Quarta, 30 de Setembro de 2020 - 00:00

LOA 2020: Verba para esporte e lazer em cai 82% em Salvador após 'Rio 2016'

por Matheus Caldas

LOA 2020: Verba para esporte e lazer em cai 82% em Salvador após 'Rio 2016'
Foto: Divulgação / Secom

Em queda progressiva desde 2016, ano dos Jogos Olímpicos Rio 2016, o orçamento para desporto e lazer em Salvador será 82% menor ao final de seis anos. A informação foi obtida após análise do Bahia Notícias do texto do Projeto de Lei Orçamentária Anual (LOA) de 2021 enviado nesta terça-feira (29) pelo prefeito ACM Neto (DEM) à Câmara Municipal de Salvador (leia mais aqui). 

 

A LOA é um projeto elaborado no ano anterior à sua aplicação. Portanto, a matéria de 2016 foi apresentada em 2015. Na ocasião, foi disponibilizado para o esporte e lazer o montante de pouco mais de R$ 28 milhões, previstos para serem utilizados no ano em que acabou acontecendo a primeira edição da Olimpíada da história do Brasil. Para 2021, Neto reservou um orçamento de R$ 4,9 milhões.

 

Após a realização dos Jogos do Rio, a verba foi sendo reduzida de maneira progressiva. Em 2017 foram R$ 21,9 milhões; em 2018 R$ 18,7 milhões; em 2019 R$ 12,3 milhões; para este ano, foram orçados R$ 10,8 milhões.

 

Para responsável pelos recursos, a Secretaria Municipal do Trabalho, Esportes e Lazer (Semtel) tem um orçamento estimado de R$ 24,4 milhões para o ano que vem, quando um novo prefeito assume a capital baiana.

 

Confira abaixo a involução no orçamento:

 

Arte: Priscila Melo / Bahia Notícias

 

HERANÇA DA OLIMPÍADA
Além de ter recebido partidas de futebol nos Jogos Olímpicos (leia mais aqui), Salvador recebeu um dos principais equipamentos do torneio esportivo: a piscina em que foram realizadas as provas de natação.


Atualmente locada na Pituba, a Arena Aquática Salvador é administrada pelo ex-nadador Edvaldo Valério, medalhista de bronze na Olimpíada de Sidney, em 2000. A piscina custou R$ 1.229.450,03 aos cofres municipais (leia mais aqui). O espaço total teve uma despesa de R$ 13,6 milhões (leia mais aqui).

Projeto Pedal retoma aulas de bicicross em pista de Salvador após seis meses de suspensão
Foto: Dayse Faleta / Sudesb

O Projeto Pedal retomou as aulas de bicicross esta semana após seis meses suspensão das atividades devido a pandemia. Seguindo o protocolo de saúde para receber os alunos com segurança, o projeto, que funciona na pista Tertuliano Torres, na praia do Corsário em Salvador, está realizando suas atividades com número máximo de 30 pessoas por turno.

 

De acordo com a Superintendência de Desportos do Estado da Bahia (Sudesb), os equipamentos como capacetes, joelheiras, cotoveleiras e luvas são lavados ao final de cada aula, além de haver higienização das bicicletas após o uso de cada aluno.

 

“Desta forma, estamos garantindo toda a segurança e proteção aos alunos, professores e assistentes. Todos os cuidados estão sendo tomados desde o momento em que o aluno chega à pista, com máscara, aferição de temperatura, lavagem de mão, higienização com álcool em gel. Após o treino, todo procedimento se repete”, explicou Leonardo Gonçalves, coordenador do Projeto Pedal.

 

Mesmo com as aulas de bicicross retomadas, a situação de contaminação pelo coronavírus em Salvador e a possibilidade de surgimento de algum caso no Projeto Pedal serão monitorados pela Sudesb. Segundo Vicente Neto, diretor da entidade, em caso de aumento do risco de contaminação, as aulas serão novamente suspensas. 

 

“Esperamos poder seguir em frente, mas se os casos da Covid-19 voltarem a crescer, não hesitaremos em suspender novamente as aulas. Para nós, naturalmente que o mais importante é a segurança de todos”, declarou o diretor. 

