Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Domingo, 22 de Maio de 2022 - 19:25

Série D: Clubes baianos amargam rodada sem vitória

por Nuno Krause

Série D: Clubes baianos amargam rodada sem vitória
Foto: Reprodução / Instagram - @atleticodealagoinhas

O domingo (22) marcou, para três clubes baianos, a sexta rodada da Série D do Brasileirão. Atlético de Alagoinhas, Jacuipense e Bahia de Feira entraram em campo, e o saldo final não foi muito positivo. 

 

Jogando em casa, o Carcará ficou no 0 a 0 com o Sergipe, no estádio Antônio Carneiro, e segue na sétima colocação do Grupo 4, com 5 pontos conquistados. 

 

O Leão do Sisal também ficou na igualdade, em 1 a 1, com o ASA, fora de casa. A equipe está em melhor situação no campeonato: é o terceiro colocado do Grupo 4, com 9 pontos. 

 

Pelo Grupo 6, o Bahia de Feira amargou sua segunda derrota seguida atuando na Arena Cajueiro. Dessa vez, o Algoz foi o Inter de Limeira, que venceu por 1 a 0. O Tremendão é o sexto colocado de sua chave, com 6 pontos. 

 

Neste sábado (21), a Juazeirense também não foi bem. O Cancão perdeu para o Lagarto por 2 a 0, fora de casa, e está em quarto no Grupo 4, com 8 pontos.

Domingo, 22 de Maio de 2022 - 17:35

Série B do Baiano: Galícia supera o Jacobina e quebra jejum de quatro anos

por Ulisses Gama

Série B do Baiano: Galícia supera o Jacobina e quebra jejum de quatro anos
Foto: Hilton Oliveira / Galícia

O torcedor do Galícia enfim pôde voltar a sorrir neste domingo (22). Após quatro anos sem sentir o gosto de um triunfo, o azulino bateu o Jacobina por 3 a 2 no estádio José Rocha, em Jacobina, pela primeira rodada da Série B do Campeonato Baiano. Léo Baiano (duas vezes) e Jefinho marcaram, enquanto Vicente e Yasser fizeram para o Jegue da Chapada.

 

A última vitória do granadeiro havia sido no dia 11 de março de 2018, contra o Colo Colo, pela mesma competição. Vale ressaltar que o Galícia passou os anos de 2020 e 2021 afastado das atividades no futebol.

 

O tradicional clube de Salvador volta a jogar no próximo domingo (29), às 14h45, na Arena Cajueiro, contra o Flamengo de Guanambi.

 

Além de Galícia e Jacobina, mais três partidas movimentaram a abertura da competição. Nesta segunda (23), às 18h, Canaã e Jacobinense fecham a rodada no Carneirão, em Alagoinhas.

 

Confira os resultados deste domingo:

 

Jacobina 2 x 3 Galícia
Local: José Rocha, em Jacobina

 

Juazeiro 3 x 1 Feirense
Local: Adauto Moraes, em Juazeiro

 

Flamengo de Guanambi 0 x 0 Grapiúna
Local: 2 de Julho, em Guanambi

 

Fluminense de Feira 1 x 1 Jequié
Local: Joia da Princesa, em Feira de Santana

 

Itabuna 1 x 0 Botafogo
Local: Lomanto Júnior, em Vitória da Conquista

Com gol neste sábado, Neymar chega a 100 no PSG e se torna 5º maior artilheiro do clube
Foto: Reprodução / Twitter - @PSGbrasil

Com o gol marcado neste sábado (21), durante a goleada do Paris Saint-Germain (PSG) sobre o Metz, pela última rodada do Campeonato Francês, Neymar chegou à marca de 100 e se tornou o quinto maior artilheiro da história do clube. 

 

Agora, ele está empatado com Dominique Rocheteau, que atuou pela equipe nos anos 80. À frente do brasileiro, estão apenas Cavani (200 gols), Mbappé (171), Ibrahimovic (156) e Pauleta (211). 

 

Neymar possui 144 jogos com a camisa do PSG, com uma média de 0,69 gol por partida. 

 

Apesar do feito, essa foi a temporada em que o camisa 10 teve seu menor número de participações em gols desde que desembarcou na Europa, em 2014. Ao todo, foram 13 gols e 8 assistências. 

