Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Atlético-BA sai na frente, mas sofre goleada do Fortaleza e é eliminado do Nordestão
Foto: Reprodução / Twitter / Fortaleza

O Atlético de Alagoinhas chegou a sair na frente do Fortaleza, nesta terça-feira (22), pelas quartas de final da Copa do Nordeste, no Castelão. No entanto, o Carcará cedeu a virada ao adversário. Com a goleada de 5 a 1 sofrida, foi eliminado da competição nas quartas de final. 

 

Mesmo sabendo do favoritismo do Tricolor do Pici, a equipe treinada por Agnaldo Liz manteve o padrão de jogo e não abdicou de jogar. Quando teve a bola, o Atlético foi perigoso, mas deixou espaços lá atrás quando a perdeu. Renato Kayzer, duas vezes, Moisés,Silvio Romero e Hércules marcaram para o Fortaleza, enquanto Cesinha foi o autor do gol do Carcará.

 

Com a eliminação, o clube baiano volta suas atenções agora para o Baianão, competição na qual enfrentará o Bahia de Feira na semifinal. As datas dos confrontos ainda não foram definidas pela Federação Bahiana de Futebol (FBF). 

 

INÍCIO ELETRIZANTE

Eletrizante. Não existe palavra melhor para definir o que aconteceu no primeiro tempo no Castelão. Logo no primeiro minuto de jogo, Cesinha abriu o placar para o Atlético e matou a empolgação da torcida, que gritava nas arquibancadas. 

 

Em campo, os jogadores do Leão do Pici tentaram responder diversas vezes. Aos cinco minutos, Moisés carregou pelo meio e arriscou chute de fora da área, para Fábio Lima fazer a defesa. No rebote, Lucas Lima chutou em cima da marcação. 

 

O próprio Lucas Lima descolou um bom cruzamento, aos 13 minutos, para Robson. O atacante chegou chutando, mas para longe do gol. 

 

E se alguém esperava que o Carcará se retraísse, se enganou. Aos 17, Yago Pikachu teve de tirar em cima da linha a cabeçada de Jerry, após escanteio. Na sobra Thiaguinho acertou um bom chute de esquerda, mas Max Walef espalmou. 

 

No entanto, apesar de enfrentar um destemido Atlético, o Fortaleza chegou ao seu gol aos 29 minutos. Lucas Lima avançou pela esquerda e cruzou na área. Pikachu ajeitou para o meio de cabeça e Kayzer mandou para o fundo das redes. 

 

O atacante quase ampliou quatro minutos depois. Após receber bola de Moisés, ele driblou Fábio Lima e finalizou sem goleiro, mas Iran estava lá para afastar a bola. 

 

Aos 41, o Tricolor do Pici criou três chances no mesmo lance. Primeiro, Robson chutou forte para a defesa de Fábio Lima. No rebote, Moisés acertou a trave. A bola ainda sobrou para ele, que chutou nas mãos do goleiro adversário, dessa vez sem rebote. 

 

Antes do final da etapa inicial, o Carcará chegou mais uma vez, com Dionísio. O meia cobrou falta da entrada da área e obrigou Max Wallef a se esticar para evitar o gol. 

 

DOMÍNIO TRICOLOR

O Atlético começou a etapa final em cima. Aos 4 minutos, Dionísio recebeu boa bola pelo meio e partiu em velocidade, livre, em direção ao gol. O zagueiro Tite conseguiu se recuperar e travou o meia do Carcará bem no momento do chute. 

 

Foi o Fortaleza, no entanto, quem marcou. Aos sete minutos, Fábio Lima saiu mal do gol e cortou a bola nos pés de Moisés, que, sem goleiro, mandou para o fundo das redes. 

 

O terceiro poderia ter saído aos 10. Lucas Lima avançou pela direita e entregou na medida para Robson fazer o gol. Sem goleiro, contudo, o atacante chutou para fora. 

 

Sem problemas, já que, três minutos depois, o tento veio, com Renato Kayzer, de novo. O atacante recebeu passe de Tinga na pequena área e só teve o trabalho de empurrar para dentro. 

 

Já dominando o jogo, o Fortaleza praticamente não deixou o campo de ataque. Aos 18 minutos, Pikachu saiu na cara de Fábio Lima e chutou em cima do goleiro. 

 

Aos 22, Pikachu fez boa jogada pela direita e cruzou para trás, para Silvio Romero. O atacante chutou muito perto da trave direita da trave adversária. 

 

O Carcará ainda tentou um último suspiro, aos 34, com Emerson. O volante fez boa jogada individual pela esquerda e saiu na cara do gol. Na hora de finalizar, ele tentou tirar do goleiro, mas mandou para fora. 

 

O preço foi cobrado. No lance seguinte, o Fortaleza ampliou. Após bom passe de Romarinho, Tinga invadiu a área e cruzou na medida para Silvio Romero marcar o dele. 

 

O quinto poderia ter saído aos 41. Pikachu recebeu sozinho na frente, driblou Caetano com categoria e, na cara do gol, mandou para fora. Romarinho também tentou, aos 44. Ele recebeu na frente, driblou o goleiro e colocou a bola caprichosamente na trave. 

 

Mas quem fez mesmo foi Hércules, aos 47. O volante aproveitou o rebote do chute de Romarinho e fechou a goleada do Fortaleza. 

 

FICHA TÉCNICA
Fortaleza 5 x 1 Atlético de Alagoinhas
Copa do Nordeste - Quartas de final

Local: Castelão, em Fortaleza (CE)
Data: 22/03/2022 (terça-feira)
Horário: 21h35
Árbitro: Fábio Augusto Santos Sá Júnior
Assistentes: Rodrigo Guimarães Pereira e Ailton Farias da Silva (ambos do SE)
Gols: Cesinha (Atlético-BA) / Renato Kayser (2x), Moisés, Silvio Romero e Hércules (Fortaleza) 
Cartões amarelos: Dionísio, Lucas Alisson e Jerry (Atlético-BA) / Ronald e Marcelo Benevenuto (Fortaleza)

 

Fortaleza: Max Walef, Tinga, Marcelo Benevenuto (Ceballos), Titi; Pikachu, Ronald (Hércules), Jussa, Lucas Lima (Felipe); Moisés, Robson (Romarinho) e Renato Kayzer (Silvio Romero). Técnico: Juan Pablo Vojvoda.

 

Atlético de Alagoinhas: Fábio Lima; Edson (Paulinho), Iran, Bremer e Matheus Leal (Caetano), Lucas Alisson (Emerson), Dionisio e Miller; Cesinha (Leandro Sobral), Thiaguinho e Jerry. Técnico: Agnaldo Liz.

Histórico de Conteúdo