São Paulo decide rescindir contrato com Jean após prisão de goleiro nos EUA
Foto: Érico Leonan / SPFC

O São Paulo decidiu rescindir o contrato do goleiro Jean, preso nos Estados Unidos (veja aqui) após ser acusado de agredir a esposa (leia aqui). O vínculo era válido até dezembro de 2022. De acordo com o GloboEsporte.com, a diretoria do clube está reunida para discutir como será feito juridicamente o rompimento do vínculo do arqueiro.

 

Ainda segundo a publicação, o policial responsável pela abordagem relata que Milena afirmou que os dois discutiram na madrugada desta quarta-feira (18) no quarto do hotel onde estão hospedados em Orlando. Ela tentou acalmar o goleiro, mas ambos entraram no banheiro para discutir, até que uma das filhas quis ir para a cama. 

 

Em seguida, o documento, baseado no relato de Milena, aponta que o goleiro seguiu a esposa, a puxou para a cama, subiu em cima dela e deu três socos no rosto dela. Depois, o arqueiro acertou outros cinco golpes na mulher. 

 

O documento também relata que Milena pegou uma chapinha de cabelo para se defender e feriu Jean em ato de legítima defesa. 

Histórico de Conteúdo