Tour do Fred: Atacante chega ao Rio de bicicleta e assina com o Fluminense até 2022
Foto: Divulgação / Lucas Merçon / FFC

O desafio "Tour do Fred" foi cumprido. Depois de percorrer os 600 km entre Minas Gerais e o Rio de Janeiro, e marcando sua volta ao Fluminense, o ídolo do Tricolor, Fred, chegou na sede do clube, em Laranjeiras na manhã desta sexta-feira (5). 

 

O jogador pedalou desde a última segunda-feira (1), saindo de Congonhas, no estado mineiro, até a cidade de Paraty, no Rio, e finalizou o percurso com a chegada na sede do Flu. Durante a "Tour do Fred" o atleta ainda teve apoio de patrocinadores para a campanha que arrecadou 4 mil cestas básicas. As doações serão entregues a instituições de caridade indicadas pelo clube. 

 

Com o retorno à velha casa, o atacante assinou contrato com o Tricolor carioca até 21 julho de 2022, data em que o clube fará 120 anos. Mantendo a tradição, o Fred irá jogar com a camisa nove. A primeira vez em que o jogador integrou o time foi entre 2009 e 2016. Até o início deste ano, o atacante estava no Cruzeiro. 

 

Fred assinou o contrato com o Flumense na manha desta sexta-feira (5). Foto: Divulgação/Mailson Santana/FFC

 

“Estou muito, mas muito feliz de estar de volta. É a realização de um sonho! Ainda mais podendo ajudar tantas pessoas com essas doações. É um momento muito emocionante para mim”, declarou Fred.

 

Já com o nome divulgado no Boletim Informativo Diário (BID), o atleta está apto a jogar pelo Tricolor assim que os jogos do Campeonato Carioca forem retomados. 

 

“A volta do Fred tem um significado especial por ser um passo importante na reconstrução do clube. Ele é uma referência no ataque e um ídolo com grande identificação com nossa torcida. Um capítulo muito importante na história do Fluminense”, destacou o presidente do clube, Mário Bittencourt.


A volta de Fred ao Flu foi anunciada no último domingo (31). Na primeira vez em que passou pelo clube, o atacante foi campeão brasileiro em 2010 e em 2012, além de ter sido artilheiro e melhor jogador tanto no nacional, quanto no Carioca deste último ano. Com a camisa nove no Tricolor, o atacante marcou 172 gols em 288 jogos, sendo hoje o terceiro maior artilheiro na história do clube, atrás apenas de Waldo, com 319 gols, e Orlando Pingo de Ouro, com 184.

Histórico de Conteúdo