Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Barcelona divulga Balanço Econômico e apresenta mais de € 1 bilhão em dívidas
Foto: Divulgação / Barcelona

O Barcelona divulgou suas dívidas exorbitantes nesta segunda-feira (25) e mostrou que, em menos de um ano, mais de meio bilhão de euros foi somado ao saldo negativo. Em relatório do Balanço Econômico consta que o valor que o Barça está devendo é de € 1,130 bilhões, cerca de R$ 7,5 bilhões na cotação atual. Outro número que assusta é que, deste montante, € 730 milhões são de gastos feitos a curto prazo.

 

Até o fim da temporada 2019/2002, o valor da dívida do Barcelona não chegava a ser metade do valor atual, somando menos de meio bilhão para o clube. O que significa que do meio de 2020 até agora, o clube acumulou mais de € 500 milhões em défice.  

 

Do valor total que mantém o clube no vermelho, € 164 milhões se referem a pagamentos de jogadores que ainda não foram feitos, quantia que se somou mesmo com a redução de salários da equipe durante a pandemia. 

 

Valores relacionados a transações de atletas também estão na lista das dívidas. Grêmio, Atlético Mineiro, Palmeiras e São Paulo são alguns dos clubes que estão na lista para receber quantias do Barça. 

 

Além das agremiações brasileiras, € 40 milhões devem ser pagos ao Liverpool pela compra de Philippe Coutinho, outros € 48 milhões precisam ser pagos ao Ajax por De Jong e mais € 5 milhões de euros ao Atlético de Madrid por direitos preferenciais. 

 

A esperança do Barcelona era que a arrecadação do clube não fosse tão ruim da temporada de 2019 até agora, o que não aconteceu, principalmente devido a segunda onda da Covid-19, fazendo com que a diretoria acumulasse dívidas. A exploração do Camp Nou, por exemplo, era uma grande fonte de arrecadação para o Barça.

 

As eleições para presidente do clube estavam previstas para este mês de janeiro, mas devido a crise sanitária, foram adiadas para março.

Chefe da Mercedes garante advogados estão se esforçando na negociação com Hamilton
Foto: Reprodução / Twitter @MercedesAMGF1

Faltam cerca de dois meses para que a temporada 2021 da Fórmula 1 seja iniciada e o heptacampeão Lewis Hamilton ainda não tem contrato garantido. Segundo Toto Wolff, chefe da Mercedes, as conversas com o piloto vão bem, mas os detalhes ainda estão sendo conversados com a participação de advogados para que o inglês permaneça com a equipe. 

 

“Temos uma base muito sólida em nosso relacionamento. Celebramos grandes sucessos juntos e queremos continuar fazendo isso no futuro. Mas às vezes você tem de conversar sobre as coisas em detalhes, e isso nos levou ou ainda toma algum tempo. Mas antes do Bahrein no mais tardar, você terá de assinar algo em algum momento”, declarou Wolff em entrevista à TV austríaca ORF, tendo segurança de que o piloto deve seguir na equipe.

 

“Os advogados estão trabalhando muito. Não tornamos a vida fácil para eles, é claro, quando ambos discutimos por Zoom e continuamos mandando bolas com efeito para os advogados. Mas ele está na América agora e eu estou aqui [Europa]. Em algum momento vamos finalizar isso. É assim que funciona nas negociações. Você sempre vem de diferentes lados, mas isso é normal”, esclareceu o chefe da Mercedes. 

 

Lewis Hamilton está atualmente passando férias nos Estados Unidos enquanto decide como será seu ano. O piloto faz parte da Mercedes desde 2013. Na carreira, ele já conquistou sete títulos da F1, tendo sido o último na temporada passada.

