Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Em apresentação, Luizinho Lopes traça caminho para melhorar Jacuipense: 'Ser didático'
Foto: Renan Oliveira / Jacuipense

Apresentado oficialmente nesta quarta-feira (4) pelo Jacuipense, o treinador Luizinho Lopes demonstrou confiança de que o clube pode voltar a vencer na Série C e deixar a zona de rebaixamento. O Leão do Sisal não vence há sete partidas, e ocupa a 9ª colocação do Grupo A da competição. Por outro lado também não perdeu no período, já que empatou tudo.

 

"Isso nos mostra alguma coisa, apresenta algo de bom. Mas não podemos nos apegar. Precisamos manter a confiança de uma equipe que não perde há sete jogos, mas a gente tem que entender que falta alguma coisa. Temos que dar um algo a mais. Com organização e tempo você descobre o segredo, faz tudo e bem-feito. Não vamos ter esse tempo, a priori, mas vamos tentar trazer para eles uma organização, ser o mais didático possível, para que possamos ajudá-los a dar esses caminhos para que eles encontrem as vitórias. Manter o que vem funcionando, mas ter uma equipe mais agressiva, tenha mais preenchimento de área, que seja mais objetiva no último terço do campo", afirmou ele, em entrevista coletiva.

 

Aos 39 anos, Luizinho Lopes chega para o lugar do demitido Jonilson Veloso (leia aqui), credenciado pelo trabalho feito à frente do Manaus. Em duas passagens pela equipe amazonense, ele disputou 32 jogos. Na última, deixou o clube de forma repentina logo após a conquista do campeonato estadual. Nesta ocasião, obteve 11 vitórias, um empate e três derrotas, uma delas foi a goleada para o Bahia por 4 a 1, em Pituaçu, pela segunda fase da Copa do Brasil. Um aproveitamento de 77%.

 


"O grande desafio é justamente a gente conseguir encontrar os caminhos das vitórias, para que a gente possa ter uma tranquilidade que não tivemos ainda. O Jacuipense subiu, fez a primeira Série C no ano passado, é importante se estabelecer. Primeiro nós precisamos sair da zona. A Série C é muito equilibrada, o céu e o inferno andam colados, nós não podemos pensar agora só em um possível acesso sem sair da zona primeiro. O Jacuipense não deve para ninguém em questão de competitividade, mas sim em questão de pontuação", pontuou.

 

A próxima partida do clube é contra o Tombense, pela 11ª rodada da Série C, no próximo sábado, às 15h. "Nós treinadores, no Brasil, temos que ter muita sabedoria, objetivar, para depois ir fracionando, ter criatividade, adiantar processos. No Brasil, primeiro temos resultado, para depois ter continuidade. É pouco tempo, preciso ter expertisse para tentar criar uma situação diferente. Com o tempo, vamos fazendo as modificações que acharmos necessárias. Está na hora da gente virar a chave para uma vitória", destacou Luizinho. 

Histórico de Conteúdo