Apesar de jejum de gols, Odair Hellmann vê evolução do Fluminense: 'Melhor jogo dos três'
Foto: Mailson Santana / Fluminense FC

O Fluminense avançou à final da Taça Rio ao empatar em 0 a 0 com o Botafogo neste domingo (5), no Engenhão. Foi o terceiro jogo sem vitória e sem gols do Tricolor desde a volta do Campeonato Carioca. Apesar do jejum, o técnico Odair Hellmann viu evolução na equipe.

 

"Evoluímos do primeiro para o segundo e do segundo para o terceiro. Hoje fizemos o melhor jogo dos três, jogo bastante consistente, estrutura bem sólida. Tomamos poucos contra-ataques. Fizemos uma mudança de estrutura que deu resposta positiva. Nossas avaliações foram boas. Quero parabenizar os jogadores por todo o esforço que tiveram durante todo esse período, se dedicaram ao máximo para que fôssemos responsáveis como fomos fora do campo e conseguíssemos os objetivos dentro dele", destacou.

 

Na final, o Flu vai encarar o rival Flamengo no clássico Fla-Flu, marcado para a próxima quarta-feira (5). O Tricolor precisa ser campeão da Taça Rio para forçar um novo confronto com o Rubro-Negro na definição do Carioca, já que o rival conquistou a Taça Guanabara e se vencer fica com o título estadual antecipadamente. Odair ressaltou o melhor preparo físico do adversário, que retomou os treinamentos bem antes do que sua equipe.

 

"Passamos para uma final, é um jogo decisivo. Vamos entregar tudo que temos, mesmo com dois dias de descanso para quem estava três meses parado. Os momentos são diferentes. O adversário chega muito mais preparado em todos os aspectos, fisicamente também. Mas tentaremos manter nossa organização, uma estrutura consistente e fazer nosso jogo, para conseguirmos esse título", projetou.

Histórico de Conteúdo