Domingo, 22 de Maio de 2022 - 12:20

Ana Marcela Cunha fatura dois ouros no Aberto da Espanha

Ana Marcela Cunha fatura dois ouros no Aberto da Espanha
Foto: Reprodução / Instagram - @anamarcela92

Campeã olímpica em Tóquio-2020, Ana Marcela Cunha segue imparável. Durante este final de semana, a baiana faturou duas medalhas de ouro no Aberto da Espanha de águas abertas, realizado em Banyoles. 

 

Na sexta-feira (20), ela confirmou favoritismo e terminou a prova dos 10km na primeira colocação, com o tempo de 1h58m29s. O pódio foi completado pela holandesa Sharon Van Rounwendaal e pela alemã Lea Boy. 

 

No sábado (21), repetiu o feito nos 5 km, com o tempo de 56m42s9. A segunda colocada foi a alemã Leonie Beck, e haron Van Rounwendaal ficou com o bronze. 

 

Ana Marcela segue sua preparação para o Campeonato Mundial, marcado para começar no final de junho, em Budapeste, na Hungria. A baiana já possui cinco medalhas de ouro em Mundiais, sendo quatro nos 25km e uma nos 5km. 

Jailton Malhadinho domina americano peso-pesado e vence mais uma no UFC
Foto: Divulgação / UFC

O baiano Jailton Malhadinho não deu chances para o seu rival, o americano Parker Porter, no UFC. Mesmo lutando uma categoria acima, ele demorou apenas 4min35s para finalizar o combate com um estrangulamento. 

 

A luta aconteceu no peso-pesado porque o russo Maxim Grishim, que seria o adversário de Malhadinho, desistiu de enfrentá-lo. 

 

"Na verdade, a minha luta era contra Max Grishim. Me ofereceram essa luta, e eu disse que bateria o peso tranquilo e viria forte. é um jogo que eu faço na academia, e eu treino com o meu parceiro, Carlos Felipe Boi, que deveria estar aqui e é duríssimo no peso-pesado. Ele foi pego no doping injustamente, e todo mundo sabe disso. Holyfield, essa é pra você!", disse o baiano após a luta, em referência ao ex-boxeador Reginaldo Holyfield, que ficou internado no Hospital Municipal de Salvador nas últimas semanas (veja aqui). 

 

Malhadinho chega a sua terceira vitória no UFC, sendo que todas aconteceram no primeiro round. Nas redes sociais, o Vitória, clube de coração do lutador, comemorou o resultado. 

 

 

No evento principal da noite, a peso-galo brasileira Ketlen Vieira conseguiu vencer a ex-campeã da categoria Holly Holm. O resultado foi dividido: 48-47, 47-48 e 48-47. 

Isaquias termina Copa do Mundo de Canoagem com uma medalha de prata
Foto: Álvaro Koslowski / Canoagem Brasileira

O baiano Isaquias Queiroz encerrou sua participação na Copa do Mundo de Canoagem, disputada na República Tcheca, com uma medalha de prata. Ele ficou com o vice-campeonato da prova do C1 500m, com o tempo de 1:44.24s, 0.31s atrás do tcheco Martin Fuksa, que faturou o ouro. O bronze foi para Catalin Chirila, da Romênia. 

 

"Graças a Deus conseguimos a medalha de prata. Dei o meu máximo, apesar das dificuldades. Saí meio errado e tive que repor na prova, mas foi uma boa prova", afirmou o atleta, após a conquista. 

 

Na prova do C1 1000m, na qual conquistou o ouro olímpico em Tóquio-2020, Isaquias não teve um desempenho tão bom. Ficou com a sexta colocação, marcando o tempo de 3:51.16s. 

 

Martin Fuksa, que completou a final em 3:47.17, segundos levou mais uma medalha de ouro, seguido por Catalin Chirila (3:48.45s) e Balars Adolf, da Hungria (3:49.56s)

Emerson espera que Atlético de Alagoinhas embale sequência de vitórias na Série D
Foto: Divulgação

O Atlético de Alagoinhas joga neste domingo (22), às 16h, contra o Sergipe no Carneirão, em Alagoinhas. Em busca de mais um triunfo na competição, o atacante Emerson espera um jogo complicado, mas tem confiança na preparação do Carcará para somar mais três pontos.

 

"Sabemos das dificuldades de enfrentar o Sergipe, que é uma grande equipe. Mas o Atlético vai preparador para seguir vencendo no Brasileiro e continuar o caminho para tentar o acesso", disse.