 

A pista de bicicross Tertuliano Torres vinha passando por obras até o início deste mês com objetivo de implementar melhorias para os atletas e alunos que utilizam equipamento para praticar a modalidade esportiva (leia mais). 

Após surto de Covid-19, Bruno Henrique e Vitinho estão liberados para jogar pelo Flamengo
Foto: Alexandre Vidal / Flamengo

Após surto de coronavírus no elenco, o Flamengo já tem dois atacantes disponíveis para partida contra o Independiente Del Valle na nesta quarta-feira (30) pela Libertadores. Bruno Henrique e Vitinho testaram negativo nos novos exames de Covid-19 realizados pelo clube.

 

Bruno Henrique foi diagnosticado ainda no primeiro grupo de casos positivos no time Rubro-negro, quando equipe ainda viajava para o Equador para quarta rodada da Libertadores, na semana passada. Já Vitinho testou positivo já no país onde aconteceu o jogo e voltou para o Brasil antes do restante da equipe.

 

Com os atletas testando negativo para o coronavírus, o Flamengo precisa enviar para a Conmebol ainda nesta terça-feira (29) os resultados dos novos exames dos jogadores para comprovar que eles têm condição de jogar em a próxima partida.

 

Além de Bruno Henrique e Vitinho, o zagueiro Gabriel Noga e o atacante Rodrigo Muniz, que fazem parte do elenco da base, mas estiveram integrando o time principal, também testaram negativo os novos exames. Anteriormente os atletas também tinham sido diagnosticados com Covid-19.

 

Até a semana passada 41 integrantes do clube tinham sido diagnosticados com Covid-19 desde a viagem ao Equador. Antes dos últimos exames, o time estava com 19 desfalques no time, o que ocaciou a tentativa de adiamento do jogo contra o Palmeiras no último domingo (28).

 

O jogo entre o Flamengo e Independiente Del Valle acontece nesta quarta (30), às 21:30, no Maracanã e é válido pela quinta rodada do Grupo A da Libertadores.

Adversário de Carlos Boi brinca em entrevista e diz que vai ser ‘Rei do Gado’ no duelo do UFC
Foto: Reprodução / Instagram @yorgan_decastro

Fã da cultura e de produções brasileiras, o lutador cabo-verdiano Yorgan de Castro será o adversário do baiano Carlos Boi no duelo do UFC do próximo sábado (3). Em entrevista para o Combate, ele contou sobre como a carreira mudou sua vida e comentou sobre novelas brasileiras, dizendo que será o “Rei do Gado’’ e vai botar “o Boi pra dormir”.

 

Inicialmente Yorgan se mudou de Cabo Verde para Portugal, onde começou a se envolver com o esporte e encontrou uma maneira de ajudar a sua família, que passava por situação difícil no país natal. Incentivado pelo tio, que via futuro no lutador, o atleta foi para Estados Unidos onde de fato investiu na carreira.

 

“Um dos meus tios me via no kickboxing e falava sempre que eu não iria ganhar dinheiro com aquilo. (...) Ele me incentivou a lutar jiu-jítsu, wrestling, aprender a defender quedas, tudo com o objetivo de entrar no UFC”, contou o lutador.

 

Yorgan tem um cartel de seis vitórias e uma derrota na carreira profissional e diz que a filha é hoje um grande incentivo para continuar esforçando. “Sempre que eu voltava para casa, via o sorriso e recebia o abraço dela, pensava que me daria forças para continuar e dar uma vida boa para ela. Porque tudo o que eu quero é isso, dar uma vida boa para ela que eu nunca tive”, declarou o lutador.

 

O cabo-verdiano ainda ressaltou que o duelo contra o baiano Carlos Boi será a primeira que vai permitir a ele trabalhar apenas como lutador e poder sustentar família unicamente com a carreira, sem depender de outros trabalhos.

 

Ao longo das experiências e dos países em que viveu, o atleta declarou que teve muito contato com brasileiros, admitiu que é fã da banda Raça Negra e que assiste novelas gravadas aqui no país desde pequeno, mas que, apesar de gostar muito do Brasil, vai ter que “botar o Boi para dormir”.