Mesmo considerando punição injusta, Rússia desiste de recorrer banimento das Olimpíadas
Foto: Reprodução / Instagram

A Rússia não poderá ter participação dos seus atletas representando sua bandeira nos Jogos Olímpicos e eventos mundiais de esportes durante os próximos dois anos e decidiu não contrariar a punição. Após a Corte Arbitral do Esporte (CAS)  impor o afastamento do país por escândalo de doping, a Agência Russa Antidoping (Rusada) anunciou nesta segunda-feira (25) que irá cumprir a sanção, mesmo sem concordar com a mesma. 

 

Apenas atletas que não estão envolvidos com doping poderão participar dos eventos esportivos sem representar o país pelos próximos anos. 

 

“Colocando os interesses dos atletas e do esporte russo em primeiro lugar e levando em consideração a necessidade de segurança jurídica, a Rusada tomou a decisão de não contestar a decisão do CAS perante o Supremo Tribunal Suíço. A Rusada considera que este capítulo foi encerrado e está empenhada em trabalhar com a Wada com o objetivo de restaurar totalmente o status de membro da Rusada”, declarou a entidade russa. 

 

Na mesma publicação, a Rusada critica a punição imposta pelo CAS, que foi responsável por reduzir de quatro para três anos o tempo de afastamento da Rússia dos eventos internacionais esportivos. Apesar de considerar a sanção injusta, o país decidiu não recorrer a pena. 

 

“A Rusada considera as sanções impostas pelo CAS totalmente infundadas e injustificadas, mas ao mesmo tempo, ao recusar o pedido da Wada de punir coletivamente atletas inocentes, os árbitros agiram com espírito de jogo limpo e justiça, proferindo uma decisão que defende os valores e interesses de toda a comunidade esportiva internacional. Atletas inocentes nunca devem ser responsabilizados pelas ações dos poucos indivíduos”, publicou.

 

No ano passado, autoridades da Rússia foram acusadas por alterarem evidências de casos de dopagem de atletas do país. Os dados faziam parte do Laboratório de Moscou e deveriam ser encaminhados para a Agência Mundial Antidoping, a Wada.

Victor Colonese herda medalha do Pan de Lima nesta semana após suspensão de atleta
Foto: Satiro Sodré/SSPress/CBDA

Após sete meses desde a desclassificação do nadador argentino Guillermo Bertola do Pan de Lima, que fez o atleta perder sua medalha de prata, o baiano Victor Colonese, que subiu para terceiro lugar na modalidade de maratona aquática da competição, vai receber a medalha de bronze (relembre aqui). O evento acontecerá em Santos, na próxima sexta-feira (29) em cerimônia que premiará o nadador. 

 

“Essa medalha tem um gostinho especial principalmente pela importância dos Jogos Pan-americanos, uma das maiores competições que a gente tem a nível internacional, e consegui essa conquista logo na minha primeira participação, igualando o melhor resultado do Brasil nessa prova no masculino”, declarou Colonese em publicação do GE, comentando sobre a conquista do também baiano Allan do Carmo em 2007. 

 

Desde junho do ano passado o Comitê Olímpico Brasileiro (COB) foi notificado sobre a atualização do resultado da prova de maratona aquática no Pan de Lima, explicando que Guillermo Bertola, que era até então o medalhista de prata da prova, havia sido desclassificado pela Fina e, com isso, Victor Colonese, que havia terminado em quarto lugar, ocuparia agora a terceira posição, recebendo a medalha de bronze. 

 

“É uma situação diferente. Vou subir ao pódio sozinho, mas estou feliz porque é praticamente uma homenagem para mim. Não tenho ideia de como será, mas é uma honra que a cerimônia aconteça no clube onde tenho uma bela história”, admitiu o nadador que vai receber a medalha na Unisanta, universidade onde se formou em engenharia de produção e é nadador há 11 anos. 

 

Com a nova classificação, o Brasil passa a ter 169 medalhas conquistadas em Lima, sendo 54 de ouro, 45 de prata e 70 de bronze.