 

A equipe do interior baiano não conseguiu fazer um bom início de competição e só desencantou no último domingo (15) ao vencer a Juazeirense por 2 a 0. O atleta analisou o desempenho e apontou a importância de ter conseguido um bom resultado na rodada passada.

 

"Temos consciência que não começamos bem a Série D. Tivemos algumas dificuldades nas primeiras partidas, mas o triunfo contra a Juazeirense veio em boa hora. Agora vamos focar nos próximos jogos para tentar avançar de fase", completou.

 

Atual campeão baiano, o Atlético de Alagoinhas está na sexta posição do Grupo 4, com quatro pontos conquistados em cinco partidas.

Arena Aquática Salvador estreia maior competição de natação do Nordeste
Foto: Vitor Santos/Sempre

A Arena Aquática Salvador, no bairro da Pituba, recebe até este sábado (21) o Troféu Sérgio Silva de Clubes, considerada a maior competição de natação do Nordeste.

 

No início da competição, nesta sexta-feira (20), três atletas que representam o equipamento esportivo municipal subiram ao pódio: Manoel Filipe Silva, Bianca de Freitas D'Andreamatteo e Nicolas Barbosa.
 

O evento reúne um recorde de 510 atletas inscritos das categorias Infantil, Juvenil, Júnior e Sênior, e conta com o apoio da Secretaria de Promoção Social, Combate à Pobreza, Esportes e Lazer (Sempre). Na ocasião, ainda foi feita uma homenagem ao professor Sérgio Silva, que é referência na modalidade e foi treinador do medalhista Edvaldo Valério Filho à época da conquista olímpica, além de ex-presidente da Federação Baiana de Desportos Aquáticos (FBDA).
 

Manoel Filipe Silva não escondeu sua felicidade em ser um dos medalhistas. “Estou aqui há três anos e treino com muita disciplina, pois quero, cada vez mais, diminuir meu tempo, ganhar medalhas e chegar às Olimpíadas, como nosso gerente Edvaldo Valério”, contou, ao se referir ao ex-medalhista olímpico baiano.
 

Para o secretário da Sempre, Daniel Ribeiro, ver a evolução dos atletas que treinam na Arena Aquática salienta todo o trabalho realizado pela Prefeitura em prol do esporte. 

 

“Estamos promovendo uma festa muito bonita, na certeza de que a atividade esportiva transforma vidas e de que estamos no caminho certo como rota de competições de natação do Nordeste. Nossa meta é que muitas outras competições possam ocorrer com toda nossa infraestrutura e apoio”, pontuou.
 

O gerente da Arena Aquática considerou a ocasião um acontecimento esportivo de grande porte em um aparelho municipal. 

 

“Com muita alegria estamos sediando uma competição tão importante para o esporte e com valorização de nossos atletas. Isso só reforça que o esporte da nossa capital é capaz de receber grandes eventos, através do nosso equipamento esportivo”, frisou Valério. 

 

A parceria entre a FBDA e a Prefeitura de Salvador vai trazer, ainda em julho, o Campeonato Brasileiro Júnior de Natação.
 
 

Confira a programação:
 

Dia 21/05/2022 – Sábado (Manhã)
7h - Aquecimento
8h30 - Início da III Etapa

 
Dia 21/05/2022 – Sábado (Tarde)
14h30 - Aquecimento
16h - Início da IV Etapa

Alunos de Fisioterapia da UNIRB realizam atendimento de atletas do UNIRB F. C. sub-20
Foto: Divulgação / UNIRB

Os alunos do curso de Fisioterapia do Centro Universitário UNIRB são quem realizam o atendimento aos atletas da equipe sub-20 do UNIRB Futebol Clube. Sob orientação dos seus professores, eles auxiliam os jogadores na liberação muscular pós-treino, atuam no treinamento funcional para o tratamento de lesões, na reabilitação, na prevenção e até no atendimento emergencial quando necessário.

 

“Considero muito importante a vivência prática no campo de aprendizagem, essa experiência nos capacita para quando estiver atuando na área, está bem preparado. Na UNIRB estou conseguindo conciliar o futebol e estudo, é gratificante aprender sobre determinados tratamentos com situações vividas como atleta”, afirmou o aluno Daniel Leal.

