Após Globo, Turner também é contra mata-mata no Campeonato Brasileiro
Bahia e Ceará assinaram com a Turner | Foto: Caio Rocha/ FramePhoto/ Folhapress

Após a TV Globo se posicionar contra (veja aqui), a TV por assinatura Turner também rejeitou mudar o formato de disputa do Campeonato Brasileiro para mata-mata. A emissora americana prefere manter a briga pelo título por pontos corridos.

 

Segundo o site "Uol Esportes", os executivos da emissora justificam que nesse sistema o número de partidas transmitidas seria reduzido pela metade. Isso afetaria o valor do repasse para os oitos clubes com quem assinou, que foram Bahia, Athletico-PR, Ceará, Coritiba, Fortaleza, Internacional, Palmeiras e Santos.

 

O Brasileirão é um dos principais produtos da Turner, junto com a Liga dos Campeões da Europa, e tem alta procura comercial. Consequentemente, o pacote publicitário com o número de jogos prometidos não é barato. A empresa americana entende que a transmissão dos jogos de mata-mata teria menos chance de acontecer na TNT. Para isso, o confronto teria que ser entre dois clubes da emissora.

 

Por causa da pandemia do coronavírus, o futebol no Brasil está paralisado e o Brasileirão foi suspenso. Clubes, emissoras de televisão e a CBF estão buscando uma solução para esse adiamento do início da competição.

Histórico de Conteúdo