STJD ouve arbitragem e recolhe primeiros depoimentos sobre o caso Gerson e Ramírez
Foto: Max Haack / Ag. Haack / Bahia Notícias

No mesmo dia em que Mano Menezes, ex-técnico do Bahia, pediu para depor virtualmente para o caso de acusação de injúria racial do jogador Índio Ramírez, do Tricolor, sobre Gerson, do Flamengo (leia mais), a equipe de arbitragem escalada para o jogo entre as duas equipes também foi ouvida pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD).

 

A sessão com o árbitro Flávio Rodrigues de Souza, os auxiliares Marcelo Carvalho Van Gasse e Danilo Ricardo Simon Manis e o delegado da partida Marcelo Vianna aconteceu nesta segunda-feira (25), sob sigilo, na sede do STJD, no Rio de Janeiro. Nenhum deles quis falar com a imprensa após darem seus depoimentos.

 

Esses foram os primeiros depoimentos colhidos pela entidade, que investiga o caso simultaneamente com a Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância da capital carioca. 

 

Para dar seguimento ao inquérito, o STJD ainda irá ouvir Gerson, Natan e Bruno Henrique, do Flamengo, e Ramírez, do Bahia. Todos foram intimados para depor no dia 3 de fevereiro. Os jogadores do Rubro-negro isao se apresentar presencialmente pela manha, enquanto Ramírez irá falar virtualmente a tarde. 

 

Só após ouvir todas as partes é que o STJD irá decidir abrir a denúncia ou não sobre a acusação. 

 

O caso ocorreu no dia 20 de dezembro, em jogo do Flamengo e Bahia pelo Brasileirão no Maracanã, em que, durante um desentendimento em campo, o meia Gerson acusou Ramíres de falar “cala boca, negro” em tom pejorativo.

Presidente do Náutico diz que permanência não era meta, mas comemora 'objetivo alcançado'
Foto: Divulgação / Náutico

O Náutico garantiu a permanência na Série B matematicamente ao empatar com o Cruzeiro em 0 a 0, neste domingo (24), no Independência, pela 37ª e penúltima rodada. O presidente do clube, Edno Melo, comemorou o resultado no Twitter, mas pontuou que a meta inicial no campeonato nacional não era brigar contra o rebaixamento.

 

"Alcançamos um objetivo. Não foi a meta que traçamos, para o futebol neste ano, mas soubemos juntos, com a torcida (mesmo fora das arquibancadas), evitar o pior. O CNC continua firme, voltou a pensar em futuros possíveis, porque está unido e com a casa organizada. Vamos em frente!", escreveu.

 

Com o resultado, o 15º colocado Náutico chegou ao 43 pontos e não pode mais ser alcançado pelo Figueirense, que tem 39 no 17º lugar, abrindo o Z-4, e também falta apenas um jogo para encerrar sua participação na Série B. Ainda correndo risco de cair, o Vitória é o 16º com 42 e entra em campo nesta terça-feira (26), às 21h30, contra o vice-lanterna Botafogo, no Barradão, no encerramento da 37ª rodada.

Chelsea demite o técnico Frank Lampard; Thomas Tuchel é cotado para assumir o time
Foto: Divulgação / Chelsea

O Chelsea anunciou na manhã desta segunda-feira (25) a demissão do técnico Frank Lampard, de 42 anos. Ídolo do clube de Londres desde os tempos de jogador, o treinador não resistiu a má campanha da equipe no Campeonato Inglês, onde ocupa a nona posição com 29 pontos, 11 a menos do que o líder Manchester United.

 

"Esta foi uma decisão muito difícil, e não tomada levianamente pelo proprietário e pela diretoria. Somos gratos a Frank pelo que ele conquistou em seu tempo como treinador do clube. No entanto, os resultados e desempenhos recentes não corresponderam às expectativas, deixando o clube a meio da tabela sem qualquer caminho claro para uma melhoria sustentada. Nunca pode haver um bom momento para se separar de uma lenda do clube como Frank, mas após longa deliberação e consideração, foi decidido que uma mudança é necessária agora para dar ao clube tempo para melhorar o desempenho e os resultados nesta temporada", diz a nota divulgada pelo clube.