 

“Além de atuar na recuperação, o fisioterapeuta esportivo tem um papel fundamental na orientação adequada para a prevenção de lesões durante os treinos e no acompanhamento constante para evitar as reincidências. Durante o acompanhamento, utilizamos técnicas que podem ajudar na reversão dos efeitos da inatividade, ajudando o atleta a voltar ao seu nível de competição”, explicou a professora Karla Leal.

 

“Os atletas atendidos pelos alunos da UNIRB em sua maioria, a principal queixa é dor em joelho e tornozelo. Na sala de fisioterapia da instituição, os estudantes fazem atividades de alongamentos, procedimentos com aparelhos para o alívio da dor e elevação do fluxo sanguíneo da região sobre a cascata inflamatória para a cicatrização, remodelação do tecido, redução das dores, edema e espasmos musculares. Durante as sessões, o atleta irá perceber mudanças significativas em sua força muscular, flexibilidade, resistência, potência e equilíbrio”, concluiu a professora de fisioterapia.

 

“Tive uma inflamação na virilha, em decorrência das cargas de treino e estou me recuperando através do trabalho realizado pelos fisioterapeutas, que tem um atendimento de excelência. Com a confiança que tenho neles, a gente vai conseguir tratar muito mais rápido essa lesão”, pontuou o zagueiro da equipe sub-20 do UNIRB, Lucas Velame.

Sábado, 21 de Maio de 2022 - 00:00

Com duas vagas de acesso e 12 clubes, Série B do Baianão começa neste domingo

por Nuno Krause

Com duas vagas de acesso e 12 clubes, Série B do Baianão começa neste domingo
Foto: Divulgação / FBF

Com duas vagas de acesso para a Série A e 12 clubes participantes, a Série B do Baianão 2022 promete ser uma das mais disputadas da história. Essa é a opinião das próprias equipes, que entram em campo a partir deste domingo (22).

 

Botafogo-BA, Canaã, Feirense, Flamengo de Guanambi, Fluminense de Feira, Galícia, Grapiúna, Itabuna, Jacobina, Jacobinense, Jequié e Juazeiro se enfrentarão em 11 rodadas, no modelo de pontos corridos. Os quatro primeiros colocados avançam à semifinal e jogam entre si. Os vencedores desses confrontos fazem a final e, consequentemente, sobem para a Primeira Divisão. 

 

Antes da bola rolar, o Bahia Notícias traz um panorama geral sobre o que esperar de cada time na competição. 

 

DEMOLIDOR DE CAMPEÕES

Após três anos com as atividades profissionais paralisadas, o Galícia está de volta. Dono de cinco títulos da Série A e três da Série B, o Demolidor de Campeões estreia contra o Jacobina, no estádio José Rocha, às 14h45. 

 

Em entrevista ao programa BN Na Bola, da Rádio Salvador FM 92.3, apresentado por Emídio Pinto, Glauber Guerra e Ulisses Gama, na última quarta-feira (18), o técnico Fernando Dourado ressaltou a importância do Galícia no futebol baiano (lembre aqui). 

 

“Nossa luta é para subir. O Galícia é o único representante da nossa capital. Passo essa mensagem para os atletas, da grandeza do Galícia. É um orgulho muito grande fazer parte dessa história”, pontuou. 

 

Sem o Parque Santiago, Galícia mandará jogos em Pituaçu | Foto: Marlon Menezes / Galícia EC

 

Sem o Parque Santiago, que passa por reformas, a equipe irá mandar seus jogos no estádio de Pituaçu (veja aqui). O tempo de preparação, segundo Dourado, foi curto, mas já serviu para dar ao time a cara do treinador. 

 

“Tivemos que atropelar uma pré-temporada, à base do empirismo. Atropelando as valências físicas, entramos na primeira semana na parte tática (...). É uma equipe que sem posse de bola se defende e com posse de bola é usando o último terço do campo o tempo todo. Uma equipe que troca de posicionamento, que chega, que tem maturidade de propor o jogo”, explicou. 

 

A última vez que o Galícia levantou uma taça foi em 2013, quando conquistou justamente a Série B do Baianão. Na Primeira Divisão, o Demolidor não ganha um título desde 1968. 

