Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Governo da Bahia lança segundo edital do programa Bolsa Esporte em 2021
Foto: Rodolfo Vilela / Ministério da Cidadania

O Governo da Bahia oficializou, nesta sexta-feira (10), a publicação do segundo edital para o programa Bolsa Esporte de 2021. Ao todo, R$ 465 mil serão disponibilizados para atletas baianos que se adequarem às regras. São 37 modalidades olímpicas e 21 paralímpicas atendidas, além de mais 25 classificadas como modalidades reconhecidas e vinculadas. O edital estava previsto para outubro (veja aqui), mas sofreu atraso. 

 

“A Sudesb está fazendo um aporte de mais R$ 200 mil neste segundo edital, que se somam aos R$ 265 mil que ficaram de saldo do primeiro chamamento público, por não preenchimento de todas as vagas disponibilizadas. Assim, totalizamos, neste segundo, uma ampliação que irá gerar mais oportunidade para os atletas não contemplados no primeiro edital”, ressalta Vicente Neto, diretor-geral da Superintendência dos Desportos do Estado da Bahia (Sudesb), que conta com a parceria da Coordenação Estadual de Esporte para fazer a gestão do programa. 

 

O edital 02/2021 foi publicado no Diário Oficial do Estado (DOE), e deve beneficiar mais 51 atletas distribuídos entre as categorias Internacional, Nacional e Talento Esportivo. O edital e seus anexos já se encontram disponíveis no site da Sudesb. 

 

Os atletas beneficiados terão bolsa de até R$2 mil por mês para atletas e atletas do paradesporto baianos radicados no estado, desde a iniciação até o alto rendimento. O incentivo financeiro e técnico é concedido, mensalmente, pelo prazo de um ano, podendo ser renovado por igual período. 

 

O edital possibilita 30 dias para que o atleta apresente a sua proposta. O prazo final para o encaminhamento dos documentos necessários para a inscrição por entrega eletrônica é 13 de janeiro de 2022.

 

“Este período de um mês é mais do que suficiente para que cada pessoa interessada organize a sua documentação, olhando atentamente as exigências do edital, observando cada detalhe”, orienta o gestor.

 

Ainda de acordo com Vicente, aqueles atletas não classificados no primeiro edital por conta de documentação incompleta têm, agora, mais uma oportunidade de reapresentar documentos corretos, podendo vir a ser contemplado com o benefício.  

 

Com o segundo edital, o Governo do Estado está investindo mais de R$1,5 milhão somente no Bolsa Esporte, em apoio direto a 205 de atletas.

Histórico de Conteúdo