Justiça suspende Autuori do Botafogo por chamar Ferj de 'Federação dos espertos'
Foto: Vitor Silva/Botafogo

O Tribunal de Justiça Desportiva do Rio de Janeiro suspendeu o técnico do Botafogo, Paulo Autuori, durante 15 dias por chamar a Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Ferj) de “Federação dos espertos”. A liminar que afasta Autuori das suas funções frente ao time alvinegro por duas semanas saiu na tarde desta sexta-feira (25). 

 

Em entrevista para o jornal O Globo, o treinador foi crítico quanto a postura da entidade de futebol sobre o retorno do Campeonato Carioca. Desde os primeiros posicionamentos da Ferj sobre a volta da competição, o Botafogo e o Fluminense estão se posicionando contra a retomada no futebol nesse momento.   

 

"Ferj para mim não é a Federação do Estado do Rio de Janeiro, é a federação dos espertos do Rio de Janeiro. Não têm parâmetro nenhum, vivem aqui nessa coisinha futebol do Rio, no campeonato sem público. Só dá público nas semifinais e finais de turno. Eu conheci três presidentes de federação, que foram Otávio Pinto Guimarães, depois passou o Eduardo Viana e agora o Rubens Lopes. E eu não vejo qualquer tipo de evolução. É uma federação que não tem ideias. O que eu acho é que é uma grande mamata ali.", declarou Autuori na entrevista.

 

O treinador chegou a comentar também que pediu demissão do Botafogo, por se recusar a voltar ao campeonato, mas voltou atrás da decisão. No início da semana o clube divulgou uma nota considerando constrangedor ser obrigado a voltar a competir no meio do cenário de pandemia que o Brasil enfrenta no momento. 

 

Com a suspensão, o técnico, de fato, não deve retornar ao carioca com a equipe no próximo domingo, no jogo contra a Cabofriense, no Nilton Santos, que foi liberado para receber partidas vigilância sanitária. 

Histórico de Conteúdo