 

Além do desempenho abaixo do esperado no Inglês, a imprensa do país aponta outro fator para a demissão de Lampard. O treinador não conseguiu evoluir o atacante Timo Werner, de 24 anos, e o meia Kai Havertz, de 21, contratados a peso de ouro. Por isso, o técnico alemão Thomas Tuchel é apontado como substituto. Ele está livre no mercado desde a demissão do PSG no final do ano passado.

 

Frank Lampard iniciou a carreira de técnico à frente do Derby County em 2018. Em julho de 2019, ele assumiu o comando do Chelsea e encerra essa passagem após 84 jogos, sendo 44 vitórias, 17 empates e 23 derrotas. Já como jogador, ele vestiu a camisa dos Blues entre 2001 e 2014, conquistando diversos títulos e se tornou um dos maiores vencedores da história do clube.

 

O Chelsea entra em campo na próxima quarta (27), às 15h no horário de Brasília, para receber a visita do Wolverhampton, no Stamford Bridge, pela 20ª rodada do Inglês.

Segunda, 25 de Janeiro de 2021 - 13:30

Dinei minimiza pressão do Jacuipense por estar na Série C, mas mira título Baiano

por Leandro Aragão

Dinei minimiza pressão do Jacuipense por estar na Série C, mas mira título Baiano
Foto: Reprodução / TV Jacupa

O Jacuipense é o único clube do interior baiano que conseguiu a permanência na Série C. Diante disso, começa a pressão sobre o time de Riachão do Jacuípe na condição da chamada terceira força do estado, já que, neste momento, o Bahia integra a Série A e o Vitória a Série B, enquanto os demais participantes do Campeonato Baiano lutam para participar da Série D. O experiente atacante Dinei minimizou a responsabilidade do Leão Grená em fazer uma boa campanha, mas disse mirar o título da competição estadual.

 

"A responsabilidade é igual para todos. Apesar da gente estar na Série C, é uma competição difícil, mas o Jacuipense entra em todas as competições para vencer e não vai ser diferente. Que a gente possa sair vitoriosos nesse ano e quem sabe sair com o título baiano para todo a torcida do Jacuipense", disse na entrevista coletiva. "Nosso grupo está forte, o clube está montando uma equipe competitiva e que a gente possa sair vitorioso", completou.

 

Dinei foi contratado pelo Jacuipense no ano passado logo após os primeiros compromissos na Série C. De contrato renovado para a temporada 2021, ele falou da importância de participar da pré-temporada junto com o elenco.

 

"É sempre bom começar a pré-temporada junto com o pessoal, apesar de já conhecer a maioria do grupo. É bom começar do início para que a gente possa fazer um grande Campeonato Baiano nesse primeiro semestre e, consequentemente quem sabe, poder fazer melhor do que no ano passado, chegar na final e conquistar o título", comentou.

 

A estreia do Jacuipense no Baianão será no dia 21 de fevereiro, um domingo, contra o Bahia de Feira, como visitante.

Jair Ventura elogia segundo tempo do Sport: 'O melhor desde minha chegada'
Foto: Divulgação / Sport

O Sport construiu o placar de 2 a 0 da vitória sobre o Bahia todo no segundo tempo, na noite deste domingo (24), na Ilha do Retiro. Após o encerramento da partida, válida pela 32ª rodada do Campeonato Brasileiro, o técnico Jair Ventura elogiou a performance do time pernambucano na etapa final.

 

"O segundo tempo pra mim foi o melhor desde minha chegada. O Bahia praticamente não deu chute no gol. Tivemos mais posse, mais finalização, o controle total a partir do segundo tempo. Fizemos cinco gols, mas apenas dois validados de maneira a correta. Criamos. Terminamos praticamente só com um volante e fizemos alterações sempre para chegar ao gol e aconteceu", analisou na entrevista coletiva.