 

TOURO DO SERTÃO 

Outra equipe tradicional que busca retomar as glórias do passado é o Fluminense de Feira. Campeão da Série A em 1963 e em 1969, o Touro do Sertão não está acostumado com a Série B. Essa será apenas a quarta vez, em 81 anos, que o clube disputará o certame. 

 

Sob o comando do técnico Arnaldo Lira, o Flu terá um time mais jovem em campo, segundo o presidente Zé Chico. “Trouxemos alguns jogadores de fora e complementamos com jogadores da base”, explicou, em entrevista ao Bahia Notícias. 

 

Flu de Feira terá time mais jovem em 2022 | Foto: Reprodução / Instagram

 

Na visão do gestor, o acesso de duas equipes para a Série A torna o campeonato mais difícil. “De acordo com a mudança que houve pela Federação Bahiana, acho que o campeonato vai ficar muito competitivo. Vamos entrar justamente para ter essa possibilidade de subir, para pegar uma vaga”, ponderou. 

 

Como de costume, o Touro do Sertão mandará seus jogos no Joia da Princesa, em Feira de Santana, onde faz sua estreia contra o Jequié, no próximo domingo, às 15h. De acordo com Zé Chico, foram disponibilizados 6 mil ingressos, que começaram a ser vendidos nesta sexta-feira (20). 

 

DIABO-RUBRO

Depois de bater na trave em 2021, o Botafogo-BA deseja construir uma história diferente neste ano. O Diabo-Rubro ficou com o vice-campeonato do ano passado, após perder a final para o Barcelona de Ilhéus. O regulamento da época só permitia o acesso de um clube à Primeira Divisão. 

 

Por isso, a equipe investiu na experiência em 2022. “Diferente do ano passado, priorizamos a experiência. Na final, um lance polêmico abalou os atletas. Se fosse um time mais experiente, isso não atrapalharia naquele momento. Éramos o melhor time do campeonato, mas um detalhe mudou toda a história”, afirmou o presidente Peron Farias, ao BN. 

 

O Diabo-Rubro terá seu primeiro jogo como mandante na Arena Cajueiro, em Feira de Santana. Porém, segundo Peron, o clube ainda busca um local definitivo, já que o Pedro Amorim, em Senhor do Bonfim, não foi liberado pela Federação Bahiana de Futebol (FBF). Pituaçu, Alagoinhas e Cachoeira são possibilidades. 

 

Sérgio Araújo chegou a deixar o Botafogo-BA, mas voltou um dia depois | Foto: Ronald Santana / Botafogo SC

 

Antes do início da Série B, o Diabo-Rubro viveu um imbróglio envolvendo o técnico Sérgio Araújo. Após divergências com a diretoria, o comandante deixou o clube, mas voltou um dia depois (lembre aqui). 

 

“Foi fácil de resolver. Foi mais pelo impulso. Todo mundo com vontade de vencer. Conseguimos contornar essa situação”, comentou o presidente. 

 

Sérgio Araújo foi o treinador do Doce Mel na Série A do Baianão 2022. O clube terminou a competição na oitava colocação, com sete pontos conquistados em nove rodadas. O Botafogo é um dos times mais tradicionais da Bahia, com sete títulos estaduais da Primeira Divisão e um da Segundona. 

 

TRICOLOR DAS CARRANCAS

Quem também está de volta ao futebol profissional é o famoso Juazeiro Social Clube. O Tricolor das Carrancas disputou um campeonato profissional pela última vez em 2016, quando terminou na lanterna da segunda divisão daquele ano. Liderado pelo presidente Ney Alves, irmão do lateral Daniel Alves, a equipe quer retornar com tudo. 

 

"Até incomodava a mim e a meu irmão, porque temos uma história nesse clube, que é de tradição da nossa cidade. A região do Vale do São Francisco reconhece [o Juazeiro] como o time principal. Nos incomodou ver ele em uma linha contrária sem poder fazer algo. Nosso único objetivo é trazê-lo de volta ao lugar que nunca deveria ter desviado", afirmou Ney, ao BN. 

 

O Tricolor das Carrancas é bicampeão da Série B: levantou a taça em 1996 e em 2010. Pela Série A, foi vice-campeão em 2001. 

 

Juazeiro é um dos clubes mais tradicionais do estado | Foto: Reprodução / Instagram

 

O Juazeiro mandará seus jogos no estádio Adauto Moraes, onde estreia contra o Feirense, no domingo, às 14h45. A principal dificuldade do clube foi encontrar um local para se preparar, mas Ney Alves garante que deu aos atletas a melhor estrutura possível. 

