Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Abel Ferreira teme surto de Covid no Palmeiras após clássico contra Corinthians
Foto: Cesar Greco / Palmeiras

O técnico português Abel Ferreira mostrou preocupação com um possível surto de Covid-19 no elenco do Palmeiras após o empate em 2 a 2 no clássico contra o Corinthians, na noite desta última quarta-feira (3), na Neo Química Arena, pela segunda rodada do Campeonato Paulista. Antes da partida, o Timão diagnosticou oito jogadores com a doença.

 

"Temo, temo (um surto no Palmeiras). Eu tive uma conversa com nosso diretor. Eu preferia jogar contra o Corinthians com força máxima, clássicos são bons para isso. Mas mais do que falar do que passou no Corinthians, quero falar no geral", declarou na entrevista coletiva.

 

Mas o assunto sobre a Covid-19 não parou por aí. O treinador português ainda comentou a situação crítica pelo qual passa o Brasil na pandemia do novo coronavírus. Com o aumento de casos, o país está à beira de um colapso na sua rede hospitalar pública e privada e o número de mortes tem batido recordes quase que diariamente.

 

"Quando cheguei aqui, fiquei espantado. Na Europa tivemos dois lockdowns, que era só ficar em casa. Quando cheguei aqui vi que, de fato, as regras tinham que ser mais rígidas. Assusta a quantidade de mortos. Eu sou apaixonado pelo futebol, mas futebol sem vida não é nada. O que posso dizer é para que sejamos responsáveis. Assusta quando ligo o jornal e vejo as notícias, os hospitais lotados. Temos que esquecer o clubismo, a rivalidade, e lutar por uma causa. A Covid é um rival que não tem dó, que mata", completou Abel.

 

O Palmeiras entrou em campo contra o Corinthians poupando a maioria dos titulares. No próximo domingo (7), às 18h, o Verdão decide o título da Copa do Brasil diante do Grêmio, no Allianz Parque. Por ter vencido o primeiro jogo por 1 a 0, o time paulista joga pelo empate para levantar o caneco pela quarta vez na sua história.

Histórico de Conteúdo