Equipe de tênis de mesa da China vai treinar no Catar por conta do surto de coronavírus
Foto: Reprodução/Twitter

A equipe de tênis de mesa da China aceitou convite para treinar no Catar após a Federação Internacional de Tênis de Mesa (ITTF) solicitar ajuda diante do surto de coronavírus no país. Foi anunciado através das redes sociais da Federação que os atletas foram recebidos na capital do país, Doha, com acomodação e equipamentos para continuarem seus treinos.

 

O ITTF havia emitido um comunicado com campanha para recolher máscaras e utensílios médicos e, após isso, países como Alemanha e Japão começaram a oferecer apoio para a equipe de atletas chineses.

 

“Todo mundo trabalhou duro para encontrar uma boa solução para os nossos amigos na China assim que soubemos da gravidade da situação”, declarou Steve Dainton, CEO da ITTF. “Não importa se é a China ou qualquer outro país, quando há qualquer tipo de desastre ou problema, nós sempre tentamos o nosso melhor para ajudar”, completou.

 

Recentemente, a China se retirou como país-sede da etapa qualificatória de futebol feminino para as Olimpíadas 2020 por conta do coronavírus. Atualmente, são cerca de 40 mil infectados e mais de mil mortos no país por conta da doença.

 

O tênis de mesa é um dos principais esportes da China, sendo uma das modalidades que mais conquista medalhas olímpicas. Desde 1992, os chineses ganham pelo menos uma medalha no esporte em cada edição das Olimpíadas. Em 2016, na edição do Rio, foram quatro medalhas de outro. 

Histórico de Conteúdo