 

“Temos trabalhado firme no projeto de ter nosso próprio CT, mas temos nos virado com o que temos”, afirmou, em publicação feita no Instagram do Tricolor. 

 

O time será comandado por Nasareno Silva, que chegou a trabalhar no UNIRB no ano passado. Ele também tem passagem pelo Bahia de Feira no futebol baiano. 

 

DRAGÃO DO SUL

Fundado em 1967, o Itabuna volta para a temporada de 2022 buscando o bicampeonato da Série B do Baianão. Campeão em 2001, o Dragão Azul também estava com as atividades paralisadas há algum tempo: desde 2015, na própria Segunda Divisão. 

 

Itabuna mandará jogos no Lomanto Júnior, em Vitória da Conquista | Foto: Reprodução / Instagram

 

A maior dificuldade foi encontrar um local para jogar, já que o estádio de Itabuna não reúne as condições necessárias para abrigar jogos profissionais. O fato quase empacou a participação do clube na Série B. 

 

Sendo assim, mandará seus confrontos no Lomanto Júnior, em Vitória da Conquista. A estreia será “em casa”, contra o Botafogo-BA, às 16h do domingo. 

 

O técnico será o experiente Ferreira, que teve passagem pelo próprio Itabuna em 2008. O comandante tem no currículo o título da Série A do Baianão de 2006, pelo Colo Colo. Em 2022, treinou o Vitória da Conquista, que acabou rebaixado para a Segundona. 

 

JEGUE DA CHAPADA

Para subir para a Série A do Campeonato Baiano, o Jacobina trouxe um velho conhecido: Sérgio Oliveira, que treinou o clube em seu ano de fundação, 1993, será o responsável pelo time em 2022. Em sua primeira passagem, o profissional conquistou a Copa Interclubes, que deu vaga à Série A do Baianão em 1994. 

 

“Enxergamos uma possibilidade grande de estar entre as duas equipes. Respeitando todas, é claro. O Galícia é um time de camisa, tradição e tem um grande treinador. Não vai ser fácil, vai ser uma Série B das mais difíceis da história”, projetou Rafael Damasceno, atual presidente do Jegue da Chapada. 

 

O Jacobina desceu para a Série B do Baiano em 2020, quando terminou o campeonato da Primeira Divisão na lanterna. No ano passado, acabou não colocando um time para tentar subir, mas isso mudou em 2022. Ao todo, foram contratados 26 atletas para formar o elenco que busca o retorno. 

 

Torcida do Jacobina costuma fazer a festa | Foto: Divulgação

 

A estreia no José Rocha, em Jacobina, estádio que o clube costuma mandar seus jogos, contra o Galícia, terá 1800 ingressos disponíveis para a torcida do Jegue da Chapada, que costuma incentivar o time nas competições. 

 

JIPÃO

A Associação Desportiva Jequié investiu forte para subir de divisão em 2022. Fundado em 1969, o tradicional clube trouxe o técnico Paulo Sales, conhecido por aqui como “o Rei dos Acessos”. Na carreira, o comandante possui seis acessos em estaduais. 

 

Em 2021, foi o responsável por trazer o Barcelona de Ilhéus à elite do futebol baiano. Antes disso, Sales já havia conquistado os acessos com o Madre de Deus, em 2008, depois Juazeirense, em 2011, Fluminense de Feira, em 2015, Jacobina, em 2014 e o próprio Jequié, em 2017. Neste último ano, depois do Jipão, ele também subiu de divisão em Santa Catarina, comandando o Hercílio Luz.

 

E não foi só o técnico que veio do Barcelona de Ilhéus para o Jequié. “Fizemos uma base com parte dos atletas que atuaram no Barcelona de Ilhéus, mesclando com outros atletas que também jogaram a Série A do Baianão”, destacou o presidente do Jipão, Leur Lomanto Júnior.

 

Jequié trouxe a base do Barcelona de Ilhéus | Foto: Reprodução / Instagram

 

A última participação do Jequié no futebol profissional foi em 2019, quando desceu da Série A para a Série B. A possibilidade de dois acessos em 2022, contudo, fez o time voltar às atividades. 

