Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Quinta, 16 de Outubro de 2014 - 19:48

Risco de Ebola faz Marrocos desistir de sediar a Copa Africana de Nações 2015

por Edimário Duplat

Risco de Ebola faz Marrocos desistir de sediar a Copa Africana de Nações 2015
Foto: Divulgação
O governo do Marrocos anunciou nesta quinta-feira (16), que não sediará mais a Copa Africana de Nações 2015, maior torneio de seleções do continente. Segundo informações oficiais, o risco de uma epidemia de Ebola no país árabe foi a razão principal da desistência de organizar a competição que seria realizada entre os dias 17 de Janeiro a 8 de fevereiro do próximo ano. Entretanto, o Mundial de Clubes 2014, marcado entre os dias 10 a 20 de Dezembro será mantido pelos marroquinos.

“Desde que a CAF (Confederação Africana) recusou todas as nossas petições e sugestões, vimo-nos obrigados a retirar (a candidatura) para preservar a segurança dos nossos cidadãos e, por isso, estamos dispostos a assumir as consequências da nossa ação” afirmou uma fonte do Ministérios dos Esportes do país para o site SuperSport. Segundo estimativas, cerca de um milhão de torcedores do continente eram esperados para acompanhar a Copa da África.

CAN e FIFA devem se reunir nos próximos dias, onde pretendem achar uma solução para a renúncia do Marrocos como sede. No processo de seleção, ocorrido em 2010, países como Botsuana, Camarões, República Democrática do Congo, Guiné, África do Sul, Zâmbia e Zimbábue também pleitearam a sede da edição 2015. Em 2010, a África do Sul se tornou a sede do torneio após a guerra civil ocorrida na Líbia, que havia sido escolhida como local da competição daquele ano. 

Histórico de Conteúdo