Gramado da Fonte Nova recebe manutenção de reforço durante paralisação dos jogos
Foto: Divulgação

Enquanto o futebol está parado e as instalações internas da Arena Fonte Nova são usadas como hospital de campanha para a Covid-19, o gramado do estádio está recebendo reforço. A manutenção de inverno está sendo feita com intuito de deixar o campo resistente para o retorno das atividades. 

 

Realizada pela Greenleaf, empresa responsável pelos cuidados com o gramado da Arena, a manutenção aproveita o momento em que os jogos estão paralisados e o período do ano que beneficia o desenvolvimento do gramado. “A aplicação é realizada no período mais frio, outono e inverno, quando as temperaturas são mais favoráveis ao desenvolvimento vegetativo da grama”, explicou Milena Andrade, engenheira coordenadora de Manutenção da Arena Fonte Nova.

 

Segundo ela, o processo que está vai promover a melhora visual do gramado, na sua densidade e na uniformidade do campo.

 

“A resposta a esse tipo de manejo, começa a ser percebida expressivamente em torno de 15 dias após aplicação da semeadura”, explicou Milena. “Na sequência, a semeadura de inverno, Overseeding, e posterior o Topdressing, que consiste na aplicação de uma camada de areia sobre o solo, facilitando a germinação da semente”, completou.

 

No ano passado, parte do gramado do estádio foi trocado após os técnicos da Argentina e da Colômbia reclamaram sobre a qualidade dele durante a Copa América. No período, a Conmebol rebateu as críticas dizendo que o campo estava em excelentes condições e que, antes de receber competições, a grama passa por avaliações para garantir que cuidados estão sendo tomados.

 

A Arena Fonte Nova não recebe jogos desde março, quando o futebol foi paralisado devido a pandemia do coronavírus.

Histórico de Conteúdo