Após demitir Mazola Júnior, Remo anuncia o retorno do técnico Paulo Bonamigo
Foto: Eduardo Peralta / Boavista

O Remo apresenta seu novo técnico Paulo Bonamigo na tarde desta terça-feira (22). O clube paraense agiu rápido e, no mesmo dia que demitiu Mazola Júnior, anunciou na noite desta segunda (21) a contratação do novo comandante para a sequência da disputa da Série C.

 

Aos 59 anos, Paulo Bonamigo retorna ao clube após 20 anos da primeira passagem. Nesse período, o gaúcho dirigiu times como Mogi Mirim, Paraná, Coritiba, Atlético-MG, Botafogo, Palmeiras, pelo português Marítimo, Goiás, Ponte Preta, Portuguesa e Bahia. Entre 2009 e 2016, comandou o extinto Shabab Dubai, Al Jazira e Al Sharjah, todos dos Emirados Árabes Unidos. Retornou ao Brasil em 2017 para comandar o Fortaleza e no mesmo ano assumiu o árabe Al-Qadisiya. Ele começou a temporada 2020 à frente do Boavista, que rendeu o vice-campeonato da Taça Guanabara perdendo o título para o Flamengo por 2 a 1 na final. Além disso, o time chegou na última rodada da Taça Rio com chances de classificação à semifinal. Na carreira de jogador, suas maiores conquistas foram pelo Grêmio quando foi campeão do Brasileirão em 1981 e, dois anos depois, levantou as taças da Libertadores e Mundial. Bonamigo também vestiu a camisa do Tricolor baiano em 1995.

 

Na passagem pelo Remo em 2000, Paulo Bonamigo amargou a eliminação pelo Paysandu no Campeonato Paraense. No entanto, colocou o time entre os 16 melhores da Copa João Havelange superando o arquirrival no Módulo Amarelo da competição nacional.

 

Bonamigo encontra o Remo na quinta colocação da tabela do Grupo A da Série C com 10 pontos, um a menos do G-4. O próximo compromisso do time será domingo (27), às 18h, no Mangueirão, contra o Manaus, pela oitava rodada.

Histórico de Conteúdo