 

“Tenho muitos amigos brasileiros que fiz na churrascaria em Portugal, agora treino com brasileiros, tenho boa relação e gosto do país. Mas dessa vez vou ficar devendo, vou ter de botar o Boi para dormir. Vou ser o Rei do Gado”, brincou o atleta. 

 

Os pesos-pesados lutam no card principal do UFC no próximo sábado (3), na Ilha da Luta, em Abu Dhabi, às 23h30 pelo horário de Brasília. 

Terça, 29 de Setembro de 2020 - 17:48

Atlético de Alagoinhas vence jogo amistoso contra o Barcelona de Ilhéus

por Milena Lopes

Atlético de Alagoinhas vence jogo amistoso contra o Barcelona de Ilhéus
Foto: Divulgação / Atlético de Alagoinhas

Em amistoso realizado na tarde desta terça-feira (29), o Atlético de Alagoinhas venceu por 1 a 0 o Barcelona de Ilhéus jogando no estádio Carneirão, em Alagoinhas. 

 

O placar da partida foi definido ainda no primeiro tempo com gol do atacante Naian, garantindo a vitória do Carcará em casa. 

 

O time do Atlético jogou com time misto, dando oportunidade para os jogadores ganharem ritmo na Série D do Brasileiro, que teve início há dez dias. Enquanto para o Barcelona, a partida foi uma oportunidade de jogo treino em preparação para a disputa da Série B do Campeonato Baiano, a primeira competição profissional da equipe.

 

O Carcará perdeu na estreia da Quarta Divisão e venceu na segunda rodada. O próximo jogo do time seta nesta quinta (1), contra o Palmas, às 19h, também no Carneirão. 

 

O Barcelona continua se preparando para estrear na Segunda Divisão do estadual no dia 25 de outubro, às 15h, jogando contra Unirb, na casa do adversário. 

Arquibancadas do Parque Santiago são demolidas durante obras no CT do Galícia
Foto: Reprodução / WhatsApp

A Arena Parque Santiago teve sua arquibancada demolida nesta terça-feira (29) dando continuidade às obras do CT do Galícia. As instalações do clube irão passar por reformas e parte das estruturas estão sendo derrubadas para reconstrução desde fevereiro deste ano (leia mais).

 

A assessoria do Galícia confirmou em entrevista ao Bahia Notícias que as arquibancadas do Parque Santiago estão sendo demolidas pois fazem parte das mudanças projetadas para o CT e explicou que, por enquanto, as obras estão só no período de demolição. 

 

Os trabalhos estavam suspensos desde o dia 5 de março devido a pandemia e a previsão é que as melhorias nas instalações do Galícia sejam finalizadas em março de 2021.  

 

Por causa das reformas e problemas financeiros enfrentados, o clube desistiu da inscrição do time principal para a disputa da Série B do Campeonato Baiano deste ano (veja aqui). 

 

As instalações estavam sem receber atividades há cerca de seis meses devido às mudanças que estão sendo feitas local, mas reabriu parcialmente no início deste mês apenas para treinos do time de futebol 7, que vai disputar o Campeonato Baiano da modalidade, ainda sem data exata para começar. 

 

Com cinco títulos acumulados do Baianão ao longo de sua história (1937, 1941, 1942, 1943 e 1968) o Galícia é conhecido como “Demolidor de Campeões”.

Técnico do Vila Nova diz que equipe vai buscar recuperar pontos contra Jacuipense
Foto: Reprodução / YouTube TigrãoTV

O Vila Nova empatou jogando em casa na última rodada da Série C contra o Treze, mas o técnico Bolívar pretende recuperar o resultado na partida contra o Jacuipense na próxima segunda-feira (5). Disputando as primeiras colocações da tabela do Grupo A, o treinador do Tigrão avaliou os resultados que conquistou até agora disse a semana será de foco para fazer uma grande partida em Salvador. 

 

“É recuperar os pontos que a gente perdeu. A gente contava com uma vitória. Trabalhamos para isso, infelizmente não conseguimos o resultado”, comentou o técnico sobre a última rodada.