 

O Leão pernambucano vinha de três derrotas consecutivas no Brasileirão e abria a zona de rebaixamento ocupando a 17ª colocação. Segundo o treinador, a vitória sobre o Tricolor fez o time resgatar sua identidade.

 

"Todos nós ficamos incomodados com o jogo do Corinthians. Tínhamos falado de uma identidade e hoje recuperamos a identidade. Fizemos bons jogos até em derrotas, como no jogo contra o Palmeiras, e Grêmio (empate), contra equipes muito qualificadas, que estão brigando em cima da tabela. Lógico que o resultado não foi bom. Mas hoje conseguimos vencer e convencer", afirmou.

 

O Sport deixou o Z-4 ao somar 35 pontos e subir para a 14ª colocação na tabela. Enquanto o Bahia entrou na degola ao cair para a 17ª posição com 32 pontos, três a menos do que o Fortaleza, que é o 16º. O Leão pernambucano recebe o Flamengo na próxima segunda-feira (1º), às 20h, na Ilha do Retiro, pela 33ª rodada. Já o Bahia, que ainda tem um jogo a menos, enfrenta o Corinthians nesta quarta (27), às 19h, na Arena Fonte Nova, pela 30ª jornada.

'Série B é para time pequeno', diz Thiago Neves após o Sport deixar o Z-4 do Brasileirão
Foto: Reprodução / TV Sport Recife

Após destacar sua importância para o elenco (confira aqui), o meio-campista Thiago Neves também exaltou o Sport. O camisa 30 disse que o Rubro-Negro pernambucano é um clube grande e por isso seu lugar é na Série A do Campeonato Brasileiro. A equipe está na briga contra o rebaixamento e deu um importante passo ao vencer o Bahia, um dos adversários diretos, por 2 a 0, na Ilha do Retiro, na noite deste domingo (24), pela 32ª rodada do Brasileirão.

 

"É o foco do clube no ano, é o título do ano no clube. Acho que os times grandes do futebol brasileiro tem que estar na Série A e o Sport tem que estar. Não vejo o Sport jogando Série B, Série C, essas coisas são para time pequeno. Time grande joga a Série A. Então, a gente está lutando para ficar na Série A, muitas coisas aconteceram, jogadores importantes saíram. Vamos lutar para ficar, porque, vou repetir, time grande joga Série A e o lugar do Sport é na Série A", declarou na entrevista coletiva.

 

Com o resultado, o Leão deixou o Z-4 ao subir para a 14ª colocação na tabela com 35 pontos e empurrou o Tricolor para a degola, que agora ocupa a 17ª com 32. Apesar de evitar pensar na matemática e se concentrar nos jogos, Thiago Neves acredita que com mais cinco pontos o time pernambucano escapará da queda.

 

"Acho que com 40 pontos vai escapar. Mas eu não gosto de pensar assim. É claro que todo mundo gosta de fazer conta. Eu penso jogo a jogo. Hoje foi uma vitória importante para subir na tabela. O jogo que vem é bom de jogar, contra o Flamengo, dentro de casa. Uma pena não ter nosso torcedor, que ia lotar a Ilha, mas a gente vai fazer isso por eles, porque precisamos. A gente sabe que temos condições de estar mais alto na tabela e jogo contra o Flamengo é bom de jogar. Número de ponto, eu não tenho na minha cabeça, só penso na Sul-Americana, é o que a gente tem, que pode alcançar e é o que eu vou fazer até o final do campeonato para tentar colocar o Sport na Sul-Americana", comentou.

 

Sport e Flamengo se enfrentam na próxima segunda-feira (1º), às 20h, na Ilha do Retiro, pela 33ª rodada. Ainda com um jogo a menos, o Bahia recebe o Corinthians nesta quarta (27), às 19h, na Arena Nova Fonte, pela 30ª jornada.

Histórico de Conteúdo