Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Pré-Nordeste é chance de calendário em 2022 para o Itabaiana, adversário do Vitória
Foto: Gabriel Leite / Universidade do Esporte

Adversário do Vitória na próxima terça-feira (19), o Itabaiana está apostando todas as suas fichas na Pré-Copa do Nordeste. O clube sergipano, que bateu o Bahia de Feira na primeira eliminatória regional (lembre aqui), praticamente não terá calendário em 2022 caso não avance para a fase de grupos. Como caiu na semifinal do estadual em 2021, o Tricolor Serrano não garantiu vaga na Série D do Brasileirão do próximo ano.

 

O duelo no Barradão, marcado para às 21h30, pode ser, portanto, um divisor de águas na trajetória do clube, que participa de sua sexta Copa do Nordeste. O melhor desempenho foi em 2017, quando chegou às quartas de final, mas acabou eliminado para o Santa Cruz. Em 2021, o algoz foi o mesmo. Este será o primeiro confronto entre Vitória e Itabaiana na história do Nordestão. 

 

De qualquer forma, o técnico Rodrigo Fonseca entende que seu time entra como franco atirador no confronto contra o Rubro-Negro Baiano. "[É] O maior campeão do Nordeste, junto com o Bahia. Temos que tomar muito cuidado, procurar fazer um bom jogo. Independente da maneira que a equipe esteja jogando, dentro de campo, sem dúvida nenhuma a responsabilidade total é da equipe do Vitória, de conseguir o resultado, vir para cima. Temos que estar atentos para tentar surpreender o adversário e conseguir o resultado", afirmou, em entrevista exclusiva ao Bahia Notícias. 

 

Após a eliminação na Série D deste ano, na segunda fase, para o América de Natal, o Tricolor Serrano teve de refazer o planejamento para o Pré-Nordestão, e isso incluiu algumas mudanças no elenco. As principais saídas foram as dos zagueiros Hugo e Diego Bispo, titulares durante a maior parte da Quarta Divisão. Lá na frente, a equipe se reforçou, com o meia Elivelton e o atacante Paulinho Simionato, que estavam no Sergipe.

 

A base da escalação do duelo contra o Bahia de Feira deve ser mantida para o jogo contra o Leão. Na ocasião, o Tremendão de Sergipe atuou com: Léo; Elivelton, Ramon, Michel, Felipe Recife, Paulinho, Jacobina, Cleiton, Paulinho Simionato, Téssio e Pedro Henrique.

 

O técnico Rodrigo Fonseca não terá desfalques para o confronto. 

 

RETROSPECTO EM 2022

Juntando Campeonato Sergipano e Brasileirão, o Itabaiana disputou 28 jogos na temporada. Foram 12 vitórias, 10 empates e 6 derrotas, com 35 gols marcados e 24 sofridos.

 

O clube ficou na segunda colocação do Grupo A4 da Série D, com 26 pontos em 14 jogos, atrás apenas da Juazeirense. Até por isso, a eliminação para o América-RN foi traumática. O Tricolor tinha empatado em 1 a 1 o jogo em Natal, mas perdeu por 2 a 0 em casa.

 

Para o duelo contra o Vitória, um fator que pode pesar contra é a torcida, avalia Rodrigo Fonseca. "Se a torcida do Vitória comparecer em bom número, empolgar seus jogadores, lógico que tem um peso natural. Independente disso, dentro do campo, são 11 contra 11. Temos que estar focados para buscar o resultado", pontuou. 

 

Esta será a primeira partida com torcida no Barradão desde março de 2021, quando um decreto do governo do estado proibiu a frequentação, por causa da pandemia de Covid-19. 

 

O governador Rui Costa (PT) voltou a liberar o público nos estádios no dia 8 de outubro, com limite de 30% da capacidade (lembre aqui). Para comparecer, os torcedores deverão estar com o esquema vacinal contra a Covid-19 completo. 

Histórico de Conteúdo