 

Avaliando os últimos jogos do time, Bolívar considera que o Vila Nova está atuando bem para garantir os resultados que vem tendo. “A gente venceu a partida anterior e venceu muito bem. Claro que quando o sistema defensivo é sólido, isso acaba chamando muito a atenção. Você destruir é mais fácil do que construir. Estamos trabalhando nisso, na jogada certa, na tomada de decisões. As chances surgiram, mas não fomos merecedores, pecamos nas finalizações”, explicou.

 

O Tigrão venceu três dos quatro jogos disputados em casa nesta temporada da competição. Enquanto nas partidas disputadas fora, o time perdeu uma e empatou três. 

 

Sem ter somado três pontos como visitante ainda, Bolívar acredita que a partida contra o Jacuipense em Salvador pode ser a primeira conquista . “É uma semana cheia de trabalho para que possamos fazer um grande jogo fora de casa”, declarou o treinador.

 

As equipes se enfrentam em Pituaçu, às 20h, pela nona rodada da Série C. O Vila Nova ocupa a terceira posição com com 13 pontos, enquanto o Leão do Sisal está na sexta colocação com dez pontos. 

Jacuipense e Vila Nova será apitado por árbitro do Rio de Janeiro
Foto: Divulgação / Athletico-PR

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) designou o árbitro Rodrigo Carvalhães de Miranda, pertencente ao quadro de arbitragem da Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Ferj), para apitar o jogo entre Jacuipense e Vila Nova. O duelo vale pela nona rodada do Grupo A da Série C e acontece na próxima segunda-feira (5).

 

Rodrigo Carvalhães de Miranda será auxiliado pelos assistentes Carlos Henrique Cardoso de Souza e Fabiana Nobrega Pitta. A dupla também é ligada à Ferj. O papel de quatro árbitro fica ao cargo de Josue Reis de Jesus Junior, enquanto Carlos Alberto Souza Vila Nova será o analista de campo, ambos pertencem aos quadros da Federação Bahiana de Futebol (FBF).

 

Jacuipense e Vila Nova-GO se enfrentam a partir das 20h, em Pituaçu. O Leão Grená é o sexto colocado com 10 pontos, três a menos do que o time goiano, que aparece na terceira posição.

Terça, 29 de Setembro de 2020 - 14:15

Livros sobre futebol em PDF que você precisa ler

Livros sobre futebol em PDF que você precisa ler
Foto: Pixabay

Se tem uma coisa que podemos afirmar sem nem pensar muito sobre a internet é a democratização do acesso à informação e conteúdo de todos os tipos. Claro que ainda há muito atraso para tirar em relação a essa acessibilidade, mas a verdade é que hoje é mais fácil do que jamais foi antes.


Quando o assunto são livros, um formato que modificou a forma como produtos são consumidos online foi o PDF, que desde então se estabeleceu como a terminação mais importante para arquivos de texto. Mais confiável do que o .txt e o .docx, logo se tornou um favorito para compartilhamento seguro, por ter opções tanto editáveis quanto não-editáveis.


Um programa que pode ajudar demais na hora de consumir esses e-books em PDF é o PDFelement, que oferece algumas funções mais interessantes do que a simples leitura, como por exemplo dividir PDF em páginas. 


Um dos assuntos pelo qual o brasileiro é mais apaixonado – e nada indica que deve mudar – é o futebol. Da mesma maneira que a internet permitiu novas formas de ler, também permitiu novas formas de consumir o esporte em todas as suas vertentes: assistindo jogos, debatendo, torcendo, acompanhando e até mesmo interagindo. 


Considerando, portanto, a vantagem do formato e a democratização do acesso a livros e textos em geral por conta da internet, nada mais justo do que fazer uma lista com alguns livros que estão disponíveis em versão PDF e que são essenciais para qualquer um que ame futebol e queira estar por dentro de passado, presente e futuro do esporte mais popular do mundo.
 

Livros digitais imperdíveis sobre futebol 
Através do leitor PDFelement é possível acessar alguns dos maiores livros sobre futebol disponíveis no mercado brasileiro – todos em português, claro. Se você dominar a língua inglesa, aliás, não deixe de explorar o mercado editorial, que é vastíssimo.


