Júnior e Rodrygo, e os vices do Liverpool, o goleiro Alisson e o também volante Fabinho, chegaram à concentração da Seleção. O quinteto foi recepcionado por fãs no hotel e o mais badala foi o atacante merengue, autor do gol do título.

 

Agora, o técnico Tite conta com 26 atletas convocados. Ainda sem poder contar com Militão, o treinador tem como alternativas para a zaga os titulares Marquinhos e Thiago Silva, e os reservas Léo Ortiz e Gabriel Magalhães. Este último está em tratamento intensivo das dores no músculo posterior da coxa esquerda (confira aqui). O Brasil deve ser escalado contra a Coreia do Sul, na próxima quinta (2), com: Ederson (Alisson); Daniel Alves, Marquinhos, Thiago Silva e Alex Sandro; Fred e Bruno Guimarães; Raphinha, Richarlison, Neymar e Lucas Paquetá.

 

O duelo entre a Seleção Brasileira e a Coreia do Sul está marcado para as 8h no horário de Brasília, no Estádio da Copa do Mundo, em Seul. Depois, na segunda (6), às 7h20 também no relógio brasileiro, o time Canarinho pega o Japão, em Tóquio.

 

(Atualizada às 11h37)

Histórico de Conteúdo