 

“Isso foi uma grande vitória de todos os clubes de futebol. Eu já vinha defendendo isso há alguns anos. Isso vai estimular ainda mais a participação de novos clubes na Série B do Baianão”, destacou Leur. 

 

BEIJA-FLOR DO SERTÃO

Campeão da Série B em 2015, o Flamengo de Guanambi busca, em 2022, retornar à Primeira Divisão. Para isso, o clube montou uma nova diretoria e contratou o técnico que subiu o Beija-Flor do Sertão naquele ano, Mazola. 

 

“O novo presidente é Roberto Duarte. Estamos com o diretor de futebol, que é Armando, ele participou diretamente das contratações. Montamos um grupo competitivo”, afirmou o diretor Thiago Brito. 

 

A estreia será contra o Grapiúna, no estádio 2 de julho, domingo, às 14h45. O local para os jogos, em Guanambi, inclusive, quase foi um problema. “Foi uma correria com esses laudos, mas ter nosso torcedor em casa vai ser muito bom”, destacou Thiago. 

 

Flamengo de Guanambi jogará no Dois de Julho | Foto: Reprodução / Instagram 

 

“Estamos focados nessa semana que é a última antes da estreia com reuniões, pedindo a união de todos para que consigamos no final voltar para primeira divisão”, complementou.

 

VENTO FORTE DO SERTÃO 

Se os ventos do norte não movem moinhos, o Vento Forte do Sertão pretende mover. Projeto criado em 2018, o Canaã disputará a Série B do Baianão pela terceira vez. Sua melhor participação foi em 2020, quando ficou com a quarta colocação. 

 

Canaã foca nos jogadores jovens | Foto: Reprodução / Instagram

 

O Canaã tem foco na base, e a proposta é trazer um time jovem novamente para a temporada 2022. 

 

“Buscamos jogadores em São Paulo, alguns jogadores também do estado da Bahia, alguns que disputaram a Copa São Paulo e montamos o elenco. O treinador será o Edu Miranda, que disputou a Copa São Paulo”, destacou o diretor Pastor Joser. 

 

O primeiro jogo do Vento Forte do Sertão é contra o Jacobinense, no estádio Antônio Carneiro, em Alagoinhas. O estádio, contudo, não deve ser definitivo, já que o Canaã ainda busca um outro local. 

 

JACOBINENSE

Novo clube baiano, o Jacobinense faz sua estreia em competições profissionais na Série B do Baianão deste ano. E a ideia, segundo o presidente Felipe Manassés, é conquistar o acesso para a Primeira Divisão. 

 

Jacobinense investiu pesado para subir à Série A | Foto: Jhonny Pinto / Jacobinense EC

 

“Na verdade, não queremos apenas disputar a segunda divisão, queremos implantar um processo de trabalho da empresa, que começa com o acesso. Por isso estamos fazendo o investimento. Estamos com uma folha salarial em torno de R$ 220 mil. Para uma segunda divisão, é uma folha fora do normal”, contou, em entrevista ao Bahia Notícias. 

 

O técnico será Paulo Foiani, que tem passagens por clubes como Juazeirense, Jacuipense, ASA, Icasa, Avaí e Joinville. 

 

“A intenção é essa, partir para cima dos nossos adversários e não deixar eles saberem o que está acontecendo”, pontuou. 

 

BEM-TE-VI DO SUL

Mesmo tendo uma campanha empolgante na primeira fase do ano passado, o Grapiúna falhou na hora do mata-mata. O Aurinegro Baiano foi eliminado nos pênaltis para o Botafogo-BA, e deseja fazer diferente em 2022. 

 

Sob o comando do técnico Beto Oliveira, o clube ainda sonha com o primeiro título da Segunda Divisão. A melhor campanha do Grapiúna foi em 1996 e em 2001, quando faturou o vice-campeonato. 

 

GIGANTE DO RECÔNCAVO

Fundado em 2007, o Feirense não demorou muito para obter sucesso no cenário estadual. Logo em sua primeira temporada, foi campeão da Série B do Baiano. Na Série A, porém, sua campanha de maior destaque foi a terceira colocação em 2012. 

 

O Gigante do Recôncavo não participa de uma competição profissional desde 2016, quando foi rebaixado para a Série B. A estreia em 2022 será contra o Juazeiro Social Clube, no estádio Adauto Moraes, às 14h45 de domingo. 

Histórico de Conteúdo