Veja a seguir, então, alguns dos livros mais importantes sobre esse esporte tão querido em todo o mundo, mas que é, indiscutivelmente, especial acima da média para o brasileiro.

 

1. O Negro no Futebol Brasileiro – Mário Filho, 1947
Não há como fugir: se estamos falando de literatura e de futebol brasileiro na mesma frase, citar o clássico “O Negro no Futebol Brasileiro”, de 1947, é indispensável. Escrito por ninguém menos que Mario Filho, que simplesmente dá nome ao Maracanã, esse é provavelmente o livro mais importante sobre futebol do Brasil – e já falava do negro em campo numa época em que nem Pelé tinha surgido ainda. Essencial.

 

2. Febre de Bola – Nick Horny, 1992
Se o brasileiro ama futebol, o inglês não fica muito atrás. No livro de Nick Horny, fanático torcedor do Arsenal, de Londres, o leitor recebe a visão do autor sobre como a paixão pelo futebol influencia seu dia-a-dia, momentos marcantes da sua vida, bons e maus, e a importância que o amor por um clube exerce sobre personalidade, círculo social e estilo de vida de quem está na arquibancada. 

 

3. Futebol & Guerra — Andy Dougan, 2001
Falar em história do futebol é um termo amplo, e pode se referir tanto à criação dos times no século XIX, em meio aos operários, e também a grandes momentos de Copas do Mundo, por exemplo. Andy Dougan, porém, explora um lado belo, ainda que triste, do esporte: sua relação com a guerra. Tratando especificamente do lendário time do Dínamo de Kiev quando da invasão nazista, na Segunda Guerra Mundial, o livro traz uma história incrível de resistência e paixão que só o futebol é capaz de proporcionar. 

 

4. A Pirâmide Invertida — Jonathan Wilson, 2008
Poucos autores de futebol modernos estão no nível de Jonathan Wilson, autor que, entre outras obras, biografou o lendário técnico britânico Brian Clough e escreve para o gigante jornal The Guardian. A obra de 2008, “A Pirâmide Invertida”, é um verdadeiro mergulho na história das táticas do futebol, e conta 150 anos de evolução nas estratégias de jogo até os dias de hoje. Pode parecer muito técnico, mas é uma leitura pensada para todos.

 

Conclusão
Usando um leitor como o PDFelement e explorando recursos como extrair páginas PDF com ele, o leitor tem acesso a um universo deliciosamente vasto de literatura de futebol, a qual apenas começamos a arranhar a superfície nessa lista de sugestões.


Se você gosta de ler e ama futebol, aproveite que os tempos e tecnologia permitem reunir todas essas e várias outras obras no formato e-book, sem os problemas de espaço e peso da versão física, e mergulhe em histórias que vão mudar sua forma de encarar os 22 caras e uma bola num capo. 

Terça, 29 de Setembro de 2020 - 13:30

Após cumprir suspensão, Mauri reforça o Jacuipense diante do Vila Nova

por Leandro Aragão

Após cumprir suspensão, Mauri reforça o Jacuipense diante do Vila Nova
Foto: Enaldo Pinto / Ag Haack / Bahia Notícias

O Jacuipense terá o reforço do meia Mauri para o compromisso diante do Vila Nova, marcado para a próxima segunda-feira (5), pela nona rodada do Grupo A da Série C. O jogador cumpriu suspensão automática pelo terceiro cartão amarelo e desfalcou o Leão Grená no empate em 3 a 3 com o Santa Cruz, nesta segunda (28), no Arruda.

 

Dos 18 jogos oficiais do Jacuipense na atual temporada, Mauri participou de 16 compromissos, sendo 15 como titular. No desafio desta segunda em Pernambuco quando não contou com o camisa 11, o técnico Jonilson Veloso optou por escalar o atacante Thiaguinho para começar a partida.

 

Jacuipense e Vila Nova medem forças a partir das 20h, em Pituaçu. O time de Riachão do Jacuípe ocupa a sexta posição na tabela de classificação com 10 pontos. Com três a mais, a equipe goiana é a terceira.

Histórico de Conteúdo